Battle Pike - O desafio de Fonseca

Página 4 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Kloud em Sex Out 12 2018, 12:00



.Battle Pike


Sem hesitar a seguir os comandos de seu treinador, Rosa logo convergiu seus dois braços floridos para a frente e, separando-os em movimento circular, começou a gerar ali uma esfera de energia sombria que sugava parte da luminosidade imediata de seus arredores. Com um empurrão no ar, a mancha obscura era lançada em direção ao corpo da Seviper que, ao ser atingida, sentia uma sensação latejante passando por todo seu corpo. Era o efeito secundário daquele movimento entrando em ação e, com a energia negativa se espalhando, diminuía levemente a resistência a ataques especiais da serpente.

A selvagem venenosa por sua vez tentara revidar mas, em mais um de seus muitos golpes de azar naquela batalha, acabava por sucumbir novamente à confusão e causar dano em si própria como consequência. Aquilo, sem dúvidas, revelava agora uma boa abertura para um próximo ataque da Roselia que não falhara em aproveitar e, lançando mais uma Shadow Ball em sua oponente, conseguia derrotá-la por fim, fazendo com que a Seviper viesse ao chão.

Logo que sua adversária caíra, Fonseca pôde observar uma leve movimentação nas paredes que preenchiam a parte dos fundos daquela sala. Com um leve estalo, era claro que as portas agora estavam destrancadas e o treinador poderia optar por seguir um dos dois caminhos postos em sua frente.


Seviper:
Fainted
Held Item:
---
Trait:
Shed Skin

lv25 Seviper


0/71
lv20 Rosa


26/50
Trait:
Natural Cure
Held Item:
Quick Claw
Roselia:
Normal

Campo: Campo de gramado artificial relativamente alto, cercado por paredes lisas de cor creme.
Leon e Rosa ganharam +1238exp !
Leon subiu para o nível 26!


.

_________________


avatar
Kloud
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Fons em Sex Out 12 2018, 15:47


E com sucesso obtive mais uma vitória naquele caminho. A segunda sala estava concluida, agora eu poderia seguir para a próxima sala, mas ai entrei novamente no dilema que entrará as duas outras vezes. Por qual porta ir?

Agradeci a rosa que fez uma pirueta de ballet e sorriu ao parar, a flor dançarina estava alegre e feliz. E eu também, com o sucesso na vitória até então. Porém as coisas ficariam mais e mais dificeis. Chamei-a de volta para sua esfera e parei um pouco mais a frente, entre as duas portas. Por onde ir...

Duas vezes tinha ido pela direita, meu lado predominante, mas será que deveria continuar por ali? Meus instintos diziam que deveria ir para a esquerda, mas ficava relutante, sera que devo mesmo seguir por ali?

Respirei fundo e fechei os olhos, fazendo uni duni te para escolher. No final deu esquerda e como eu já acreditava que deveria ir por ali, abri a porta da esquerda, para ir para a próxima sala. O que será que me aguardava!
Off:
Obrigado por continuar assiduamente me narrando, sou muito grato mesmo.
Você acredita que conseguiremos acabar até o fim de novembro? Nao estou com pressa, mas so para saber se consigo aproveitar o evento de qualquer mart. Seja sincero, se nao rolar, blz =D


avatar
Fons
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Kloud em Dom Out 14 2018, 18:15



.Battle Pike


Após um momento de grande dúvida, o desafiante que agora já havia conquistado sucesso nas primeiras duas das dez salas de seu desafio finalmente fizera sua escolha e seguira pela porta que se encontrava à sua esquerda. Por meio de um estreito corredor cuja aparência pouco diferia das salas anteriores, o jovem seguiu em frente até chegar no próximo cômodo do local.

A sala em questão era bastante espaçosa e também não muito bem-iluminada, talvez um problema decorrente justamente de seu grande tamanho. Ao centro, uma pequena arena rochosa cujas marcações eram talhadas em baixo-relevo se mostrava como o provável campo da próxima batalha. Falando nisso, Fonseca podia agora observar ao outro lado daquela salão a próxima oponente que enfrentaria: uma jovem garota ruiva de rosto sardento e baixa estatura. Com seus longos cabelos presos em um coque, usava também uma leve blusa cinzenta e calças caqui.

-Ah, olá! -Dizia acenando ao rapaz quando o percebera chegando- Imagino que queira uma batalha para continuar à próxima sala, certo? -Com um sorriso após a frase, buscava em seu cinto uma dupla de pokébolas- Nesse caso, que tal uma batalha em dupla?

Ao final de sua fala, a garota liberava das esferas uma dupla de pokémon rochosos que provavelmente pesavam o dobro que sua treinadora cada um, fazendo um bom impacto ao chegar juntos ao solo. Ambos eram pseudo-esferas formadas por um conjunto de pedregulhos que formavam também duas duplas de braços em cada, aparentando até ser da mesma espécie, mas haviam algumas leves distinções. Enquanto o primeiro era mais rugoso, o segundo parecia ligeiramente mais polido e tinha cristais escuros e amarelados espalhados por seu corpo, sendo que alguns pareciam até emanar energia elétrica.


Off:
Haha, vlw! Rapaz, acredito que dê sim, a não ser que role algum contratempo mto grande... Mas vamos lá, não vou apressar mas também vou evitar ficar arrastando demais a rota!


.

_________________


avatar
Kloud
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Fons em Dom Out 14 2018, 21:30


A mudança de sala aconteceu de forma rápida e logo já estava de frente com mais um desafiante. Uma treinadora, que logo que entrei lançou seus pokémons para fora, para assim darmos inicio a mais um conflito.

Normalmente uma melhor desenvoltura da história eu talvez fizesse mais, mais conversa e talz, mas o objetivo dessa competição eram batalha e treino, portanto, meu foco era e ser objetivo e focar no que deveria.

Retirei minha pokédex para avaliar os meus oponentes. Ambos Gravelers, mas diferentes, um era da região de kanto e comum em quase todo lugar, já o outro não. O mesmo era apenas de Alola. Era totalmente diferente e tipo diferente. Não conhecia muito de um deles, que era o de alola, mas não desistiria.

Lancei minhas pokébolas, liberando Leon e Rosa – ambos com sinais de cansaço já, mas principalmente Leon.

- Olá, me chamo Gus. Irei batalhar com você, boa sorte. E meus amigos aqui que irão me acompanhar – Ambos comprimentaram os adversários e se posicionaram – Certo, vamos a batalha.

Comecei a pensar em uma estratégia. O que deveria fazer.. Leon logo cairia, mas deveria ser capaz de aproveitar o máximo que ele oferecesse.

- Leon, toxic no Graveler de kanto que é o sem sombrancelha e depois use Confuse ray no Graveler com sombrancelha. Já você Rosa, quero que use seu Leech Seed em ambos.
Off:
Obrigado. Se não der, OK. Não tenho pressa.


avatar
Fons
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Kloud em Ter Out 16 2018, 10:50



.Battle Pike


-Então vamos lá! Vocês dois, usem uma série de Smack Down nesse Umbreon até ele cair, ele parece já estar fraco! -A treinadora dizia enquanto apontava para Leon- Depois mantenham a estratégia contra a Roselia!

Dando-se então início àquela nova batalha, Roseilia era naturalmente a mais veloz em campo e, sem hesitar, lançava uma rajada de pequenas sementes de dentro de suas pétalas diretamente em direção ao corpo do Graveler Alolano que era imediatamente envolto em vinhas parasíticas. Esse mesmo pokémon por sua vez não ficara passivo em seu lugar e logo movera-se para o lado de Leon e, levantando seu punho rochoso, acertara nele um soco direto nas costas de maneira vertical.

Não só o pokémon elétrico o fizera mas também seu parceiro logo o acompanhara em mais um movimento similar, focando todos os esforços possíveis para colocar logo o tipo noturno fora de combate. O Umbreon, porém, permanecia de pé e rapidamente virara-se à esquerda para lançar uma pequena gosma tóxica de sua boca diretamente ao centro do corpo esférico do Graveler de Kanto, deixando-o prontamente envenenado. Antes mesmo que este pudesse se recuperar, Rosa aproveitou-se da confusão para acertá-lo nas costas com mais um lançamento de sementes que o encobririam em vinhas parasíticas.

Insatisfeitos com os resultados até agora, ambos os Graveler juntaram seus esforços para acertar mais uma vez as costas de Leon com pesados socos rochosos que, inevitavelmente, o faziam hesitar por um momento antes de tomar sua próxima atitude. Na hora de revidar, porém, nada pôde fazer o tipo noturno uma vez que a energia estática que corria em suas veias mais uma vez espalhava-se por seus músculos e o deixava paralisado sem reação. Por fim, o veneno tomava parte na batalha e era sentido tanto pelo Umbreon quanto pelo Graveler de Kanto, assim como as vinhas que começavam a sugar energia dos dois rochosos e transferi-la para Rosa.

-Impressionante que ele ainda esteja de pé! -Dizia a moça olhando para o Umbreon que, bastante ofegante, usava toda sua energia para manter-se de pé- Bem, não por muito tempo. Finalize-o com um Thunder Punch, Alolan! Se for necessário, ajude com Smack Down, Graveler. Depois partam para cima da gramínea com Rollout, os dois!


Graveler:
Leech Seed
Badly Poisoned (1)

Graveler:
Leech Seed
Held Item 1:
---
Held Item 2:
---
Trait 1:
Sturdy
Trait 2:
Magnet Pull

lv28 Graveler


60/68
lv28 Graveler


64/68
lv20 Rosa


34/50
lv26 Leon


3/85
Trait 1:
Natural Cure
Trait 2:
Synchronize
Hold Item 1:
Quick Claw
Hold Item 2:
Oran Berry
Pokémon 1:
Normal
Pokémon 2:
Paralyzed
Badly Poisoned (1)


Campo: Largo salão no Batte Pike, com uma arena de batalha rochosa bem ao centro. Por suas grandes proporções, não tão bem iluminado quanto a maioria das salas.


.

_________________


avatar
Kloud
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Fons em Ter Out 16 2018, 13:11


Umbreon logo seria derrotado. Mas isso não era uma supresa, ja que o mesmo vinha sofrendo desde as ultimas duas salas. Mas ele estava dando o máximo de si. E eu tinha certeza de que ele poderia fazer mais uma coisa, antes de cair.

- Umbreon, use helping hands para auxiliar roselia enquanto ela usa mega drain no graveler de Kanto. Obrigado pela força até aqui parceiro!

Roselia usaria o movimento tipo grama que a principio deveria causar um grande dano ao inimigo. Somado as sementes e o veneno, as chances de o mesmo ser derrotado eram bem elevadas. Mas leon cairia, mesmo tendo prioridade em seu movimento, a paralisia ainda era algo que poderia prejudicar a mim.

- De fato, Leon é um forte companheiro meu caro. Ele resistiu e resistirá até onde der.

Sabendo que ele iria ser derrotado, apenas preparei minha segunda pokebola, visando liberar meu próximo pokémon. Que seria meu noctowl.

- Roselia, use mega drain de novo no graveler de kanto, mas caso ele caia de primeira, use shadow ball no graveler de alola!
Off:


avatar
Fons
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Kloud em Qua Out 17 2018, 12:02



.Battle Pike


Usando suas últimas energias para manter-se de pé, Leon fez um último esforço e estendeu uma de suas patas dianteiras tocando na lateral do corpo de sua parceira gramínea e deixando daquela conexão emanar uma energia esbranquiçada, o efeito de seu empréstimo de poder. Com essa nova força adquirida, Rosa estendera seus braços floridos em direção ao Graveler de Kanto e prosseguiu lançando nele um raio de luz esverdeada que em pouco tempo começava a apresentar grande quantidade de energia vital sendo transferida daquele corpo rochoso à fonte da luz. Por fim, estava terminada a altamente efetiva Mega Drain, mas aquele oponente ainda mantinha-se de pé, recusando-se a cair.

Tendo ficado de lado por um momento, o pokémon elétrico avançou pela lateral do campo e acertou o Umbreon por trás com soco de seus punhos eletrificados. Dessa vez havia sido demais e, como esperado, o pokémon noturno viera a finalmente cair, ficando fora de combate depois de todas aquelas batalhas as quais vinha resistindo valentemente. Ainda recuperando-se do dano sofrido, o Graveler de Kanto voltou a movimentar-se e pulou acertando a cabeça de Rosa com um Smack Down.

Em seguida, sem hesitar muito, a Roselia aproveitou a proximidade para atingi-lo de surpresa com outro Mega Drain diretamente no centro de seu corpo em queima-roupa. O pokémon rochoso, claro, recuou com o susto e a dor do dano sofrido mas, mesmo que segurando sua barriga com as quatro mãos para aguentar, mantinha-se ainda de pé. Aproveitando o momento, o Graveler de Alola curvou seu corpo em um formato de bola e começou a rolar pela grande arena de batalha até que atingira lateralmente o corpo do gramínea jogando-a um pouco mais para o lado e fazendo-a perder o equilíbrio. Antes mesmo que Rosa pudesse levantar-se, seu outro oponente também repetira o movimento e a atingira com outro impacto em formato de bola vindo diretamente do outro lado.

Ao final do turno, enquanto o Graveler Alolano continuava a rolar rapidamente, seu parceiro subitamente saía de seu estado de bola e, ainda com o momento adquirido pelo rolamento, era jogado para a lateral do campo até bater em uma das paredes e poder finalmente ser notado como fora de combate. Se tratava do conjunto entre o veneno que o atingira mais as vinhas de Roselia que o apertavam e sugavam sua energia. Esse segundo elemento, por sinal, tomava também parte no elétrico.

-Impressionante! -Dizia a treinadora ao ver os movimentos dos pokémon de Fonseca, também já notando a segunda pokébola que ele preparava em suas mãos- Vamos ver o que você tem em seguida!


Graveler:
Fainted
Graveler:
Leech Seed
Held Item 1:
---
Held Item 2:
---
Trait 1:
Sturdy
Trait 2:
Magnet Pull

lv28 Graveler


0/68
lv28 Graveler


60/68
lv20 Rosa


37/50
lv26 Leon


0/85
Trait 1:
Natural Cure
Trait 2:
Synchronize
Hold Item 1:
Quick Claw
Hold Item 2:
Oran Berry
Pokémon 1:
Normal
Pokémon 2:
Fainted

Campo: Largo salão no Batte Pike, com uma arena de batalha rochosa bem ao centro. Por suas grandes proporções, não tão bem iluminado quanto a maioria das salas.


.

_________________


avatar
Kloud
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Fons em Qui Out 18 2018, 11:32


Rosa havia conseguido com sucesso com a ajuda de seu companheiro leon finalizar o graveler. E ainda por cima, eu estava na vantagem. Seriam dois contra 1 a próxima batalha, mas todos do meu atual time tinham desvatagem. O que era preocupante.

Respirei fundo e lancei minha pokebola que continha uma de minhas aves e retornei leon. Recon, o pássaro da noite apareceu. O mesmo olhou com a cara de desdem de sempre para seu treinador, pois ele havia interrompido seu descanso.

- Certo... Leon retornou e agora vamos prosseguir com o restante da batalha, podemos?

Esperaria uma resposta, mas ao mesmo tempo não a esperaria para dar as minhas ordens.

- Recon use reflect por favor. E depois prossiga con Shadow ball. Rosa, toxic e depois mega drain. Vamos acabar com esse pokemon sombrancelhudo.
Off:
Parei para analisar e no fim,seria indiferente a questão da berrie. Enfim... prosseguindo.


avatar
Fons
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Kloud em Qui Out 18 2018, 17:18



.Battle Pike


-Parece que pelo menos terei alguma vantagem mesmo sendo dois contra um, hein? -Dizia a treinadora com um breve sorriso- Continue, Graveler!

Claro, dado o movimento que o pokémon da moça vinha executando anteriormente, pouca opção ele tinha senão manter-se em sua forma de bola e mirar diretamente no corpo da Roselia, alvo já escolhido previamente. Desse modo, o primeiro a mover-se era o grande voador noturno que, fazendo seus olhos brilhares em uma intensa luz rósea, criava em volta dele e de sua parceira uma fina barreira de luz sólida que deveria protegê-los parcialmente de ataques físicos por um tempo. Logo depois, era a vez da Roselia que, lançando do centro das flores em seus braços uma gosma tóxica, acertava o corpo daquele Graveler e o deixava envenenado.

Tudo aquilo claramente não fazia com que o pokémon rochoso perdesse seu momento de movimentação e, vindo pela lateral mais uma vez, acertava fortemente o corpo da gramínea. Não fosse pela barreira gerada pelo Noctowl, aquele já seria um golpe extremamente forte, mas por sorte havia sido amenizado. Seguindo então a estratégia, Recon lançava de seu bico uma esfera de energia obscura que acertava o corpo de seu oponente e explodia em sombras, causando bons danos.

Logo depois, a Roselia novamente colocava seus braços-flores para frente e, lançando um feixe de luz esverdeada contra seu adversário rolante, começava a sugar parte de suas energias e beneficiar-se diretamente dos nutrientes adquiridos. O Alolan Graveler porém não apresentava nenhuma intenção de parar e, com uma forte continuação de seu rolamento, atingia Rosa com um impacto que a fazia ser jogada para trás com dificuldades de manter-se de pé. Não fosse pela defesa concebida por seu parceiro, aquele certamente seria um dano suficiente para nocautear a pequena criatura florida.

Por fim, tomava parte ali no corpo da grande rocha rolante os danos da Leech Seed e do envenenamento, o enfraquecendo levemente.

-Isso aí, continue atingindo-a até ela cair!


Graveler:
Fainted
Graveler:
Leech Seed
Badly Poisoned (1)

Held Item 1:
---
Held Item 2:
---
Trait 1:
Sturdy
Trait 2:
Magnet Pull

lv28 Graveler


0/68
lv28 Graveler


20/68
lv20 Rosa


21/50
lv26 Recon


79/79
Trait 1:
Natural Cure
Trait 2:
Tinted Lens
Hold Item 1:
Quick Claw
Hold Item 2:
Sharp Beak
Pokémon 1:
Normal
Pokémon 2:
Normal

Campo: Largo salão no Batte Pike, com uma arena de batalha rochosa bem ao centro. Por suas grandes proporções, não tão bem iluminado quanto a maioria das salas.

Off:
Ah sim, então, quanto à Oran Berry:
Da última vez que narrei um pokémon com berry (no caso foi no battle pike do sckar), ele me falou que normalmente o player decide se quer ativar a berry ou não (via narração ou off), daí acabei não ativando pq vc n tinha falado sobre isso. Segundo ele era justamente pra evitar desperdiçar o item em casos como esse em que não faria diferença.


.

_________________


avatar
Kloud
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Fons em Qui Out 18 2018, 23:56


A batalha caminhava para uma direção vantajosa para que a vitória fosse minha. O pokémon do tipo solo ficou rolando ainda e focando totalmente em Rosa, o que para mim era uma grande vantajem, visto que ela resistia um pouco melhor aos ataques dele.

O problema era que apesar disso, o efeito de ir aumentando aos poucos o dano do rollout prejudicava a mim de forma muito crucial. E logo roselia poderia acabar sendo derrotada e isso me deixaria em pessimos leçois.

- Bem... Esse seu alolano é bem poderoso, devo admitir. Está me dando muitos trabalhos.

Era veridico o que dizia e isso era visivel pelo caminhar da luta. Sorri de canto de olho e segui minha estratégia.

- Recon, Shadown Ball duas vezes para acabar com isso e você Rosa, Mega drain duas vezes!
Off:
Eu não sabia dessa das berries, bom saber, para momentos como esse. Enfim... obrigado pelo trabalho bom que tem fazendo e com a constancia que tem mantido os posts. =D


avatar
Fons
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Kloud em Sex Out 19 2018, 17:26



.Battle Pike


Com o que esperava que fossem os últimos comandos necessários para terminar de uma vez por todas aquele confronto, Fonseca agora ordenava mais uma série de poderosos movimentos ofensivos e seus pokémon prontamente concordavam. Tomando a iniciativa, Recon voava ao centro da arena de batalha e canalizava uma esfera de energia sombria em frente ao seu bico até que, com um súbito movimento de sua cabeça, lançou-a em direção ao oponente rolante que era atingido diretamente com a explosão obscura.

Percebendo que a criatura rochosa agora já encontrava-se enfraquecida, Rosa não perdia tempo e, enquanto o Graveler rolava em sua direção para o próximo ataque, apontava para ele seus braços floridos. Como de costume, o raio de luz esverdeada conectava com o corpo do oponente e, quase como se a gramínea puxasse um gatilho, de repente boa parte de sua energia vital era roubada fazendo com que a criatura Alolana fosse nocauteada e jogada para um dos cantos da sala graças ao momento que carregava em seu movimento. É, de uma vez por toda, o desafiante finalmente havia superado aquele pequeno desafio na terceira sala do Battle Pike.

-Uau, boa batalha! -Dizia enquanto voltava Graveler à pokébola- Se continuar assim, pode chegar longe nesse desafio. Bem, vou abrir as portas pra você prosseguir, boa sorte!

Com um leve sorriso a moça apertava um botão que até agora estivera guardado em seu bolso e, reagindo ao dispositivo, era audível que as trancas nas duas portas atrás da mesma acabavam de se abrir. Dessa maneira, restava agora ao treinador escolher o próximo caminho por onde seguir.


Graveler:
Fainted
Graveler:
Fainted
Held Item 1:
---
Held Item 2:
---
Trait 1:
Sturdy
Trait 2:
Magnet Pull

lv28 Graveler


0/68
lv28 Graveler


0/68
lv21 Rosa


23/50
lv26 Recon


79/79
Trait 1:
Natural Cure
Trait 2:
Tinted Lens
Hold Item 1:
Quick Claw
Hold Item 2:
Sharp Beak
Pokémon 1:
Normal
Pokémon 2:
Normal

Campo: Largo salão no Batte Pike, com uma arena de batalha rochosa bem ao centro. Por suas grandes proporções, não tão bem iluminado quanto a maioria das salas.
Rosa ganhou +4160 de exp e subiu para o nível 23!
Leon ganhou +1040 de exp!
Recon ganhou +2080 de exp!
Rosa pode aprender o movimento Grass Whistle, deseja esquecer algum outro movimento?


Status Atual do Time:
Recon - 79/79
Rosa - 29/56
Leon - 0/85
Quilava - 43/61[PARA]
Free - 60/60
Tailow - 44/44


.

_________________


avatar
Kloud
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Fons em Sex Out 19 2018, 23:40


E com sucesso venci a terceira sala. Perdi Umbreon, mas o mesmo resistiu fortemente até aqui. Estava feliz com o resultado. Estava a pouco de distância para chegar a sala que considerava como mínima para me considerar vitórioso naquele desafio.

Chamei de volta a pokébola meus dois Pokémon e fui até a treinadora.

- Obrigado pelo desafio. Com certeza muito estarei levando de aprendizado deste local.

E depois segui para a porta. Novamente, um dilema. Qual porta escolher?

Pensei por alguns segundos e segui para a esquerda. Entrando na porta. Levando em conta que a primeira e segunda foram direitas e a terceira fora esquerda, a próxima seria esquerda para manter um certo padrão. O que será que me esperava na porta da esquerda? Ansioso entrei!
Off:
Ensinar Grass whristlr no lugar de Flash!


avatar
Fons
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Kloud em Ter Out 23 2018, 12:06



.Battle Pike


Apesar de ser apresentado novamente pelo dilema da escolha de portas, o treinador pareceu não demorar tanto para fazer sua escolha e manter um determinado padrão quanto a seu avanço pela estrutura do local. Assim, despedindo-se de sua oponente anterior, procedia pela porta da esquerda entrando agora em mais um dos tradicionais corredores que levam de uma etapa a outra do desafio. O caminho não era tão longo e, rapidamente, o desafiante já encontrava-se agora em uma nova sala.

O cômodo no qual entrava agora parecia ser um tanto quanto diferente dos anteriores, não tendo qualquer tipo de arena de batalha ou coisa do gênero. Na verdade, a julgar pelos arredores que continham diversas mesas, computadores, ferramentas e aparelhos eletrônicos, aquilo mais se parecia com um laboratório ou oficina do que qualquer outra coisa que fosse de se esperar encontrar por ali. O que mais chamava a atenção imediatamente porém era uma grande bancada de trabalho imediatamente ao outro lado de onde Fonseca entrara, tendo em cima desta uma série de peças espalhadas de maneira bagunçada.

Não só isso, mas por trás dessa bancada estava de pé ali uma jovem mulher baixinha, portadora de um porte físico relativamente magro para com seu tamanho. Seus cabelos, cujas raízes denunciavam ser originalmente castanhos, eram quase que completamente tingidos com fortes tons de azul-claro, prendendo-se num coque apertado na parte de trás de sua cabeça. Em combinação com o ambiente, usava um jaleco de laboratório por cima de uma camiseta que era estampada com um Porygon e alguma espécie de referência da cultura pop a qual Fonseca não podia entender completamente por estar parcialmente coberta. No geral, era uma moça fofinha.

A jovem, que inicialmente não percebera a entrada do treinador no local, parecia muito focada enquanto trabalhava em um pequeno aparelho que tinha em suas mãos. Usava uma chave de fenda para ajustar o que mais parecia ser uma arma futurística com uma bobina de tesla em sua ponta ao invés do final de um cano. Ao apertar algo (certamente de maneira errada), porém, fizera com que o aparelho disparasse uma visível carga elétrica que ia diretamente para frente e atingia a cintura do rapaz na entrada. O choque não era nada demais, mas dava pra sentir a eletricidade estática que se espalhara por seu corpo.

Tomando um belo susto, dessa vez a moça finalmente percebera a presença de Fonseca no local e correra para seu lado com uma expressão preocupada em seu rosto. Segurando-o então pela mão direita, começou perguntar nervosa:

-Oh céus, tudo bem? Você está machucado?? Meu deus, me desculpa!! -As expressões exageradas dela eram claras- Ok, calma, você parece estar bem, certo?

Distanciando-se por um segundo para analisar de maneira mais geral o corpo de Fonseca, chegou então à conclusão de que ele não havia sofrido nenhum tipo de dano e deixou escapar um grande suspiro aliviado. Logo depois, com um rápido passo para frente, voltou a ficar próxima ao rapaz e de maneira apressada e desajeitada voltou a falar:

-É, acho que tá tudo bem, ainda bem, tudo bem hahahah -Claramente ainda nervosa, tentava amenizar a situação- Oi, me chamo Marcela, esse é meu laboratório temporário cedido pelo Battle Pike. Hmmm, é, e essa coisa que te atingiu foi uma de minhas novas invenções na qual estou trabalhando, desculpa por isso hehe -Tentava esboçar um sorriso forçado mas parecia sem jeito demais- É um equipamento pra auto-defesa, ainda está em testes, mas em tese emite uma carga elétrica que se espalha pelo copo paralisando a pessoa e qualquer pokémon que ela esteja carregando... -Subitamente, fechava um dos olhos com expressão preocupada novamente ao lembrar-se de um detalhe- Ih, não parece que teve nada com você mas... Pode dar uma olhada em seus pokémon?

De fato, uma vez que Fonseca olhasse o estado de seus companheiros perceberia que Butterfree e Quilava haviam sido afetados pelo raio e estavam agora paralisados. Menos mal que, sendo um deles a criatura de tipo fogo que já vinha de uma batalha anterior com aquele estado negativo em seu corpo, o dano real era apenas no de tipo inseto.

Off:
Malz pela demora, fiquei preso com um projeto complicado da faculdade nesse final de semana!

.

_________________


avatar
Kloud
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Fons em Ter Out 23 2018, 12:51


Chegando na sala, a garota fofinha, porém desastrada, me acertou com sua maquina de choque o que me assutou, mas não me feriu. Logo ela se aproximou e falou. Falou e falou, até que pediu para ver meus pokémons.

Peguei em meu cinto as duas primeiras esferas, que continham quilava e butterfree e notei que algo de estranho havia acontecido. Parecia que o sistema da pokébola estava funcionando de forma ineficiente, pois saia dele algumas faiscas que logo sumiram, mas pude ver que meus pokémons dentro da esfera sentiram algo.

Quilava, apenas apresentou sinais da paralisia que já fazia parte de seu corpo, mas butterfree, estranhamento começou a apresentar os mesmos sintomas e aquilo me preocupava, pois a borboleta era muito dependente de sua velicidade.

Suspirei. Não tinha o que fazer. Talvez fizesse parte do desafio, enfrentar os adversários sob circunstancias mais dificeis.

- É... Parece que eles estão paralisados... Tem como arrumar-mos isso, quero deixar eles 100 por cento de novo!

A esperança seria a ultima a morrer. Torcia por ali ser um ponto de recuperação de meus pokémons, mas existia muita chance de eu estar errado. Por isso, suspirei e lhe disse.

- Tem mais alguma coisa que preciso fazer para passar por essa sala?

Esperaria pela resposta e se fosse negativa, seguiria pela porta da direita, mantendo o mesmo padr’ao que estivera estabelecido.
Off:
Rlx, sei muito bem como [e isso!!!


avatar
Fons
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Kloud em Qua Out 24 2018, 19:41



.Battle Pike


Ao receber a primeira pergunta de Fonseca, Marcela desviara rapidamente o olhar e, claramente nervosa, tentara manter um atrapalhado sorriso forçado em seu rosto enquanto respondia:

-Não, acho que não posso fazer nada com o que tenho, pelo menos por aqui... -Mexia levemente em seus cabelos enquanto ouvia o segundo questionamento do jovem- É, acho que é isso, pode seguir, desculpa mesmo...

Voltando à sua bancada, a garota alcançou um pequeno botão que encontrava-se em meio à bagunça e, pouco depois, abriam-se por trás dela um par de grandes portas metálicas. Sem muito esperar então, o treinador desafiante optou pelo caminho à direita e, antes de continuar seguindo por este, pôde notar que por trás de si a jovem inventora parecia ter uma ideia e começar a mexer-se novamente pelo laboratório. Sem ter muita relação com seu procedimento, continuou seguindo até a próxima etapa.

Ao final do corredor, chegara à próxima sala e o que vira logo ao entrar era, no mínimo, surpreendente. Os arredores eram bastante parecidos com os anteriores, mantendo o estilo laboratorial do cômodo anterior, mas algo bem ao centro era igual até demais: Lá estava Marcela novamente, parecendo esperar o treinador com um grande sorriso no rosto. Antes que ele pudesse perguntar qualquer coisa sobre como ela chegara ali antes dela, ela mesma adiantara:

-Passagens secretas, aqui é cheio delas. Enfim, enfim, já sei o que podemos fazer! -Jogando uma de suas mãos com punho cerrado ao ar, a garota, agora animada, corria em direção à uma bancada que tinha algo encoberto por um grande pano em cima- Um de meus novos protótipos, para resolver isso!

Puxando o pano, Marcela revelava ali uma robusta máquina cheia de fios aparentes e peças claramente perigosamente mal-ajustadas. No topo daquela coisa improvisada, chamava a atenção uma simples lâmpada que mantinha-se voltada para cima. Começando a mexer em alguns botões na lateral do aparelho, a moça voltara a falar:

-Você está diante da TZ-4, a próxima solução para cura em área! Só fecha os olhos por um segundo!

Dizendo isso mas, sem dar o menor tempo para que o treinador tivesse uma reação, a cientista puxava uma alavanca e fazia com que a lâmpada acendesse emitindo uma forte luz rosada que era tão repentina a ponto de cegar Fonseca por alguns segundos. Nesse tempo, apenas ouvira um barulho de estouro e, assim que recuperara sua visão, pôde ver que já não existia mais lâmpada sobre a máquina, apenas uma série de cacos de vidro nos arredores.

-Uuuuh, ok, talvez ainda precise de alguns ajustes na frequência, hehe... -Tentando sorrir novamente, continuava- Em tese isso deveria curar todos os seus pokémon! E aí, como foi? É um de meus primeiros testes!

A expectativa era grande mas, ao olhar para o estado atual de seu time, o jovem perceberia que apenas um pokémon havia sido afetado pelo efeito da máquina de cura, e este havia sido justamente Free. Bem, aquilo poderia não ter tido exatamente o efeito desejado pela garota mas, ao menos, havia consertado seu erro na última sala.

Off:
A sala era curar um pokémon aleatório e foi justamente o Butterfree, ou seja, basicamente você vai pra sala 6 do mesmo jeito que entrou na sala 4 kkkkkkkkkkkkk

.

_________________


avatar
Kloud
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Battle Pike - O desafio de Fonseca

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum