A Jasper's Tale - Um novo começo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Hitman em Qui Mar 22 2018, 03:43


—  Route 101.  —

O jovem moreno acabava por se deparar com o pequeno ladrãozinho que havia furtado as duas Oran Berries que sua Spearow apanhara da grande árvore frutífera. E, aproveitando a primeira chance de ter um contato visual mais claro com aquele Pokémon, o mesmo sacava sua Pokédex e apontava o dispositivo eletrônico para o mesmo, afim de adquirir informações.
Dessa forma, o aparelho não tardava e já reconhecia aquele canídeo, mostrando em sua tela todas as informações que possuía em seu banco de dados acerca daquela espécie do tipo Sombrio, tão como ditava o que estava escrito por meio de áudio, com uma voz metalizada que era emitida pelo mesmo. A Pokédex também informava ao treinador sobre o nome daquela criaturinha, a qual era conhecida como Poochyena.
Assim, o rapaz dos olhos cor de jaspe não perdia tempo, e ao ver o canino acinzentado tentar fugir pela parte superior daquele barranco - retornando na direção central da rota que interligava as cidades de Littleroot e Oldale -, o mesmo prontamente passava suas instruções para sua Pokémon Voadora, para que a mesma pudesse impedir o pequeno larápio de se evadir com as frutinhas roubadas.
A Spearow era rápida, e usando de sua vantagem de voar - não precisando escalar o barranco para alcançar o Poochyena -, a ave partia em direção ao mesmo, grasnando de maneira alta e escandalosa, de modo a fazer com que o canídeo acinzentado liberasse um brilho opaco de seu corpo, indicando que o mesmo sofria uma redução no seu potencial ofensivo devido àquele movimento.
Na sequência, a teimosa Spearow voava de maneira agressiva na direção do ladrãozinho, pronta para atacar com suas ferozes bicadas. Porém, conforme se aproximava, o Poochyena também utilizava uma de suas técnicas: virando-se de costas para a ave, o mesmo começava a arrastar suas patas fortemente contra o solo do local, de modo que passava a atirar uma grande quantidade de areia, terra e tufos de grama contra sua oponente.
Com aquilo, o Pokémon do tipo sombrio acabava atingindo o rosto da ave, também reduzindo a visibilidade e precisão da mesma, que acabava perdendo seu foco. E, desta forma, conforme a ave mudava o curso de seu voo para se desviar da enxurrada de sujeira que era disparada contra si, o Pokémon acinzentado aproveitava a oportunidade para fugir, se embrenhando em outros arbustos na parte superior do barranco, fazendo com que Wilhelm o perdesse de vista.
A parte ruim: aquele ladrãozinho se demonstrava, realmente, muito bom em fugir. A parte boa: ao menos o jovem treinador havia encontrado uma forma de subir aquele barranco de maneira mais segura, sem a necessidade de trazer seu réptil de fogo para dentro de uma pokébola. Além disso, ao menos o rapaz conseguia ver a direção para onde o Poochyena havia fugido, e se ainda estivesse disposto a segui-lo, saberia por onde procurar.
Aquela direção tomada pelo larápio cinzento também parecia ser o caminho de volta à parte principal da rota 101, para onde o treinador talvez quisesse retornar, e, com isso, bastava seguir naquela direção após subir o barranco por meio daquele tronco de árvore que interligava a parte inferior da rota - onde Wilhelm Jasper e seu Charmander estava -, à parte superior da mesma - para onde o ladrãozinho havia rumado.
Então, o que faria o rapaz dos cabelos negros ?

_________________


"You remind me that Stubbornness can technically
be a useless talent, but a talent none the less."

                         ———— Chun Myun Hoon, or "Noya".


STORAGE:



avatar
Hitman
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por MihawK em Qui Mar 22 2018, 18:41


     

     

Fighting for Freedom.



     

For the Pokémons




A Pokedex informava que aquele pokemon era como Jasper esperava, um Poochyena. Um pokemon comumente travesso, que vivia sempre roubando e fugindo por ai.



De maneira veloz, prontamente a Spearow atendeu o comando de Wilhelm e atacou usando sua voz e seu bico, porém o pokemon fugitivo era naturalmente bom naquilo que fazia e antes de ser pego pelo ataco direto da ave, jogou terra em seus olhos, momentaneamente tirando-lhe a visão e fazendo ela abortar seu golpe.



Spearow não esperou pelo comando do seu quase-treinador e continuou disparada em direção ao Poochyena. Wilhelm corroborava com aquela decisão e deixou ela seguir em frente, diminuindo as chances de perderem ele de vista. Havia ali um combate acontecendo entre um pokemon que era especialista em fugir e outro especialista em atacar. Egoísta e orgulhosa como era, a Spearow faria de tudo para conseguir recuperar aquelas berries que ela tinha tido o esforço de pegar para seus companheiros de jornada.



- Isso ai garota! Voe pra cima dele de novo e ataque repetidamente com seu "Peck" assim que avistá-lo, mas dessa vez toma cuidado com o "Sand-Attack" dele!

Voltavam a estaca onde Wilhelm corria pela terra e Spearow, via ar, ambos com o objetivo conjunto de capturar aquele fugitivo espertinho.




     



     

Wilhelm Jasper



&  



avatar
MihawK
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário http://www.livetolivefor.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Hitman em Sab Mar 24 2018, 04:33


—  Route 101.  —

Seguindo as novas instruções passadas pelo seu treinador, a insistente Spearow prosseguia em sua perseguição ao ladrãozinho acinzentado, o qual ainda tentava escapar com as Oran Berries que havia roubado, fugindo pela parte superior da rota 101.
Dessa forma, a Pokémon Voadora acabava partindo na frente do rapaz de cabelos negros e seu inicial de fogo, já que os mesmos ainda precisariam subir até a parte superior do barranco, e apesar de ser uma maneira mais fácil que a escalada - já que aquele tronco poderia ser usado como uma forma de acesso até lá -, ainda não era a tão mais segura, e por isto, eles acabavam precisando andar por ali com certa cautela e paciência, para que o treinador e seu Charmander não caíssem enquanto subiam.
Sendo assim, após conseguirem subir pelo tronco em diagonal, superando aquele obstáculo natural que os impedia de prosseguirem anteriormente, o rapaz tornava a correr na direção em que pudera ver o canídeo do tipo sombrio e sua Pokémon voadora partirem, antes que ele pudesse chegar até lá. E, conforme corria pela mata, podia perceber a mesma se tornar cada vez menos densa.
Após algum tempo correndo, o rapaz percebia que se encontrava novamente na trilha da rota 101, composta por uma vegetação rasteira mais baixa e um caminho de terra batida. E, pelo que ele podia perceber, estavam justamente no mesmo ponto onde se encontravam antes, com a diferença que, desta vez, estavam na parte de cima do barranco que os havia impedido de prosseguir, podendo ver logo abaixo o caminho por onde haviam deixado a cidade de Littleroot.
E, apesar de terem superado seu primeiro obstáculo, os mesmos acabavam sendo surpreendidos por algo já familiar: a Spearow de Wilhelm também parecia retornar para seu treinador, extremamente furiosa, como se tivesse perdido seu alvo de vista. Também com isto, a mesma parecia um tanto quanto suja de terra e sujeira do solo, e parecia apontar algo para seu treinador.
Assim, se o rapaz dos olhos cor de Jaspe observasse o que a mesma indicava, veria no chão as marcas de patas arrastadas pelo solo, semelhantes às que foram deixadas pelo Poochyena ao utilizar seu Sand Attack da outra vez. Mas, a diferença é que agora haviam duas marcas daquela no solo, podendo indicar a presença de outro canino como aquele no local. O que não era de se estranhar, dado o comportamento daquela espécie, que costumava viver em bandos.
Com isso, os mesmos pareciam ter fugido por hora, provavelmente sendo beneficiados pela sua habilidade natural. Mas, ainda havia esperança: No sentido da rota que seguia em direção à cidade de Oldale, o mesmo podia ouvir novos latidos daquela espécie de Pokémon, podendo indicar que os mesmos haviam seguido para aquele lado.
Porém, em meio às arvores que se encontravam nas margens da rota - sendo agora do outro lado da trilha, diferente daquele de onde ele viera -, uma espécie de choro podia ser ouvida na sequência, sendo algo um tanto quanto curioso também.
Sendo assim, o que faria o jovem treinador, agora que havia perdido o ladrãozinho de vista ? Será que continuaria em sua perseguição ao mesmo ? Além disso, o que poderia ser aquele choro no outro lado da rota ?
O rapaz agora tinha duas direções para onde poderia prosseguir, então, qual seria sua escolha naquele momento ? Iria na direção dos latidos, ou iria na direção do choro ?

_________________


"You remind me that Stubbornness can technically
be a useless talent, but a talent none the less."

                         ———— Chun Myun Hoon, or "Noya".


STORAGE:



avatar
Hitman
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por MihawK em Ter Mar 27 2018, 01:11


     
     

Fighting for Freedom.


     

For the Pokémons




Enquanto a Spearow perseguia sua presa, Wilhelm e Spitfire percorriam seu caminho devagar, dada as dificuldade que a trilha detinha. Mas devagar e sempre eles superaram os obstáculos e cosneguiram seguir em frente atrás dos rastros deixados pelo Poochyena.

Adentrando numa área de vegetação menos densa, Wilhelm já percebia que havia voltado para a rota 101 que o levava de Littleroot a Oldale. Voltavam eles para o mesmo local onde haviam se desviado, porém agora estqava do outro lado do barranco. E ali mesmo encontravam a Spearow que retornava dando sinais de que havia perdido de vista do pokemon.

Frustrada, ela mostrava para seu companheiro de jornada que agora havia mais companhia e as coisa começavam a dificultar. Eles haviam seguido provavelmente em direção a Oldale, e Wilhelm pretendia segui-los mas o som característico de choro chamava sua atenção mais do que tudo.

- O que será isso? Ouço um choro... Vocês estão ouvindo também? Spearow, vamos ter calma agora, um pequeno ser em perigo é mais importante do que aqueles berries. Mas fica tranquila, não vamos deixar aquele ato de ladinagem por isso mesmo. Vamos investigar esse som.

Wilhelm não podia deixar passar aquilo. A segurança de uma criança ou filhote alheio agora falava mais alto que seus próprios desejos. Seguia em direção ao choro, cauteloso, mas com rapidez.


     


     

Wilhelm Jasper




avatar
MihawK
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário http://www.livetolivefor.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Hitman em Qui Mar 29 2018, 03:39


—  Route 101.  —

Sendo atraído pelo choro que podia ser ouvido vindo da mata, o rapaz natural de Goldenrod City acabava deixando de lado sua perseguição aos pequenos larápios acinzentados, para ir investigar do que aquilo se tratava, temendo que pudesse ser uma criança ou filhote de outros Pokémons passando por alguma situação complicada.
Sendo assim, o jovem treinador, acompanhado por seu Charmander e sua Spearow acabavam adentrando novamente a parte da mata mais fechada - mais uma vez abandonando a área central da rota 101 - em prol de descobrir de onde poderia estar vindo o choro, quem poderia estar chorando daquele jeito, e quais os motivos por trás daquilo.
Dessa forma, o mesmo caminhava na direção de onde aquele som era proveniente, e enquanto Wilhelm e seus companheiros avançavam naquela direção, os mesmos podiam perceber algo se movendo rapidamente entre alguns arbustos, como se fugisse no sentido oposto àquele de onde vinha o choro, correndo em direção à rota 101.
Como se isso não bastasse, bem ao longe, vindo daquela área descampada da trilha que levava à cidade de Oldale, era possível ouvir um som um tanto quanto peculiar, semelhante ao de alguns canídeos uivando, e isso poderia dar ao rapaz dos cabelos negros mais algumas pistas sobre o que poderia estar ocorrendo por ali.
Enquanto isso, o som que havia chamado sua atenção anteriormente, o choro, parecia cada vez mais próximo. E, desse modo, após cruzar mais algumas árvores e arbustos mais altos, o jovem dos olhos cor de jaspe podia perceber algo um tanto quanto diferente: em uma pequena clareira em meio às árvores que compunham aquela floresta, o mesmo podia notar algo se movendo bastante, próximo a um arbusto mais alto e frondoso.
O choro parecia estar vindo de trás daquele arbusto, e algo semelhante a uma outra frutinha podia ser vista na parte frente do mesmo, como se estivesse pendurada naquela planta. O choro parecia bem próximo desta vez - e cada vez mais alto -, mas ainda era impossível identificar sua fonte. E aquele arbusto também se movia bastante, tão como aquela frutinha pendurada no mesmo.
Então, qual seria a próxima ação do jovem natural de Goldenrod City ?

_________________


"You remind me that Stubbornness can technically
be a useless talent, but a talent none the less."

                         ———— Chun Myun Hoon, or "Noya".


STORAGE:



avatar
Hitman
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por MihawK em Sex Mar 30 2018, 23:38


     
     

Fighting for Freedom.


     

For the Pokémons


Objetivando coisa mais urgentes, Wilhem e sua equipe adentrou em meio a mata mais densa seguindo o som do choro. Passo a passo o som ficava mais nítido, porém ainda era impossível delimitar sua fonte real.

Atrás de si, o uivo provável da matilha de Poochyenas preenchia o ambiente e lhe dava pequenos calafrios, que eram aliviados ao ver numa clareira a sua frente um arbusto se mexendo, cujo nele havia algo que parecia mais uma berry.

- É dali que vem o choro. Vamos cautelosos, precisamos investigar isso.

Devagar, Wilhelm ia passo a passo avançando em direção ao arbusto, prestando atenção nos movimentos que surgiam por detrás dele, e secundariamente na frutinha que chacoalhava junto com o arbusto.

- Hey Spearow, se importa de vir mais perto aqui no meu ombro? A mata é muito fechada aqui.

Wilhelm esperava que pudesse ficar mais próximo dela assim.


     


     

Wilhelm Jasper




avatar
MihawK
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário http://www.livetolivefor.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Hitman em Sab Mar 31 2018, 05:01


—  Route 101.  —

Conforme o rapaz dos olhos cor de jaspe e sua equipe se aproximavam mais do local de onde o choro parecia ser proveniente, o mesmo acabava pedindo que sua Spearow ficasse um pouco mais próxima dele, para impedir que a mesma pudesse se perder ou que algo parecido pudesse ocorrer naquela situação devido à mata fechada.
Sendo assim, a ave passava a voar um pouco mais próxima do treinador e o réptil alaranjado também se mantinha bem próximo do mesmo, enquanto eles avançavam pela floresta, seguindo o som daquele choro, já que aquilo passava a ser a prioridade do jovem dos cabelos negros, o qual temia que alguma criança ou filhote pudessem estar em perigo ou passando por problemas.
Com isso, ao se aproximar da clareira e perceber os movimentos naquele arbusto, tão como uma pequena frutinha que se sacudia conforme a planta se mexia, o jovem passava a observar o local com certo cuidado, temendo que algum Pokémon pudesse se encontrar ali atrás. Porém, o choro era intenso naquele local, e talvez fosse ali que a criaturinha que chorava se encontrasse, parecendo vir de algum Pokémon pequeno.
Assim, conforme Wilhelm se aproximava com certa cautela, o rapaz podia ver algo curioso acontecer: a frutinha parecia crescer, ou, na verdade, se projetar um pouco mais para fora do arbusto. Dessa forma, conforme o arbusto se sacudia mais e mais, a pontinha amarronzada daquilo que parecia ser uma "Apricorn mais pontiaguda" se tornava maior, como se estivesse saindo da planta.
Assim, a mesma vinha saindo mais, e mais, e um pouco depois algo curioso também surgia para fora do arbusto, como duas formas ovaladas e amarelas, e logo na sequência, a surpresa final se revelava: após se debater bastante naquele arbusto, era possível perceber que o Pokémon chorão se tratava justamente daquilo que parecia uma frutinha ou algo do gênero anteriormente, que após conseguir sair de dentro da planta, se demonstrava bem maior do que parecia.
Aquele Pokémon tinha um formato ovalado e tonalidade predominantemente marrom em seu corpo. Além disso, possuía um par de pés amarelados, tão como os padrões de cores ao redor de seus olhos, e já em seu topo, logo acima dos olhos, o mesmo parecia usar uma espécie de chapéu acinzentado, que na verdade também reforçava a sua aparência, que mais lembrava uma grande avelã.


O Pokémon chorava bastante, como se tivesse ficado preso naquele arbusto após ser jogado ali por conta de algum ataque ou coisa do tipo. E, logo após conseguir se livrar da planta onde havia ficado agarrado, o mesmo não perdia tempo e começava a vasculhar o chão do local, como se houvesse perdido alguma coisa.
Porém, não demorava muito e o mesmo podia perceber a presença do rapaz natural de Goldenrod City e seus Pokémons, e com isso, o mesmo esboçava uma pequena reação de quem cogitava fugir. Mas, ao observar com maior ênfase a Spearow de Wilhelm, o mesmo parecia mudar um pouco de comportamento, fechando seu semblante e partindo na direção dos mesmos, gritando de modo que lembrava uma mistura entre choro e raiva.
Aquilo era estranho, e algo parecia um pouco fora do lugar. Mas, quais seria a reação de Wilhelm diante daquilo ? E qual seria o problema daquele pequenino Pokémon do tipo Planta ?

_________________


"You remind me that Stubbornness can technically
be a useless talent, but a talent none the less."

                         ———— Chun Myun Hoon, or "Noya".


STORAGE:



avatar
Hitman
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por MihawK em Ter Abr 03 2018, 14:40


     
     

Fighting for Freedom.


     

For the Pokémons


Enquanto se aproximavam do arbusto atravessando a clareira, Wilhelm notava que o choro parecia vir diretamente de onde a planta estava, e se assemelhava muito com o de um pokemon. Sendo impossível saber sem investigar de fato, o rapaz se aproximava devagar para não assustar o que quer que fosse.

Enquanto a planta se mexia Wilhelm e seus amigos observavam focados naquilo tentando descobrir o que era, até que finalmente emergiu do arbusto uma criatura que parecia uma castanha gigante. Uma apricorn viva. Uma avelã agigantada.

O pokemon devia estar levemente ferido para chorar tanto até aquele ponto e não havia percebido a presença deles até que quando notou pensou em fugir, mas algo na Spearow o fez querer atacar. Era difícil entender o porque daquilo, mas na natureza você primeiro protege os seus.

- Hey hey! Calma ai! Porque você está nos atacando!? Spearow, levante voo e disperse!

Wilhelm não sabia se o pokemon estava vindo pra cima dele ou de seus pokemons. Se viesse pra cima do Charmander ou dele, Spitfire o protegeria. Se etivesse vindo pra cima da Spearow, ele focaria sua atenção na ave em pleno voo. Enquanto recuava um pouco, sacava de sua pokedex para ver que pokemon era aquele e pegar suas informações.

"Eu acho que é um Seedot, mas porque ele está atacando a gente? É bom ele parar, porque a Spearow não é do tipo que se deixar ser afrontada..."


     


     

Wilhelm Jasper





Off: Desculpe a demora pra responder. Feriado eu viajei!
avatar
MihawK
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário http://www.livetolivefor.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Hitman em Sab Abr 07 2018, 03:44


—  Route 101.  —

Ao ver o pequeno Pokémon do tipo Planta correndo, aparentemente furioso, em sua direção, o jovem dos olhos cor de jaspe ainda tentava entrar em contato com o mesmo, iniciando um diálogo e buscando compreender o motivo por trás de sua agressividade em relação ao treinador e sua equipe.
Porém, Wilhelm também entendia que não poderia deixar sua guarda baixa, e muito menos expor seus companheiros ao perigo. Aliás, como ele mesmo pensava, primeiro deveria prezar pela segurança e bem estar de sua equipe, para então poder se preocupar com os outros, e pensando dessa forma, instruía sua Spearow a dispersar em seu voo, se afastando um pouco do mesmo.
Mas, o pequeno Seedot - como o rapaz dos cabelos negros já havia reconhecido anteriormente - ainda parecia focado na ave. E, talvez o motivo para aquele comportamento estaria bem claro poucos instantes depois, quando aquele Pokémon caía de face para o chão, com uma aparência mais pálida que a coloração normal para sua espécie, e liberando um som estranho.
O som liberado pelo Pokémon amarronzado, por sinal, se assemelhava ao que é liberado pelo estômago de alguém que se encontra com bastante fome, e levantando brevemente do solo, o mesmo tornava a focar seu olhar na Spearow do jovem treinador. Mais especificamente falando, o pequenino focava seus olhos na Oran Berry que a Pokémon Voadora ainda carregava consigo, entre suas patas.
Assim, a criaturinha semelhante a uma avelã prosseguia mantendo aquele misto de tristeza e fúria em seu comportamento, e com seu copo um pouco mais esguio, parecia demonstrar o que talvez o rapaz natural de Goldenrod City já poderia ter percebido àquela altura do campeonato: o pequeno Seedot estava com fome, e talvez tenha sido roubado quando fora jogado em meio àquele arbusto em que estava quando o rapaz chegara ali.
Assim, levando em consideração alguns fatos e interligando os pontos, se Wilhelm Jasper fosse atento e astuto o suficiente, poderia se lembrar dos sinais que havia percebido antes de se encontrar com o pequeno tipo Planta, tão como do larápio acinzentado que o havia furtado anteriormente, e também dos uivos que ouvira pouco tempo antes, e ali estaria a resposta para todo aquele problema.
Então, caso o jovem dos olhos cor de jaspe compreendesse o problema que se passava ali na rota 101, e conseguisse entender a situação em que o pequeno Seedot se encontrava, como o mesmo agiria à partir daquele ponto ?

_________________


"You remind me that Stubbornness can technically
be a useless talent, but a talent none the less."

                         ———— Chun Myun Hoon, or "Noya".


STORAGE:



avatar
Hitman
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por MihawK em Ter Abr 10 2018, 14:55


     
     

Fighting for Freedom.


     

For the Pokémons


Quando a Spearow voava saindo de perto de seu treinador, o pequeno Seedot acompanhou a ave com os olhos, mas logo depois caiu aparentemente de... Fome.

Wilhelm notava que no que ela estava mesmo interessasda era na Oran Berry que a Spearow ainda carregava nas suas garras, cujo o rapaz havia convenientemente deixado de guardar. Wilhelm era um homem obstinado que poderia tomar atitudes drásticas em sua vida, mas sempre a favor dos Pokémons, portanto não passava em sua cabeça a ideia de que aquele Seedot continuasse passando fome se ele tinha como ajudar.

No pequeno espaço de tempo que decorria aquela cena, Wilhelm se lembrou das atitudes do Poochyena e notando os outros sinais dos dois eventos, notou que havia um ligação entre eles. Era provável que o mesmo Pokémon ou outros de sua matilha pudessem ter roubado a comida deste Seedot também, ou pior, que estivessem fazendo isso há tempos, pois este daí parecia não comer faz dias. Talves este Seedot estivesse achando que fomos nós quem teria roubado essa Oran Berry dele.

- Spearow, por favor, retorne. Já sabemos o que fazer com essa Oran Berry. Dê-me a aqui.

Wilhelm iria oferecer aquela fruta de presente para o Pokémon, juntamente qualquer coisa de comer que tivesse em sua mochila. Esperava que o Seedot não o atacasse nesse meio tempo, mas dessa vez não revidaria.

- Hey Seedot, você está com fome, não está? Você quer essa Oran Berry para você? Ela é nossa, mas você está precisando mais do que eu.

"Espero que dessa maneira ele esqueça um pouco essa agressividade e fique de boa. Não ter que machucar ele pra proteger meus amigos. Eu até gostaria que ele também pudesse ser mais um companheiro. Agora aquele Poochyena... Esse sim ainda me paga. Se for encessário acabo com a matilha inteira!"

- Você foi atacado por Poochyenna que lhe roubou sua Oran berry, não foi? Se for, eu vou vingar a gente, pode deixar.


     


     

Wilhelm Jasper



avatar
MihawK
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário http://www.livetolivefor.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Hitman em Qua Abr 11 2018, 18:38


—  Route 101.  —

Observando o estranho comportamento do pequeno Seedot em relação a ele e seus companheiros Pokémons, o jovem WIlhelm Jasper acabava por perceber que aquela situação não se tratava de algo comum, e a agressividade exibida pelo pequeno tipo Planta acabara sendo motivada por um problema bem específico: a fome.
Sendo assim, associando o fato daquele Poochyena ter roubado suas Oran Berries anteriormente, tão como a grande probabilidade daquele Pokémon canino estar acompanhado - devido até mesmo ao comportamento natural de sua espécie, que costuma viver em pequenos bandos -, e o pequeno Seedot estar praticamente desesperado por comida, o rapaz dos olhos cor de jaspe prontamente compreendia o que se passava por ali.
Desse modo, o moreno optava por pedir à sua Spearow para que devolvesse aquela Oran Berry que havia entregado à mesma logo assim que partiram para a rota 101, com o intuito de alimentar a pobre criaturinha amarronzada. A ave do tipo Normal, por sua vez, ainda demonstrava um pouco de seu comportamento turrão e teimoso, natural de sua espécie, mas por fim acabava entregando a frutinha ao seu treinador, compreendendo que aquilo havia sido causado pelos Poochyenas e desviando, novamente, o foco de sua raiva para os mesmos, que também já haviam roubado as frutas que ela colhera anteriormente.
Com isso, o rapaz natural de Goldenrod City oferecia a pequena berry ao faminto Seedot, e, conforme o mesmo voltava a ficar de pé, observava os comportamentos do rapaz de maneira desconfiada. Wilhelm também explicava a situação, dizendo que a culpa por aquela situação não era sua ou de seus Pokémons, e sim dos pequenos larápios acinzentados, os quais também haviam roubado algumas berries do jovem treinador pouco antes daquilo.
Já o tipo Planta ainda parecia receoso e desconfiado, mas, a fome acabava por falar mais alto, e o mesmo se rendia a aceitar a pequena frutinha azulada que o moreno o oferecia, devorando-a em questão de segundos, dada a fome que sentia. E, mesmo sendo uma fruta pequena, já era o suficiente para alimentar um Pokémon de porte reduzido como aquele, e aquilo já saciava, pelo menos um pouco, a fome do mesmo.
Após terminar de comer a pequena frutinha, o Seedot ouvia as palavras do jovem treinador, e demonstrando também estar revoltado com a situação pela qual passara, acenava de maneira afirmativa com a cabeça, indicando que também fora atacado por um dos canídeos do tipo sombrio. Porém, mais do que isso, parecia também motivado a buscar sua pequena vingança contra os mesmos, possivelmente estando disposto a acompanhar o treinador em um primeiro momento, para que pudesse ajudá-lo a deter a pequena "gangue" dos Poochyenas, os quais estavam roubando toda a comida da rota 101.
Então, quais seriam os próximos passos tomados pelo rapaz dos olhos cor de jaspe ?

_________________


"You remind me that Stubbornness can technically
be a useless talent, but a talent none the less."

                         ———— Chun Myun Hoon, or "Noya".


STORAGE:



avatar
Hitman
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por MihawK em Seg Abr 16 2018, 11:48


     
     

Fighting for Freedom.


     

For the Pokémons


Agradecendo a boa vontade da Spearow e feliz por ver que o pequeno Seedot havia ficado mais tranquilo e por ver que sua fome havia baixado um pouco, Wilhelm ficava muito agradecido por ter tido a oportunidade de ajudar esse Pokémon. Enquanto o Seedot comia ele olhava para seus amigos Pokémons e divagava sobre o pouco tempo que estava viajando nessa jornada e o muito que já havia vivenciado. De maneira silenciosa e interna ele olhava para o céu e honrava a história que estava vivendo com cada um daqueles pokémons.

Para ajudar na interação, retirava de sua pokebola a pequena Poliwag. Seu jeito mais carinhoso seria bom para abserver mais da confiança do Seedot, aproveitando para hidratar aquela Pokémon Planta, poderiam ser bons amigos no futuro. Com todos sendo apresentados ele então começava a falar para todos:

- Pokémons. Estamos aqui nós cinco reunidos a partir de agora com um objetivo comum. deter a gangue de Poochyenas que estão roubando toda a comida da route 101. Sabemos mais ou menos onde eles se encontram, então o plano vai ser o seguinte.

1. Spearow nos dará um suporte aéreo, sobreviando a região e tentando com sues olhos tenazes encontram o local onde eles se escondem.
2. Quando entrarmos na mata, Seedot irá na frente por já conhecer melhor a região e se camuflar em meio as plantas.
3. Logo atrás estaremos eu, SpitFire e Poliwag. Daremos a cobertura pelas costas e assim que encotrarmos o local, atacaremos com força necessária para eliminá-los.
4. Tentaremos encontrá-los furtivamente. Se conseguirmos, vamos atacá-los desprevenidos e cercá-los para que não fujam novamente.

Daremos uma lição nesses caras que eles vão aprender a correr atrás cada uma da sua própria comida.


Com o plano montado e todos motivados a equipe Jasper começou a colocar tudo em ação embrenhando-se nas matas e atravessando a rota seguindo os rastros e a partir do local onde haviam sido despistados da última vez.

- Rapadura é doce, mas não é mole não! Agora a Equipe Jasper está em Ação!


     


     

Wilhelm Jasper



[/b][/color]
avatar
MihawK
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário http://www.livetolivefor.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Hitman em Seg Abr 16 2018, 21:10


—  Route 101.  —

Após seu breve contato com o pequeno Seedot, o jovem Wilhelm resolvia alimentá-lo com uma Oran Berry que possuía, pegando a mesma com sua Spearow e entregando-a ao pequeno Pokémon amarronzado.
Com isso, o mesmo conseguia, pelo menos por agora, resolver parte do problema daquele pequeno tipo Planta, agradecendo também sua Spearow pela compreensão ao entregar sua frutinha para que o treinador pudesse auxiliar aquela criaturinha que passava fome.
Desse modo, conforme o pequenino terminava de devorar a frutinha, e parecia disposto a enfrentar os Pokémons que haviam roubado sua comida, o rapaz dos olhos cor de jaspe se preparava para partir, também chamando para fora de sua Pokébola a sua Poliwag, logo se colocando a explicar seu plano de ação para os Pokémons que ali se encontravam.
Porém, conforme o treinador natural de Goldenrod City discursava, o Seedot parecia praticamente ignorá-lo, sem dar muita atenção ao que o mesmo dizia, tendo em vista que, apesar de terem um objetivo em comum - que era enfrentar os Poochyenas ladrões de comida -, o Pokémon com formato de avelã não era um dos Pokémons do rapaz, e por isso, parecia não ter tanto intuito de obedecê-lo.
Com isso, o pequeno apenas saía andando na frente, sem dar muitos ouvidos ao que o jovem moreno explicava, seguindo praticamente por conta própria.
Já o rapaz dos cabelos negros partia junto de seus Pokémons, como planejado, com sua Spearow dando cobertura aérea, e o trio restante - composto por Wilhelm, seu Charmander e sua Poliwag - tentando apertar o passo para encontrarem novamente o pequeno tipo Planta.
Assim, ao alcançarem a área central da rota 101, onde os canídeos acinzentados haviam deixado as marcas por terem usado seu Sand Attack, os mesmo tentavam encontrar outras pistas que pudessem indicar a direção para onde os pequenos larápios poderiam ter fugido, mas, não obtinham muito sucesso quanto àquilo.
Mas, não era como se apenas o azar estivesse os acompanhando naquele dia, já que, por sorte, os mesmos podiam ouvir novamente aquela sequência de uivos vindo de uma área mais à frente do ponto onde estavam. Os uivos se assemelhavam àqueles que haviam ouvido anteriormente, quando o Pokémon que provavelmente havia atacado e roubado o Seedot fugia em direção ao local onde sua alcateia se encontrava.
Assim, talvez não fosse a maneira mais fácil e eficaz de encontrar a "gangue" de ladrõezinhos peludos. Mas, ao menos era um dos indícios de que eles ainda estavam por lá, e que o rapaz e sua equipe poderiam ter sua vingança contra os mesmos, caso conseguissem encontrá-los.
E, parecia que era isso que aquele pequeno Pokémon do tipo Planta pensava, já que ele era o primeiro a partir em direção ao ponto de onde vinham os tais uivos, sem dar muita atenção ou se interessar pelo que o rapaz dos olhos cor de jaspe pudesse dizer ou esquematizar, parecendo apenas interessado em encontrar os Pokémons que haviam roubado sua comida.
Então, como o jovem treinador natural de Golderod City agiria, diante daquela situação ? Aliás, os Poochyenas ainda estavam pela rota 101, mas o Seedot parecia não dar muitos ouvidos a ele, agindo completamente por conta própria.

_________________


"You remind me that Stubbornness can technically
be a useless talent, but a talent none the less."

                         ———— Chun Myun Hoon, or "Noya".


STORAGE:



avatar
Hitman
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por MihawK em Ter Abr 17 2018, 16:37


     
     

Fighting for Freedom.


     

For the Pokémons


Seedot não dava muito atenção ao que Wilhelm falava, deixando passar sua natureza dura e solitária. "Por Arceus, será que eu sempre vou estar rodeado de Pokémons orgulhosos? É um karma?", pensava o garoto de olhos de jaspe.

Mas ao mesmo tempo, ele respeitava a opinião do Pokémon planta. Não é porque você ajuda alguém que você tem o direito de lhe exigir algo. Cada um tem seu jeito e devemos respeitar isso, era o que ele pensava. Por isso, enquando o Seedot ia em frente seguindo sozinho, sem dar atenção ao plano, ao mesmo tempo ele mostrava ao grupo o caminho certo em busca da vingança contra os Poochyenas.

Quando ouviam os uivos por perto, Seedot já ia disparado pela frente e Wilhelm e sua equipe então fez o possível para acompanhar o ritmo. Se era pra ser assim, então assim seria, mas usaria o momento para atacar a gangue de larápios que haviam roubados a todos ali. Mesmo que não quisessem, tinham um objetivo comum.

- Vamos! Vamos! Estamos quase chegando lá. Hey Seedot, espera! Eles vão atacar você de uma vez!

Wilhelm deixaria o Seedot correr na frente. Se fosse atacado pelos pequenos desgraçados, aprenderia que o trabalho em equipe é importante. O rapaz era bom, mas não era bobo. O Seedot que fosse na frente e se ferrase então. Se resolvesse seguir em equipe, provaria para ele que merecia sua confiança. Mostraria para o Seedot que ele era um treinador especial e lhe convidaria pra equipe.


     


     

Wilhelm Jasper



[/b][/color]
avatar
MihawK
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário http://www.livetolivefor.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Hitman em Sex Abr 20 2018, 00:25


—  Route 101.  —

Assim, seguindo o pequeno Seedot que corria à sua frente pela área central da rota 101 - na parte aberta da trilha que ligava a cidade de Littleroot à de Oldale -, não é como se Wilhelm e sua equipe tivessem tantas dificuldades para alcançá-lo, dadas as proporções e a fisiologia do pequeno Pokémon planta, tendo uma mobilidade um tanto quanto reduzida, devido à sua própria formação anatômica.
Porém, como um Pokémon natural daquela região, conforme o mesmo tomava alguns caminhos e atalhos que conhecia - tornando a se embrenhar na mata, à partir certo ponto - as coisas acabavam não sendo mais tão simples para o rapaz dos olhos cor de jaspe e seu grupo, já que a pequena avelã chegava a passar entre arbustos ou por baixo de alguns obstáculos sem dificuldades, o que já não era o caso do jovem moreno e seus companheiros.
Ainda assim, por mais que algumas dificuldades surgissem pelo caminho, não tardava até que os mesmos chegassem a um local onde os uivos daqueles canídeos acinzentados podiam ser ouvidos novamente. Porém, desta vez, os uivos aparentavam estar muito mais próximos do que antes, e deste modo, após atravessar alguns arbustos mais fechados enquanto seguiam na direção de onde os mesmos pareciam vir, o jovem dos cabelos negros e os Pokémons que o acompanhavam chegavam a um local um tanto quanto peculiar em meio à mata da rota 101.
O ponto onde os mesmos se encontravam agora se tratava de uma grande clareira em meio às árvores e arbustos que cercavam aquele local, e algo curioso parecia chamar a atenção do treinador natural de Goldenrod City: no lado oposto ao que ele se encontrava naquela clareira, havia uma espécie de formação rochosa semelhante a uma gruta. Não era uma caverna ou nada do gênero. Apenas uma gruta, com a entrada encoberta por algumas moitas mais altas, apesar de haver um ponto mais amassado na região mais ao centro da mesma, como se algo utilizasse aquele caminho constantemente.
Apesar disso, não haviam sinais que indicavam a presença dos Poochyenas que Wilhelm e seu grupo estavam perseguindo anteriormente. Mas, com certeza, aquela gruta poderia muito bem ser utilizada como uma espécie de abrigo ou algo do gênero por Pokémons da região. Então, o que o rapaz dos olhos cor de jaspe faria naquela situação ?

_________________


"You remind me that Stubbornness can technically
be a useless talent, but a talent none the less."

                         ———— Chun Myun Hoon, or "Noya".


STORAGE:



avatar
Hitman
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Jasper's Tale - Um novo começo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum