[Prologo] Que os jogos comecem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Prologo] Que os jogos comecem

Mensagem por Zugaikotsu em Qua Ago 03 2016, 21:38


Tendo um Treecko


hahahahahaha!


  Era lá por 1 hora da tarde e a Slateport já estava toda barulhenta e agitada, claro que certas pessoas simplesmente não tinham essa rotina, esse era o caso de Maki, tinha recém completado 19 anos e estava totalmente embrulhada nos cobertores e no escuro de seu quarto em sono profundo, parecia estar confortável porém é acordada bruscamente por batidas nas portas.

- "Maki, Maki! levante-se logo, você vai deixar o professor esperando? achei que tinha criado uma treinadora, não uma preguiçosa! Já é 1 hora da tarde, vamos, levante!"

  A menina continuava dormindo, porém estava se mexendo agora, no quarto escuro ela se desembrulhava das cobertas e então tropeçava aqui e lá em alguns livros, andava igual um zumbi praticamente, a menina estava vestida com uma camiseta azul com a cara de um Machop fazendo sinal de joinha que era um pouco mais curta que a menina e com um shorts rosa. Lentamente ela chegou até a maçaneta, abriu a tranca da porta e a abriu finalmente, lá estava sua mãe com um olhar bravo e um Machop de estimação que provavelmente estava batendo na porta.

- "Olha... sobre sair em uma aventura... " - A menina para por um minuto, boceja e volta a falar - "Acho que podemos deixar isso para amanhã, não é mesmo?"
 

- "Amanhã?! Todos saem em uma aventura com 15, 14 anos, você já tem 19! você decidiu isso por você mesma e está se boicotando ainda! Não quero mais saber de desculpas, você vai e ponto"

  Enquanto sua mãe tentava transparecer um tom autoritário, notava-se que o Machop continuava acenando com a cabeça e tentando transparecer o mesmo tom, como se fosse responsável pela jovem também. Após a fala a mãe abriu caminho dentro do quarto bagunçado da menina e abriu a janela que dava de vista para a praia,  era uma vista um tanto quanto privilegiada e um tanto quanto mal utilizada pois geralmente Maki passava o dia inteiro dormindo e a noite em claro. Após abrir a cortina, a mãe de Maki foi até o armário e tirou qualquer roupa de lá, uma saia preta que ia até as canelas, padrão de escola japonesa, uma camiseta branca e um casaco preto parecido com um sobretudo e jogou tudo em cima da cama.

- "Agora trate de se arrumar e se você demorar mais um segundo, eu vou arrumar você igual se faz com criança!"

  Maki não respondeu nada, sabia que era inútil e que teria que fazer aquilo, enquanto sua mãe saia, podia jurar que tinha ouvido algo como "Onde já se viu? 19 anos agindo feito uma criança de 13... não, nem criança faz isso!". Bem, não importava muito, ela estava de certa forma feliz por sua mãe acabar se importando, então trocou de roupa e almoçou para partir em rumo ao ginásio.

 Não era um caminho muito longo e a cidade estava mesmo agitada, era um dia de sol então as pessoas iam e vinham da praia, via-se muitos turistas como de costume e a feira parecia bombar, ela adorava andar pela cidade, achava que seria uma pena ter que começar a viajar mas adoraria viver sozinha e por ela mesma, mas antes que pensamentos mais negativos invadissem sua cabeça ela já tinha chegado ao seu destino, então adentrou o Laboratório local que parecia um pouco abandonado, deu umas 3 batidas na porta e o som ecoou pela sala principal onde existiam várias outras portas e uma recepção vazia.

- "Alô! Hello! Konnichiwa!" - Dizia a menina gritando enquanto suas palavras ecoavam.

 Não obteve resposta então pensou consigo mesma - "Acho que eu acabei realmente demorando demais para acordar... Minha mãe vai me dar outro sermão... Que saco! e um pouco depois disso ouviu uma porta se abrindo e passos saindo, era uma mulher de cabelos vermelhos todos mal penteados, com óculos e um jaleco branco, sua cara estava muito sonolenta como se estivesse dormindo faz algum tempo

- "H-heeey... não vá embora, se eu perder mais alguém eu vou levar um esporro, facilite meu lado, por favor?"

  Dando meia volta, Maki deu uma leve corrida até onde estava a pessoa e então falou:

- "Bem... pelo jaleco você deve ser a professora, não?"

- "É... quase isso... no que posso te ajudar?" - Falava em um tom sonolento

- "Bem, vim pegar meu primeiro Pokémon!" - Disse ela com um tom animado no começo mas que foi se esvaindo enquanto ela lembrava que tinha 19 anos

  Após a frase a professora parou, tirou seus óculos, limpou os olhos e as lentes, colocou de novo, deu uma olhada para trás da menina, para os lados, para o teto e para a porta, então finalmente encarou a menina e com cara de dúvida, perguntou:

- "E... onde está a criança que vai receber o pokémon?"

- "Na... sua frente?" - Falou um pouco reciosa

  A professora ficou com um olhar estático e um pouco pasmo para cima da jovem

- "Não é... sabe... um pouquinho..."

- "Tarde? é... eu sei"

- "Sabe... temos quase a mesma idade e... bem..." - A professora começou a notar que suas palavras talvez fizessem a menina desistir então começou a tentar levantar a moral da menina - "Não que seja tarde demais pra isso, nunca é tarde, sempre... er... corra atrás dos seus sonhos... ha..."

  A menina olhava para a professora tentando demonstrar pelo rosto um sinal de "Pare, por favor, só vamos acabar logo com isso" e a professora pareceu ter entendido o recado então mudou o assunto

- "Bem, já que é esse o caso, eu vou te pedir para escolher um inicial, já tem um em mente?"

- "Tenho sim, eu gostaria de ter um Treecko!"

- "Ah sim! Então venha aqui Treecko, e se apresente para sua nova mestre!"

  De longe saia o Treecko um pouco envergonhado enquanto tentava aparentar forte, ele queria mesmo ser escolhido, mas isso não o ajudava muito já que seu andar estava bem esquisito. Então, para descontrair Maki soltou:

- "Uau, parece que esse Treecko teve um treco não é mesmo?"

Ninguém riu.

- "Bem, este é Treecko e ele estará em sua guarda, ele também é um pouco mais velho que a maioria então acho que vocês combinam bastante, não é mesmo? Bem Treecko, está ansioso? e você..."

- "Ah, Maki!"

- "Isso! Maki, está pronta?"

  Os 2 acenaram quase ao mesmo tempo com os olhos quase brilhando de vontade

- "Então é isso, tome aqui a pokébola do Treecko, uma sacolinha com itens que podem ajudar e uma Pokedex, você sabe usar?"

- "Sim, meu pai tinha uma e eu costumava brincar com ela quando menor... é só você apontar e..."

  A menina apontava a pokedex para o pequeno pokémon enquanto uma voz robótica narrava o que era o Treecko.

- "Então ficamos por isso, meu nome é Ana e você pode vir aqui quando quiser se precisar de dicas. Agora vou voltar para meu coc... pesquisa, até a próxima menina, e boa sorte"

- "Muito obrigada, Professora! Volte Treecko!" - Falava enquanto chamava o pokémon para a pokébola

  Começou a andar para a saída, se aproximou da pokébola e sussurrou:

- "Finalmente eu tive coragem pra isso... Estou contando com você, Treecko"



Veja aqui a minha ficha - TPO  
avatar
Zugaikotsu
Treinadora
Treinadora

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Prologo] Que os jogos comecem

Mensagem por Ran em Qui Ago 04 2016, 22:04

Inicial entregue!
Obs: Mudei sua Carreira na ficha para Treinadora. Pois, Criador é sub-classe e você tem que fazer um teste na universidade de Rinshin. Qualquer dúvida me mande um MP.
avatar
Ran
Administrador
Administrador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum