Rote 121 - Todos contra o tempo

Página 2 de 12 Anterior  1, 2, 3, ... 10, 11, 12  Seguinte

Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Sab Ago 15 2015, 19:46

Off:
Sem problemas Nerk, não tenho pressa nenhuma, até pq não to tendo muito tempo mesmo. =/




A proposta do Mathito foi um tanto simples, batalharíamos até que um dos Pokémon estivessem cansados o suficiente para batalhar ou não conseguissem terminar o combate. A primeira coisa que fiz foi analisar bem o Pokémon que meu amigo escolheu, era um Tropius, Pokémon conhecido por ter um tipo um tanto incomum, Fly e Grass, dois tipos que, em tese, eram completamente diferentes, mas que, naquele Pokémon, tinha uma sinergia extraordinária.

Heracross também tinha um tipo incomum, inseto e lutador, dessa vez eu não queria pensar muito em tipos, habilidades e qualquer outra coisa que pudesse definir uma batalha, por isso apenas comandei Heracross pedindo para ela ir com tudo. Para minha total surpresa, e de Mathito também, minha lutadora provocou sérios danos em Tropius no primeiro golpe, porém, o que apenas deu um up na batalha foi a rapidez de minha pequena em acertar um novo Night Slash e terminar aquele combate com um mínimo de esforço. Fiquei muito orgulhoso com a Heracross, corri até o Pokémon bebê e lhe acariciei a carapaça:

- Você foi ótima, não consegui acreditar que vi você batalhar daquele jeito, parecia que já havia travado muitas batalhas junto comigo! - A parabenizei, a pequena comemorou o fato de ter vencido e sorriu.

Fui até Matthew, que estava com seu Tropius, esbocei preocupação com o pequeno, mesmo sabendo que ele provavelmente estaria bem e fazendo apenas uma birra comum entre Pokémon bebê. Hippo apenas observava meu excessivo carinho com a Heracross, aos poucos se controlava em relação ao ciume que sentia de mim. Combee continuava em cima da minha cabeça, estava dormindo tranquilamente, mas aos poucos começava a doer, então o peguei no colo e fiquei esperando alguma de reação do meu amigo.
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Dom Ago 16 2015, 08:22


Meu coração quis parar a batalha no momento que escutou da boca de Daisuke o movimento ordenado. Eu não fazia ideia da força do Pokémon dele. Quando aquele besouro partiu para cima de Tropius foi difícil continuar assistindo. Não esperei muito para ir até ela após o fechamento de turno.

"Eu disse bebês, não monstros" - foi o único pensamento que tive a respeito daquele Heracross.

- Tropius... - sussurrei ajoelhando perto à gandona e acariciando sua face e em seguida seu dorso - Eros, pega uma fruta azul que está na minha mochila por favor.

O Normal, atencioso e ativo como era, balançou o sininho em concordância para me ajudar. Auxiliaria ele caso pegasse a apricorn por engano e então explicaria que aquela fruta que pedi era uma Oran Berry. Parti a fruta no meio e tentei dar na boca de Tropius, pedindo para que me ajudasse e mastigasse devagar. Uma vez, quando Vaporeon não queria se alimentar, vi minha mãe dar a comida na boca dele e acariciar sua mandíbula estimulando o mastigar e depois fazia o mesmo na garganta para ele engolir. Tentaria o mesmo com meu bebezão caso ela não conseguisse sozinha.

Rebeka estava certa. Cuidar de bebês é algo extremamente difícil, mas é gratificante de um certo modo.

Após a cena da berry perguntaria se Tropius estaria bem para continuar o treinamento. Eu não sabia se era a melhor forma de incluí-la em batalhas sem que causasse traumas ou possíveis revoltas, mas foi assim com Cleffa, Eevee e Elekid... Mas cada qual tinha sua personalidade. Tropius podia ser a maior de todos, mas era a mais inocente e doce, até mesmo da Cleffa bobinha.
avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Dom Ago 16 2015, 14:28





Percebi que Mathito ficou um tanto sem reação com a nossa batalha, Tropius, apesar de ser um Pokémon meio robusto e forte, ainda era bem frágil crianção, diferente da minha Pokémon inseto, que tinha uma grande maturidade em batalhas. Combee despertou de seu sono e começou a me rodear, como ainda era pequenina, começou a brincar com minha mochila enquanto eu tentava pensar em alguma coisa para dizer ao meu amigo:

- Err.. Matt, o que acha de treinarmos com selvagens? - Disse, tentando acabar com aquele assunto de vez. - Vou usar Combee e seu cheiro doce(Sweet Scent) para atrair algumas criaturas, tudo bem?

Nessa hora, chamei Combee com as mãos, como um cão que anseia por seu dono a abelha veio até mim, pedi para Combee utilizar seu ataque Sweet Scent. Aos poucos a abelha começou a liberar um cheiro extremamente doce, aos poucos esse odor foi se espalhando. Eu poderia até estar sendo um pouco egoísta ao agir sem perguntar ao Mathito, mas seria uma boa forma de treinar nossos monstrinhos e encontrar as criaturas que se escondiam na rota...

avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Nerkon em Dom Ago 16 2015, 15:22

Off: Normalmente não dou HP por passarem de nível, mas vou dar dessa vez porque estão com HP cheio.



Apesar da derrota, Tropius não chegou a fazer birra quando seu treinador a alimentou com uma Oran Berry e em pouco tempo conseguiu levantar mais uma vez. Menos agradável foi a forma como a Pokémon evitou olhar para Heracross ou Daisuke de maneira bastante óbvia, assim como o fato de que ela sentia-se entristecida pela derrota. A gramínea definitivamente possuía um gosto amargo na boca, ao contrário da Pokémon vitoriosa, que praticamente dançou ao redor de seu mestre.

Por outro lado, nenhum daqueles problemas importou para Daisuke quando ele decidiu tentar interromper a situação por completo ao fazer uso do Sweet Scent de sua Combee. A Pokémon não demorou para começar a secretar um cheiro doce e similar ao do mel que era capaz de produzir. De certa forma, aquele aroma foi capaz de acalmar os nervos de Tropius, Heracross e até Mathew, mesmo que tal efeito fosse temporário. Demorou alguns minutos, mas eventualmente uma das árvores ao redor da clareira onde o grupo estava tornou-se a origem de alguns ruídos, os quais foram gerados por movimentação acelerada de algo em meio às folhas e galhos da planta.

Eventualmente surgiram duas aves pequenas. Um dos animais tratava-se do pássaro mais comum em toda Hoenn, uma andorinha de belas penas azuis nas costas e lado superior das asas, penas alvas na região da barriga e parte inferior das asas e pernas vermelhas que iam da testa até o pescoço. A segunda ave possuía praticamente o mesmo tamanho que sua colega, mas tinha uma aparência drasticamente diferente, com penas alaranjadas por toda a cabeça e penas de tom bege na região torácica, além de penas que formavam uma longa cauda que possuíam cores próxima ao marrom, com a exceção de uma listra branca na parte central da cauda. Ambas as aves voaram em direção de Combee duma forma bastante cômica, pois brigavam entre si por meio de tapas com as asas, bicadas e golpes com as garras, embora muitas vezes tais "ataques" nem sequer chegassem a acertar o alvo! Os Pokémon cessaram a disputa apenas quando olharam para Combee com olhos que expressaram tanta fome que mesmo os humanos entenderam perfeitamente o que os dois pássaros pensavam: Era a hora do almoço.

Heracross ganhou 70 de EXP e passou do nível 3 ao 4.
Tropius ganhou 105 de EXP e passou do nível 1 ao 2, perdendo 2 de felicidade pela derrota. Comeu uma Oran Berry.

♦ HPs e Status
• Heracross: 21/21 ☺
• Tropius: 16/16 ☺
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Dom Ago 16 2015, 16:25


Antes que eu pudesse dizer alguma coisa a Combee já usava o aroma doce como mel.

Dei um tapa na cara e pensei comigo mesmo "Claro, vamos atrair Pokémons selvagens para lutar com nossos bebês". Dai poderia até ser um ótimo treinador, mas ele não batia muito bem da cabeça. Eu já provava o que pensava. Duas aves apareceram e disputavam pelo alimento convencional, a abelha cheirosa como mel. Olhei para o cacho de Tropius e como ainda estava verde não tinha perigo das aves dispersarem os olhos para ela, mas eu não podia deixar que ele enfrentasse aqueles dois sozinhos.

- Eros, ajude a Combee usando Swift nos inimigos! Tropius, use Leech Seed para atrasar os Voadores!

Olhei sério para Daisuke e disse:

- Você está agindo sozinho de novo! Não lembra o que te disse sobre confiança, cara?! Amizade significa alguma coisa pra você?

off:
Local depois de Petalburg e antes de Fortree: Rota 102 - pokemyrpg.forumeiros.com/t14901-rota-102-reescrevendo-toda-hoenn
Eu tinha pedido para substituir Growl por Swift.
avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Dom Ago 16 2015, 17:07




Certa vez ouvi minha mãe dizendo que devemos conservar os amigos, e eu definitivamente não estava fazendo isso, desde que chegamos em Hoenn eu tinha tomado algumas decisões precipitadas. Por outro lado, uma coisa que meu pai dizia antes de sair pelo mundo afora veio como uma luz no fim do túnel, "Lembre-se Daisuke, para se tornar forte alguns sacrifícios precisam ser feitos, não importa o motivo, siga sempre seus ideais". Eu estava seguindo meus ideais não? Eu realmente não tinha entendido o porque dele se enfurecer tanto assim, tínhamos batalhado numa rota onde os Pokémon eram os verdadeiros chamarizes.

- Mano, estou apenas seguindo meus ideais... Confiança? Por que você sempre cita a maldita confiança? Você não confia em mim não é? Até parece que tudo o que faço tem que ser controlado por ti.- Nesse ponto da conversa Combee estava se escondendo atrás de mim, resolvi não utiliza-la nessa batalha, deixando que Heracross tomasse conta da batalha. - Viemos aqui para encontrar Pokémon, não foi?

Me exaltei a ponto de falar coisas que eu normalmente não diria, Mimi com certeza não conhecia esse meu lado e eu não queria mostrar esse meu lado para ela. O sangue subia até a cabeça, eu estava tremendo de raiva, não sabia que uma escolha como essa faria Matthew nutrir tanta raiva. Heracross estava à frente, parecia bem concentrada, mas ainda assim tinha medo. "Heracross, Hippo e Combee estão olhando com medo... medo de mim?" Respirei fundo, tentei me controlar, mas, ainda tremendo, mandei Heracross atacar:

- Hera, me desculpe se te assustei. - Tentei falar mais controlado, mesmo que a voz ainda estivesse falhando. - Comece usando Night Slash no Pokémon andorinha, aquele com as penas azuladas. - Parei para analisar o outro monstrinho, era diferente, apontei a Pokédex e descobri seu nome, era um Fletchling, só que de coloração diferente, era um shiny. - Logo depois use Horn Attack para acertar o outro Pokémon, certifique-se de joga-lo no chão! 

Olhei para Matthew e resmunguei algumas palavras:

- Vamos no focar na batalha por enquanto, conversamos depois...

Algo me dizia que a futura conversa seria conturbada...
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Dom Ago 16 2015, 17:18


De início fiquei estático.

"Você não confia em mim não é?"

A cicatriz na minha bochecha ardia como se a dor daquela noite voltasse como fogo.

"Até parece que tudo o que faço tem que ser controlado por ti."

Meus punhos se fecharam e minha respiração falhou.

Ele estava mais preocupado em batalhar do que reparar o que disse? Ideias? Que ideais era aqueles que você tinha que passar por cima dos outros? Com quem eu estava viajando? Com que aquela menina estava ficando? Ela sabia daquele outro Daisuke? Egoísta e arrogante? Não me contive. Uma lágrima desceu do meu rosto tão rápido assim como minhas mãos empurraram Dai ao chão e, por cima dele, segurei firme sua camisa e gritei:

- AMIZADE É TUDO PARA MIM! - ergui o punho para lhe dar um soco, mas não consegui.

Eu soluçava. Não queria chorar mais. Não queria demonstrar fraqueza. Não queria fazer nada daquilo.
avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Dom Ago 16 2015, 17:42





AMIZADE É TUDO PARA MIM!

Aquilo ecoou por toda a clareira, fiquei meio tonto com a repentina ação do garoto, fui jogado no chão como numa batalha Pokémon, logo depois fechei os olhos esperando o soco vindouro, contudo ele não veio, aparentemente Matthew não teve coragem o suficiente para me bater, contudo eu não me segurei, aproveitei esses poucos segundos que Matthew teve de lucidez e lhe dei um soco.

- VOCÊ NÃO SABE DE NADA!!! NÃO SABE COMO É TER A CERTEZA DE QUE UM DIA PODE ESQUECER TUDO QUE VIVEU...

Parecia ser apenas blefe, mas o meu problema me forçava a dizer tais coisas, desde o acidente na Rota 35 nunca mais havia sido o mesmo. Eu vivia cada momento, eu queria aproveitar cada coisa que pudesse somar algo na minha experiência como treinador. Poderia ter sido um erro, mas eu nunca havia tocado no assunto com ele, poderia ser uma surpresa dizer que provavelmente eu poderia esquecer essa briga um dia... Junto com todas as lembranças tristes e felizes que eu havia vivenciado até então.

- EU NUNCA VOU PODER TER UMA AMIZADE DE VERDADE!

Depois daquele desabafo, me preparei para dar um novo soco no garoto. Pelo visto aquela briga duraria bastante tempo.
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Dom Ago 16 2015, 17:51



- Do que você ta falando? ELES TE AMAM. - apontei para os Pokémon do garoto - ELES SERÃO SEUS AMIGOS PARA SEMPRE... Eu queria ser...

Empurrei ele de novo e tomei fôlego, tirando o suor da testa e cuspindo no chão. Olhando para ele balancei a cabeça e ergui as mãos em rendição.

- Eu não sei se eu desisto de você ou se eu ignoro sua arrogância e tento compreender o que está acontecendo. Você ainda não sente que pode confiar em mim? Eu te dei as minhas costas e a cara a tapa. Eu faria qualquer coisa por um amigo. Eu mataria e morreria se fosse preciso.

Olhei para o chão e girei os olhos tentando fazer com que as lágrimas secassem antes de cair.

- Cansei de brigar com você...
avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Dom Ago 16 2015, 19:23




Aquelas palavras machucaram mais do que um soco, eu sabia dos meus Pokémon, eu tinha plena confiança neles, eu os amava mais do que tudo, Chi, Hippo e todos os outros eram meus companheiros, eu tinha uma amizade verdadeira com eles, mas naquele momento eu só tinha uma coisa a fazer, virei as costas e fui até a outra extremidade, Hippo me seguia com um pouco de medo, me aproximei dele e estendi a mão, ele deu alguns passos para trás, com medo.

- Hippo? - Me aproximei novamente, dessa vez o Pokémon não recuou. - Não tenha medo, Hippo, eu nunca faria mal algum para você. Combee, e você? - Notei o Pokémon estava chorando de medo, aquilo me fez engolir em seco, eu estava realmente sendo tão burro a ponto de assustar meus Pokémon. - Calma, não farei mal algum a você minha pequena.

Notei como eu estava sendo ruim, não só com Matthew, mas com meus Pokémon também. Não consegui me aguentar, algumas lágrimas caiam, não pelas palavras de Matthew, mas sim por meus Pokémon que estavam, nesse momento, com medo do que eu poderia fazer com eles. Me recompus, tentei me virar da melhor forma possível, engoli o choro e então me virei para ele, o cara que tinha visto o Daisuke que eu tentava tanto esconder. Ainda tremendo de raiva, medo e incompreensão, falei:

- Me desculpe... - Falei tão baixo que aquilo mais parecia um resmungo do que um pedido de desculpas. Eu estava errado, mas isso não queria dizer que eu teria que me humilhar na frente de quem começou tudo aquilo. - Te explico o motivo de ter falado aquilo depois dessa batalha. E... Acredite, eu já morri por uma amizade, e isso não é nada bom.

Disse, me referindo a situação com Jigsaw, a morte, conversa com Deus, o pequeno sacrifício que tive que fazer para manter Mimi viva(que, óbvio, não deu certo) e também da minha volta, a cicatriz e minha missão com o garoto no monte da lua. De uma coisa eu tinha certeza, nossa amizade não seria a mesma depois daquele "showzinho" vergonhoso que protagonizamos.   
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Nerkon em Dom Ago 16 2015, 22:14

Com uma completa falta de bom senso digna de crianças mimadas da pré-escola, Mathew e Daisuke foram os atores de uma prolongada troca de palavras com direito a soco e choro - mas não a beijo, surpreendentemente -, que chegou até mesmo a assustar os Pokémon do grupo, incluíndo aqueles que deveriam estar enfrentando Taillow e Fletchling, ambos os quais também brigaram entre si de maneira muito similar aos humanos, mas que a partir daquele momento se deixaram levar pela fome, pois não podiam ignorar o lanche com sabor de mel que estava tão próximo a eles.

Enquanto os treinadores discutiam, Tropius, Eevee e Heracross, ainda que visivelmente abalados pela briga entre seus mestres e afetados por Tropius e Heracross não se darem muito bem, posicionaram-se entre Combee e os dois pássaros, que perceberam que teriam de passar por cima do trio se desejassem ter uma refeição suculenta. Pondo suas diferenças de lado, os dois decidiram atacar sem piedade.

Como o Pokémon besouro e a bananeira eram pouco mais que bebês, não foi de se estranhar quanto ambos os pássaros voaram em alta velocidade sem dificuldades. Nenhum do trio foi capaz de parar Fletchling quando a ave colou as asas ao corpo e mergulhou, indo na direção de Heracross e desferindo um golpe de tamanho poder que deixou o inseto de joelhos e ofegante. Taillow entendeu aquele sinal bem e não enrolou quando chegou a hora de atacar, esticando as asas ao máximo e avançando na direção do Pokémon de Daisuke com o intuito de acertá-lo com seu Wing Attack. O besouro não aguentou o ataque, que a fez dar passos para trás antes de sucumbir às dores e cair no chão, desmaiada. Aquilo definitivamente chocou Tropius, que viu a Pokémon que a derrotou antes cair sem ter a chance de reagir. Eevee, no entanto, decidiu atacar e lançou uma série de projéteis brilhantes que acertaram ambos os pássaros, atirnado-os em confusão por tempo o bastante para a gramínea conseguir se recompor a tempo de lançar uma das sementes, que acertou Fletchling em meio à confusão.

Infelizmente, nenhum dos dois pássaros havia desistido ainda, tampouco haviam sido feridos a ponto de hesitarem em seus ataques. Fletchling novamente foi o primeiro a atacar de maneira que assustou até mesmo Taillow, confirmando de que sua habilidade tratava-se da raríssima - e muito valiosa - Gale Wings, e sem dificuldades o Pokémon avançou na direção de Tropius como uma lança, acertando-a com seu bico e assustando a gramínea com facilidade. Em seguida foi a vez de Taillow, que executou movimento similar àquele que fez antes, tendo como alvo a Tropius. O fato de que a Pokémon de Mathew havia presenciado aquele ataque causar tamanha dor a Heracross definitivamente afetou a Pokémon do tipo voador, que cambaleou para trás e foi uma vítima fácil do poderoso Wing Attack de Taillow, que a levou ao chão de imediato, sendo que desta vez a gramínea não aguentou e sucumbiu aos ferimentos, pois nem mesmo sua defesa natural a salvaria numa batalha contra adversários de nível muito maior. Eevee, novamente, agiu sem hesitar e lançou seu Swift, causando um bom dano na dupla de voadores. Apesar da força demonstrada pelo Eevee, o início daquele confronto não foi nada promissor.


Taillow:
Normal
Fletchling:
Leech Seed (-2 HP)
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Gale Wings

lv 18 Taillow


23/43
lv 16 Fletchling


13/41
lv 04 Heracross


0/21
lv 12 Eros


36/36
lv 02 Tropius


0/16
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Adaptibility
Trait 3:
Solar Power
Heracross:
K.O.
Eevee:
Normal
Tropius:
K.O.

Campo: Clareira larga e com bastante espaço para batalha. Solo plano, completamente coberto por capim e com a ocasional pedra ou flor espalhada pela área. Dia claro e bonito.
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Dom Ago 16 2015, 22:35


Tratei logo de ir ao encontro de Tropius e retornar a grandona para sua esfera enquanto, ainda ligado na batalha, percebia as reações do inimigo e ordenava logo em seguida para o lupino:

- Eros, prioridades! Prossiga com Swift e termine com outra rajada de Swift! - olhei para Daisuke que parecia querer se redimir. - Me da cobertura?

Aguardei que ele agisse como uma equipe. Combee ainda estava de pé e podia ajudar Eros de alguma forma.
avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Dom Ago 16 2015, 22:53

Fiquei mais aliviado ao ver que Matthew estava mais calmo, e eu, apesar de estar um pouco mal pelas minhas escolhas e palavras horríveis ditas para o garoto.

Peguei uma potion e dei a Heracross,  somente assim ela aguentaria a batalha até o Eevee do garoto terminar com as aves. Fiquei muito impressionado com o poder do pássaro de fogo.

- Combee, fique atrás do Eevee e o impulsione o Swift com Gust! Depois use Sweet Scent.- Depois olhei para Heracross e lhe comandei- Quando algum deles chegar perto use night Slash!!

Eu esperava que tudo desse certo,  afinal,  eram Pokémon muito poderosos aqueles dois pássaros.
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Nerkon em Ter Ago 18 2015, 19:49

Off: Exp no próximo post.

Enquanto Daisuke aproveitou o pouco tempo que tinha para borrifar sua Potion em Heracross, ambos os garotos - assim como seus Pokémon - sentiram um cheiro ruim, mas que não parecia vir de algum lugar em específico. Talvez fosse apenas algum Pokémon das redondezas usando tal cheiro para se defender de um agressor, mas ainda assim a dúvida quanto à origem daquilo perdurou na mente dos jovens.

Uma vez que a atenção foi trazida de volta à batalha, foi facilmente percebível a felicidade de Fletchling e Taillow quando viram que Combee se envolveria com o confronto - afinal, aquela pobre Pokémon era um alvo ainda mais fácil que Tropius ou Heracross. Sem perder tempo, o pássaro de Kalos continuou com a luta já executando uma série de movimentos que arruinou o plano da dupla de treinadores. A ave alaranjada, por meio de sua habilidade, conseguiu iniciar um voo em alta velocidade cujo destino foi justamente a Pokémon abelha. Sem ter como se defender, Combee sofreu uma série de bicadas cujo resultado imediato foi o nocaute do inseto, que caiu ao lado de seu treinador sem ter condições de continuar a lutar. Heracross pode até ter tentado vingar seu aliado, porém a situação foi tão rápida que o bebê do tipo lutador não conseguiu atacar a tempo.

Em seguida, foi a vez de Taillow atacar e o Pokémon voador o fez com maestria. Sem dificuldades, a ave voou na direção de Eros e o acertou com seu Wing Attack, causando dano considerável. Apesar disso, a pequena raposa conseguiu se recompor a tempo de lançar um terceiro Swift, que acertou ambos os adversários com facilidade e, para o agrado de seu mestre, fez Fletchling começar a cambalear durante o voo, ainda que o pequeno pássaro não tivesse desistido de lutar.

E o Pokémon de Kalos definitivamente não pretendia desistir tão facilmente. Com seu Gale Wings ainda capaz de entrar em efeito, Fletchling foi até Heracross e o acertou com uma série de bicadas. O Pokémon de Daisuke viu nessa situação a chance para finalmente nocautear Fletchling e ergueu os braços com o intuito de executar sua técnica. O ato foi feito sem dificuldades e, perante a força de Heracross, Fletchling finalmente sucumbiu aos ferimentos e caiu no chão. Taillow, no entanto, não pretendia simplesmente assistir a cena sem agir e logo mergulhou em direção ao Pokémon de Daisuke, encerrando sua comemoração com um Wing Attack que a nocauteou pela segunda vez naquele confronto. Por outro lado, Eros viu o nocaute de um dos pássaros inimigos como a oportunidade para concentrar seu Swift em Taillow e o fez, tendo como resultado um ataque mais forte que os anteriores e finalmente causando o nocaute total do pássaro remanescente, trazendo um fim à batalha.


Taillow:
K.O.
Fletchling:
K.O.
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Gale Wings

lv 18 Taillow


0/43
lv 16 Fletchling


0/41
lv 04 Heracross


0/21
lv 12 Eros


25/36
lv 01 Combee


0/12
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Adaptibility
Trait 3:
Honey Gather
Heracross:
K.O.
Eevee:
Normal
Combee:
K.O.

Campo: Clareira larga e com bastante espaço para batalha. Solo plano, completamente coberto por capim e com a ocasional pedra ou flor espalhada pela área. Dia claro e bonito.
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Ter Ago 18 2015, 20:58




A batalha foi bem exaustiva, Combee e Heracross novamente caíram diante da força dos Pokémon voadores, fiquei impressionado com a força do Pokémon voador da outra região, além de ter a coloração diferente, ainda era muito poderoso, mostrando toda a sua força ao nocautear Combee sem muitos problemas. Tive que levar em consideração que a pequenina Combee ainda era nova e nunca tinha batalhado, me senti um pouco mal por tê-la forçado uma batalha daquele modo.

Olhei bem ao redor e notei que o único que estava em pé era Eros, o pequeno Eevee era tão poderoso que conseguiu aguentar todos os golpes dos Pokémon voadores e ao mesmo tempo deixa-los muito enfraquecidos. Vi que o pássaro de fogo estava caído ao chão sem forças, assim como os outros Pokémon, contudo, me foquei totalmente no voador, olhei para Matthew disposto a lhe contar toda a história da rota 35, se, uma amizade era totalmente baseada em confiança, eu deveria confiar no meu amigo.

Peguei uma pokébola avermelhada e lancei no pássaro, não pensei muito antes de lançar a ball, tinha um objetivo bem claro na mente. Esperei para ver qual seria o resultado da captura, se caso desse algo errado, tentaria novamente com outra pokebola vermelha. Olhei para Matthew, que estava ao meu lado, não sabia muito bem o que falar, minha atitude de antes foi uma completa vergonha...

- Err... Bem, está sentindo esse cheiro? Parece que algo morreu por aqui. - Disse, tentando puxar assunto, não queria perder outro companheiro de viagem por mera mesquinharia. - E... Se quiser, podemos dividir esse Pokémon, trocamos vês ou outra e compartilhamos ele. Que acha? E agora, o que vamos fazer?

Fui correndo até Heracross com Combee no colo, a qual havia pego anteriormente. Acariciei ambos os insetos e os retornei, eles precisavam descansar um pouco para ficarem bons para uma futura batalha. Algo me dizia que aquela rota nos traria alguns problemas...
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 12 Anterior  1, 2, 3, ... 10, 11, 12  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum