Rote 121 - Todos contra o tempo

Página 6 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 10, 11, 12  Seguinte

Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Nerkon em Dom Set 13 2015, 23:45

Mathito

Os Pokémon do rapaz até tentaram, porém fracassaram em encontrar algo de anormal naquela sala, se é que realmente alguma outra presença chegou a estar naquele local. Depois de enviar uma mensagem por SMS para seu companheiro de viagem, Mathew entrou no quarto que havia visto antes, onde pôde analisar melhor o interior do aposento.

À princípio, o rapaz percebeu que o quarto era bem espaçoso, como esperado de alguém duma família rica. Além disso, havia uma porta próxima à que ele usou para entrar. A cama que ele viu antes encontrava-se próxima às janelas, com um criado mudo em cada um de seus lados, num dos quais estava um espelho velho, enquanto o outro possuía um jarro com uma planta murcha. O computador e sua escrivaninha estavam no lado oposto ao da cama, ao lado da "nova porta" que encontrou, enquanto o guarda roupa era localizado à direita do computador, mais perto da porta que levaria ao salão principal. O espelho visto antes estava logo ao lado do guarda roupa, acima de uma cômoda.

Um olha mais cuidadoso o permitiu encontrar uma caixa pequena encostada aos pés da cama, além de um livrinho com cadeado próximo ao computador. Não parecia haver mais nada de valor no quarto, mas uma grande quantidade de jarros de planta, papéis e quadros destruídos e espalhados por boa parte do quarto.


Kazehaya

Quando Daisuke tentou abrir a porta, ele percebeu que a mesma não queria abrir. Inicialmente ele tentou usar a força, pois era bem possível que a porta estivesse emperrada, porém após algumas tentativas a dedução mais provável era a de que a porta estava trancada.


Spoiler:

♦ HPs e Status
• Heracross: 0/31 ☻
• Combee: 10/18 ☺
• Tropius: 10/28 ☺
• Eevee: 29/40 ☺

♦ Mathew - Itens
• Penas de Fletchling x3
• Papéis: A; B.
• Livro - Contos e Mitos populares de Hoenn

♦ Daisuke - Itens
• Crucifixo
• Diário - Anabel
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Seg Set 14 2015, 11:53


Pelo visto o atual inquilino gostava muito de uma bagunça. Se a Lopunny da mamãe estivesse por aqui teria um ataque de nervos. Nunca vi Pokémon com TOC, mas ela era demais.

Enfim, após analisar rápido e depois quase topar com o baú aos pés da cama, encontro um livrinho com um cadeado. Talvez houvessem informações importantes contidas ali, só não sabia como abriria naquele instante. Nem Tepig ou Elekid teriam força, então chamei Feraligatr e coloquei a fechadura em um dos dentes e pedi para fechar com cuidado.

Sentaria na mesinha do computador para analisar as páginas do livro, quando tivesse conseguido romper a fechadura. Cada um dos três tinha uma missão. Tepig iria vasculhar o baú e as cômodas, Fera o guarda-roupas e Elekid fornecer energia para ligar o computador. Esperava que eles encontrassem algo útil ou diferente e que o elétrico aguentasse aquela velharia enquanto inicializava.

avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Seg Set 14 2015, 14:19




Aquela mansão mais uma vez pregava peças, ao chegar na quarta porta tentei abri-la, contudo ela se mantinha fechada. Fiz força para tentar abrir,  porém meus esforços foram inúteis e acabei apenas conseguindo uma dor irritante no ombro.

Pensei em usar meus pokemon, porém nenhum deles era forte o suficiente. Apenas heracross tinha força o suficiente para abrir aquela porta sem se machucar,  por isso a chamei para fora, ela estava sem forças,  mas felizmente eu tinha um biscoito. O peguei na mochila e lhe ofereci:

- Hera, tome, vai melhorar!

A pokemon besouro o comeu com gosto e aos poucos foi ficando mais forte, apontei para a porta e lhe instruí que fizesse força para abri-la. E, caso somente a força não fosse o suficiente que usasse o seu ataque mais poderoso(night slash) para quebrar a fechadura.

Olhei meu celular e vi que Matthew havia me mandado uma mensagem, prontamente lhe respondi:


mensagem escreveu: Hey Thito.

Bom, estou explorando alguns quartos,  mas até agora não encontrei nada de diferente. .. Expero conseguir alguma informação sobre o pássaro!


Caso Heracross obtivesse êxito,  eu iria adentrar o lugar e explorar tudo com muito cuidado.  Pedindo para que os três pokemon me ajudassem.

Off: postando pelo celular,  perdoe qualquer erro.
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Nerkon em Ter Set 15 2015, 14:23

Mathito

Sem dificuldades, Feraligatr conseguiu quebrar a tranca do diário e logo Mathew pôde ler o conteúdo do objeto. Apesar da primeira página estar em branco, as seguintes possuíam conteúdo.

Diário escreveu:[Segunda página]

12/05/1998
Hoje eu me sinto bem o bastante para começar a escrever. É assim que se escreve num diário? Nunca precisei de um antes, mas aquela garota que meu pai trouxe para a mansão me recomendou começar a escrever em um. A qual evento estou me referindo? Talvez eu coloque na próxima vez que eu escrever aqui, se isso acontecer ao menos acontecer.

Ah, acho que eu deveria no mínimo me apresentar, sou Marianne.

[Terceira página]

14/05/1998
Hoje completam 60 dias desde que minha irmã morreu. Os médicos disseram que era uma doença incurável, mas meu pai insiste que existia uma cura. Não sei em qual deles devo acreditar, mas sei que, por mais que ele me rejeite, ele é uma autoridade no assunto e amava minha irmã mais do que tudo no mundo. A morte de minha única confidente também não me deixou em paz até agora. Sabe, viver longe da cidade significa que eu nunca tive com quem conversar além de minha irmã e eu duvido que Anabel ou aquele homem tenham sido contratados para me ajudar. Não acho que sou uma má filha, mas meu pai nunca gostou de mim e ser sua única filha não deve ter sido o suficiente para fazê-lo me amar.

15/05/1998
Hoje conversei um pouco com o novo mordomo. O nome dele é Philippe e ele é de Kalos, assim como minha família. Isso significa que Anabel também é de Kalos?

[Quarta página]

16/05/1998
Acho que estou me acostumando mais com essa de diário, talvez qualquer dia eu te conte melhor a história de minha vida. Hoje foi um bom dia, apesar de tudo, Philipee e Anabel são bastante amigáveis e me dão bons conselhos, mas meu pai aparece cada vez mais raramente em casa. Às vezes eu também não encontro os dois empregados mais novos. Karol disse que eles são mais qualificados do que parecem e também trabalham como assistentes de meu pai. Isso é bem impressionante.

A leitura do diário foi interrompida quando Elekid encontrou todas as tomadas do computador e tentou fornecer energia, ato que causou uma pequena explosão no gabinete da máquina, a qual desligou logo em seguida e começou a expelir fumaça e poeira. Aparentemente o Pokémon havia usado energia demais para tentar ligar uma máquina tão velha e empoeirada. Tepig, enquanto isso, falhou completamente em abrir o baú e as cômodas, pois não possuía dedos ou a altura necessária, enquanto Feraligatr tentou investigar o guarda-roupas, sem encontrar algo que o tenha feito chamar a atenção de Mathew.


Kazehaya

Depois de dar um biscoito altamente nutritivo para Heracross, Daisuke se afastou e assistiu enquanto a Pokémon inseto usou seu Night Slash para romper a tranca da porta, causando um enorme barulho e fazendo a maçaneta ir ao chão e rolar até os pés do treinador. Um segundo após tal evento, o rapaz sentiu calafrios e a sensação de que estava sendo observado, porém não encontrou nada de anormal no corredor.

A sala para a qual o jovem havia acabado de ganhar acesso, no entanto, estava completamente vazia e possuía uma atmosfera sufocante. Do lado oposto ao da porta que Heracross havia acabado de abrir existia uma outra porta, enquanto algumas janelas estavam nas extremidades esquerda e direita da sala. O quarto não possuía mais nada além de poeira e melancolia.


Spoiler:

Off: Não postei ontem porque não tinha dormido.


• Kazehaya: -1 Sweet Heart

♦ HPs e Status
• Heracross: 20/31 ☺
• Combee: 10/18 ☺
• Tropius: 10/28 ☺
• Eevee: 29/40 ☺

♦ Mathew - Itens
• Penas de Fletchling x3
• Papéis: A; B.
• Livro - Contos e Mitos populares de Hoenn
• Diário - Marianne

♦ Daisuke - Itens
• Crucifixo
• Diário - Anabel
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Ter Set 15 2015, 16:57


Me sentia estranho lendo as confissões daquela menina e a maneira curiosa em quão interessante ela fez parecer, aquilo que uma vez era tão simples e monótono. De repente fui surpreendido pelo faiscar e consequentemente a explosão do micro antigo. A primeira coisa que fiz foi salvar o diário. Então, com a cabeça já fora do livro, pude ter ciência do que acontecia ao redor.

Fera nada havia encontrado e Tepig não havia tido êxito em sua busca. Logo, marquei a página em que estava com um dos dedos e retornei o grandão, agradecendo pelos serviços. Trataria de ajudar Tepig com o baú enquanto Elekid arrombava as gavetas dos criados mudos.

O barulho que o computador fez já me deixava de orelha quente. Caso não encontrássemos nada merecedor de nossa presença naquele quarto, era hora de passar para a porta ainda não explorada ao lado da que entramos.

Tentaria ler mais dois capítulos antes de vasculhar o próximo cômodo, caso nada impedisse.
avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Ter Set 15 2015, 23:28





Senti alguém me observando ao longe, por um momento eu achava que não conseguiria ficar em pé por muito tempo, um frio na espinha correu por todo o meu corpo, quase desejei sair daquela mansão imediatamente ao sentir aquilo. Mesmo assim, tentei aumentar os passos para verificar mais aquele ambiente, era estranho, não tinha absolutamente nada...

Passei pela sala correndo, Heracross ao meu lado, Wartortle do outro e Rotom um pouco mais a frente, me senti um verme naquela sala, onde logo eu seria surpreendido. Ainda que eu estivesse totalmente perdido, me foquei apenas naquela porta no fim daquela sala gigante e cheia de nada, um grande vazio, igual ao que eu sentia em todo e qualquer ambiente que eu adentrasse naquela mansão.

Ao chegar mais perto daquela porta, me foquei em abri-la, eu iria explorar tudo, independente do quão sujo aquilo estivesse. Por um momento desejei que Mimi estivesse ao meu lado, ela me daria a força e o enfoque necessário para continuar explorando aquele lugar em busca do pássaro com tranquilidade. Tentei girar a maçaneta e abrir a porta, caso não desse certo, iria pedir para Heracross usar seu ataque para forçar a fechadura. Eu esperava encontrar Fletchiling logo e então ir embora daquilo...
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Nerkon em Qua Set 16 2015, 00:26

Mathito

Quando Mathew aproximou-se do baú, o rapaz percebeu que o objeto tinha trancas de pressão que impediram seu Pokémon de abri-lo, contudo não foi difícil para o adolescente as desfazer e o abrir. O que mais havia no interior do compartimento era poeira, como em toda a casa, contudo havia também um colar de pérolas, das quais a maioria estavam quebradas, algumas fotos - das quais a maioria possuía as mesmas garotas que o quadro no salão principal - e também três Poké ball velhas, das quais duas estavam aos pedaços. Elekid, enquanto isso, puxou as gavetas dos criados mudos para fora, o que revelou vários objetos pessoais da proprietária do quarto, como roupas, maquiagens, alguns relógios, livros sobre romances e uma boneca estranha e feia, com um zipper na boca e olhos vermelhos como o sangue.

Depois de checar todos aqueles objetos e antes de ter a chance de pegá-los ou continuar a leitura do diário, Mathew escutou passos diferentes dos de seus Pokémon, mas mais fracos que os de um humano. Após investigar os arredores, o jovem descobriu que a boneca encontrada não estava mais lá, que o fez preocupar-se com a possibilidade de ter mais alguma criatura por ali.

Seu medo se concretizou quando ele viu um corpo pequeno saltar em Tepig e o pressionar contra o chão. Tratava-se da boneca de antes e ela definitivamente não parecia possuir a intenção de deixar o porco escapar.


Kazehaya

Depois de correr até o outro lado da sala, Daisuke descobriu que a porta para o novo quarto também estava trancada, o que sugeriu que aquele quarto era especial o bastante para o dono da mansão não desejar intrusos. Infelizmente, o grupo do adolescente escutou o ranger de dentes vindos do teto daquele aposento. O barulho se intensificou e saliva começou a cair dali, o que fez o rapaz e seus Pokémon buscarem a origem do barulho e do líquido. Ali, com suas garras fincadas no teto, estava uma criatura fantasmagórica, de corpo escuro e olhos que mais pareciam diamantes.

Assim que a criatura percebeu ter sido vista, ela soltou-se do teto e caiu entre os três Pokémon de Daisuke, antes de golpear Wartortle e Heracross com força, lançando-os para longe do treinador. Com apenas Rotom à sua frente, o adolescente precisaria decidir logo como enfrentar seu agressor, do contrário seria atacado por um Pokémon que claramente não estava ali para fazer amigos, como era perceptível pela sede de sangue que passou a dominar a atmosfera do lugar.


Spoiler:

♦ HPs e Status
• Heracross: 20/31 ☺
• Combee: 10/18 ☺
• Tropius: 10/28 ☺
• Eevee: 29/40 ☺

♦ Mathew - Itens
• Penas de Fletchling x3
• Papéis: A; B.
• Livro - Contos e Mitos populares de Hoenn
• Diário - Marianne

♦ Daisuke - Itens
• Crucifixo
• Diário - Anabel
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Qua Set 16 2015, 23:27




Sabe aquele momento que você se da conta da grande burrada que fez e deseja que, como em um vídeo cassete, todas as sequências de acontecimentos voltem até o momento em que eu e Matthew decidimos invadir aquela mansão e tentar achar o pássaro. Pensei na burrada de trazer o garoto comigo, Mathito parecia não ter passado momentos bons naquele tipo de ambiente e eu mesmo assim o arrastei comigo.

Senti algumas gotas de baba em minha cabeça, instintivamente olhei para cima buscando reconhecer o que havia ali, contudo, me arrependi profundamente de ter olhado pra cima ao ver as duas orbes de diamantes me encarando, aquele olhar assassino... Aquelas garras! A sequência de acontecimentos foi muito rápida depois de eu ter visto o Pokémon, apenas vi Chi e Heracross sendo jogados com extrema facilidade e o Pokémon com sede de sangue e clara vontade de me matar.

Rotom estava a frente, era minha única saída, usa-lo em batalha era a única forma de me livrar daquele Pokémon que me fazia tremer da cabeça aos pés. Tentei falar alguma coisa, mas as palavras pareciam querer sumir, eu não raciocinava direito, o medo de ser estraçalhado me fez parar de raciocinar... Vi o bicho vindo na minha direção, o tempo pareceu congelar, olhei de relance para Rotom que esperava comandos, tentei me focar e então gritei:

- Rotom!! THUNDER WAVE, POR FAVOR!!!! - Disse, enquanto recuava alguns passos. Tentei manter a respiração compassada e me acalmei um pouco, mesmo que eu estivesse ofegante. - Use Confuse Ray logo depois.-  Olhei para Chi e Heracross, ambos pareciam estar se recuperando. - Chi venha aqui e fique ao meu lado, se aparecer outro desse você vai me ajudar! Heracross, use Bullet Seed duas vezes, não se aproxime, deixe que Rotom cuida do problema principal, você só vai auxiliar, tudo bem?

Mesmo que a situação estivesse tensa, não iria expor um Pokémon bebê como Heracross daquela forma. Minha situação não era das melhores, fiquei imaginando como estaria a situação de Matthew... Seria uma boa hora dele aparecer.  
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Qui Set 17 2015, 12:02


Ao ajudar o leitão, encontro um trio de balls, duas das quais estavam em pedaços. Avaliei a última e guardei junto aos papéis e o livro de contos de Hoenn, quando fui ver o que Elekid encontrara.

Aquilo foi tão estranho que já não sabia o que pensar. A boneca horrorosa que antes se encontrava na gaveta, foi parar em Tepig após alguns sons como se fossem passos bem leves. E então o porquinho foi ao chão e me desesperei.

- Pig, se livre da boneca com Flame Charge. Hércules, antes dela tentar escapar use Thunder Wave e Electro Ball!

Aquilo foi um reflexo, assim como quando jogam um objeto na sua direção e você tenta segurar ou desviar. Logo lembrei de um equipamento que nunca pensei em usar, mas já seria a segunda vez que mexeria nela. Silph Scope, era o nome do item e eu esperava estar enganado na mesma proporção que torcia para estar certo.

Tinha escutado a P-gear tocar, mas no momento não tinha como dar atenção para Daisuke. Só torcia para que ele estivesse melhor que eu.
avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Nerkon em Qui Set 17 2015, 19:26

Mathito

Subitamente, uma voz ecoou na sala. Era uma voz estranha, que não parecia vir de algum lugar específico e que alternava entre a voz de um homem e a de uma mulher conforme proferia sílabas de palavras. As palavras, ainda que difíceis de serem identificadas, foram ouvidas pelo treinador, que as entendeu apenas como "Curse", repetida várias vezes e várias vezes duma maneira espantosa e terrível.

Quando Tepig começou a se debater, a boneca arranhou os olhos de sua presa e a soltou, ato que deixou o porco desesperado o bastante para ele usar o Flame Charge loucamente pelo quarto, até chegar a bater numa parede e cair no chão, visivelmente atordoado e com medo. As patas do Pokémon foram levadas ao rosto, enquanto ele estremeceu e não foi capaz de levantar-se para continuar a atacar.

Elekid, no entanto, estava livre e por isso pôde carregar seu thunder wave e então lançar um ataque elétrico na boneca, deixando-a paralisada. Banette, entretanto, não parecia disposta a simplesmente cessar suas travessuras e logo voltou a fazer bizarrices, pois simplesmente começou a levitar pelo quarto. Depois de chegar até a mesma altura que o rosto de Mathew, dois pregos enormes surgiram próximos à boneca e então a empalaram, fazendo a Pokémon fantasma berrar de dor e secretar um líquido fantasmagórico de seus ferimentos. Depois de se recompor, a Pokémon usou ambas as mãos para arrancar os pregos de seu corpo e então lançou cada um num dos Pokémon do rapaz. Ambos Elekid e Tepig foram atingidos na testa e tiveram seus corpos perfurados pelos pregos, numa cena perturbadora e definitivamente anormal, pois durante algum tempo os Pokémon ficaram inertes, como cadáveres. Após alguns segundos, os pregos sumiram e os Pokémon voltaram ao normal, ainda que estivessem assustados.

Tepig esteve ainda mais apavorado que antes, contudo Elekid reuniu as forças necessárias para lançar uma esfera elétrica em Banette, atingindo a Pokémon com um ataque extremamente poderoso que causou danos enormes na Pokémon, tudo graças à redução de velocidade causada pela paralisia. Ao término da rodada, pregos pequenos perfuraram as peles do Pokémon elétrico e de Tepig, que sentiram dor causada pelo Curse do fantasma. Enquanto isso, Banette havia conseguido uma fruta, mais precisamente uma Sitrus Berry, de algum lugar e a devorou com facilidade, recuperando parte dos danos sofridos pelo próprio movimento. Enquanto isso, a voz voltou a falar, desta vez mencionando a palavra "Protect" várias vezes.



Banette:
Paralyzed.
Trait:
Cursed Body

lv 40 Banette


46/102
lv 33 Elekid


64/73
lv 27 Tepig


66/75
Trait 1:
Static
Trait 2:
Blaze
Elekid:
Cursed (-9 HP)
Tepig:
Cursed (-9 HP)

Campo: Quarto mobiliado e bastante empoeirado.

Kazehaya

Antes que os Pokémon pudessem agir, uma voz ecoou pela sala. Era uma voz estranha, que não parecia vir de algum lugar específico e que alternava entre a de um homem e a de uma mulher conforme proferia sílabas de palavras. As palavras, ainda que difíceis de se identificarem, foram ouvidas por Daisuke, que as entendeu como "Taunt", "Rotom", "Will-o-Wisp" e por fim "Heracross".

Na batalha, a última coisa que Rotom esperava era que aquela criatura conseguisse ser mais veloz, mas era exatamente esse o caso. Antes que o fantasma elétrico tivesse tido a chance de agir, o Pokémon agressor ergueu os braços e lançou uma espécie de provocação direcionada ao Pokémon de Daisuke. Era Taunt, uma técnica que impedia Rotom de usar justamente movimentos como Thunderwave e Confuse Ray. Heracross, no entanto, esteve livre para atacar com seu Bullet Seed e lançou três rajadas de sementes, as quais causaram um dano leve no monstro. Wartortle, por fim, posicionou-se ao lado de seu treinador, pronto para protegê-lo contra outros inimigos.

A segunda rodada da batalha não foi muito melhor que a primeira, pois novamente a criatura fantasmagorica superou a velocidade dos Pokémon de Daisuke. Primeiro o Pokémon saltou, então ergueu os dois braços para o alto e fez surgir uma espécie de fogo azul entre suas mãos, por último ele girou e lançou a bola de fogo na direção de Heracross, que foi atingido com facilidade. À princípio o besouro não sentiu danos, contudo logo ficaram visíveis uma série de queimaduras no Pokémon. O que o Pokémon fantasma não esperava era que Heracross possuía a habilidade Guts, que ativou-se como resultado da queimadura e fortaleceu o próximo Bullet Seed, que acertou quatro rajadas muito mais fortes no monstro, mas que ainda não causaram muito dano graças à enorme diferença de força entre o inseto e Sableye.

Depois daqueles ataques, a voz voltou a falar. Desta vez o rapaz entendeu palavras como "Shadow", "Claw" e "Knock", mas não conseguiu distinguir as outras três palavras.

Sableye:
Normal.
Trait:
Prankster

lv 36 Sableye


68/82
lv 08 Heracross


18/31
lv 29 Rotom-Heat


68/68
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Levitate
Heracross:
Burned (-2 HP); Guts ativado.
Rotom-H:
Taunted (3/5)

Campo: Sala vazia e espaçosa.


Spoiler:

Off: Só pra avisar: Ambos Sableye e Banette possuem stats modificados, não achem que estão lutando contra adversários fracos. Também são de NPCs, não pensem que vão capturar. q


♦ Mathew - Itens
• Penas de Fletchling x3
• Papéis: A; B.
• Livro - Contos e Mitos populares de Hoenn
• Diário - Marianne

♦ Daisuke - Itens
• Crucifixo
• Diário - Anabel
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Qui Set 17 2015, 22:44


Então aquilo se revelou um Pokémon. Ao pegar a Pokédex ela pôde me dizer um pouco mais, o que não me alegrou muito, só me fez temer ainda mais. E só então, após a cena horrível dos pregos cheios do "veneno" fantasma e de ver o Banette paralisado e levando os danos do ataque de meu Elekid que ouvi algo mais claro e disse:

- Mas o que? - então ouvi novamente. - Droga! - fiz uma pausa - Eu ODEIO isso! NÃO ME FAÇA DE IDIOTA! HÉRCULES, LIGHT SCREEN, MR. PIG, FLAME CHARGE!

Ela não conseguiria se defender novamente. Não poderia! Eu não daria espaço.

- MR. PIG, INSISTA EM FLAME CHARGE! HÉRCULES, AGORA, ELECTRO BALL!!!

Eu estava agoniado demais. Aquilo não me fazia bem. Estava com lágrimas ardendo meus olhos, mesmo assim insistia em procurar o dono daquela voz sussurrada.

Pensava se aquela esfera estava fazia ou se tinha algum Pokémon ali dentro. A opção de ser a bola do Banette ainda não tinha sido descartada, mas estava fora de cogitação tentar neste instante.
avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Qui Set 17 2015, 22:56




Me deparei com uma cena um tanto deplorável, o Pokémon se tratava de um Sableye, eu nunca havia visto um Sableye de verdade, apenas visto alguns em filmes, batalhas pela tv e em livros de história. Rapidamente saquei minha Pokédex e então apontei para ele, apesar de ter medo, seria melhor descobrir como aquele Pokémon se comportava. O eletrônico apitou e revelou a seguinte informação sobre o POkémon fantasma/noturno:


Sableye
Yamirami



Sableye, o Pokémon escuridão, são hominídeas criaturas de olhos de pedras preciosas. Suas garras são terrivelmente afiadas. Há histórias antigas que dizem que um Sableye vai roubar sua alma, se você olhar em seus olhos. No entanto, as evidências sugerem que esses Pokémon são realmente amigáveis, apenas tocando seus truques infames sobre os viajantes, a fim de chamar a atenção, porque eles se tornam solitários.


Ao ouvir aquilo prontamente evitei de olhar nos olhos daquele Pokémon, olhei de soslaio para Heracross e a Pokémon estava ofegante, claramente aquele Pokémon era poderoso o bastante para fazer o besouro tremer, talvez devido ao fato de ter pouca experiência. Rotom, no entanto, parecia tranquilo diante daquele inimigo, o fantasma, ainda que estivesse sério ele não aparentava ter medo.

Tentei controlar minhas pernas que tremiam como vara verde, tentei controlar minha respiração e então comandei meus dois Pokémon. O mais assustador de tudo aquilo foi perceber como o Pokémon estava atacando, uma voz que hora parecia uma mulher e hora parecia homem. Tudo era muito estranho, eu não sabia como reagir, Pokémon fantasma é algo aceitável, porém fantasmas de verdade ainda são uma coisa completamente fora do normal.

- Rotom, use Shock Wave nele enquanto levita até o teto para que esse Pokémon não te acerte com nenhum ataque! Depois use Shock Wave novamente, é o único comando que causará algum arranhão nele. - Comandei Rotom, esperando que ele cumprisse todos os comandos. - Heracross, você vai recuar por enquanto, use Bullet Seed novamente, use duas vezes!

Mesmo Heracross tendo medo, ainda tinha coragem de ir contra o inimigo. Rotom por sua vez levava aquilo apenas como uma brincadeira, por enquanto a batalha parecia estar calma, porém, caso algo de ruim acontecesse, não deixaria de usar a carta na mangá que Rotom possuía!

Por fim, procurei pela origem das vozes naquele quarto e então proferi:

- Quem está ai? Revele-se!

Mesmo parecendo tranquilo, por dentro todos os sentimentos ruins me povoavam...
avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Nerkon em Sex Set 18 2015, 00:11

Mathito

Como esperado, a cápsula que Mathew havia recolhido estava completamente vazia. Era apenas uma Luxury Ball comum. Depois de checar a Poké ball, a atenção do treinador foi tomada pela luta, uma vez que Elekid foi novamente o primeiro a agir e pôs seu Light Screen em campo sem dificuldades, de forma a reduzir danos futuros causados por ataques especiais. Tepig, que estava apavorado, levantou-se na tentativa de dar um golpe, porém seu Flame Charge foi tão simples que, mesmo após Banette sofrer os efeitos da paralisia, mal acertou a Pokémon fantasma e causou dano reduzido. Após usar a técnica, o porco usou a velocidade que adquiriu para se jogar debaixo da cama.

Durante a rodada seguinte, a Pokémon marionete finalmente conseguiu vencer a paralisia e pôs seu Protect em campo. Elekid tentou atacar, porém o Electro Ball foi facilmente detido pela barreira defensiva que cercou Banette. Por fim, os pregos da maldição surgiram uma segunda vez e furaram os Pokémon de Mathew, que gritaram por culpa da dor. Mesmo que o treinador estivesse, em teoria, vencendo, seria muito melhor tentar encerrar aquela batalha o quanto antes.



Banette:
Paralyzed.
Trait:
Cursed Body

lv 40 Banette


42/102
lv 33 Elekid


55/73
lv 27 Tepig


57/75
Trait 1:
Static
Trait 2:
Blaze
Elekid:
Cursed (-9 HP); Light Screen (3/5)
Tepig:
Cursed (-9 HP); +1 Speed.

Campo: Quarto mobiliado e bastante empoeirado.


Kazehaya

A velocidade de Rotom era muito maior que a de Sableye, portanto assim que o fantasma deixou de se beneficiar de sua habilidade, o Pokémon elétrico pôde dominar o fluxo da batalha. Carregar o Shock Wave foi algo feito com grande facilidade pelo Pokémon de Daisuke e quando a técnica de energia foi lançada, toda a área ao redor de Rotom foi iluminada pela eletricidade, que atingiu Sableye e o lançou um pouco para trás, ainda que ele não se tenha deixado abater.

Após aquele golpe, o Pokémon plasma começou a levitar mais e mais alto, porém o fantasma adversário mais uma vez surpreendeu a todos. Com uma velocidade considerável, Sableye correu até onde Daisuke estava e, depois de um salto, começou a correr na parede ao lado, usando suas garras para subir até o teto. Uma vez ali, o Pokémon saltou em Rotom e abriu os braços, enquanto suas garras foram envolvidas por uma poderosa energia sombria. Shadow Claw foi o golpe que acertou o tipo Electric. Sem parar por aí, Sableye segurou-se no corpo de Rotom e atrapalhou sua levitação, fazendo-o ir na direção de Heracross.

O besouro, que todo esse tempo esteve sem reação e um pouco indeciso, tentou reunir sua bravura para acertar seu alvo e livrar seu aliado das garras do monstro. Infelizmente, quando o Bullet Seed foi usado as três rajadas de sementes lançadas acertaram Rotom, que foi usado como escudo pelo astuto Pokémon fantasma. Depois de ter sofrido tal dano, o Pokémon de Daisuke decidiu revidar com mais um Shock Wave, o qual dessa vez foi usado para todos os lados, acertando ambos os outros Pokémon em campo. Apesar do alto dano sofrido, o monstro continuou a segurar-se no eletrodoméstico possuído. Heracross, no entanto, quase foi nocauteado. Por último, Sableye usou Rotom para se impulsionar até o teto, onde firmou os pés antes de novamente tomar impulso, desta vez direcionando-se para onde o POkémon plasma estava. Enquanto caiu, a criatura fantasmagorica levantou um dos braços, que começou a expelir faíscas negras, e então acertou seu alvo com um ataque brutal que o jogou direto no chão, levantando muita poeira e fazendo o piso na área de impacto rachar.

Por fim, Heracross conseguiu atacar Sableye com mais três rajadas de seu Bullet Seed, que dessa vez acertou seu alvo em cheio e o fez recuar um pouco. Pela primeira vez na batalha, Sableye estava ofegante, ainda que os dois Pokémon de Daisuke também tivessem sofrido muito contra um oponente tão habilidoso.

Sableye:
Normal.
Trait:
Prankster

lv 36 Sableye


29/82
lv 08 Heracross


6/31
lv 29 Rotom-Heat


20/68
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Levitate
Heracross:
Burned (-2 HP); Guts ativado.
Rotom-H:
Taunted (1/5)

Campo: Sala vazia e espaçosa.



Spoiler:

Off: Shadow Claw do Sableye foi critical hit. Segundo ataque foi Knock Off.


♦ Mathew - Itens
• Penas de Fletchling x3
• Papéis: A; B.
• Livro - Contos e Mitos populares de Hoenn
• Diário - Marianne

♦ Daisuke - Itens
• Crucifixo
• Diário - Anabel
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Mathito em Sex Set 18 2015, 00:31


O que estava acontecendo com meu porquinho policial? Bem, ele também tem o direito de sentir medo, mas fugir de uma batalha não era coisa dele.

- Certo Hércules, Tepig está um pouco assustado. E essa maldição só deve acabar quando as malditas mãos de quem rogou a praga caírem. Continue com um duplo Electro Ball.

Olhei para a cama onde o suíno estava e tentei pensar em algo animado. Felizmente conhecia meu Pokémon.

- Mr. Pig, se você sair daí e enfrentar o Banette com Zen Headbutt eu te compro uns acessórios... Sei lá, uns óculos escuros, o que acha?

Eu só queria que ele parasse de temer tanto aquele adversário e ajudasse o Elekid.

Estava curioso para continuar a ler o diário, mas a princípio algo me dizia que alguém não me deixaria terminar... Talvez se eu checasse as últimas páginas encontrasse algo útil.

avatar
Mathito
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Kaze em Sex Set 18 2015, 22:16




E pela primeira vez naquela mansão me senti encorajado, não encorajado a sair dali e continuar minha jornada tentando esquecer aqueles momentos, mas sim em terminar aquela batalha e tentar descobrir mais coisas sobre aquela mansão, aquelas pessoas, aqueles Pokémon, todo aquele mistério ao redor daquele lugar, eu estava realmente curioso, principalmente pelo dono daquilo tudo ter Pokémon tão fortes como protetores daquele lugar...

- Heracross, retorne! - Disse fatigado, eu queria ver ela até o fim, mas não conseguia ver ela sendo massacrada por algum ataque daquele maldito Sableye.

Por um momento me senti leve, "eu vou mesmo fazer isso?", pensei, usar Overheat poderia colocar tudo a perder, o ataque de fogo era bem poderoso, mas outra coisa me chamava a atenção. Eu poderia vencer Sableye facilmente caso o golpe desse certo, pelo menos era o que parecia, já que o noturno estava ofegante e parecia que iria cair a qualquer momento. Após pensar um pouquinho, decidi que aquela poderia ser a melhor saída para aquilo.

- Rotom, encerre isso logo com Overheat!!! Depois use Shock Wave certo? - Gritei, chamando a atenção de Chi, que provavelmente havia achado aquela ideia arriscada. Me agachei até a altura de Wartortle e disse baixinho. - Chi, caso Rotom não consiga use Scald duas vezes para encerrar essa batalha, tudo bem? Ah, caso algo pegue fogo tente apagar o mais rápido possível, blz?

Wartortle não iria se mover caso Rotom obtivesse exito, mas, caso as coisas saíssem fora do controle, Chi iria assumir a batalha e acabar de vez com o inimigo e caso algo pegasse fogo Wartortle iria ajudar a conter as chamas. O mais engraçado de tudo, era saber que eu estava bem mais confiante do que o normal, talvez ao ver Rotom aguentar todos aqueles ataques e ainda continuar de pé tivesse me deixado mais animado com ele.

avatar
Kaze
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rote 121 - Todos contra o tempo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 5, 6, 7 ... 10, 11, 12  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum