Tobias Gonçalves: #0 - Prólogo

Ir em baixo

Tobias Gonçalves: #0 - Prólogo

Mensagem por WeekendWarrior em Qua Abr 25 2018, 00:57

A primeira coisa que eu me lembro depois daquele dia fatídico são os olhos em lágrimas da minha mãe enquanto eu acordava no hospital. Eu tinha ficado 3 dias desacordado dizia ela e que assim que soube do acidente, veio correndo pra cá. Mas a primeira coisa que veio a minha mente era Bolinha e o ovo. Quando perguntei a ela, a resposta foi um triste "ela não esta mais entre nós". Meus olhos enxeram de lágrimas enquanto contava o que aconteceu e para me acalmar ela me contou que tinha enterrado a Bolinha perto da casa onde eu morava. Ela também contou como o ovo tinha sido levado pela polícia e tinha sido entregue ao Professor Birch.


Foram duas semanas para a recuperação total. Porém, pareceu que fora uma eternidade pois tanto o meu corpo e meu coração estavam machucados. Enquanto durante os dias, os cuidados das queimaduras eram uma tortura, a culpa e remorso sobre tudo o que aconteceu faziam parte dos meus sonhos. Quando sai do hospital, a única coisa que queria fazer era visitar a Bolinha.
Quando cheguei ao túmulo com a minha mãe, liberei toda a minha angústia em prantos:


"Por que isso tinha que acontecer??? Por que você estava aqui???? Logo você.... "
"Meu filho, tenha calma. Ela só queria te proteger. No fundo, ela te amava do mesmo jeito de quando vocês se conheceram." -  Minha mãe respondeu.
"Mas como você sabe disso? "
"A verdade é que ela sempre esteve presente perto de você. Um pouco depois de nós se mudarmos, eu percebi algum barulho estranho perto de casa. Quando chequei, era ela. Não importava o quanto eu tentava afugentar ela, ela sempre voltava. Até que eu desisti."
"Mas por que você não me falou nada sobre isso? "
"Eu juro que tentei.... Mas o seu ódio, ressentimento e as tentativas falhas com outros pokémons me fizeram desanimar..."
"Confesso que quando você fez 18 anos, eu queria voltar pra casa pra podermos sair disso tudo e passar essa história para trás. Mas por incrível que pareça, a Bolinha me convenceu para que você ficasse. Não importava o dia, ela sempre te observava e cuidava dos arredores da casa. Ver aquela dedicação me fez ver como você estava em boas mãos. Como presente de despedida, eu evolui ela para ser mais forte e poder defender o seu treinador."
"No fim, ela só quis defender o seu amigo, o seu treinador. E é realmente uma pena que ela tenha morrido por isso."

Pra ser sincero, isso me fez sentir pior ainda. Saber que ela esteve tão perto e sabendo que eu não queria nada como ela, ela foi lá e me protegeu.
Minha mãe notou isso, e então disse:

"Mas isso não é o fim Tobias, mesmo com tudo o que aconteceu, ainda é possível dar a volta por cima."
"Apesar de toda a história de vocês, no fim ela te confiou o seu bem mais sagrado, o seu próprio filhote. "
"Acredito que a Bolinha quer que você tome conta dele ou dela com todo o carinho que você deu pra ela no passado. "

Essas palavras ecoaram no meu ser enquanto eu via a minha casa, agora completamente destruída. Mais calmo, eu tomei a decisão que iria mudar a minha vida:

"Eu não posso mais ficar aqui... Bolinha não merecia o treinador que tinha."
"Eu devo me tornar um treinador digno e aí então poderei encontrá-la novamente aqui."

Com isso, decidi me tornar um treinador para poder aprender mais sobre os pokémons e me redimir.
Juntei todas minhas economias e algumas coisas que poderia utilizar na viagem. Agora só faltava a coisa principal, o meu primeiro pokémon.

Fui com a minha mãe no laboratório do Professor Birch. Fui atendido por um assistente que sabia do caso e ficou comovido com toda a história.
Pouco tempo depois, o próprio Professor chega com o Vulpix mais lindo que eu poderia imaginar. Ele era muito parecido com a mãe e por um instante toda aquela euforia da criança que tinha ganhando um pokemon no seu aniversário me veio a mente.


"Acredito que esse pokémon seja seu. Os policiais falaram que você estava agarrado tão forte nela que até imaginavam se você estava mesmo desmaiado."
"Hahaha, não imaginada que tinha sido assim. Mas eu prometo que irei ser um ótimo treinador para ele."
"Imaginei que fosse o caso. Por isso, eu irei lhe entregar esses itens para ajudar na sua jornada."

O Professor me entregou os itens e após mensagens de apoio, nos despedimos.

Logo quando saímos, eu decidi ficar um pouco com meu novo pokémon.
Ele pareceu ter gostado bastante de mim e eu decidi chamar ele de Hope, o que pareceu ter sido aprovado.
Eu prometi para ele que iria te dar todo o carinho que a sua mãe daria, e te fazer forte para o mundo que vamos encontrar.

Com isso, a minha jornada se inicia.
Ao mesmo minha mãe iria voltar para Lilycove City, eu iria iniciar a minha vida como treinador e ela nunca mais seria a mesma.

WeekendWarrior
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Tobias Gonçalves: #0 - Prólogo

Mensagem por Artie em Qua Abr 25 2018, 12:34

Inicial entregue e perfil atualizado!

Fique a vontade para postar sua primeira rota em Littleroot ou proximidades. Boa jornada!

_________________
avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum