Sair de casa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sair de casa

Mensagem por Laycos em Sab 1 Ago - 16:46

Raimundo bateu a porta atrás de si e olhou para Alex. Sorriu, fez um cafuné no electrick. Eram dez horas da manhã, estava ensolarado e fresco, como Slateport é, os turistas tirando fotos, as crianças brincando, os velhos velhando e a brisa do mar bagunçando ainda mais os cabelos de Raimundo. A umidade do ar fazia o pelo de Alex soltar algumas faíscas e o pokémon corria desgovernadamente, latindo para a própria estática.

Era a última vez em muito tempo que Raimundo veria a cidade. Sair de casa, construir seu próprio percurso. Crescer. Encontrar os irmãos. Não sabia o que faria quando os encontrasse. Sabia que dizer para eles voltarem para casa não seria o suficiente, principalmente no caso de Clarice. Mas ele teria muito tempo para descobrir até encontrá-los. Raimundo nem tinha ideia para onde teria que ir.

Indo em direção a rota 110, Raimundo começou sua jornada.

“Vamos, Alex!”, disse para o companheiro, que latiu e seguiu o dono.
avatar
Laycos
Treinadora
Treinadora

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Artie em Ter 4 Ago - 2:45

off:
Olá Laycos! ^^
Seja bem-vindo ao RPG. Sou Artie e serei seu narrador em sua primeira rota.
Percebi que você já definiu um apelido para seu Elektrike, Alex. Caso queira adicionar dados na ficha dele, como personalidade e particularidades, pode me enviar aqui na rota mesmo em off ou por MP, ok?
Seu primeiro post foi bom, deu uma ótima abertura para qualquer tipo de trama e, de sobra lembrou de especificar o horário, fato importante de ser adicionado em rotas. Só teve um pequeno problema: quem decide o clima (chuva, sol, nublado, etc.) das rotas é o narrador, ok? Como é sua primeira rota, eu deixarei passar dessa vez.

Enfim, vamos ao que importa! o/


Raimundo não poderia ter escolhido um dia melhor para iniciar sua jornada. A manhã possuía um clima agradável e os raios solares que incidiam nas ruas passavam uma energia positiva ao garoto e seu pokémon, deixando-os ainda mais animados com o início da aventura de suas vidas. O rapaz permanecia pensativo a respeito de sua família, mas precisava se conformar que nos próximos meses o contato com a mesma iria diminuir um pouco.

Como o treinador já esta habituado com as ruas da cidade onde morava, não teve dificuldades para encontrar o trajeto em direção ao seu próximo destino: a rota 110. Alex parecia animado com a situação também, correndo alegremente pela calçada e ladrando o tempo todo, querendo chamar a atenção de seu dono sempre que possível.

Aqueles provavelmente eram os últimos passos da dupla naquela cidade durante um bom tempo. Aliás, era a última caminhada da dupla em qualquer cidade durante um certo intervalo de tempo. Talvez quisessem procurar por mantimentos ou algo do tipo antes de saírem? Slateport era uma cidade cheia de possibilidades, restava a eles decidirem o que fazer.

Mudariam um pouco o seu trajeto em busca de lojas ou iriam direto para a Rota 110?

_________________
Prateleira de prêmios do Tutu ~



avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Laycos em Sab 8 Ago - 13:05

Off:
Prazer, Artie. Desculpa demorar pra responder. As aulas voltaram e ainda estou tentando me acostumar com a rotina. De qualquer jeito, não quero fazer fichas pros meus pokés, prefiro ir os descobrindo ao longo do caminho. E quanto ao clima, não sabia.

As ruas brilhavam com a luz do sol, e o porto estava agitado. Um novo cargueiro acabara de chegar e pessoas descarregavam o que trouxeram de Kanto. Raimundo olhava os músculos dos homens e mulheres que trabalhavam, a tensão que era criada nos braços deles, o suor que escorria pela testa e bíceps de cada um. Estivadores tinham um trabalho pesado, mas eles riam e conversavam enquanto pegavam as caixas e levavam para o galpão. Contavam piadas, tiravam sarro uns dos outros. Divertiam-se. Raimundo sentia um pouco de inveja deles, ter companhia no seu cotidiano. Ele cresceu rodeado de pessoas, mas não era sempre que pessoas da sua idade vinham ficar na hospedaria em que morava. Sua família ficava distante dos bairros residências, já que seus pais e ele estavam tão perto porto. Mesmo indo a escola pokémon, ele não criou grandes vínculos. Talvez conhecesse alguém durante a sua busca pelos irmãos, mas sabia que durante muito tempo seria apenas ele e seus pokémons.

Estava quase no fim da cidade, na entrada para a Rota 110. Parou para conferir se algo estava faltando. Havia se preparado durante a última semana, comprado barraca, saco de dormir, mantimentos e tantas outras coisas. Mas percebeu que não pegara lanterna e isso podia ser perigoso. Não esperava ter que viajar de noite, mas não podia correr esse risco. Aproveitaria para comprar algo de última hora também, além da lanterna. Fazendo um desvio, foi em direção ao mercado de Slateport.

“Vamos, Alex! Por aqui!”, chamou seu electrike, que estava tentando perseguir algum pokémon inseto que finalmente conseguiu fugir do elétrico e saiu voando. Alex veio pulando e correndo na direção de Raimundo e os dois seguiram seu caminho.
avatar
Laycos
Treinadora
Treinadora

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Artie em Seg 10 Ago - 22:46

off:
Sem problemas, Laycos. ^^
Gostei bastante de seu estilo de narração, valeu a pena a espera.
Quanto a ficha de seus pokémons, fica a vontade. Tem jogadores que assim que capturam o pokémon já criam todo um perfil para ele. Enquanto isso, muito veterano não bota nem apelido nos bichinhos. lol


Por mais que Slateport fosse seu lar e já estivesse acostumado com a rotina e paisagens da mesma, Raimundo não parecia se entediar nunca de sua terra natal. Seus olhos brilhavam a cada esquina que passava e sua mente fluía com as cenas rotineiras como os trabalhadores do porto fazendo seu típico esforço braçal.

Logo o rapaz chegou nos limites da cidade e percebeu que havia algo faltando: não havia levado uma lanterna consigo! Mesmo que Alex fosse um pokémon elétrico capaz de gerar luz por alguns instantes, sua eficiência talvez não fosse tanta quanto a de um equipamento feito propriamente para iluminação. Por tal razão, deu meia volta e seguiu em direção à feira da cidade.

Sabendo o caminho de cor, o treinador iniciante chegou lá em questão de minutos e, como de costume, precisou lidar com a intensa movimentação de pessoas, principalmente a de turistas e, agora também a de refugiados das regiões de Kanto e Johto. Haviam barracas vendendo os mais variados tipos de produtos e os vendedores utilizavam todas as armas que podiam para atrair e agradar clientes: alguns contavam piadas, feirantes davam pedaços de frutas para aqueles que passavam por perto e outros só faltavam esfregar o produto na cara de Raimundo.

Foi então que após algum tempo de procura que o rapaz encontrou uma tenda de um rapaz que vendia equipamentos de sobrevivência e primeiros socorros. Kit de ataduras, canivetes, lanternas, pilhas e alguns equipamentos estranhos com embalagens escritas num idioma mais estranho ainda. Enquanto Raimundo observava os produtos e seus preços, Alex latia e apontava para uma plaquinha que estava ao lado da tenda. Ao ler a mesma, deparou-se com os dizeres: "Teste de sobrevivência de Mr. Spooky: complete o desafio e ganhe vale-compras!".

Enquanto Raimundo ainda não se decidia a respeito de suas compras, o vendedor finalmente se manifestava. Em seu tom de voz, não demonstrava estar muito animado.


- Posso ajudá-lo?

_________________
Prateleira de prêmios do Tutu ~



avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Laycos em Ter 11 Ago - 0:13


Raimundo gostava do mercado de Slateport. Ele era uma pessoa da cidade, gostava de movimento, de barulho, de pessoas. Ele adorava provar uma fruta, dando a vã esperança ao mercador de que iria comprar a dúzia, só para agradecer e ir embora. De estande em estande, ele ia almoçando. Um pouco de carne seca em uma, frutas em outra e logo ele estava alimentado. Ele e Alex, que corria pela multidão, assustando os turistas e refugiados. Raimundo estava preocupado acontecendo em Kanto e Jotho. Sabia que as coisas não iam bem, considerando que cada vez mais refugiados desembarcavam em Hoenn. E pensar que eram regiões próximas o deixava apreensivo. Será que as chuvas iram se deslocar para Hoenn? Será que esse foi um péssimo momento para sair de casa?

Entrou na tenda de equipamentos de sobrevivência e foi só então que percebeu que saiu com menos coisas do que deveria. Toda a sua família pode ter viajado antes dele, mas nenhum deles soube dar todas as dicas importantes. É provável que eles próprios não dessem tanta importância para o que esqueceram. Como é que eles sobreviveram intactos? Raimundo separou canivete, lanterna, vários conjuntos de pilha kit de primeiros socorros, com ataduras, água oxigenada, iodo, esparadrapo, e tantos outros itens. Tinha medo de ficar com pouco dinheiro, mas era melhor do que morrer por hemorragia numa caverna escura. A princípio.

Alex andava perto de Raimundo, assustado com a quantidade de pessoas ao seu redor, mas ao mesmo tempo curioso com elas. Uma criança se aproximou e fez que ia mexer nele, mas uma faísca saltou sobre a menina e ela saiu chorando. Alex, surpreso com o grito dela, resolveu ficar mais perto de Raimundo. Raimundo ficou rindo. Sabia que Alex era quase inofensivo e a chance de algo realmente sério acontecer era pequena. Ele se divertia com essas pequenas amostras de caos.

“Pode sim, eu vou levar tudo isso aqui, por favor”, disse Raimundo enquanto ia descarregando a sacola no caixa. Ele olhou ao redor e viu a placa do desafio do Mr. Spooky. Não levou muito a sério, mas a chance de que parte das compras ele não teria que pagar parecia boa de arriscar. E ele não tinha pressa. Ele nem sabia para onde estava indo. Talvez parasse em Mauville e desafiasse o ginásio. Talvez.

“E eu queria saber, que desafio é esse?”, disse, apontando para a placa.
avatar
Laycos
Treinadora
Treinadora

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Artie em Ter 11 Ago - 2:42

Ao passar por aquela loja, Raimundo se deu conta de que realmente estava despreparado para seguir sua jornada. Acabou separando uma grande quantia de equipamentos para levar.

Mesmo que diante de uma possibilidade de uma grande compra, o vendedor parecia entediado e apenas fazia a soma total dos produtos em uma calculadora. Ao ver o total, o rapaz não ocultava o tédio em sua voz e anunciava logo os valores:


- Todos esses equipamentos deram um total de mil, mas pagando a vista tem desconto de 5% e eu posso fazer por novecentos e cinquenta.

Enquanto Raimundo refleita a respeito do preço, o vendedor foi questionado a respeito do tal teste de Mr. Spooky. O vendendor o olhou da cabeça aos pés e,  pela primeira vez demonstrando um pouco de animação, explicou as regras:

- Esse é um evento semanal que fazemos para promover nossos produtos e o de alguns outros feirantes também. Doze competidores vão para dentro de um labirinto e devem chegar até o centro dele, onde fica o prêmio. Se quiser participar, o ingresso é pK$100. Se você chegar no final ganha um vale compra de pK$2000 pra gastar em qualquer uma das lojas dos patrocinadores!

O comerciante agora observava Raimundo com certa curiosidade. Queria saber se ele participaria ou não o desafio.

_________________
Prateleira de prêmios do Tutu ~



avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Laycos em Sab 15 Ago - 16:56

Off:
Desculpa a demora, a faculdade tá puxando. Eu muito provavelmente vou postar no fim de semana, kay?

PK$ 950 era bastante dinheiro. Na verdade, era quase todo o seu dinheiro. Raimundo começou a passar o item pelos produtos que escolhera e começou a fazer uma lista de quais seriam menos essenciais e quais ele poderia fazer uma gambiarra com o que a natureza desse para ele. A lanterna, no final das contas poderia ficar na loja, mas o canivete e o kit de primeiros socorros ele teria que comprar.

Mas o tal do desafio Mr. Spookie poderia dar um jeito. Aquilo cheirava fortemente a golpe e era muito provável que Raimundo se encontrasse numa gincana ou uma daquelas dinâmicas de grupo em que o prêmio é praticamente impossível de conseguir e só uma pessoa, atlética, bonita, gostosa e tudo o que as propagandas tentam vender, venceria, enquanto os outros competidores ganhavam uma medalha de honra ao mérito e uma caixa de band-aid promocional. E Raimundo tinha um pouco de preguiça desse tipo de atividade. Por outro lado, ele perderia PK$ 100, o que não era muito e podia ser que ele ganhasse algum item interessante no caminho.


“Hum, beleza. Parece legal. Então eu vou segurar um pouco essas compras, antes. O que eu preciso fazer pra me inscrever e quando e onde é que vai ser o desafio?”, indagou Raimundo, interessado.
avatar
Laycos
Treinadora
Treinadora

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Artie em Dom 16 Ago - 3:25

off:
Sem problemas, take your time. ^^
Ultimamente meus fins de semana têm sido corridos, mas tentarei postar mais cedo nos próximos dias.


Apesar de estar desconfiado de que aquela competição poderia ser uma cilada onde apenas uma pessoa pré-determinada concorreria ao prêmio, era muito mais tentador gastar apenas pk$100 e ter a chance de conseguir vários itens do que gastar pK$950 de uma vez e sair em jornada com pouco dinheiro.

Determinado, Raimundo então perguntou ao vendedor como funcionariam as inscrições e a hora e o local da competição. Enquanto o dono da loja separava os produtos para que o treinador pudesse comprá-los mais tarde, ele falava as informações necessárias.


- A inscrição pode ser feita aqui mesmo. Você paga a taxa de inscrição, preenche um formulário com os seus dados e, ao meio dia, uma van passará aqui na feira e buscará todos os competidores para levá-los até o local da competição.

Após separar os produtos que o rapaz estava interessado em comprar, o homem mexeu em uma gaveta que estava próxima da caixa registradora e retirou um papel e uma pulseira alaranjada dali, entregando-os para o treinador. O formulário exigia apenas dados simples, como nome, cidade natal e os pokémons da equipe do garoto.

- E então? Está interessado?

_________________
Prateleira de prêmios do Tutu ~



avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Laycos em Seg 24 Ago - 21:05

Não faltava muito tempo para o meio dia. Raimundo podia zanzar um tempo pelo mercado, tomando cuidado para não comprar nada e acabar sem dinheiro e tentar a sorte no Mr. Spookie. Aquele era um primeiro passo interessante na jornada. Quem sabe não se daria bem?

Pegou os itens que o caixa lhe passou e preencheu o formulário. Nada muito alarmante, nem que o deixasse exposto demais. Era curioso o campo de quais pokémons estavam em sua equipe. Será que teria que usá-lo? Olhou para Alex, que estava sentado ao seu lado, coçando a orelha. O gesto fazia varias faíscas pularem e Raimundo tentou garantir que nada pegasse fogo.

“Eu topo”, disse Raimundo.
avatar
Laycos
Treinadora
Treinadora

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Artie em Qui 27 Ago - 23:27

Raimundo prontamente aceitou o desafio e preencheu todos os dados da ficha de inscrição. Após pagar a taxa, o vendedor colocou a pulseira no rapaz e o treinador ficou liberado para passear pela feira enquanto não chegava o horário da van passar para pegar os desafiantes.

O rapaz conseguiu resistir as tentações por um bom tempo, mas era incrível como naquele dia ele havia ficado tentado por tantos itens. Pedras evolutivas, itens de batalha, TMs... Talvez por ser seu primeiro dia oficial como treinador ele passava a se dar conta de como a feira comercializava tantos itens específicos para pokémons.

Finalmente chegou meio dia e não demorou para que o rapaz se encontrasse com o rapaz da van que o levaria para o desafio do Mr. Spookie. O motorista foi super simpático e educado e ao ver o rapaz usando a pulseira alaranjada, o deixou entrou no veículo, dizendo para que ele aguardasse os demais desafiantes chegassem.

Entrando no veículo, Raimundo deparou-se apenas com uma garota loira, aproximadamente de sua idade. Sorridente, ela cumprimentou o treinador:


- Bom dia! Primeira vez fazendo o desafio? Essa é minha terceira vez!

_________________
Prateleira de prêmios do Tutu ~



avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sair de casa

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum