Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Mathito em Qui Ago 06 2015, 10:12



- Ora, mas é galanteador. Então entre, topetudo! - a velha ficou a espera das visitas.

Os jovens, após recolher os Pokémon, passavam pela porta, que foi fechada de supetão sozinha, ou melhor, pelo Fantasma. O casebre era pequeno porém confortável. O que lhes intrigava era a variedade de fracos coloridos e potes sujos, que pareciam cheios. Todos os móveis eram de madeira e não havia tecnologia. Um sofá com pele de um Pokémon desconhecido juntos com cabeças de Fields, estavam empilhados na parede como molduras. Na cozinha, um enorme fogão à lenha. Ao menos de onde eles estavam era o que deveria ser.

Devagar, a senhora de certa idade foi até a cozinha e pediu para que eles se aproximassem e pegar um banco que ela ia lhes contar uma história.

Off:
Custa avisar que vai se ausentar? u.u

_________________

avatar
Mathito
Estagiario de Moderação
Estagiario de Moderação

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Lelê em Qui Ago 06 2015, 14:08

- Mas é claro, meu bem, por você, já fico deitado esperando - Falou Dandy, naquele seu estado pós-medo, após levar um cagaço com a porta fechando ''sozinha'', típico do homem.

Ton Jravolta, ainda mantinha-se desconfiado, em comparação a Paluwski, o colorido treinador era atento as coisas e nada idiota, porém havia de se manter cauteloso, dando breves cutucões no amigo vez ou outra.

- Dandy, fica esperta, cabeção - Disse o parceiro, ainda em pé, pois acreditava que seria melhor para fugir dali naquela situação - Isso aqui cheira a treta.


[OFF] Se é pra sumir, sumo com estilo. Direito a fumaça e sem despedidas.
avatar
Lelê
Banido
Banido

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Mathito em Sab Ago 08 2015, 22:03


Após uma breve conversa sobre a desconfiança do grandão, eles se voltaram para a velha e, com Travolta de pé, logo ela começava:

Há tempos que habita, na floresta sinistra
Uma criatura medonha, muitas vezes estranha
Atravessa a mata, tantas vezes a pasta.
Ela descobriu o fogão, que na verdade era uma panela gigante e estava brilhando em roxo florescente. Tacou uma areia branca que fez o líquido roxoso formar uma nuvem com uma silhueta monstruosa destruindo árvores por onde passava.

De pelo e de carne, como homem como bicho
Ele vem e destrói com suas garras e devasta com os moradores da área.

Mais areia foi jogada e imagens de Pokémons voaram para longe do monstro.

O julgamento virá quando o heróis de cabelos pontudos chegar
Em seu reinado de trevas e assombração
Um fim dará nesta situação...
Então com a chegada de um humano com a cabeça parecendo uma coxinha, a imagem explodiu e a caldeira se acalmou.

A cava da velha se pacificou e sua expressão dizia: "Vê?"

off:
Tenha mais paciência amorzinho. Eu estava querendo criar uma profecia e-e

_________________

avatar
Mathito
Estagiario de Moderação
Estagiario de Moderação

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Lelê em Dom Ago 09 2015, 00:11

[OFF] Sou impaciente mesmo, kirida. Mas eu te amo ainda, tá béin?

- Ok, não entendi, fia -
Disse o topetudo, direto, sem gaguejar, convenhamos é o todo confuso Paluwski.

- Ai, ai, Dandy -
Disse o parceiro, aproximando-se da velha - Desculpe o meu amigo ali, mais o brother não é tão esperto assim, no geral, ele é burro, mas é uma boa pessoa.

O treinador de blackpower dirigiu até ficar bem perto da velhinha, agachando-se para ficar cara-a-cara devido a sua altura gigantesca, respirou fundo e falou.

- A gente até ajuda e tudo mais, mas ''nozé'' quer informação pá isso, tá ligada? Que baguio loko de monstro é esse?
- Gesticulava com as mãos, esperando uma resposta mais precisa, balançando-as de um lado para o outro - É um pokémon?
avatar
Lelê
Banido
Banido

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Mathito em Dom Ago 09 2015, 10:34


A velha já estava pegando uma colher de pau para dar na cabeça do topetudo quando o grandão se aproximou explicando os encargos. Ao perguntar sobre mais delas ela respirou fundo e disse:

- É uma profecia. Se eu tentar interpretar e disser o que acho, não há como ter certeza se estou certa. Mas uma vez eu vi ele separar um grupo de amigos. O que houve depois é um mistério... Ainda bem que vocês estão juntos ainda.

A velha senhora deu mais uma olhada no que poderia ser a salvação daquela floresta e pediu aos céus que estivesse certa daquilo.

off:
Amg vc é falsa assim ou fez curso?

_________________

avatar
Mathito
Estagiario de Moderação
Estagiario de Moderação

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Lelê em Dom Ago 09 2015, 11:34

[OFF] Fiz curso no SENAI, sua dlç.



Os dois amigos se entreolharam, uma, duas, três vezes, Dandy ergueu a sobrancelha esquerda e Jravolta ergueu a direita, fora naquele momento em que ambos se tocaram, eles haviam sidos separados de Johnny e alguns de seus outros pokémons. Em resumo, o topetudo loiro esta ''fodido'', no literal sentido da palavra.

- Ern... Dandy?
- Disse Jon, encarando o parceiro, agora um pouco curioso e preocupado.

Paluwski colocou ambas suas mãos nos joelhos, aperto-os e levantou-se tão rápido que a cadeira aonde estava sentado ia para trás.

- MEU SANTO CATERPIE! EU PRECISO ACHAR MEUS POKÉMONS DE VOLTA! VELHA, CADÊ SÁ COISA PRA EU MATAR LOGO E SAIR DAQUI? FALA VÉIA, FALA, CACETE!
- Dizia, preocupadíssimo, enquanto botava suas mãos nos ombros da velha senhora, a balançando freneticamente - DESEMBUCHA MULHER!
avatar
Lelê
Banido
Banido

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Mathito em Seg Ago 10 2015, 22:55


Após a repentina loucura de Dandy, o Haunter apareceu entre ele e a mulher e atravessou seu corpo impedindo de tocar na velha senhora. Esta se manteve intacta enquanto esperava o garotão se acalmar para então dizer:

- Se eu soubesse o que fazer já teria feito seu IDIOTA! Mas isso está além dos meus poderes. Você deve ser encontrado por ele, então já sabe o que deve fazer. Não tenha medo. Faça dele seu aliado e o uso contra seu inimigo. Aprenda! E vá, tenho que cagar.

Eles foram meio que enxotados da casa pelo Fantasma que já esperava na porta. Tinham que correr contra o tempo se quisesse salvar o amigo e principalmente os Pokémon que não podiam voltar para suas Pokébolas.


_________________

avatar
Mathito
Estagiario de Moderação
Estagiario de Moderação

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Lelê em Seg Ago 10 2015, 23:22

Ambos eram enxotados para fora da residência de forma brusca pela velha e seu fantasma, um pouco confusos ainda, Dandy e Ton se encaravam por alguns breves segundos.


- Beem, então brôu, vamos lá? -
Disse Jravolta, esperando uma resposta.


Antes que o ''negrão'' pudesse pensar, Dandy já estava lá na frente, caminhando e gritando feito um retardado, esperando que alguma coisa aparecesse de repente e o poupasse de seu trabalho.


- VEM MONSTRO VEM! TENHO WHEY AQUI PRA TU! -
Berrava Paluwski, fazendo gestos obscenos, esperando ser notado, enquanto era seguido por seu parceiro que apenas mantinha uma distância segura, mesmo ele sabia que mexer com o topetudo quando seus pokémons estão em risco não era exatamente uma boa ideia, ainda mais quando estes corriam algum tipo de perigo eminente ou desconhecido.
avatar
Lelê
Banido
Banido

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Mathito em Qui Ago 13 2015, 16:25


Por mais que a ideia de Dandy em atrair o monstro falando em alto bom som não fosse das piores, eles ainda teriam que ir mais além no desconhecido para descobrir o que estava acontecendo ali.

- Fala demais! - alguém disse.

Algo passou rápido demais puxando a orelha de Dandy e gritando a mesma frase novamente. Mas que coisa seria aquela? O possível monstro?

_________________

avatar
Mathito
Estagiario de Moderação
Estagiario de Moderação

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Lelê em Qui Ago 13 2015, 21:18

- Mas que porra? - Disse Dandy, se estapeando todinho, por todo o corpo, cheio de medo, começando a tremer, procurava algo que faltasse feito louco, aquele pequeno toque somado aquela voz misteriosa fazia com que o homem quase tivesse um ataque cardíaco.


Enquanto isso, Ton só observava lá de trás, tentando entender o que levava ao amigo se movimentar de forma tão estranha. - ''O que ele estaria fazendo ali?'' - Pensava o treinador de blackpower, preocupado com a reação do amigo, elevava a voz e gritava.


- Ei, Dandy! Tá tudo bem, muleque? - Disse em alto e bom som.
avatar
Lelê
Banido
Banido

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Mathito em Sex Ago 14 2015, 22:24


Após sentir calafrios e tudo mais, o rapaz tremia a procura de algo que lhe pudesse estar faltando mais encontrava tudo em ordem. Ton perguntava em vão, pois Dandy estava preocupado em ter medo.

Logo, uma risada escandalosa seguida de palavras com um tinido agudo que chagava a irritar.

- HAHAHAHAHA Além de falar alto, é feio e maluco hahhahaha, nunca que você será o "herói" que a bruxa espera.

Quem dizia era uma garota com roupas coloridas e chamativas no alto de uma árvore com um Voador no ombro. Este se alimentava de uma berry. A menina catou uma da árvore e fez o mesmo.

_________________

avatar
Mathito
Estagiario de Moderação
Estagiario de Moderação

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Lelê em Sex Ago 14 2015, 22:41

- Herói? Herói é o cacete, minha filha. E feio? Feio é seu pai, aquela Jynx enrustida! - Gritava Dandy, virando-se completamente para a garota, apontando o dedo indicador direito contra esta - Antes eu só queria sair daqui com meus pokémons! E talvez um Slakoth - Murmurava a última parte - MAS AGORA EU VOU É DESCER O TOPETE NESSA TUA ROUPA COLORIDA DE DRAG QUEEN!


Paluwski então sacava uma de suas pokébolas, mais especificamente uma velha e meio enferrujada, e todos sabíamos bem qual pokémon estava nela, o velho e adorado QT.


- QT! TÁ NA HORA DA VINHA, MULECÃO!
- Berrou o treinador, jogando a pokébola para o alto e então liberando o pokémon de grama - METE O PAU! METE SLEEP POWDER ATÉ DIZER CHEGA, METE MESMO, QUE EU VOU PEGAR ESSA GURIA E ESPANCAR COM TUDO!


Ao longe apenas Ton observando uma briga miserável entre um homem adulto que deveria ser responsável e maduro, mas que agia de forma totalmente infantil, xingando e provocando uma menina pequena que havia apenas feito alguma brincadeira. Jravolta apenas balançava a cabeça negativamente, levando a mão direita a testa, decepcionado.
avatar
Lelê
Banido
Banido

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Mathito em Sab Ago 15 2015, 10:46


A moleca se divertia com as trapalhadas de Dandy, o homem menino.

Assim que, furioso, chamou QT para uma batalha, a menina se ergui do galho e ria para sua ave como se dissesse "Sério?! Um Grass?". Então ela entrou na briga apontando na direção do oponente.

- Ha, que idiota! Taillow, mostre sua velocidade e força. Confunda-os com Double Team e Aerial Ace!

A ave, mais veloz e agindo como se fosse especialista. Sua velocidade era tanta que pareciam que tinham dois dela... Não, quatro ou seis! Sim, eram seis aves. Com a velocidade que conquistava e usando ótica, a taillow fazia dela uma arma de mais cinco clones. Tangela teve medo, quase tanto quanto Dandy na cena da cabana, mas se manteve firme e soltou os esporos na direção da horda. Infelizmente para os rapazes a ave era mais esperta e voou para longe. Quando tudo se acalmou eis que deviam ter medo. Com as asas parecendo lâminas afiadas, os seis Voadores desceram do céu da floresta rasgando o ar e cortando através do corpo do Grass. Por mais que somente o quarto pássaro ter acertado, QT sentiu cada um dos anteriores.

O Grass se ergue com auxílio das vinhas e mais uma vez tentou os esporos. Desta vez atingiram dois, mas eram clones, pois permaneciam em pleno voo...

- Achei que você era mais fraco. Não seja por isso. Taillow use Focus Energy e continue mais uma vez com Aerial Ace!


Pokémon:
+5 clones
Trait:
Guts

lv 21 Taillow


48/48
lv 29 Tangela


69/77
Trait:
Chlorophyll
QT:
Normal

Campo: Área aberta com mata baixa em volta.

_________________

avatar
Mathito
Estagiario de Moderação
Estagiario de Moderação

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Lelê em Sab Ago 15 2015, 16:54

Era uma situação difícil, realmente difícil para Dandy, mas não era uma desvantagem total, por sorte, Tangela possuía um ''stats'' de defesa brutal, o que compensaria os riscos contra ataques físicos, por enquanto, mas o homem sabia que cedo ou tarde, se não revidasse, toda sua resistência seria em vão, contando com isto, o homem primeiro teria que se garantir para que seus ataques começassem a serem destrutivos quando tomasse a ofensiva, porém, antes de tudo teria que adormecer aquela ave, a qual era rápida demais para ser acertada por um ataque do pokémon grass.


- QT! Use Growth para dar uma alavancada e em seguida, firme bem os pés no chão e esperem eles se aproximarem o máximo no próximo Aerial Ace! - O topetudo havia se acalmado, comparado ao começo da luta, já não estava todo naquela vibe de pura raiva, respirou fundo e disse, finalizando os comandos - Não use Sleep Powder em um ponto só, só espirre pra todos os lados descontroladamente quando eles aproximarem, se não conseguir fazer ele dormir, tente afasta-lo no mínimo.


Durante a batalha, Jon Travolta que observava a situação ao longe, vendo a batalha pendendo para a garota, que ria e abusava de seu adversário, acreditando estar na vantagem total, novamente ele sabia que aquilo, provavelmente acabaria com a vitória de Dandy, porque apesar do treinador estar usando QT, ele ainda tinha Luxray, um pokémon que acabaria com aquela simples ave em alguns segundos.
avatar
Lelê
Banido
Banido

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Mathito em Dom Ago 16 2015, 21:18


Com boas estratégias montadas, só restava as colocar em prática.

Taillow e seus clones focavam a energia de um turno inteiro e miravam no Grass que absorvia tanta energia quanto podia. Quando a ave estava pronta, QT havia de estar também. Eis que Taillows começavam a atacar e Tangela jorrava esporos para todos os lados como um espanador empoeirado. Foi visível que ele tinha levado o golpe, pois foi arrancado do chão, mas as aves que riam nos céus, aos poucos iam descendo. A verdadeira caiu no sono e os clones não souberam o que fazer a não ser sumir.

A menina que ainda estava na árvore gritava para que sua Pokémon levantasse.


Pokémon:
Slept
Trait:
Guts

lv 21 Taillow


48/48
lv 29 Tangela


57/77
Trait:
Chlorophyll
QT:
+1 Atk; +1 Sp. Atk.

Campo: Área aberta com mata baixa em volta.

_________________

avatar
Mathito
Estagiario de Moderação
Estagiario de Moderação

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Silencio meus lábios, pra cantar uma canção, meu bem - VII

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum