003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Luch em Sab Jul 07 2018, 02:23

OFF:
Ele já veio no Level 13 e foi bem na época do bônus de exp. Acabei tendo que usar ele demais na primeira rota e com isso ele upou muito rápido! Mas realmente, ele já tá perdendo uns ataques importantes...

Ficava bem mais aliviado ao saber que as crianças estavam calmas e confiantes na segurança de Lira, pelo menos é o que demonstravam... Inclusive, os irmãos Macchiatto foram bastante condescendentes com a situação da carpinha, tendo empatia suficiente de lembrar que ela também estaria com fome e não seria justo almoçarmos sem ela. Sendo assim, foi fácil arrumarmos nossas tralhas e partir pela Rota 111 em uma curiosa exploração inesperada. Luci deixou sua Cleffa fora da Pokébola, em seu colo. Com o Pokémon bebê, éramos cinco seguindo por vários minutos riacho acima e, como eu já havia observado há distância, aquele novo bioma que se construía aos poucos era bem diferente do anterior, com rochas e pedregulhos de tamanhos bastante variados. O riacho assumia um aspecto bem mais sinuoso conforme andávamos e começava a assumir características próprias de um rio a medida que  se incorporava nos rochedos das margens — O terreno está bem difícil pessoal, vamos evitar as rochas para ninguém cair, certo? — Comentei para as crianças, que mantiveram seu caminho mais afastados das pedras.

Como eu precisava ver onde Lira poderia estar, continuei seguindo pelos rochedos, deixando um pouco os dois irmãos para trás junto de Mey. Quando alcancei uma rocha mais alta e enfim me equilibrei no topo, pude vislumbrar até onde o rio seguia e com isso definir um objetivo para essa nossa caminhada. Desci para encontrar meus 'pupilos' e com eles trilhei uma rota até uma caverna mais ou menos aberta, onde um estranho, mas bonito lago se formava em seu interior. Yuri observava o cenário com curiosidade e perspicácia, levantando a questão de que se fosse uma Magikarp assustada, certamente veria aquele lugar como um bom esconderijo. Eu não podia discordar do garoto e certamente entraria lá para investigar que mistérios aquele corpo d'água guardaria. Entretanto, todos nós cinco fomos surpreendidos por um som surpreendente que fez Luci gritar e até Meo-Mey arrepiar-se toda, era uma espécie de zumbido muito exótico. Também era difícil localizar sua origem, mas não parecia estar vindo de dentro da caverna... Ordenei então que Mey fizesse uma rápida varredura comigo em busca de algo, mas não encontramos nada... Isto estava ficando cada vez mais estranho e tinha medo de que caíssemos em uma emboscada, afinal Luci já foi quase sequestrada uma vez e não poderia ser difícil de se repetir...

— Aposto que Lira está lá dentro mesmo, mas... Ela pode se assustar com esse zumbido aqui fora, não acham? Se for um Pokémon podemos encontrar e enfrentá-lo, até mesmo capturá-lo e assim teremos mais companheiros de viagem! — Comentei com as duas crianças, tentando tocar o lado mais aventureiro delas. Entretanto, o que eu disse não era um artifício e sim a realidade. Se tentássemos encontrar Lira e algo do tipo acontecesse de novo ela poderia se esconder mais fundo ainda, até mesmo em uma caverna natural e aí mesmo que nunca a acharíamos. Por outro lado, se fosse uma emboscada, evitar locais fechados e sem saída também seria um ponto positivo para nós. Olhei uma última vez para o lago encoberto e suspirei, torcendo para que a Magikarp estivesse realmente bem — Ooookay, acho que o som veio da... li! — Disse apontando para o local que acreditava ser mais provável como origem do zumbido e segui cauteloso, erguendo um braço para o lado para ir dando ordens aos Macchiato para andarem ou pararem na hora certa. Mey ia na frente, com a característica sutileza felina e pronta para atacar qualquer coisa que tentasse nos surpreender.

avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Artie em Seg Jul 09 2018, 21:53

Dividido entre explorar a caverna e descobrir a origem do zumbido, Luch optou pela segunda alternativa antes. Afinal, do que adiantaria resgatar Lira e a aquática continuar apavorada com aquele som peculiar? Mas a audição e a visão trabalhavam de forma curiosa. Luch logo apontou para a direção de onde ouvira o zumbido e não se deparou com nada.

Porém, ele logo ouviu outro som rasante cortando o ar, próximo de seus ouvidos. Aquilo assustou Luci, que logo afirmou ter visto algo voando perto da cabeça do treinador. Porém, ao se virar, ele não viu nada outra vez. O zumbido então se repetiu perto de Yuri, que gritou em alto e bom som e deixou bem claro a razão da carpa de fugido córrego adentro.

Foi então que Meow apontou para o alto e enfim o emissor do som se revelou. Era uma criatura curiosa. Seu corpo tinha uma tonalidade roxa, enquanto suas asas pareciam com folhas. A criaturinha voava constantemente de um lado para o outro, emitindo seu zumbido com o bater de asas. Porém, era possível perceber que ele não desgrudava seus olhos de alguém...



- Yuri... Eu acho que aquele pokémon ali tá te olhando... - Cleffa concordou com a cabeça, deixando bem claro que Dustox era só olhos para o garotinho.

Ao se dar conta daquilo, Yuri ficou ainda mais nervoso e aproximou-se de Meow e Luch, usando-os de escudo humano/felino, de certa forma. Afinal... O que Yuri tinha que despertava tanto a atenção daquele inseto?

_________________
avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Luch em Ter Jul 10 2018, 03:19


Minha primeira hipótese sobre a localização do zumbido havia se mostrado bem errada, certamente eu fui traído pelos meus próprios ouvidos... Ou estaria sendo traído pelos olhos. Apertei as pálpebras sobre os globos oculares para tentar enxergar melhor o contraste entre as folhas e possíveis Pokémon camuflados, porém não obtive nenhum resultado satisfatório. Entretanto, para o desespero de Luci, Yuri e meu também, um novo zumbido soou, dessa vez extremamente próximo de nossos ouvidos. Tentei não demonstrar muito medo para as crianças, mas era difícil... Luci jurava ter visto algo passando próximo de minha cabeça, mas ao me virar não consegui observar nada. Ou essa criatura era extremamente rápida ou era só nosso próprio medo pregando uma peça em nós.

Quando começava a suspeitar da segunda opção, foi Yuri quem gritou após um novo zumbido. Seu berro certamente seria capaz de afugentar Lira, o que fazia a história inteira que nos trouxe aqui fazer todo sentido agora...  — Calma Yuri, alguma coisa te... pi... cou...? — Comentava com o garoto, enquanto observava Mey caminhar com as mãos na cintura até mais a frente, apontando para o alto ao mesmo tempo que tecia comentários ácidos em Meownês. Observei a direção onde ela apontava e minha fala foi falhando conforme descobria aquela imagem exótica de mais ou menos um metro de altura surgir dos ares bem diante dos meus olhos, logo atrás do jovem Macchiato — Ok, ok... Mas, o que? — Me perguntei em voz alta, tentando decifrar a criatura que não me era estranha.

O Pokémon em questão possuía um corpo roxo bem diferentão, além de asas esverdeadas que imitavam uma textura de folha. Seus olhos grandes e um pouco estranhos me deixavam encucado, mas mais que isso, me deixavam preocupado. Se eu me lembro bem, essa Pokémon era uma mariposa venenosa e que costuma voar ao redor de lâmpadas de rua durante noites quentes. Eu não lembrava o seu nome exatamente, mas nas noites de verão as observava pela janela, enquanto batiam suas asas na calçada. Em grandes revoadas, meus pais pediam para que eu não saísse de casa pois elas poderiam se empolgar com a presença humana e liberar toxinas das suas asas... Para ter certeza do que estava falando, resolvi pegar minha Pokédex e utilizar, depois de muito tempo...

"Beep! Dustox! Pokémon Mariposa Venenosa! Este Pokémon é instintivamente atraído pela forte emissão de luz. Revoadas de Dustox costumam invadir cidades fortemente iluminadas e acabam gerando uma grande destruição de folhas das árvores de jardins e próximas às principais trilhas de acesso. Quando Dustox bate suas asas, libera um fino particulado por todo o local. Esta poeira é um poderoso veneno que pode deixar doente até mesmo um forte lutador. Eles procuram comida utilizando-se de suas antenas como radar. É um Pokémon noturno, que libera suas toxinas principalmente quando se sente ameaçado... Beep! Boop!"

Enquanto eu ouvia a explicação da Pokédex sobre o Pokémon, a Dustox voava de um lado para o outro sobrevoando todos. Entretanto, ela parecia ter um interesse bem mais forte por Yuri do que pelo resto de nós. Apesar de ter notado já antes, foi Luci e Cleffa que levantaram essa questão e deixaram o menino preocupado, fazendo-o utilizar-me de escudo humano juntamente de Mey. O que havia de tão importante naquela criança para atrair uma Dustox? Ainda mais de dia? — Yuri, não precisa se preocupar... Parece que esse Pokémon gostou de você. Me diga... Você tem alguma coisa que brilha com você? Uma lanterna ou algo parecido? Dustox costumam vir atrás de coisas iluminadas... Talvez tenha tido algum reflexo forte nos seus óculos? — Perguntei para o garoto, tentando entender melhor o que acontecia.

Eu não gostaria de atacar aquele Pokémon, mesmo que fosse interessantíssimo capturá-lo. Afinal, se ele liberasse toxinas eu colocaria a vida dos jovens Macchiato em risco também. Mas quem sabe eu não consiga me aproximar desse Pokémon de forma amigável, afinal ele tinha interesse em algo que eu tinha, a criança. —Ei Dustox! Você por acaso estava vigiando o Yuri brincando com a Magikarp? Você também queria brincar? — Perguntava para a Mariposa, mas sem muita esperança que me desse uma resposta. De qualquer modo, me prepararia para um possível ataque com uma reação certeira de Meo-Mey caso fosse necessária e confirmei isso com a Meowth fazendo um sinal de calma, assim ela entenderia que deveria disfarçar e ficar de prontidão.
avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Artie em Sex Jul 13 2018, 23:21

Off:
Peço desculpas pela demora pra postar. Estou de mudança, fiquei uns dias sem internet (ainda estou), mas logo minha situação vai normalizar, prometo. Hahaha
E quanto ao Dustox: sou desses narradores chatos que vão tentar induzir uma batalha por motivos de Global Mission. Hahahaha


Ao descobrir a presença de Dustox, Luch ficou intrigado com a forma como o inseto observava Yuri vorazmente.

Luch tentou interagir com o pokémon inseto, mas foi completamente ignorado. Ao questionar Yuri sobre o ocorrido, logo descobriu a razão:


- Eu e Lira não fizemos nada de demais. O primeiro zumbido que eu ouvi foi quando eu fui dar um pedaço de chocolate para ela!

O jovem então mostrou a embalagem do doce para Luch e foi possível notar que Dustox ficou ainda mais agressivo. Os olhos do inseto brilharam num tom azulado e foi possível perceber que Yuri flutuava.

O garotinho entrou em pânico e logo Luci e Cleffa começaram a chorar, sem saber como reagir. O que Luch poderia fazer para resolver aquele conflito?

_________________
avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Luch em Qua Jul 18 2018, 00:42

OFF:
Opa! Dessa vez eu que fiquei meio distante uahuauhauha Mas estou de volta e agora de férias! Sobre a Dustox, eu já esperava um combate com certeza! xD

Eu naturalmente jamais gostei de atacar algum Pokémon, mas o mal que isso pode causar só ficou completamente claro quando tentaram me forçar a causar dor em Mey e sua família. Minha indignação passiva se transformou em ódio agressivo e a inconsequência de minha revolta e de todos os meus atos a partir daí me levou até Hoenn nesta espécie de exílio... Contudo, na situação atual, cada segundo que passava deixaa mais claro que aquela Dustox estava irredutível sobre ir embora e colocaria em algum momento a segurança de Luci e Yuri em risco, pedia por um combate... Eu precisava fazer algo rapidamente ou acabaríam.... Ops... Parece que tudo já está saindo do controle agora mesmo! Assim que o pequeno Macchiato me explicou sobre as circunstâncias da primeira aparição misteriosa do Pokémon Mariposa, a Dustox atacou o garoto com um ataque psíquico inesperado. Uma observação mais cautelosa me fez entender que era o chocolate na mão do garoto que atraía o ódio daquele inseto — Não se debata Yuri, fique tranquilo, você está flutuando... Apenas me passe esse chocolate! — Disse para o garoto, esticando as mãos para pegar o doce.

Mey, que estava preparada para esse momento, deu um salto no ar, parando sobre as patas traseiras bem entre mim e o Dustox. A felina aguardava ansiosa por instruções. Enquanto isso Luci e Cleffa choravam desesperadas e eu também precisava resolver essa situação, afinal se elas corressem por aí poderiam acabar se acidentando, ou algo pior. Voltei então minha atenção para minha adversária para poder auxiliar a Meowth antes de ir ajudar a menina e sua Pokémon — Mey, estamos juntos nessa! Fake Out! Em seguida uma sequência intensa de suas Fury Swipes!  — Dei as ordens fazendo com os braços o mesmo movimento que Mey realizaria com o ataque. Era uma movimentação que surgia naturalmente, principalmente depois de nossa seção de dança sincronizada. Então, sem me virar para trás, comentei calmamente com Luci o que deveria fazer — Luci, fique perto do seu irmão, cuide bem dele junto de Cleffa! Não se aproximem, Mey e eu estamos 100% prontos para isso!

Minha prioridade ali era impedir que a Dustox fizesse qualquer outro ataque contra as crianças. O possível ataque confusão da Pokémon sobre Yuri já havia sido um risco tremendo considerando a idade do garoto. Além disso, anda precisava lembrar que Lira estava perdida por aí, talvez dentro da caverna. Com toda essa movimentação, a Pokémon Carpa poderia até fugir para mais longe. Eu precisava da ajuda de alguém para tentar encontrar a Magikarp o quanto antes e pedir isso para as crianças com esse caos todo estava fora de cogitação, então deixei a Pokébola de Buddy a postos enquanto esperava a reação da minha adversária. Caso sentisse que uma ajuda era necessário o enviaria, afinal o Budew era a figura mais amorosa e agradável para interagir com uma Pokémon assustada e perdida como Lira.
avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Artie em Qua Jul 18 2018, 21:20

Ao ver Dustox ameaçando Yuri, Luch tomou uma atitude diferente e se sentiu na obrigação de partir para a ofensiva. O treinador decidiu começar uma batalha e logo contou com o apoio de sua inicial. Meo-Mey, sincronizada com seu dono, não demorou para se posicionar para a luta, ficando entre ela e Dustox.

Naquele momento, o inseto já deixava de ter olhos para Yuri e agora se concentrava em Luch. O motivo? Mais uma vez, era o chocolate. Neste momento, Meowth já havia saltado na direção do inseto e o atingido com uma pancada na cabeça, tirando a concentração de Dustox e permitindo que Yuri voltasse ao chão, ao ficou aos cuidados de Luci e Cleffa, que se acalmavam aos poucos.

Meo-Mey permaneceu determinada em combate e mais uma vez saltou em direção a Dustox, atingindo-o com três arranhões, um deles ainda sendo crítico. Mas o inseto dessa vez conseguiu reagir e bateu suas asas, criando uma forte ventania, jogando a Meowth no chão e deixando-a com danos leves. Mas a felina estava bem e logo se levantou, pronta para a próxima.

Luch e Mey haviam começado a luta com uma boa vantagem. Como que o treinador prosseguiria a partir de agora?



Dustox:
Normal
Hold Item:
---
Trait:
Shield Dust

Lv. 13 Dustox


28/38
Lv. 16 Meo-Mey


33/38
Trait:
Technician
Hold Item:
---
Meowth:
Normal

Campo: Área rochosa próxima de um riacho coberto. A área é ampla e o sol está em seu ápice, deixando o clima quente e abafado.

_________________
avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Luch em Qui Jul 19 2018, 02:27


Os movimentos de Meo-Mey eram simplesmente impressionantes, resultado de nossos esforçados treinamentos, tanto em Mauville como aqui mesmo nessa Rota, junto de Luci e os demais Pokémon. Era até engraçado lembrar como éramos despreparados logo que saímos de Verdanturf e como evoluímos tanto em tão pouco tempo... Observar aqueles ataques da Meowth era como assistir a Liga Pokémon na TV, só que tudo ao vivo e sendo orquestrado por mim. Por um segundo isso quase realmente me fez esquecer que estávamos em uma situação difícil e não em uma batalha recreativa. Eu não podia vacilar ou alguém poderia sair ferido. Mantive então a minha atenção em Mey e nas crianças, que agora pareciam bem melhores, até porque não estavam mais na mira desse Dustox. Porém o foco mesmo estava no adversário, afinal ele já tinha revelado possuir tanto um golpe psíquico, como um golpe voador. Era um inimigo versátil, que poderia esconder mais surpresas...

—Mey! Não fique tão em campo aberto, escale as rochas para contornar o Dustox, depois salte sobre ele com um Bite certeiro. Em seguida evasiva e acerte-o novamente com uma sequência de Fury Swipes! — Ordenei à Meowth, enquanto segurava o chocolate em mãos e atraía a atenção do Dustox, tentando abrir uma brecha para a aproximação de Mey. Outra coisa que me interessaria nesse deslocamento da mariposa era tanto afastar o Pokémon das crianças como abrir um caminho livre até a boca daquele "lago coberto", assim poderia enviar Buddy em uma missão de resgate com mais liberdade e segurança — Isso belezinha, vem comer chocolate, vem.... Está delicioso! Yam Yam! — Dizia para o Dustox, tentando deixá-lo fora de sintonia com a batalha.

Enquanto isso, mantinha a Pokébola de Budew atrás de mim, na outra mão. Quando Dustox estivesse em uma posição favorável, liberaria o Pokémon planta de sua cápsula e daria algumas ordens ao broto. — Ei Buddy! Você precisa me ajudar... Por favor amigão, vai até aquela caverna e tenta chamar sua amiga Lira, ela está perdida... Certo? — Comentei baixinho para o Pokémon de planta, mas sem virar-me para ele, ou acabaria abaixando a guarda para a mariposa. Tinha esperanças de que o meu companheiro, mesmo sendo um bebê, conseguiria achar outro Pokémon também bebê pela afinidade que havia entre eles nessa idade... Enquanto isso, observava se as ações de Mey fariam algum efeito e me preparava para as próximas ordens, dependendo do desenrolar dos fatos.


avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Artie em Qui Jul 19 2018, 23:09

O início de batalha intenso combinado com a agilidade de Meowth foi uma injeção de adrenalina nas veias do treinador. Até pouco tempo atrás, o rapaz sentia-se inseguro em embate, mas ao ver a agilidade de sua felina após tantos treinos, sentia-se como nas batalhas que assistia na televisão.

A felina ágil mais uma vez tomava a iniciativa em combate e seguia as ordens de seu dono com maestria. Não demorou para que encontrasse algumas pilhas de pedras e as escalasse para se aproximar da mariposa. Dustox a observou atentamente por um certo tempo, mas Luch conseguiu distraí-lo ao mostrar o chocolate, fazendo com que o inseto salivasse. Foi essa a brecha que permitiu que Mey saltasse em seu adversário e o atingisse com uma forte mordida.

Mas logo Dustox começou a se balançar e agitar suas asas intensamente. Apesar do vento forte e de machucar um pouco a inicial de Drac, Dustox não conseguia fazer com que ela o largasse. Logo a felina largou suas presas do corpo de Dustox e então cravou suas unhas, causando grandes danos e fazendo Dustox se contorcer por dor. No fim das contas, Mey só acabou indo ao chão porque Dustox precisou recorrer a seus poderes psíquicos, jogando-a no chão, causando danos leves.

A batalha seguia com vantagem para Luch, mas... por quanto tempo? Enquanto isso, Buddy saía de sua pokébola e ia até a caverna inspecionar, em busca de Lira. Teria a criaturinha sucesso em sua busca?



Dustox:
Normal
Hold Item:
---
Trait:
Shield Dust

Lv. 13 Dustox


17/38
Lv. 16 Meo-Mey


22/38
Trait:
Technician
Hold Item:
---
Meowth:
Normal

Campo: Área rochosa próxima de um riacho coberto. A área é ampla e o sol está em seu ápice, deixando o clima quente e abafado.

_________________
avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Luch em Sex Jul 20 2018, 00:39


Há algum tempo eu achava que batalhas Pokémon eram o ápice do contato entre Pokémon e treinador, mas aos poucos, nesses poucos dias de aventuras, eu cheguei a conclusão de que esse contato envolvia muito mais do que isso. Seja em uma dança ou em um combate, o que mais importa é se divertir e compartilhar momentos. Ter uma história juntos! E eu tinha certeza de que a minha história estava apenas começando... Gostaria de conseguir mais do que apenas experiência e fama nessa jornada, mas também novos amigos... Quem sabe depois de enfrentar Dustox ele realmente não se torne meu amigo também? Eu já até previa como o Pokémon Mariposa poderia nos ajudar a montar um belo treinamento de resistência, só restava capturá-lo para tal...

—Mey! Não vamos cair na mesmice, certo? Mantenha suas garras bem afiadas e acerte a asa direita do Dustox com seu Scratch. Vamos tentar fazê-lo perder altitude... Em seguida use mais uma vez seus Fury Swipes e vamos torcer para acabar logo com isso! — Comentava para Mey, que havia resistido bem até mesmo a um golpe psíquico. Sentia a veia ao lado da minha cabeça até latejar. A tensão e a adrenalina do combate faziam meu corpo pulsar como um todo e isso era incrível — Você ainda tem muito a dar Dustox? Não vamos julgá-lo se desistir desse combate, eu tenho até chocolate para você... Mas se quiser vamos até o fim! — Dizia empolgado para a adversária, enquanto olhava de sosleio para Buddy, que aos poucos aproximava-se da caverna onde Lira deveria estar escondida.

Não quis focar muito meu olhar no Budew pois poderia atrair a atenção de Dustox para ele e eu gostaria mesmo de terminar este combate apenas com Meo-Mey, afinal a Meowth e eu precisávamos de mais momentos assim para aumentar ainda mais nossos laços. Em seguida observei Luci e Yuri, que nessa altura da batalha já deviam estar com o coração saindo pela boca, ou até mesmo empolgados em ver um combate assim, afinal são crianças. — Luci, Yuri. Vocês estão bem? Logo logo vou terminar esse combate e vamos achar Lira, certo? O que acham? Eu e Mey formamos uma bela equipe, não é mesmo? — Tentava amenizar a situação e até mesmo fazer uma gracinha antes de voltar minha atenção para o combate que se desenrolava. Os Macchiato estavam apenas começando sua experiência com Pokémon e qualquer ocasião traumática poderia ser ruim para o futuro deles. Precisava dominar a situação e manter a calma, algo bem complicado para o Luch que saiu de Nimbasa, mas que parecia muito mais simples para o Treinador que deixou Verdanturf com um objetivo bastante concreto.

avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Artie em Sex Jul 20 2018, 01:16

A batalha decorria com sucesso e vantagem para Luch, fazendo com que ele se sentisse mais seguro de si, a ponto de já cogitar a captura de Dustox e até mesmo como treiná-lo numa ocasião futura. O aumento de confiança acabou afetando as crianças também, que de tensas, agora passavam a assistir a batalha e pareciam líderes de torcida, vibrando e gritando os nomes de Mey e Luch.

Já Dustox, parecia ficar irritado com a disputa. Em momento perddia a concentração graças as provocações de Luch, além de não conseguir lidar bem contra a velocidade de Mey, que variava seus movimentos e atacava com muita força. A batalha acabou se resumindo a dois ciclos: primeiro Mey escalava as pedras e saltava em Dustox, atacando-o e então sendo repelida pela forte ventania.

Ao final da leva de ataques, o inseto demonstrava claros sinais de fraqueza e também um pouco de dificuldades para voar, já que sua asa direita estava debilitada graças ao arranhão de Meowth. Luch logo poderia terminar o confronto e seguir até a caverna, onde Buddy já havia adentrado, porém, ainda não havia dado sinal de vida.



Dustox:
Normal
Hold Item:
---
Trait:
Shield Dust

Lv. 13 Dustox


02/38
Lv. 16 Meo-Mey


14/38
Trait:
Technician
Hold Item:
---
Meowth:
Normal

Campo: Área rochosa próxima de um riacho coberto. A área é ampla e o sol está em seu ápice, deixando o clima quente e abafado.

_________________
avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Luch em Sex Jul 20 2018, 01:31


Eu até me surpreendia em como aquela batalha havia sido rápida. Mey estava em um nível que eu jamais imaginei ver, pelo menos não quando eu me lembro daquela Meowth preguiçosa que passava os dias dormindo no telhado de casa e a noite derrubando as coisas dentro do meu quarto. Seus cortes precisos não davam qualquer chance para Dustox reagir, o que deixava a Mariposa ligeiramente enraivecida. Talvez eu não devesse perturbá-la tanto assim, afinal pensava em capturar e fazer amizade com o inseto — Agora vamos terminar com isso de forma bem rápida, use seu Scratch uma última vez! Se algo der errado, prossiga com uma evasiva à direita contornando o Dustox e repita o ataque! Sem hesitar Mey! — Ordenava para a Meowth, que já estava apresentando alguns sinais de cansaço após tanto ter que vencer as lufadas de vento do adversário.

Eu gostava de ver como as criança se divertiam e comemoravam cada movimento de Mey. Se tem algo que eu gostaria de ser era um exemplo positivo e acho que era exatamente o que estava acontecendo. Quando notei que o último golpe havia sido dado e o Pokémon não oferecia mais ameaças, peguei uma das minhas Pokébolas normais alvirrubras e segurei em minhas mãos, sorrindo para Dustox — Desculpe por te cansar Dustox! Mas eu estou cuidando dessas crianças e não quero deixar que nada de mal aconteça para elas... Eu prometo que vou sempre lhe dar chocolate quando eu encontrar se vier comigo... Que tal? — Conversei com o inseto já muito debilitado e quase fora de combate. Restava agora apenas lançar a Pokébola e seguir meu caminho.

Assim que as asas de Dustox tocaram o solo em um pouso, lancei a esfera, esperando que fosse o suficiente para capturá-lo. O sacolejo característico desse momento me deixava sempre ansioso e só pude relaxar quando e SE o som tão esperado de captura soasse no ar. Caso fosse um sucesso, me aproximarei da cápsula e a segurarei em mãos, me aproximando das crianças —Agora parece que temos um novo companheiro de viagem, não é mesmo? É um pouco cedo para deixá-lo sair, ele precisa descansar. Vou deixar que durma até chegarmos em Lavaridge! — Comentei com os Macchiato, já pensando em tomar rumo até a caverna — Vamos, Buddy já foi na frente procurar Lira e não vou deixar aquele bebê sozinho por muito tempo! — Comentei, apressando meu passo na direção do lago coberto, esperando ser seguido pelos jovens irmãos. O que terá acontecido ali dentro?
avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Artie em Sab Jul 21 2018, 23:29

A batalha claramente estava em sua reta final. Como Mey claramente ganhava do inseto em velocidade, não houve muito o que Dustox pudesse fazer. O inseto bem que tentou se defender lançando mais uma onda de vento, mas a felina foi mais rápida e o pegou de surpresa em seu ponto fraco, sua asa debilitada.

Não demorou para que Dustox caísse no chão, indefeso. Suas energias haviam se esgotado após aquela intensa batalha contra Luch. Porém, antes de desmaiar, fez questão de olhar mais uma vez para a barra de doce nas mãos do treinador. Em questão de segundos o treinador lançou uma pokébola nele e a captura foi efetivada de forma instantânea.

O treinador então "apresentou" seu novo colega de equipe para as crianças e suas reações foram um pouco diferentes entre si. Porém, ambos pareciam ter ficado contentes com a captura.


- Então é assim que captura um pokémon... - Disse Yuri, um pouco pensativo.

- Quando chegarmos em Lavaridge podemos brincar um pouco com Dustox? Eu queria dançar com ele, nunca dancei com alguém que tem asas! - Foi a resposta de Luci, num tom de voz descontraído.

Logo a equipe seguiu em direção a caverna, aonde esperavam se encontrar com Lira finalmente. Felizmente parecia que ela estava realmente ali, pois Buddy estava na entrada da caverna, acenando para todos. Devido ao sorriso em seu rosto, estava bem claro que ele havia encontrado algo. Seria Lira?


Exp:
- Meowth recebeu 1122 pontos de experiência, subindo para o nível 17, ganhando 3 pontos felicidade e aprendendo Screech!
Captura bem sucedida:

Dustox Apelido
Lv. 13 [000/446]
Trait: Shield Dust
Hold Item: ---
Happiness: 05
MOVESET
- Tackle
- String Shot
- Poison Sting
- Harden
- Gust
- Confusion
STATS
HP: 60
Atk.: 50 + 0
Def.: 70 + 0
Sp. Atk.: 50 + 0
Sp. Def.: 90 + 0
Speed: 65 + 0
Altura/Peso:
Particularidade: Viciado em chocolate.
Personalidade:
Último Cruzamento:

_________________
avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Luch em Ter Jul 24 2018, 00:02


Já estava com o coração saindo pela boca, apreensivo com aquela captura... Sério! Pode até parecer muito precipitado da minha parte, mas eu realmente tinha me afeiçoado pelo Dustox, mesmo depois do jeitão ameaçador demonstrado pela mariposa. Mas enfim, o som característico da esfera selando-se indicava que. felizmente, eu havia conseguido adicioná-lo ao time e poderia agora me preocupar com coisas bem mais urgentes, como o desaparecimento de Lira. Não sabia mesmo o que ela poderia estar passando neste instante, mas uma coisa era certa, toda essa "aventura" da pequena carpa acabaria servindo de alguma forma como experiência na vida da coitadinha. E sobre isso, uma coisa chamava a atenção, era Budew tentando chamar a minha atenção à distância. Ele havia sido bem rápido e eficiente nessa busca que solicitei!

Quando eu decidi seguir até Buddy para avaliar seus achados, acabei sendo interceptado pela euforia e curiosidade dos jovens Macchiato acerca da minha última aquisição como companheiro de viagem. O garoto falava mais de forma introspectiva sobre as descobertas que essa batalha lhe rendeu e parecia ter absorvido a informação da captura visualmente, o que seria bom para sua formação como treinador no futuro. Já Luci estava mais frenética sobre as possibilidades de dança com o inseto e certamente ficaria apreensiva para chegar em Lavaridge e finalmente poder interagir com Dustox — Mais do que brincar e dançar com o Dustox, vamos precisar pensar em um apelido legal para ele, não é? Estou contando com vocês para me ajudar... Maaas, primeiro vamos achar a Lira, por favor? Acho que Buddy encontrou algo pessoal! — E dizendo isso, apontei para o broto jovenzinho, que saltitava com um sorriso preenchendo seu rosto.

— Mey, mais uma vez você foi incrível! Eu agradeço muito pela batalha, mas agora descanse, ok? — Comentei com a Meowth, fazendo-a voltar para sua esfera, que guardei em minha bolsa. Segui então rapidamente até Buddy, observando se estava sendo seguido por perto pelas crianças. Assim que parei ao lado de Budew, estiquei o pescoço para observar melhor o interior daquele local. Seria Lira que ele encontrou? Ou mais confusões? — Tudo certo crianças? Venham atrás de mim, bem devagar... Fiquem de olho aberto na entrada da caverna para me dizer se algo surgir, eu vou olhar em frente em busca de Lira... — Comentei com Luci e Yuri, direcionando-me para Buddy dessa vez — Ok amigão, me mostre o que encontrou! — E confiando no broto, o segui.
avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Artie em Ter Jul 24 2018, 01:58

Uma nova captura sempre era uma euforia para um treinador. Yuri e Luci pareciam tão contentes quanto Luch, cada um a sua maneira. Logo que o treinador começou a falar sobre eles ajudarem a dar um apelido, o garoto mais uma vez ficou pensativo. Yuri de fato seria um treinador bem metódico quando conseguisse pegar seu primeiro pokémon! Ele claramente pensava muito a respeito de tudo!

Mas o foco do momento não era a captura de Dustox, mas sim o resgate de Lira. Logo os treinadores caminharam até Buddy e o pequeno pokémon de grama os conduziu alegremente pelo caminho. Quando eles se aproximaram ainda mais do lago, não conseguiam acreditar na belíssima paisagem que viam. Havia uma abertura na caverna que revelava uma água de coloração intensa e brilhante.
Imagem ilustrativa:

Para o alívio de Luch - e principalmente o de Yuri - Lira estava nadando alegremente na beira daquele lago. Ao seu lado, em terra, havia um curioso pokémon rosado que o observava, sorrindo. Parecia que haviam feito amizade. Que pokémon seria aquele?

_________________
avatar
Artie
Administrador Chefe
Administrador Chefe

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Luch em Ter Jul 24 2018, 03:55


Depois de encontrar com o sorridente e confiante Buddy, chamei Luci e Yuri para adentrarem naquela caverna exótica que apresentou-se diante de nosso caminho. Contudo, a visão que eu tinha dela pelo lado de fora não fazia jus à real beleza da formação rochosa. Uma visão que só podia ser verdadeiramente confirmada e apreciada ao entrarmos e nos aproximarmos bastante do lago. Tudo ali parecia até mágico de tão belo, seja na iluminação do material rochoso das paredes devido à correta angulação de incidência da luz solar ou pela forma como a água brilhava e tinha uma coloração intensa, parecendo ser iluminada de baixo para cima. Era também notável que grande parte da beleza só era possível mesmo graças a luz ambiente, isso porque o teto era aberto por uma "falha" circular bem grande que permitia a luz do Sol banhar o local. Não precisava nem olhar para as crianças para saber que estavam impressionadas com a natureza. Entretanto, às vezes o meio-ambiente é tão belo que até assusta pela sua grandeza e de certa forma, era um pouco disso que sentia.

Com bastante cuidado fui descendo algumas camadas de rochas pontiagudas e escorregadias ao redor do lago. A umidade da caverna havia feito musgos crescerem em todas as faces das pedras voltadas para a água e qualquer passo em falso significaria uma queda acentuada lá na lâmina d'água, isso na melhor das hipóteses. Como estava cuidando de duas crianças pequenas, precisava triplicar o trabalho, até porque mesmo não sendo criança eu ainda sou desastrado o suficiente por conta própria para escorregar também — Luci, melhor deixar a Cleffa dentro da Pokébola até chegarmos lá embaixo, assim fica com as mãos livres para se apoiar, tudo bem? — Sugeri para a menina de forma sorridente, enquanto ajudava um tanto atrapalhadamente que ela transpusesse uma rocha ao mesmo tempo que ela segurava a fadinha em seus braços. Assim que coloquei a jovem Macchiato em um lugar seguro e já me prontificava a ajudar Yuri, acabei observando algo muito intrigante lá no lago. Um pontinho vermelho que só podia ser a Carpa! Buddy havia feito um bom trabalho de fato!

— Vejam só quem a gente achou! É a Lira! — Comentei para os dois, mas com mais propriedade na direção de Yuri, que certamente se sentia culpado por tudo. Terminei de ajudar ele e passei a mão pelos seus cabelos, como uma demonstração de confiança nele, mas com um certo tom de brincadeira também — Vamos continuar descendo, agora estamos bem perto — E com mais alguns minutos de descida cautelosa, finalmente alcançamos a margem do lago. A água não parecia funda, mas podia ser só impressão. De qualquer modo eu só tinha olhos para Lira e rapidamente me abaixei, deitando sobre uma rocha e esticando minhas mãos para a água — Lira, minha querida! Você tá bem, graças a Arceus! — Comecei a rir, fazendo gestos com a mão que pediam uma aproximação da carpa. Foi só aí, ao olhar para o lado por segundos que eu notei uma outra figura. A Magikarp não estava sozinha, e mais! Parecia ter feito amizade com um Pokémon bem diferente. Apesar de não lembrar totalmente de sua identidade, eu certamente já havia visto aquela criatura de relance alguma vez em Unova, ou estava ficando louco mesmo, quem sabe? O que importa é que fiquei alguns segundos encarando a criaturinha rosada e sorridente e só conseguia dizer uma única frase — Ern... Olá?! — Restava saber se ele era realmente amigável e o que queria com Lira e conosco, por isso peguei a Pokédex para fazer uma análise mais completa.
avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 003 - Companhia Inesperada: Um Novo Norte!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum