RPG - The Dungeon

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Nerkon em Sab Jul 30 2016, 10:54

Não esperava que esses monstros tivessem sangue ácido. Quem quer que os fez nos atacar, preparou-se bem demais para nos causar todo tipo de problema.

- Cuidado com o sangue, ele é ácido! - Foi o que falei, erguendo minha mão direita para que todos pudessem ver. Meus olhos lacrimejavam a tal ponto que eu não sabia se poderia continuar na luta, mas não demorei a sentir tamanho perigo que me pus na linha de frente para proteger o restante do grupo, já que o paladino não passava de um saco de carne inútil em seu estado atual. Claro, não esperava que o impacto fosse o suficiente para deixar meu escudo em pedaços, mas talvez isso tenha nos salvado de algo pior. Talvez.

Ou talvez seria melhor se tivéssemos morrido com a explosão, pois o que surgiu à nossa frente depois daquela série de eventos não foi algo bem pior que os zumbis de antes.


- Você acha? - Questionei, depois de ouvir a incrivelmente óbvia observação de Chloe. Soltei o escudo - ou o que sobrou dele - sem pensar duas vezes, era a hora de lutar com tudo e defesa, nesse caso, pouco importava. Me desviar de quaisquer golpes que viessem em meu caminho seria o único jeito de sobreviver.

- Atacar os olhos é realmente bom, façam isso, mas não achem que vão sobreviver a algum golpe disso aí, então cuidado. Cuidado também com o sangue dele. - Chutei um dos pedaços de meu escudo para frente. - Merda, meus olhos estão horríveis. - Pensei em voz alta. Como lutar em meu estado atual? Não sei, mas a adrenalina já estava tomando conta de meu corpo e ficar recuado não vai adiantar. Segurei o cabo de minha arma com força, era a hora de usar minha espada com duas mãos. Não a usarei mais como martelo, aprendi minha lição do jeito difícil, mas vai ser difícil conseguir cortar algo com a lâmina, já que essa monstruosidade deve ser mais resistente que os zumbis.

No final das contas, vou ter que me focar em desviar e usar a espada apenas para atrapalhar os ataques daquele monstro. Ocasionalmente talvez seja possível acertar o ligamento de algum de seus ossos, mas será difícil, pelo menos enquanto os outros não destruírem seus olhos.

avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Grizzly em Sab Jul 30 2016, 22:44


1º Andar
Tomb of the Undead


Off:
Para evitar alguns spoilers, passarei a colocar os sumários de batalha no final do post. Não havia feito isto antes porque pensei na possibilidade dos participantes o verem antes do mesmo jeito, mas tomei essa medida porque as coisas só passarão a ficar mais interessantes a partir de agora.

Reclusa no interior de sua alma, a maleficência combatia seus esforços. Sangue negro começou a escorrer de suas pálpebras secas, banhando a pele enrugada de sua face. Seus olhos, cândidos como o luar, reviravam-se. De seus finos lábios escapavam palavras excêntricas, semelhantes às que o paladino havia escrito sobre o chão de pedra cinza. Seu rosto começou a apodrecer, adquirindo um odor fétido e uma coloração amarelada. Seus cabelos sebosos reduziram-se a partículas juntamente de alguns pedaços de sua face. Assim que foi concebida a chama púrpura seus glóbulos oculares, soltou uma risada – não, uma gargalhada – que ecoou pelo recinto.

A atenção dos nobres soldados havia sido atraída para suas costas, de onde se originou o riso excessivo de uma voz grossa e sofrida. Ignoto já não era mais o bruxo que conheciam. Seu corpo, envolto pelo fogo negro dos demônios, não apresentava sua parte inferior; era como se suas vestes de pano parcialmente rasgado e o superior de seu torso levitassem sobre as rochas. Ao seu redor, surgiram escrituras flutuantes, semelhantes à runas mágicas, seguidas por sua ameaçadora fala:

-Stulti! – e, depois de dar uma pausa, continuou: -Adoret coram facie mea, Tyrnogal rex!

A chama violeta de seus olhos espalhara-se por todo o seu corpo e serpenteou sobre seu cetro de madeira, corrompendo-o. Das cinzas errantes movidas pela brisa do subsolo, apareceram peças de armadura de aço rígido sobre as vestimentas de Peverell – ou melhor dizendo, do bruxo que controlava o corpo de Ignoto. Logo, um manto mágico cobriu sua careca e suas costas.

-Eu... Eu sou o Rei de Tyrnogal! Eu sou o Rei Lich! – gritou.


Distorcendo a ordem de Chloe Auburn, o bruxo comandou seus lacaios malditos, a dupla de gárgulas, a ir em direção ao paladino caído. Silver, após mal ter se recuperado e antes que se tornasse sacrifício, fez uso de uma magia de cura por instinto, que restaurou a integridade de seus pulmões e realocou suas costelas às suas posições originais, apesar de ainda apresentarem lascas em seu exterior. Porém, enfraquecido, não conseguiu se mover a tempo. Os servos do Rei Lich perfuraram seus braços e ergueram seu corpo pesado enquanto eram energizados pela chama púrpura vinda da magia negra do bruxo. Então começaram a se aproximar do colosso enquanto batiam fortemente suas asas, tomando uma distância considerável do chão e pretendendo jogar Gaulvi nos golpes do enorme morto-vivo.

Antes que as gárgulas pudessem seguir as ordens do Rei Lich, foram engolidas pela explosão de chamas da conjuração da maga. O paladino despencou sobre o solo duro, perdendo a consciência mais uma vez. Griffith, segurando firmemente sua espada com as duas mãos – dessa vez pela sua empunhadura -, avançou para o bruxo enquanto Doctor o distraía com uma potente magia de cura, que possuía efeitos contrários em inimigos já mortos. Rapidamente o guerreiro fincou a lâmina de sua arma no crânio do Rei Lich. Da fenda provocada pelo ataque de Griffith, nada saiu, sinalizando que eram necessários golpes mais fortes para fazer com que a criatura sangrasse. Assim que percebeu tal coisa, o guerreiro buscou remover sua espada do bruxo, mas teve a infeliz notícia de que ela estava presa em seus ossos.

Shad vinha correndo, apontando as suas adagas para o bruxo. Em pouco tempo foi capaz de não apenas perfurar a armadura do Rei Lich, mas como também de chutar seu corpo para trás, fazendo com que assim Griffith pudesse retomar sua espada e a criatura fosse afastada.

Hector, que permanecia vigilante, decidiu ignorar a presença do bruxo diabólico pois percebera o lento avanço do colosso. Atingindo dois de seus olhos com um par de flechas, cegou metade da visão do morto-vivo gigantesco.

Sumário de Batalha:
Aliados:

Griffith: Capacete amassado; sem armadura na mão direita; olhos lacrimejando excessivamente, embaçando sua visão; escudo partido em dois.
Gaulvi: Costelas lascadas; inconsciente; enfraquecido; testa sangrando; caído em frente ao Colosso.
Shad: Enfraquecido.
Hector: Normal; 67 flechas restando; em frente ao Rei Lich.
Chloe: Enfraquecida; em frente ao Rei Lich.
Ignoto: Morto.
Doctor: Normal; em frente ao Rei Lich.

Inimigos:

Rei Lich: Normal; em frente à Hector, Chloe e Doctor.
Colosso: Dois olhos inutilizados; em frente à Gaulvi.
avatar
Grizzly
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Gaulvists em Qua Ago 03 2016, 21:01

Off:
Sobre a magia que usei, o meu personagem vai tipo fazer surgi lava ou fogo do chão de uma forma bem intensa para se cura e se protege.

Eu consigo recupera uma boa parte da minha saúde, mas algo me surpreende que um dos nossos parceiros tinha virado um demônio e manda seus servos me usa como sacrifício, por sorte sou salvo pela minha companheira e caio no chão perdendo a consciência.

- Onde estou?


Acordo em um local todo branco e por onde eu olhava só via branco sem fim.
Me levanto do chão e dou um giro para ver se vejo algo diferente, mas era tudo branco.

- Que lugar é esse?

- Esse lugar é nosso interior.

- Quem falou isso?

- Veja você mesmo.


Assim que me viro vejo um enorme dragão com fortes escamas e algumas com um formato de estaca bem afiadas, demostrando que sua pele era bem forte e resistente e lava escorria por entre as escamas criando uma defesa ainda maior e sua altura era colossal.
Mesmo diante de sua majestade não sentia medo, pelo contrario era como se eu fosse ele e ele fosse eu.
Não sabia como explica, mas era um negocio tão complicado que palavras fugia da minha boca.

- Se aqui é o nosso interior, então você é eu?

- Sim, sou sua forma de Dragão.

- Então não estou morto.

- Caro que não, se nosso acentrais escuta-se isso iria morre novamente.

- Então o que está acontecendo?

- Bem posso dizer que a nosso situação é complicada e podemos morre.

- O que podemos fazer?



- Mas que pergunta idiota.

- Por que idiota?

- Já se esqueceu? Somos descendentes de um dragão de lava puro e você ainda não saber o que fazer?

- Eu sou um fracasso mesmo.

- A gente não é um fracasso, não são todos os Draconianos que consegue fala com sua parte de dragão.

- O que podemos fazer? Eu estou acabado, tem um gigante pronto para nós mata e um de nossos companheiros vira um bicho.

- Nosso dragões de lava somos tremidos pelo nosso poder, a gente podemos fazer um vulcão entra em atividades, podemos meegulha em lava e devora todas as chamas.

- O que você está falando?

- Eles tem fogo, então devore as chamas e use como apoio, deixe eu toma o controle até você se recupera.

- Toma o controle?

- Sim, eu posso agir enquanto você estive inconsciente.

- Muito bem, mostre para eles o que aconteceu quando um dragão acorda.

Nesse momento sento meu corpo esquenta de uma forma muito estranha, era como se chamas me rodeá-se, mas não me causava dano pelo contrario me fortalecia e nesse momento sinto minha boca se abrir e solta um forte rugido de um dragão enfurecido.
Nesse momento escuto minha outra metade falado a linguá que desconhecia e por algum acaso sabia fala.

- lava balneum
avatar
Gaulvists
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Nerkon em Qua Ago 03 2016, 21:34

Que merda de situação.

É nessas horas que penso que eu deveria ter aprendido algum tipo de magia antes de vir para cá. Mal entramos nessa merda de lugar e já estamos enfrentando um monstro colossal e um mago morto vivo que já matou um do grupo - com extrema facilidade, diga-se de passagem. Também tem o detalhe de que quase perdi minha espada sem sequer fazê-lo sangrar ou ao menos sentir dor.


- Isso é inútil mesmo. - Praguejei, sem idéias. Ambas as minhas mãos seguravam o cabo da arma com firmeza, embora o suor estivesse começando a deixá-lo escorregadio. Me sinto um inútil, portanto não é de se surpreender que permaneci na defensiva.

Tem algo que eu possa fazer? Não importa, é tentar ou morrer. Me coloquei em posição e apontei minha espada para o monstro que matou o velho. Dessa vez tentarei acertar onde estariam os olhos, se ele ainda tiver algo de humano ali imagino que seu corpo possa ser ferido.


...Me sinto inútil demais, para ser honesto. E o mais frustrante é não saber se o problema são minhas habilidades ou meu equipamento.

avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Ran em Qui Ago 04 2016, 19:59

A situação piorava cada vez mais. O Bruxo do grupo não estava apenas morto como também havia se transformado ou possuído e por um poderoso Lich. Como se o gigante morto-vivo já não fosse suficiente para ferrá-los. Chloe se perguntava de quem foi à ideia de ir até aquele lugar.  

O Paladino Gaulvi estava fodido em um canto sobre o efeito de fortes ervas, provavelmente. Chloe, à frente do Lich, resolveu realizar um ataque divergente, enquanto recuava. Dessa vez começou a recitar palavras diferentes, com velocidade criou três aguçadas estalagmites de gelo logo abaixo do corpo do Lich. Com alguma sorte ela conseguiria atravessar o corpo da criatura de baixo para cima, causando dano em seu corpo e o deixando preso no lugar.
avatar
Ran
Administrador
Administrador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Grizzly em Dom Ago 07 2016, 14:43


1º Andar
Tomb of the Undead

Entre as mais intensas labaredas escarlates, o paladino adormecia. De sua boca um rugido aberrante fora expelido, ecoando pela caverna, como se sua consciência lutasse pela sua sobrevivência. As chamas que o rodeavam moviam-se euforicamente, como se quisessem protege-lo. Aos poucos, os seus ferimentos se fechavam ao som de sua estranha fala, como um feitiço de cura emergencial. Do outro lado, porém, ao despedaçamento de seu orgulho e autoestima o jovem guerreiro parecia perder sua razão de lutar. E, assim como Griffith, a maga cultivava pensamentos pessimistas.

Todos pareciam indecisos do que fazer; não sabiam se atacar era a melhor escolha, ou se apenas permanecer parado com sua guarda elevada seria produtivo. Foi assim que, no meio de toda aquela tensão, Hector atingira duas flechas diretamente nos olhos da criatura, que urrou palavras mágicas carregadas com dor. Ditas tais conjurações, círculos mágicos negros de diversos tamanhos se expandiram sobre o solo rochoso, servindo de portal para o surgimento de mortos-vivos sem músculos ou sequer carne, apenas ossos. Alguns protegiam-se com armamentos pesados, outros estavam praticamente indefesos, mas os mais notáveis eram aqueles que compartilhavam de um único corpo para seguir as ordens do Rei Lich. Em pouco tempo o grupo pôde perceber: ali lidavam com um exército de esqueletos loucos.

Griffith não tardou em agir, investindo com todas as suas forças no montante de ossos. Deferiu inúmeros cortes com sua espada, destroçando a composição dos lacaios do bruxo. Eram mais fracos que os mortos-vivos antes enfrentados, mas ainda assim eram motivo de grande preocupação visto seus números. Auburn rapidamente conjurou estalagmites de gelo que dispararam como flechas em direção ao Lich, que foi protegido pelo muro de esqueletos que surgira no caminho dos projéteis. Doctor parecia preocupado com a situação do paladino, mas precisou conter os avanços do exército antes que a situação piorasse, logo conjurando feixes de luz que fragmentaram os mortos-vivos da linha de frente. Shad, que ainda estava ávido por vingança, aproximou-se em passos rápidos dos esqueletos, executando golpes giratórios que desmembravam os lacaios malditos.

As defesas, porém, não resistiram muito. Griffith era o único que podia defender o grupo, dado o estado atual de Silver, e com seu escudo partido não podia fazer muito mais que criar uma melodia inteiramente composta pelo estalar do impacto entre os sabres. Apesar de tamanha dificuldade, conseguia empurrar os esqueletos para trás, não permitindo a perfuração de sua sólida resistência. Mas, infelizmente, os mortos-vivos foram mais fortes. Despedaçaram a frente de sua armadura, assim como fincaram várias lâminas em sua perna e mão descoberta. Logo, recebeu um acerto crítico em seu torso: um esqueleto de estatura maior, que levava um grande bastão, lançou o corpo do guerreiro para longe. A horda de mortos-vivos avançou.

Hector foi um dos principais alvos, visto que ele havia sido o causador do sofrimento do Rei Lich. Apesar de conseguir esquivar-se de inúmeros golpes, no processo de fuga recebeu uma trágica notícia. Sua perna esquerda já não mais estava conectada ao seu corpo. Despencou sobre o chão, deixando algumas flechas caírem de suas aljavas. O homem que até então manteve-se quieto deixou escapar um grito enquanto sua coxa cortada jorrava seu sangue carmesim. Doctor tentou curá-lo antes que a dor o consumisse, mas não conseguiu nada mais que uma cicatrização falha, um alívio em sua dor e uma diminuição na porção de sangue que saía de seu corpo. Mesmo sendo um sacerdote, não era capaz de regenerar membros perdidos.

“Como se o exército de esqueletos já não fosse o bastante, um estrondo veio de nossas costas, do colosso” – pensaram.

Uma lança envolta em camadas densas do mais intenso frio perfurou a cabeça do gigante. Uma figura estendia-se sobre a nuca do colosso, em todo o seu esplendor. Ao seu redor, as rochas cinzentas que compunham as paredes e o teto da caverna congelavam, e uma ventania frígida o acompanhava. O crânio do enorme morto-vivo então caiu sobre o chão, dando espaço apenas para a pose do estranho personagem que ali se apresentava. Espíritos de gelo o rodeavam, e seus olhos azuis brilhavam fortemente em meio a toda a neve que à sua volta surgia.

Sumário de Batalha:

Aliados:

Griffith: Capacete amassado; sem armadura na mão direita; escudo partido em dois; perna direita gravemente ferida; mão direita repleta de cortes; armadura destruída no ombro, no abdômen e no peito; sangrando; enfraquecido.
Gaulvi: Inconsciente; caído em frente ao Colosso.
Shad: Normal.
Hector: Sangrando; sem a perna esquerda; 65 flechas restando; em frente ao Rei Lich.
Chloe: Normal; em frente ao Rei Lich.
Ignoto: Morto.
Doctor: Normal; em frente ao Rei Lich.
Karrk: Normal; sobre o Colosso.

Inimigos:

Rei Lich: Normal; em frente à Hector, Chloe e Doctor.
Colosso: Morto.
Exército de Esqueletos (134 tropas): Normal.
avatar
Grizzly
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Aleksei Loban em Dom Ago 07 2016, 15:17

Karrk, o Icelord, membro de uma raça demoníaca ancestral, vivente das terras gélidas e lugares inexplorados, um xamã como nenhum outro poderia ser, a figura branca de seu corpo alto, medindo cerca de 2,35m, torneado com sua armadura branca em detalhes de azul escuro, roupas que pareciam ser feitas do mais duro aço que se moviam de forma tão maleável que encantariam os olhos até dos mais humildes humanos. A presença da sua pacífica raça em campos de batalha significava apenas uma coisa aos mortais, um mau agouro se aproximava, seria aos nossos ilustres guerreiros? Ou ao próprio Lich?

Lá estava ele, acima da cabeça do Colosso, majestosamente com seu grande bastão, seu respiro faziam flocos de neve surgir, o vento ao seu redor balançava sua longa toga azul e os detalhes de flores brancas em sua vestimenta pareciam se mover magicamente. Ele bate o cajado uma vez no chão, um de seus espíritos guardiões do frio, um jackalope branco, um coelho com chifres de cervo cristalizados, corria em direção ao guerreiro que sofria com sua defesa, o pequeno mamífero transformava-se em um vento gélido que possuiu o corpo humano, nenhum efeito positivo até aquele momento, apenas um frio intenso tomava o corpo de Griffith, porém aquilo que deveria agir como um buff só faria efeito se assim o guerreiro quisesse, afinal necessitava aceitar o espírito dentro de seu corpo que sofreria consequências posteriores, se assim o aceitasse, suas mãos seriam cobertas por uma fina camada de gelo, permitindo que seus golpes tanto com os punhos quanto as armas que tocariam suas mãos, sugassem a energia de seus adversários para recupera-lo a cada ataque, se o recusasse, sentiria apenas um frio na espinha enquanto a magia morreria em seu corpo.

Sem nem hesitar, batia o cajado mais uma vez, balançando a sua mão livre para o alto em gestos bem extravagantes, como ondas e sinais com os dedos, invocava um enorme totem de gelo, com a face de vários animais, entre eles o próprio jackalope anteriormente, para concluir a magia, novamente dava uma pancada com seu cajado em direção ao totem, desfazendo-o em uma espécie de pó gélido que descarregava sobre uma área, esperando atingir os esqueletos e reduzir drasticamente seus movimentos para permitir que o grupo conseguisse atacar.

Iria agora as ações do xamã terem efeito para que a mesa virasse contra o lich? Ou o mau agouro que o Icelord trazia consigo resultaria na morte da esperança da humanidade e as outras raças daquele mundo?
avatar
Aleksei Loban
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Gaulvists em Seg Ago 08 2016, 21:14

Enquanto esperavam minhas forças voltarem dentro da minha mente, vejo minha outra metade olhado para longe e isso me chamava a atenção.

- O que foi?

- Estranho o calor não está muito forte.

- O que você está falado?

- A gente está dentro das chamas, mas elas não está aumentado sua temperatura..., é como se algo estive-se impedindo.

- impedindo..., o que está acontecendo..., preciso recupera minhas forças logo.
avatar
Gaulvists
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Nerkon em Ter Ago 09 2016, 20:57

As flechas de Hector confirmaram que meu ataque planejado teria sido uma boa ideia, infelizmente minha indecisão não ajudou em meu plano, já que logo os esqueletos recém-invocados desviaram minha atenção. Fiz uma anotação mental para atacar aquele monstro nos buracos dos olhos, mas por hora tenho de proteger o resto do grupo.

...

Os novos inimigos eram fracos, mas numerosos. A cada esqueleto que eu quebrava, dois ou três tomavam seu lugar e me atacavam. Sem meu escudo a tarefa de evitar receber tantos ataques simultâneos tornou-se impossível - não durei muito tempo até um deles atravessar minhas defesas e destruir a couraça que protegia meu tronco. O que se seguiu foi minha incapacidade de continuar a me defender, pois o dano que sofri criou várias novas aberturas, e logo eles avançaram e acertaram suas armas em áreas desprotegidas de minha armadura.

Por menor que o espaço entre os componentes fosse, aqueles esqueletos encontraram a posição ideal para fincar usas espadas, adagas, facas ou seja lá o que tinham. Não pararam por aí, pois como golpe final veio um gigante - não com uma altura desumana como a do colosso, mas ainda bem maior que os outros - e me acertou com um bastão. Senti minha consciência ficar mais fraca e simultaneamente voei para longe antes de cair em algum canto do campo de batalha. Para minha felicidade ou infelicidade, eu ainda estava consciente.

E a dor persistiu por todos os lentos segundos que se passavam. Me pergunto se serei transformado num zumbi como os outros... provavelmente sim. Fechei os olhos, sem fé na vitória.

...

Um estrondo interrompeu meus delírios. Me esforcei para levantar a cabeça e olhar para onde antes esteve o colosso. Tudo que pude notar foi sua cabeça indo ao chão, enquanto um novo combatente estava sobre o corpo da criatura - ou algo assim, minha visão já não estava muito boa. Não tive como saber se estava do nosso lado ou se era algum monstro que enfrentaria tanto aos meus aliados como ao lich.

Senti algo percorrer meu corpo. Não era uma magia de cura de Doctor, porém foi o bastante para me trazer um pouco de animação. "Aceitei" àquilo sem resistir - afinal de onde eu encontraria força para isso? - e me esforcei até me levantar e sentar. Procurei minha espada, mas quando percebi que ela havia voado para alguns metros de distância, saquei minha rapier e me levantei, com dificuldades.

Meus sangramentos persistiam, mas vou tentar atacar. Ainda existem muitos esqueletos por perto, portanto vou reunir minhas últimas energias e ir em direção ao Lich. Os esqueletos que tiver por perto eu posso perfurar e então destroçá-los usando a Rapier, porém não gastarei muito tempo em lacaios - a Rapier é uma espada usada em duelos, não em guerras, portanto é mais efetiva contra alvos únicos. Nada me impede de usá-la como uma espada longa comum, porém pretendo aproveitá-la ao máximo.

Engoli minha saliva e corri com as forças que pude. Espero acertar o Lich nos olhos, o lugar que parece ser sua única fraqueza revelada até o momento.



Spoiler:
Off:
avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Ran em Ter Ago 09 2016, 22:45

Uma nova criatura havia surgido em meio ao combate. Mas, para surpresa de Chloe, parecia está do seu lado, pelo menos por enquanto. A garota não conseguia reconhecer quem era, pois o mesmo estava totalmente envolto por uma armadura esplendida que parecia feita de gelo. Seus olhos totalmente brancos brilhavam quando perfurou com sua lança o corpo do colosso.

A maga não teve muito tempo para observar o novo combatente ou comemorar a ruína do gigante, pois agora tinha um exercito de esqueletos para se preocupar. Assim como Griffith decidiu que não perderia tempo atacando os esqueletos, se tivessem sorte ao derrotarem o Lich eles sumiriam. Caso contrário, talvez a situação ficasse menos difícil depois de derrotar o oponente mais poderoso.

Aproveitou sua posição mais próxima da criatura. Sentia que havia se recuperado quase que totalmente, o que ele poderia garantir realizar um ataque mais poderoso. Com velocidade recitou os versos antigos, ao mesmo tempo em que estendia sua palma direita na direção do rosto do Lich e tentava lhe atingir com um rápido e destrutivo raio direto em um dos olhos.
avatar
Ran
Administrador
Administrador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Grizzly em Qua Ago 10 2016, 19:01


1º Andar
Tomb of the Undead

Karrk Hyucios entrava no campo de batalha com tranquilidade e elegância, trazendo consigo um profundo frio de congelar os ossos até da mais monstruosa criatura. A alta figura de olhar frígido e penetrante pareceu indiferente à concepção do grupo de armígeros que ali guerreavam contra o exército do temível Rei Lich. O nobre salvador de sua própria tribo de nada reclamou, imediatamente conjurando um jackalope da neve de pelos tão macios quanto o seu nível de beleza. A lebre-antílope rapidamente agiu, correndo ao socorro do tão ferido guerreiro, que por sua vez mal conseguia erguer-se.

Griffith, com a visão um tanto embaçada pelas poucas lágrimas que lhe ocorreram ao levar a pancada do morto-vivo, sentiu um calafrio percorrer lhe a espinha. O frio do excêntrico xamã envolveu os braços do guerreiro, dando-lhes propriedades especiais que somente Karrk poderia oferecer. Lascas de gelo acobertaram os punhos de Griffith, que nada mais fez se não investir em um ataque de tudo-ou-nada. Sacando seu florete, assumiu uma pose de esgrima, espetando inúmeras vezes a ponta da lâmina nos olhos das criaturas que ousavam impor-se em seu caminho. Era claro que as fendas  de sua perna por algum motivo não mais o incomodavam; o frio de Hyucios não só trouxe um crescente fortalecimento corporal, mas como também a esperança. Shad Reus, o ladino, dava cobertura para Griffith ao golpear os lacaios malditos do bruxo, impedindo o avanço destes.

Chloe não permaneceu imóvel, e enquanto as forças do Rei Lich focavam-se em criar muretas de ossos à frente do guerreiro, a maga aproveitou. De seu palmo surgira um círculo mágico que deu origem a um relâmpago, que percorreu seu caminho tão veloz quanto um lobo sedento por sangue. O choque atingiu a face do bruxo, que descarregou todo o seu ódio em Auburn, atingindo seu torso com uma chama negra que simplesmente atravessou seu peito sem alterar a aparência exterior da maga. A maldição do Rei Lich, ao custo da integridade do rosto do próprio, havia se agarrado ao coração de Chloe.

O sacerdote rapidamente se afastou do amedrontador bruxo, trazendo consigo o corpo do ferido caçador. Hector, ainda sendo tratado por Doctor, nada pôde fazer se não concentrar todas as suas energias em sua recuperação. O sacerdote, porém, vacilava no processo de cura da perna do caçador inúmeras vezes, vista sua preocupação com os outros.

Os olhos do paladino inconsciente vagarosamente se abriam, apresentando uma coloração púrpura em sua raiz. O brilho violeta que de seus glóbulos oculares escapava gerava gargalhadas vindas do Rei Lich, levando a atenção dos soldados para Silver, que se levantava emanando uma aura ameaçadora. Seu tão confiável escudo escorreu por seu braço, e de sua mão a Chama Negra tomava forma. Cornos retorcidos cresciam do crânio do pobre homem, que no interior daquela pútrida e impura casca lutava com todas as forças que lhe restavam. Porém, o poder demoníaco que o consumia era mais forte.

Griffith, que rapidamente avançava contra o Rei Lich, teve seus movimentos travados novamente. Ao olhar para trás, um cenário aterrorizante parecia aguardar sua visão. Gaulvi Silver de Orlando, ou melhor, o Cavaleiro Escuro e o Portador da Chama Negra, estrangulava Karrk Hyucios, que há tempos incomodava os demônios das profundezas daquela masmorra. O guerreiro corrompido abria um sorriso enquanto encarava Griffith, que tivera seu bônus em força física e drenagem de energia vital interrompido ao ter a origem sendo aniquilada.

Entretanto, o frio também afetava o Portador da Chama Negra.

Off:

Gaulvists, você ainda não morreu.

Sumário de Batalha:

Aliados:

Griffith: Capacete amassado; sem armadura na mão direita; escudo partido em dois; perna direita gravemente ferida; mão direita repleta de cortes; armadura destruída no ombro, no abdômen e no peito; sangrando; enfraquecido.
Gaulvi: Consumido.
Shad: Normal.
Hector: Sangrando; sem a perna esquerda; 65 flechas restando; em frente ao Rei Lich.
Chloe: Amaldiçoada (energia sendo drenada aos poucos); em frente ao Rei Lich.
Ignoto: Morto.
Doctor: Normal; em frente ao Rei Lich.
Karrk: Sendo estrangulado e absorvido pelo Cavaleiro Negro; sobre o Colosso.

Inimigos:

Rei Lich: Parcialmente destruído; em frente à Hector, Chloe e Doctor.
Cavaleiro Negro: Normal.
Colosso: Morto.
Exército de Esqueletos: 96 tropas restando.
avatar
Grizzly
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Gaulvists em Qui Ago 11 2016, 18:33

Enquanto recuperava minhas forças o local onde estava na minha mente se torna totalmente negro, sem luz e com uma sensação de medo e solidão.
Meu lado draconiano de repete cai por cima de mim e cria tipo um escudo de lava..., não era mais uma esfera toda de lava que lutava contra aquele lugar.

- O que está acontecendo?

- Pelo visto o nosso inimigo está querendo possui nosso corpo..., não ele está conseguido.

- O inimigo está usado o nosso corpo..., meus companheiros estão...


- Ele é forte e a única coisa que não está deixado domina tudo é essa esfera que criei que protege a nossa consciência e inconsciência.

- Precisamos fazer algo...

- Eu posso ser seu lado dragão completo, mas o nosso oponente demostra ser bem mais forte...

Eu caio de joelhos e lagrimas começa a escorre pelo rosto, será isso o meu fim..., será que não exista esperança para mim..., vou me torna um objeto na mão do inimigo e machuca meus companheiros...
O desespero começa a domina o que restava de mim e tudo que via era o fim, mas no momento vejo de longe, algo que emitia um brilho muito pequeno que quase vai se apagando, mas por alguma coisa continuava brilhado no meio daquela escuridão e aquilo me fazia lembra da promessa que fiz antes de começa a jornada.

- Nós momento do fim a gente se lembra de tantas coisas boas..., eu queria muito ver meu filho nasce, crescer, de está no lado dele e de mostra um mundo que lutei por ele...


- Mas...


- Não..., eu preciso lutar.


- Mas só tem desespero.

- Eu preciso.

- Como?


- Não sei, mas preciso.

- Não está vendo que o nosso oponente é poderoso.

- Eu sei, mas preciso lutar.

- Lutar como? Se não fosse por mim a gente já estava morto a muito tempo.

- Eu sei disso, mas aceita que esse é o fim, não posso..., esse é o meu interior, meu corpo, meus sentimentos...


Lagrimas cristalinas começava a escorre pelo meu rosto, era como se meu coração estive-se me dizendo para não desisti, pra não para no caminho, mas continua e tudo aquilo e a enchendo o meu coração que parecia que ia explodir de tanta vontade de continua.

- Eu sei que o nosso inimigo é forte, mas aqui é o nosso corpo, a nossa mente, o nosso sentimento, não podemos deixa um simples inimigo tomar conta disso..., eu quero ver meu filho nascer, crescer e está do lado dele e por isso vou lutar, mesmo que venha cair, uma, duas, cem, mil vezes vou continuar levantado, pois vai chega a hora que vou vencer.


A minha parte draconiana me abraça, como se ela disse-se para mim que tinha medo, mas estava disposto a lutar, mesmo sabendo que o oponente era poderoso e nesse momento sentia algo ressonando entre minhas partes.
A esfera de lava começa a aumenta de tamanho até explodir e cria uma coluna de lava que quando cai revela eu com as minhas mãos em forma de garras de dragão com lava escorrendo, assas feita de pura lava e meus olhos com a cor do mais puro vermelho carmesim e todo o meu corpo parecia está pegando fogo.

- Muito bem, não sei quem é você, mas não vou deixa me usa como um boneco, aqui não é o seu lugar, pois já está cheio com os sentimentos dos meus amigos, companheiros, família e até daquelas pessoas que me odeia, mas que faço tudo para protege elas.

Parto para cima do local onde estava o inimigo e não deixaria aquele ser tornar o meu corpo e destruir tudo que venho protegendo.
avatar
Gaulvists
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Ran em Sex Ago 12 2016, 18:54

O poderoso relâmpago da maga acertou a face do Rei Lich. Mas, não foi o suficiente para derrotá-lo e logo a criatura revidou lhe atingindo com uma estranha chama negra. Nada havia mudado em seu corpo físico, mas ela conseguia sentir a maldição sobre seu coração, que ia drenando suas forças ao poucos.

De imediato ela recuou, procurando o Doctor. – O Lich me amaldiçoou, sinto que está drenando minhas energias. Você pode fazer algo? – Olhou para Hector, que havia perdido uma perna. – Mesmo que você o salve, ele perdeu uma perna. Seria um peso morto para todos, desista.

Enquanto esperava uma resposta, observou o combate ao seu redor. Griffith havia tentando atacar o Rei Lich, mas acabou impedido pelo exercito de esqueletos. Notou que ele olhava fixamente em uma direção, ao acompanhar seu olhar, contemplou o Paladino do grupo estrangulado o homem que havia eliminado o gigante. Gaulvi havia mudado, seus olhos estavam violetas, chifres haviam crescido em sua cabeça e uma aura maligna envolvia seu corpo. Ela estava sendo consumido também!

Chloe aproveitou que a nova criatura estava ocupada estrangulando Karrk e encarando o Griffith para atacar. Posicionou-se a sua lateral, pois se o atacasse pelas costas poderia acertar o outro, que até agora não demonstrou hostilidade para seu grupo. Recitou as mesmas palavras de anteriormente e de suas palmas ressurgiu um circulo mágico que no milésimo seguinte criou outro poderoso relâmpago. Dessa vez a jovem mirou exatamente na lateral do corpo do antigo Paladino. Esperava que com o poder do ataque conseguisse destruir todo o tórax do Cavaleiro, entretanto para garantir o poder foi concentrado na altura do coração.

É claro, isso acabaria com qualquer chance de salvação de Gaulvi. Entretanto, assim como Hector ele se tornou um peso morto que, se não fosse eliminado, mataria a todos.
avatar
Ran
Administrador
Administrador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Aleksei Loban em Sab Ago 13 2016, 12:38

As mãos do paladino forçavam-se contra o pescoço do Xamã, poucos seriam aqueles conseguiriam salva-lo naquele momento, sem contar que seu oponente utilizava ''chamas negras'', tal poder que provavelmente produzia muito calor, a qual seria a única e mais letal fraqueza para um Icelord, quanto mais tempo ficava perto daquele ser, quanto mais tempo se deixava ser estrangulado mais sentia sua vida esvair aos poucos. Todo aquele esforço para chegar-la sozinho, todas as suas preces as suas Deuses-Mães da Neve haviam sido rejeitadas? Negligenciadas? Seria Karrk indigno de salvar sua espécie?

Os únicos pensamentos que corriam no corpo do Xamã eram medo e raiva, não do oponente, mas de sua fraqueza, inutilizado, sentia as forças do mal drenarem seu poder, acabava por soltar seu bastão, levando ambas as mãos ao pescoço, tentando remove-las com toda a força que podia, mas sabia que não teria sucesso, muito menos sabia dos movimentos da maga em relação.

Em suas últimas esperanças, teria que quebrar a sua promessa mais antiga, seu elo mais precioso com seu povo, ele teria que falar. E sabia dos riscos e do perigo de deixar sua magia se descontrolar e esvair loucamente por sua boca, mas se não tomasse nenhuma decisão morreria ali junto com toda a sua tribo que estaria por vir. Tomou todo o fôlego que podia para recitar apenas uma palavra, apenas uma era necessária, bem baixinha, tentou aproximar seu rosto para perto do paladino e assim que abriu a boca, sussurrou para ele a frase, com toda angústia e interva-los que lhe eram dados pela sua força caindo aos poucos - ''Em nome da sua paz e da minha, minha Grande Mãe ordenas que congele em piedade.'' - Ao final da frase, Karrk sentia a escuridão se aproximar, o brilho de seus olhos iam sumindo conforme também iam fechando, quase inconsciente esperava algum milagre.
avatar
Aleksei Loban
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Nerkon em Dom Ago 14 2016, 19:12

Não sei que tipo de magia aquele ser desconhecido usou em mim, mas funcionou. A cada ataque que eu acertei nos esqueletos, mais forças eu adquiri e com isso meus ânimos aumentaram. Me perdi em meio à destruição que causei nos esqueletos, sem olhar para trás, mas também sem olhar para frente senão quando conferia se estava indo na direção de meu alvo.

O esbugalhar de meus olhos deixaram bem clara minha reação quando notei que o Lich parecia... diferente. Virei o rosto para o lado e entendi a razão, ao mesmo tempo que a magia de nosso novo aliado perdeu sua força.


- Mas que imbecil! - Gritei, já enfurecido, em resposta ao que me pareceu ser um desafio de Gaulvi - ou, melhor dizendo, a criatura que o possuiu. Não reclamei quando notei o resto do grupo agir contra ele, pois antes ele morto do que eu - e eu preciso que aquele cara pare de ajudar o Lich. De todas as formas, cercado por esqueletos eu não teria capacidade para ajudá-los.

Que matem Gaulvi ou o salvem, não me importo, mas meu alvo agora é o Lich. Virei-me de volta para o mago morto-vivo e então corri em sua direção. O peso de meu corpo, somado a alguns ataques de perfuração com minha rapier, devem ajudar a abrir caminho em meio aos esqueletos. Quando encontrar meu alvo, vou me jogar com tudo.

Talvez eu morra, ou no mínimo irei me ferir bastante, mas a esse ponto é tudo ou nada.

avatar
Nerkon
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: RPG - The Dungeon

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum