[Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Ir em baixo

[Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Moon_fire em Qua Ago 01 2018, 18:03

A colheita
Que a sorte esteja sempre a seu favor!



O dia tão temido havia chegado. Enquanto a capital se preparava e já começava com as celebrações, os distritos no geral apenas lamentavam enquanto preparavam suas crianças. Era uma manhã fria e triste, com o céu coberto por nuvens cinzas.

As preparações estavam sendo feitas em todos os distritos, mas ao contrário dos outros, a população dos dois primeiros parecia se preparar para um grande evento. Mais um glorioso dia em que os que passaram por todos os testes, que se preparam e agora eram o mais qualificados já estavam prontos para se apresentarem como tributos. A colheita seria apenas uma mera formalidade, as conversas estavam voltadas apenas para quem seria vitorioso esse anos.

Até os mais pobres nos distritos preparavam seus filhos e logo todo o processo começava, com todos sendo conferidos pelos pacificadores, que logo eram divididos entre meninos e meninas, depois organizados por idade, para aguardarem na área central de seus respectivos distritos que o representante da capital chegasse para dar inicio a colheita. O clima de tensão e nervosismo era predominante em todos, enquanto aguardavam com um misto de emoções, alguns nem conseguiam lembrar quantas tésseras haviam pego, apenas aguardavam sem esperanças que os nomes fossem chamados.

Quase que sincronizado, a cerimônia começou em todos os distritos, com a população de todos assistindo toda a introdução e mais uma vez a história da guerra e da origem dos jogos foi contada, mas pouco ainda davam atenção para essa parte. O medo e a tensão chegaram ao máximo quando chegou a hora do sorteio.

Seguindo o que já havia se tornado uma tradição, as garotas foram as primeiras e nos primeiros distritos a colheita acabou rapidamente, com os tributos já esperando se apresentando antes mesmo que o representante da capital pudesse sortear algum nome. A surpresa foi quando houveram outras duas que se voluntariaram entre as garotas, no distrito 4 e 8. Entre os garotos houveram mais 3, dos distritos 3, 5 e 11. A cada nome que foi sorteado famílias se desesperavam, enquanto outras se viam aliviadas, pelo menos até o próximo ano.

Com todos os tributos anunciados e apresentados, estava na hora de se despedirem de suas famílias e amigos, pelo menos para aqueles que alguém tivesse aparecido para isso.

Podem narrar a despedida e quem apareceu, mas não podem narrar nada do companheiro de Distrito, já que você mal se viram. Qualquer duvida enviar por MP e os que quiserem comentar sobre os jogos a qualquer momento, postem no tópico de inscrições. Aqui só deverão ser postado as narrações do jogo.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Gaulvists em Qua Ago 01 2018, 18:58

O grande dia tinha chegando e o momento que todos em seus corações tinha medo no meu distrito, o momento de ter um dos filhos escolhidos para fazer parte daquele evento que a capital tanto gostavam e para completa via sempre com aquela história já bem velha. Porém o momento chegou e depois de segundos que parecia horas para todos saiu os nomes e o meu tinha sido escolhido.

- Então chegou a minha vez...

Falavam eu em um tom bem baixo, mas em vez de mostra medo e desespero queria mostra algo que todos ali tinha esquecido e por isso não deixei que minhas expressões fosse de desanimo ou medo, mas fechada e que a capital teria que fazer muito mais para me abater.

Vou até meus irmão e os abraços e olhado para eles falo.

- Não se deixe abater por isso, a capital vai ter que fazer muito mais para me derrubar e vou ser orgulho para vocês e por isso sempre olhe para o alto com a convicção que o futuro vai ser melhor, mesmo que o presente esteja como um pesadelo.

Então me levanto e olhado para o chefe da vila balanço a cabeça e deixo minha família aos cuidados dele e de todo o distrito e me virado para os pacificadores os deixo me levar para o local do evento.
avatar
Gaulvists
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Luch em Qui Ago 02 2018, 03:04

O Cereal Matinal Banhado em Sangue

O barulho de cereais sendo escoados para dentro de silos ou caminhões de transporte era o despertador de todas as crianças do Distrito 9. Luch havia crescido ouvindo isso bem cedo, ainda mais pelo fato do barracão que morava ficar ao lado de uma Central de Distribuição. Hoje mais velho e com mais responsabilidades, o rapaz não sabe mais o que é acordar com esse som que remete a infância, já que precisa estar no trabalho às 3 da manhã, bem antes do início das operações de logística. Seu trabalho consiste em ser o "menino de recados", levando informação das colheitas até as fábricas e vice-e-versa. Entretanto, hoje e apenas hoje, uma vez ao ano, o menino podia tirar o dia de "folga" para prestigiar uma colheita diferenciada, onde os jovens do Distrito eram o banquete e os capitalenses sedentos por sangue, os seus comensais.

Como em muitos anos, nesta edição dos Jogos Vorazes seus pais não poderiam estar acompanhando ele enquanto aguardava o sorteio na frente do Edifício da Justiça. Apesar de ser uma obrigação que todos estejam presentes, nos Distritos mais pobres há uma certa vista grossa quanto a isso, uma vez que ninguém se sente confortável assistindo e os moradores são mais úteis trabalhando do que parados chorando e esperneado por sua prole arrancada. Isso não impedia é claro, que a data os afetasse, assim como sempre afetava a mãe de Luch — Luch! Meu príncipe! Este é o último ano, por favor volte para casa! Você é o Raio de Sol da minha vida... — Dizia sua progenitora, beijando sua testa antes de sair para os galpões de armazenamento. Seu pai, sempre apático, apenas abraçou seu filho em silêncio. Ele sempre dizia que o estômago embrulhava na véspera da Colheita e só conseguia ser alguém novamente ao final de mais uma Arena.

Sem muita perspectiva de vida como adulto, Luch empurrava a vida com a barriga e ficava pensando secretamente se não seria melhor simplesmente ser selecionado e morrer de uma forma mais honrada do que ser quase um peso-morto em casa. Suas várias doenças, em diversos níveis de complexidade, faziam com que ele fosse frágil e praticamente tivesse uma data de validade estampada em sua testa. Ele lutava a todo custo para ser menos inútil e até mesmo passava fome para ajudar melhor os seus pais. Isso claro, sem que eles soubessem. Às vezes o rapaz até sonhava em como os capitalenses ficariam surpresos de ver alguém tão fraco em uma competição sangrenta como a Arena e se eles gostariam de ver ossos sendo esmagados com facilidade ou prefeririam torcer para que ele fosse uma Zebstrika e vencesse a competição. Quando deu por si estava já na área destinada a jovens possíveis tributos.

Como em todos os anos, enfrentou uma fila para ser verificado e colocarem seus nomes na urna. Nenhuma novidade, era um número absurdo de papéis com "Luch Valassa Drac" estampados em si., como já esperados. Passado essa etapa mais chata, todos foram arrebanhados até um cercado, separados por sexo e por idade. Ali aguardavam a aproximação do showrunner do evento. Cada Distrito possuía uma pessoa diferente, que faria inclusive parte da equipe de preparação dos tributos daquele distrito, junto de um mentor e de uma equipe de estilistas. O destinado ao Distrito 9 era falante e parecia um palhaço, se vestia quase como um cosplay de Mr. Mime, nos mínimos detalhes. Possuía uma careca brilhante, poucos fios de cabelo esticados para os lados e pintados de um azul bem falso e tudo mais que fosse possível. Mesmo em um momento triste, Luch só conseguia rir ao observá-lo.

Após as rápidas apresentações, o vídeo sobre a Revolução que deu origem a todo esse massacre de jovens foi passado, como se isso justificasse em alguma coisa essa "divida histórica" que os distritos tinham para com a Capital. Era realmente a parte mais entediante e revoltante de tudo aquilo, até mais do que a arbitrariedade em que duas das almas presentes seriam jogadas. Mas enfim... Para fechar a tarde, os sorteios seriam feitos. Primeiro as damas dizia o Mime Capitalense, retirando um dos papéis a esquerda. Como sempre, Luch apenas virou seus olhos para o outro lado e ignorou completamente as palavras. Não tinha interesse em saber quem seria a menina competidora. Manteve esse mesmo estado por tempo o bastante para tudo aquilo acabar, mas de alguma forma não acabava. O que seria tempo suficiente para a subida dos dois tributos já havia passado e uma voz insistente de gralha parecia chamar um nome eternamente — LUCH VALASSA DRAC. Tragam ele aqui, por favor? Parece que temos um deficiente auditivo esse ano, gente. Grandes emoções nos aguardam! — Demorou um tempo ainda maior para o garoto entender que se tratava dele próprio e quando isso ocorreu já estava sendo arrastado por Pacificadores até o palco improvisado.

— Que grande exemplar temos esse ano, hein? — Comentava em tom jocoso o apresentador, levantando o braço de Luch e apertando os seus músculos, ou a ausência deles pelo menos. Em seguida ele pediu que o rapaz apertasse a mão de sua amiga tributo, algo que ele fez sem nenhum entusiasmo, tanto que nem se lembra do rosto dela. Terminado o sorteio e as despedidas, os dois tributos foram levados para dentro do Edifício da Justiça para as últimas palavras com seus pais, amigos e familiares, mas em cômodos separados. Havia um sofá vermelho e acolchoado, que de tão confortável até fazia as costas de Luch doerem. Depois de algum tempo seus pais entraram abruptos. Haviam sido arrastados do trabalho até ali para o quase-velório. — Não mãe, não fale nada. É isso e pronto, certo? Vocês sabem que eu não resistiria muito, aqui ou lá. Foi um... Foi ótimo ter sido seu filho. Filho de vocês... — Completou ao final, observando também o silencioso pai. — Vocês fizeram de tudo por mim, agora deixe-me partir e quem sabe não faço algo de bom por vocês... — Nesse momento o garoto falava sobre morrer, mas esperava que tivesse soado como uma possível vitória para que eles pelo menos sentissem uma pontinha de esperança e pudessem tocar suas vidas.

Mais rápido do que imaginavam, Luch foi retirado da presença dos pais. Ainda esticou as mãos para uma última despedida, mas seus dedos apenas resvalaram nas mãos de sua mãe. Ele sentia nos olhos dela que haviam muitas palavras para serem ditas pela mulher, mas sentia no fundo do coração que era melhor não ouvir. Faria todo o processo ser muito mais simples. O garoto, assim como a garota foram levados de carro até a Estação de Trem, onde a incrível composição futurista e veloz os aguardava. O garoto não pode deixar de fazer uma associação direta daquele trem com um Steelix pela sua divisão de vagões e a constituição metálica. Ficava imaginando se ainda teria a chance de ver algum desse Pokémon em pessoa, nem que fosse como um obstáculo mortal na Arena. Foi divagando nessas fantasias que Luch foi jogado para dentro da locomotiva. Era o fim deste capítulo na sua história.

avatar
Luch
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Lua_water em Qui Ago 02 2018, 23:58

Assim que o sol apareceu no céu do Distrito 8, todos já estavam levantando para se preparar para a colheita, como sempre ocorria nessa época do ano, e como de costume, eu me levantava para preparar o café da manhã, que serie um pouco de água e alguns pedacinhos de pão, e com tudo na mesa, fui chamar meu irmão Thomas. Que mesmo chamando para comer, ainda se mantinha em silencio, acredito que ele ainda esteja com raiva da minha decisão de me voluntariar para os jogos, o que é bastante compreensivo, apesar de que ele vai ficar com a Karen, nossa vizinha.

 Passamos um bom tempo em silencio, apenas ciscando os pedaços de pão, mas como não tinha jeito de ficar assim para sempre, tive que dizer alguma coisa, pois não aguentava mais esse silencio sem sentido. - Você vai ficar com a tia Karen por um tempo, e logo eu vou vol... - NÃO ME VENHA COM UMA PROMESSA FALSA!! - Ele gritou e saiu correndo para o quarto, onde se trancou para ficar longe de mim.

 Então como não vou conseguir nada com ele, decidi deixar que a Karen conversa-se com ele, enquanto isso eu ia separar algumas coisas para o Thomas, que não demorou muito para arrumar, já que eu tinha arrumado mais ou menos as coisas no dia anterior por garantia. Ainda depois fui me arrumar para a colheita, e avisar o Thomas para fazer o mesmo.

 Depois de estar tudo arrumado, chegou a hora de irmos até onde seria contada novamente a história da grande guerra, e a origem dos Jogos, mas diferente das outras vezes que íamos ver, porém meu irmão ainda estava bravo comigo, e não me disse uma unica palavra deis do café da manhã, geralmente a gente conversa, para não ter que pensar muito no que aconteceria depois disso. Assim que chegamos, nós nos separamos como nos outros anos, e ele foi para a fila dos garotos, enquanto eu me dirigi até uma das fileiras de garotas que ficava do outros lado.

 Como de costume, depois do vídeo falando da história, iriam começar o sorteio, mas já que de qualquer jeito eu vou me voluntariar, não tinha sentido esperar que eles sorteassem o nome da garota, então assim que terminaram de falar, e antes que pega-se um papel. - EU SOU VOLUNTÁRIA. - Gritei em meio ao grupo de garotas, que pareciam estar com uma mistura de susto e alivio em seus rostos. Terminando de falar, eu passei pelas fileiras até onde tinha um espaço até o palco, onde uns dois Pacificadores me levaram, e com isso continuando o sorteio, só que dessa vez com o nome do garoto, o qual só prestei atenção para ver se não era meu irmão.

 Com o fim do sorteio, me levaram a uma sala, onde na porta ficava pelo menos um Pacificador, onde acredito que seja o lugar que você se despede de quem quiser aparecer. Passava um tempo dentro da sala, e ninguém veio até em tão, mas para meu alivio, a porta se abriu, e entrou na sala meu irmão e a Karen.

 Já que eu tinha explicado o que faria para Karen, ela apenas ficou ao lado da porta sem dizer nada, mas ainda tinha que resolver as coisas com meu irmão, que não parecia bravo, mas ainda parecia chateado. - Por que você tinha que se voluntariar? Nós poderíamos dar outro jeito, eu poderia começar a trabalhar também. - Thomas falava com firmeza, mas seus olhos estavam vermelhos, com algumas lagrimas. - Vai ser melhor assim, não se preocupe.

 Terminando de falar, eu me abaixei para perto dele, e dei um abraço de despedida, mas antes que eu pudesse dizer mais alguma coisa, a porta se abriu, e só pude ouvir que o Pacificador dizendo que o tempo tinha acabado, mas antes deles saírem consegui ouvir o Thomas dizendo para mim, "Você não pode morrer". Depois disso, não apareceu mais ninguém para me visitar, o que não me surpreende, já que eu não interagia muito com as outras pessoas do distrito 8, e antes que percebe-se, já estava sendo levada para o Trem junto do garoto do meu distrito.
avatar
Lua_water
Monotrainer - Water
Monotrainer - Water

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Haruki em Sex Ago 03 2018, 16:37




Ivy Harvest

May The Hosters Be Ever At You Favor



O dia estava bonito, o tempo estava agradável para mim. Pouca iluminação vinda do sol, já que nuvens cinzas o obstruíam completamente. Após mais um ano comum, sem muita animação ou qualquer outro tipo de emoção no Distrito 6, as pessoas começavam a aparecer de suas casas. Elas exibiam expressões tristes, algumas até estavam marcadas pelo choro, com os clássicos olhos vermelhos e inchados.

Eu adorava aquela cena... Era uma das poucas vezes quando eles finalmente mostravam as verdadeiras emoções, escondidas por sorrisos falsos e caras de paisagem o restante do ano. Um sorriso fraco, quase sádico, tomava forma em meus lábios. O “Mr.Mime” responsável pela colheita do nosso distrito finalmente havia desembarcado do trem. Com isso o meu turno acabava naquele buraco do inferno, estava livre para ir para casa e me arrumar para a morte.

Dessa vez eu não tinha dúvidas, seria eu a “coitadinha” a ser escolhida para fingir ser uma princesa encantada... Uma Bellossom Adormecida, que jamais acordaria novamente. Minha querida Wanda tinha acabado o estoque de comida que eu havia comprado recentemente, o que me obrigava a pedir algumas Tesseras, para adiar a minha morte e prolongar a porcaria de vida que eu levava.

Assim que encontrei a bagunça onde eu morava, apenas entrei, batendo a porta com o máximo de força que eu conseguia, para fazer aquele saco de areia inútil ter dores de cabeça pelo resto do dia. Tomei um banho frio, sem nem ao menos deixar um único suspiro escapar com a queda de temperatura. Em seguida, me sequei e me arrumei com as únicas roupas “decentes” que eu tinha para usar na Colheita.

Lá estava eu, com um vestido branco curto e com meus cabelos penteados. Parecendo uma verdadeira criatura de conto de fadas, no meio daquelas garotas que mal chegavam a ficar à altura dos meus ombros. Com certeza aquela característica era partilhada por todas as mulheres do Distrito 6, mas os demais distritos, até mesmo o 12, tinham participantes muito maiores do que eu. Quando finalmente recobrei minha consciência, olhei para o palco, onde uma mulher com certeza possuída por uma Gothitelle estava. Qual era o problema com as pessoas da Capital? Estava na moda parecer uma fusão de Pokémon e humano?

- Queridinha, você é a Lauren? – Perguntou a mulher, com um sorriso tão branco que poderia me cegar. Por algum motivo, ela me olhava com algum encanto sombrio.

- Sou... Não estava prestando atenção... Imagino que tenha sido escolhida para morrer, certo? Por onde eu passo, é entre essa coisas aqui? – Disse, olhando para os pacificadores, que logo liberavam passagem para o palco.

- Você é uma linda competidora! Sinta-se privilegiada por receber um elogio meu! – Aquela mulher realmente achava que eu me importava com a minha aparência? Nos Jogos Vorazes?

- Sério? É porque você ainda não me viu cheia de sangue, com certeza vou ficar maravilhosa nas telas quando estiver morrendo... Muito obrigada... – Respondi ironicamente,  fazendo um sorriso forçado no final.

- É uma piadista!! – A risada dela me dava arrepios, apesar de ser irritante. – Espere lá querida, vá ver sua família... Pode ser a última vez...

- Não tenho isso... É uma doença? Só lembro de coisas ruins relacionadas à ela... De qualquer forma, obrigada senhorita... Mas eu passo, podem me levar direto...

Finalmente a mulher parecia sem graça, prosseguindo o ritual da Colheita e me deixando parada lá, até o pobre coitado do garoto ser escolhido. Por fim, ela fez sua despedida e ergueu nossos braços como se fôssemos troféus, antes de falar a clássica frase de efeito e nos levar para o trem.

- Sou Giloan Telle, obrigada pela atenção... Bem vindos aos Jogos Vorazes e que a Sorte esteja sempre ao seu favor...


Thanks Ramona
avatar
Haruki
Estagiário
Estagiário

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Matt em Sex Ago 03 2018, 18:29

Enquanto muitos, não apenas de seu próprio distrito - O Distrito 3 - acordaram naquela manha incertos quanto a seu destino, sua vida, Arthur parecia mais que certo sobre os eventos que iriam ocorrer pelo restante do dia. Havia repassado a cena em sua mente milhares e milhares de vezes até então. Levantou-se de sua cama, se é que um mero colchão quase sem espuma poderia ser tido como cama, e seguiu até o banheiro de sua casa. Geralmente, o tempo que tinha disponível ao banho parecia mínimo, mas como se tratava de um dia especial, tinha permissão para que demorasse um pouco mais, o que certamente lhe fizera bem, pois só assim pôde lavar-se decentemente.

Antes de sair de casa naquela manha, o rapaz despediu-se de seu irmãozinho, um pequenino de apenas 5 anos, dando-lhe um afetuoso beijo à testa. Seus pais, já haviam sido comunicados pelo próprio rapaz que estaria se voluntariando, e talvez por esta mesma razão que ambos decidiram por ir ao trabalho às fábricas um pouco mais cedo que o comum, antes que o rapaz os avistasse. Talvez, era esta a forma de seus genitores manterem um fio de esperança que o rapaz não realizaria seus dizeres. Pobres coitados... Arthur tinha certeza absoluta em que estava se enfiando. - Fique calmo... Sei o que faço. Agora... Vá brincar. - Dissera o rapaz a seu irmão, provavelmente as últimas. - Enquanto pode... - Sussurrara o rapaz para si mesmo.

Sem muita demora, os jovens do Distrito 3 começaram a se reunir à praça central, onde diversos pacificadores já se encontravam, junto a alguns outros a organizar as crianças em sexo e idade. Arthur, simplesmente sorria, a espera do início do evento, que seria conduzido por um homem pançudo e pálido. Parecia trajar-se de forma a simular um Whiscash, com seu longo e fino bigode loiro a realizar voltas e mais voltas, e um enorme topete azulado. Parecia achar que estava simplesmente arrasando em seu visual. Pobre coitado...

A cerimônia teve seu início, e como de praxe, o primeiro tributo fora sorteado dentre as moças... Não que o rapaz parecesse se importar quem fosse a moça. No entanto, quando passara à vez aos rapazes, antes mesmo que o Whiscash pançudo levasse sua mão à urna vítrea para sortear um novo tributo, o jovem simplesmente erguera sua mão ao céu e com um tom de voz firme e simpático, pronunciou. - EU ME VOLUNTARIO! - E foi quando muitos viraram suas faces ao jovem rapaz, que à grande maioria, mesmo dentre aqueles que um dia considerou ser seus amigos, não pareciam reconhecer, não sem a fuligem, óleo, graxa, e todo o tipo de sujeira mecânica a cobrir-lhe completamente. Realmente, parecia algo vindo de outro mundo, isto se não fosse a marca registrada dos viventes do distrito 3, seu tom de pele levemente cinzento.

- Ora vejam só! - Gargalhou o gorducho à frente de todos, levando uma de suas mãos à sua pança e a outra a seu bigodão, alisando-o exageradamente. - Um voluntário! Que esplêndido! - Continuava ele, a todos os sorrisos, enquanto muitos dos jovens pareciam erguer às pontas de seus dedos para descobrir de quem se tratava. - Mas que bela atitude, meu jovem! Todos do Distrito 3 devem sentir-se orgulhosos por sua bravura. Vamos, tragam-no aqui!

Dois pacificadores adentraram em meio à multidão de crianças e ladearam o jovem Arthur até o Hoster, onde uma vez a seu lado, Arthur passou um de seus braços ao redor dos ombros do homem da capital, que por um momento lhe parecera ser muito baixo. - Como se chama, meu jovem? - Continuava ele, a permitir que seus dentes brilhantes ofuscassem a todos.

- Arthur. Arthur Abbot! - Pronunciara o rapaz, em bom tom, lançando diversas piscadelas às crianças de seu distrito. Seu cabelo, perfeitamente escovado parecia adornar perfeitamente sua face juvenil e bela, ajeitando por várias vezes seu cabelo. Muitos nem mesmo acreditavam que tal beleza poderia ter vindo de um distrito como o três. O homem, gargalhando e aproximando-se ainda mais do rapaz, ergueu sua mão ao céu, e então bradara a todo pulmão. - Eu lhes apresento Arthur Abbot, vosso voluntário!

- É uma grande honra representá-los, minha família amada! - Pronunciara o rapaz antes de ser enxotado até uma estranha e vazia sala, onde o rapaz poderia imaginar que estaria a encontrar com seus entes próximos... Não que esperasse visitas... Mas né, por um simples momento imaginou que seus pais viessem... Esperou ali por alguns instantes, até que um pacificador adentrou o salão e disse que estavam a se retirar. Aparentemente, ninguém viera despedir-se... Ergueu sua face, sorriu e dali se retirou.
avatar
Matt
Aprendiz de Gym - Dark
Aprendiz de Gym - Dark

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Moon_fire em Seg Ago 06 2018, 21:02

Mais uma vez a colheita chegava ao fim e em todos os distritos os tributos eram levados até os trens, que sem demora partiram em direção da capital. Foi um dia de fortes emoções e na capital as expectativas só cresciam, conforme todos assistiam a reprise da colheita de todos os distritos e as apostas já começavam. Nos trens as emoções também eram fortes, de maneiras completamente diferentes enquanto cada tributo se preparava e aceitava que não havia mais volta.

Durante a viagem os instrutores e alguns tributos também assistiam a reprise, para conseguir o máximo de informações que pudessem dos outros distritos e também para tentar ter uma ideia de que imagem tinham conseguido passar nos poucos minutos que foram apresentados durante a colheita.

Os garotos e as garotas dos dois primeiros distritos pareciam extremamente confiantes, assim como acontecia todos os anos. O treinamento que tiveram estava evidente, até mesmo no comportamento em frente as câmeras, que foi impecável, com os quatro já praticamente garantindo que trariam glória e a vitória para os seus distritos.

Os apresentadores também se empolgaram com o jovem do distritos 3, que apesar de ainda parecer que tinha acabado de sair de um pilha de cinzas, também parecia encarar os jogos como uma grande honra. A garota do mesmo distrito, uma garota bela de longos cabelos escuros como a noite, também manteve uma boa postura, mesmo tendo apenas ficado em silêncio. Arthur não deu muita atenção no incio, mas dentro do trem ele logo a reconheceu, uma garota que tinha estudado com ele. Alice Havelle, a mais esperta da turma, que antes de ser escolhida como tributo, já tinha emprego garantido, um orgulho para os pais, que só tinham ela como filha.

Apesar de ter uma voluntária no distrito 4, nada chamou muita atenção nos apresentadores, além do fato dos dois tributos serem muito belos e parecerem muito fortes. "Dignos de trazerem orgulho para seus distritos", foi o que eles comentarem antes de passarem para o próximo. No distrito 5 Muitas lágrimas e desespero quando a garota foi escolhida, mas o que realmente prendeu a atenção do que estavam apresentando a reprise foi quando o garoto se voluntariou quase que na mesma hora. Os dois se abraçaram no palco e depois ficaram de mãos dadas, até serem separados pelos pacificadores, para que fossem se despedir de suas famílias antes de irem para o trem.

Brincadeiras foram feitas sobre a tributo distraída do distrito 6, que conseguia fazer com que os apresentadores rissem um pouco de seu humor único, mas logo eles se distraíram com o garotinho que foi sorteado. Era visível o choque e o desânimo de todos quando um garoto de dez anos foi selecionado. Ele parecia apavorado, mas foi correndo para o palco assim que os pacificadores ameaçaram se aproximar, o que só fez os apresentadores comentarem o quanto ele era rápido e parecia mais atento que sua companheira de distrito.

O distrito 7 não trouxe grandes revelações, assim como o 8, que só ganhou um pouco mais de tempo no programa por ter outra voluntária, deixando os apresentadores animados com a quantidade de voluntários desse ano. O que foi um forte contraste com a seleção do garoto, que era um menino de 10 anos. Ele chorou e até tentou pedir que seus pais o ajudassem, mas no fim acabou sendo carregado até o pequeno palco, onde depois de ser apresentado logo ele e a garota foram escoltados para Edifício da Justiça.

Sckarlet Akuma, uma belíssima jovem de cabelos curtos e escuros ficou completamente pálida quando foi chamada no distrito 9, mas ainda assim tentou parecer confiante quando disse seu nome e esperou que o garoto fosse escolhido. Foi um momento de risadas e brincadeiras quando chegou a vez do garoto. Eles reprisaram todo o momento da escolha  várias vezes, tentando decidir se ele realmente era surdo, se tinha se emocionado demais por ter sido escolhido ou se ele era apenas um pouco lento para perceber as coisas. Nenhuma conclusão foi tirada, mas com certeza eles estavam ansiosos para conhecer mais sobre o jovem Luch Valassa.

A postura do tributo do distrito 10 também pareceu agradar e comentários sem importância foram feitos sobre a garota do mesmo distrito, que era uma garotinha de 12 anos muito tímida, que ficou o tempo todo tremendo de medo e nervosismo ao lado do companheiro de distrito. e os dois do distrito 11, que teve de relevante apenas a apresentação de outro voluntário, mas como não teve o mesmo nível de emoção entre os dois como havia acontecido no distrito das usinas elétricas, eles logo passaram para o ultimo.

No distrito 12 aconteceram alguns cortes estranhos, depois que a garota, uma jovem de dez anos chamada Primrose Everdeen foi sorteada, mas a transmissão logo voltou a normal quando selecionaram o garoto. Como de costume poucos comentários foram feitos sobre os últimos tributos e logo o programa ficou apenas nos comentários e opiniões dos dois sobre a colheita desse ano. Comentários tão superficiais e irrelevantes que logo a maior parte dos tributos ou seus tutores deixaram de dar atenção.

Foi um caminho longo até a capital, mas com tanto para se pensar e duvidas a serem tiradas com os tutores, que os tributos quase não tiveram tempo para conversar entre si.

~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~  ~x~

O Desfile
Começam as apostas.


Chegando na capital, cada tributo foi levado para uma área de preparação. Para vários foram momentos assustadores nas salas, em que o grupo de estilistas os preparavam. Foi o banho mais longo e completo que vários deles tiveram durante toda a sua vida. Alguns ainda receberam um segundo banho antes de serem depilados, receberem vários tipos de pequenos retoques com maquiagens e produtos que eles nem imaginavam o que faria. Alguns ainda receberam um coquetel de remédios e vitaminas, mas nenhum chegou perto da quantidade que Luch recebeu. O garoto ficou até uns minutos tonto depois de tantos tratamentos, mas na hora dos preparativos finais ele não podia estar se sentindo melhor, em questão de saúde pelo menos.

Aos poucos todos estavam recebendo os toques finais em suas carruagens, as instruções finais dos estilistas principais, os que tinham planejado toda a decoração e vestimenta dos respectivos distritos que tinham recebido, e agora lutavam para garantir que nenhum dos tributos arruinassem suas criações.

As carruagens entrariam em ordem do primeiro até o décimo segundo distrito, e com o som da multidão animada ao fundo, o momento de todos os distritos realmente serem apresentados e dos patrocinadores começarem a escolher seus favoritos estava para começar!


nomes e idades dos tributos:

1- Tyrant Torres 18
1- Éris Eevee Eieno 18

2- Artie McBride 18
2- Selene Calyce Rosemary 18

3- Arthur Abbot - Player Matt 17
3- Alice Havelle 17

4- Brian Boundurant 16
4- Kamila Ragnar 17

5- Daisuke Jammorn Pegason 16
5- Liv Shinohara 15

6- Azrael Orpheu Abner 10
6- Lauren Wantorch - Player Haruki 16

7- Kyoichi Lix Sannya 14
7- Nancy Yushiram 12

8- Castiel Ayzen Kitshomo 11
8- Nagiku Tadomi - Player Lua 16

9- Luch Valassa Drac - Player Luch 17
9- Sckarlet Akuma 16

10- Rya Monte Negro - Player Gaulvist 18
10- June Chara Dreemur 12

11- Igneel Scarlet 15
11- Rue Bashee 10

12- Peeta Mellark 16
12- Primrose Everdeen 10


Podem narrar um pouco dos acontecimentos no trem (interações, reação aos tributos dos outros distritos, etc...) e da preparação, mas o foco é o desfile. Como estão produzidos e a reação dos SEUS personagens durante o desfile de carruagens. Reação dos NPCs (apresentadores, publico e tributos) eu que definirei, mas isso não impede vocês de tentarem convencer ou acalmar seus respectivos companheiros de tributos ou já começar a estabelecer como vai ser o relacionalmente com eles, os estilistas, os instrutores e/ou o representante da capital.
Também podem interagir com tributos de outros distritos, mas como o tempo antes do começo do desfile é limitado (e boa parte vai ser gasto com as preparações finais das fantasias e dicas finais), será permitido apenas 3 posts por player.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Gaulvists em Qui Ago 09 2018, 19:05

Depois de entra no trem passo a minha mão pelo cabelo e então começo a caminha pelo vagão atrás da minha companheira e não demoro para ver-la sentada em um dos assentos e de longe notavam o tanto que ela tremia.

- Tudo bem, estou aqui com você.

A mão da minha parceira estavam bem gelada e como não estaria sabendo que dificilmente voltaria com vida, mas mesmo assim seguravam firme e sentando do seu lado coloco a cabeça dela no meu ombro.

- Eu não queria está aqui...

- Eu sei, ninguém gostaria de ir para aquele lugar.

- Quero meus pais, quero ir embora daqui.

- Calma a gente vai da um jeito.

- Não quero morre.

- Você não vai morre, vou proteger você de qualquer um.

Lagrimas escorria do rosto da June e logo uma porta se abre revelado a pessoal que seria o nosso tutor que com um sorriso vai chegando e ligando uma tv que mostravam algumas cenas da escolha dos tributos.

- Olha só ambos não causaram tanto impacto, mas você grandão parece que sua postura começou atrair olhares, mas essa garotinha...

- Cuidado como você falar.

Já tomavam um tom pesado e um olha frio para o homem que falavam conosco e escutando isso tirar o sorriso do rosto e aproximando sua face da minha falar.


- Olha aqui, estou nesse momento querendo fazer vocês conseguir apoio para pode sobreviver...
...conheço muito bem os gostos de muitos da capital e sei o que eles procura, mas se continuar assim dificilmente vai ter apoio e rapidamente vai ver a garotinha morre e depois você.

Ele se afasta e sentando em um assento do lado continuar.

- Da para ver que você vai protege-lá a todo custo, mas se realmente querer volta vivos precisa consegui apoio das pessoas na capital, precisa já lutar pela vida de vocês agora e por isso estou aqui, não sou favor desse evento, mas faço parte para tentar salva pelo menos um vida das que cuido.

Um silêncio começa a reina aquele vagão, mas longo é quebrando pela voz da minha companheira.

- O que precisamos fazer para sobreviver?

- Boa perguntar, vamos continua a conversa no outro vagão acredito que esteja com fome.

Assim que passamos para o outro vagão, vemos uma grande mesa com bastante variedades de alimentos e sendo chamados a se sentar e a comer algo aquele homem continua.

- Me chamo Raphael de Almedas, estou aqui para ajuda vocês a consegui apoio e se tudo de certo voltar vivos e para isso precisamos já trabalha com a postura de vocês.

- Com a nossa postura?

- Sim, por exemplo da June, ela passa a sensação de uma garota frágil e medrosa, mas ela pode usa isso em seu beneficiou, pois os oponentes vão abaixa a guarda, já você além de passa uma sensação de protetor, tem que fazer todos ficarem curioso sobre você, quererem ver o que tem para mostra quando começa tudo. Já o segundo passo é fazer um treinamento para que ambos esteja preparados para lutar pela sua vida.

Depois de escuta mais algumas dicas e tomar um banho me deito em uma cama e procuro relaxa a fim de tentar seguir o que aquele tutor estava propondo, mas pelo visto o sono não queria vir e olhado pela janela vejo as estrelas e lembro do meu distrito e dos meus irmãos e cantando uma musica bem baixar vou fechado os olhos e rever tudo que passei naquele dia na minha mente, mas assim que abro já era de manhã e já chegávamos no destino.

- Hora então acordou, perfeito venha comer alguma coisa e já procura conquista apoio de patrocinadores.

Depois de comer algo dado o tempo perfeito do trem para na estação saio por atrás do tutor segurando a mão da June, que mostravam que era uma garota frágil, porém determinada com um objetivo, já eu procuravam passa uma sensação de mistério com um olha fixo em uma direção e sem demostra nenhum sentimento no rosto assim como uma máquina.
avatar
Gaulvists
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Moon_fire em Sab Ago 18 2018, 20:45

Cancelado


Motivo:
Ausência de players.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Jogo] Hunger Games - Pokemon edition

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum