[RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Moon_fire em Qui Ago 23 2018, 23:23

Snorunt estava muito feliz e realmente gostava muito daquele cachecol, que depois de um tempo, consegui entender que tinha sido presente de um amigo. Aquilo só reforçava minha ideia de que alguém já tinha passado por aquela parte da Happiness forest, talvez até mais de uma pessoa. O que realmente importava é que Snorunt tinha conhecido alguém e talvez isso pudesse nos dar alguma direção para procurar o portal.

- Ela pode não saber onde está, mas pode nos ajudar. Snorunt, pra que direção o seu amigo foi? - Perguntei, com esperança de que seguindo pela mesma direção, cedo ou tarde poderíamos encontrar um portal, talvez até mais pistas de quem tinha passado por ali. Se ele tivesse conseguido sair, seria uma boa noticia para nós. Assim que a Snorunt indicasse alguma direção, eu agradeceria e então soltaria o Pidgey, para termos uma ajuda extra para procura enquanto caminhávamos.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Ayzen em Seg Ago 27 2018, 16:29

Off: Fim de semana é dificil de narrar XD

Snorunt era doce e bem simpática, ao ponto de ser amiga de todos ali, incluindo treinadores. A Ice logo rodopiava com facilidade na neve e começava a caminha, indicando o caminho para a treinadora. Era mais fácil guiar do que apontar algum caminho. Mesmo assim, Sophia abria a sua esfera e chamava Pidgey, que agora seria os seus olhos nos céus. O Pokémon passarinho ganhava altitude e de cima ele conseguia ver perfeitamente a sua treinadora e o menino mal humorado, enquanto também procurava um brilho verde que guiaria de volta à Kanto.

Os dois começavam a percorrer a neve com dificuldade, procurando Snorunt, que parecia caminhar com facilidade. By, como sempre, ia reclamando que o frio era presente naquele lugar. Do mesmo jeito, Sophia tentava ignorá-lo. Com o passar do caminho, atravessando com facilidade o lago totalmente congelado, os treinadores viam Spheal e Seel brincando no gelo e de longe Cubchoo babies e sua mãe Beartic. A harmonia e paz vigoravam no reino de neve da Happiness Forest.

Depois de um tempo andando, lá estava o local onde Snorunt indicava. Era um muro de pedras irregulares alto, dificilmente um Pokémon que não voasse poderia passar ali. De tão alto, que era, Sophia não conseguia alcançar o topo. De frente, grades de ferro com um design gótico, igualmente altos. No topo, um anjo de mármore com uma espada virada para baixo, sobre um nome escrito: Limbo.

Snorunt apontava para o local e sorria para os dois. No entanto, estava com as grades acorrentadas e By tentou abrir, mas não conseguiu. O limbo estava fechado (felizmente?). A visão que Sophia tinha de lá não era agradável. Diferente de toda Happiness Forest, aquele lado parecia emanar uma aura negativa e maligna, deixando-a com o estômago enjoado e relembrando da face de Beedrill, que quase a ferroou. Era visto dali apenas um lugar aberto, com algumas tumbas e sem fim. Sabe-se lá o que tinha ali. O trio de Gastlys surgiam sorrindo, desaparecendo e aparecendo e ultrapassando as grades e explorando o local. No entanto, os três fantasmas pararam e saiam voando de lá chorando, de volta para o reino de gelo. Se nem os fantasmas Pokémons queriam entrar naquele lugar, não seria Sophia ou By que estariam naquele desejo. Snorunt, percebendo que tinha retribuído o favor, acenava para sua nova amiga e saia andando com seu cachecol azul claro. Aquilo era uma despedida.
avatar
Ayzen
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Moon_fire em Seg Ago 27 2018, 17:27

off: sem problemas ^^



Depois de soltar Pidgey e explicar de forma bem resumida o quanto precisávamos achar um portal naquele lugar, nós seguimos a Snorunt pra ver para onde o treinador tinha ido. Com pidgey nos acompanhando do alto e Snorunt caminhando e saltitando sem o menor problema, nós tínhamos dificuldade para andar em toda aquela neve, que já tinha encharcado toda a parta de minha calça do joelho para baixo. Também tinha "destrancado" uma onda de reclamações infinitas vindas do By, mas isso eu já tinha aprendido a ignorar, então apenas continuamos avançando da melhor forma que pudemos.

Tirando o incomodo da neve e do frio, foi uma caminhada muito legal, agora vendo vários pokemon de ice vivendo tranquilamente. Até mesmo uma poderosa Beartic com seus filhotes, que só de olhar o tamanho dela já imaginei que nem ali naquele lugar pacifico seria uma boa ideia chegar muito perto. Vimos vários outros pokemon durante o longo caminho, mas depois de um bom tempo chegamos no que parecia outra divisão de "biomas", sendo aquele o mais radical e de dar calafrios. Olhando para aquele muro gigantesco de grades eu só conseguia imaginar que era um ambiente para pokemon ghost, dark ..... ou talvez algo muito ruim.

Não podendo fazer mais nada, Snorunt se despediu de nós e eu acenei conforme ela se afastava, restando de novo apenas eu, By e meu Pidgey para resolver o que fazer. A visão para dentro daquele lugar não era nem um pouco agradável, assim como o nome, que só me dava calafrios ao imaginar o que poderia ter naquele lugar. Independente do que fosse estava completamente fora do nosso alcance, primeiro por estar literalmente trancado e também por não ter a menor chance da gente conseguir escalar as grades e descer do outro lado sem acabar quebrando alguma coisa.

Enquanto eu tentava ver algum outro jeito de entrar ou talvez alguma coisa lá dentro que desse alguma pista de para onde o treinador teria ido (que não fosse ele estar enterrador em alguma daquelas tumbas), o trio de Gastlys voltou e passou sem problemas por aquelas grades, me dando esperança que ali fosse apenas o lar dos pokemon fantasmas. Mas antes que eu pudesse terminar aquele pensamento, os três voltaram apavorados, só confirmando que não seria uma ideia muito boa entrar no Limbo.

- É...... nossa pista esfriou. Espero que a gente não tenha encontrado os treinadores desaparecidos. - Comentei, sentindo outro arrepio, me fazendo esfregar os braços enquanto olhava em volta, procurando alguma opção. Algo me dizia que a snorunt não tinha entrado ali e pegado o cachecol em um tumulo, então alguém realmente tinha entrado ali? - Vamos continuar procurando. - Comentei, pronta para voltar para a hapinnes forest para procurar um portal.

Se pidgey não tivesse avistado nada de interessante, nossa melhor opção seria continuar seguindo as grades, para qualquer um dos lados, até chegar num próximo ambiente. Assim que chegássemos poderíamos continuar procurando, sem falar que andar perto daquele lugar talvez nos desse a chance para descobrir mais daquele lugar e com sorte descobrir se era uma saída ou um lugar a ser evitado.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Ayzen em Ter Ago 28 2018, 11:47

Fim de linha. O Limbo estava trancado (felizmente?). O lugar era tenebroso o bastante para que nem os Pokémons ghost ousarem aproximar mais. Sophia achava sensato não forçar a barra e By, ainda meio com pé atrás, concordava plenamente. Pidgey era a melhor escolha da treinadora. Seus olhos do alto simbolizavam uma fuga daquela dimensão que tantos falavam. Realmente, todo e qualquer relato não chegava aos pés daquele ambiente. Com exceção do limbo, todos os lugares e pokemons eram magicamente pacíficas e deixavam a menina repleta de harmonia dentro de si.

O grupo começava a percorrer os muros enormes do limbo, na esperança de achar um portal, uma luz no fim do túnel ou apenas outro ambiente. Acontecia que a neve ficava cada vez mais rasa e Sophia sentia alcançando uma planície mais sólida, mas em seguida voltava a descer. O ambiente frio era substituído na primeira instancia por um ambiente mais agradável e em seguida estava quente. A neve era substituída por areia amarelha-alaranjada e a jovem se via mais uma vez em uma divisão: metade para trás era o terreno de neve com pinheiros. Para frente, um deserto sem árvores, apenas dunas de areia e mais areia. Era mais uma aposta.

Os treinadores nem se comunicavam mais. Happiness Forest era incrível, mas já estava ficando entediante ficar andando e encontrando um novo ambiente (ou era a floresta que mudava de forma?). Logo o terreno arenoso, mas que era mais fácil de andar do que na neve ,começou a tremer e Sophia se via caindo. Um Steelix saia daquela areia, com seu corpo ferroso gigantesco mostrando que aquele espécime poderia facilmente esmaga-la junto com By sem esforço. A areia ainda escorria de entre as juntas de rochas de seu corpo e ele encarava a treinadora. No entanto, Steelix apenas ignorava os dois e voltava a cavar um buraco, soltando areia para tudo quanto era lado. Sophia se lembrava que não era comum os treinadores andarem em tantos biomas assim. Na verdade, os relatos diziam que os treinadores que entravam apenas encontravam um bioma. Realmente, alguma coisa estava estranha ou nos relatos, ou naquela versão de Hapiness Forest. No chão meia soterrada, uma placa de mármore, esculpido Happiness Forest.

avatar
Ayzen
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Moon_fire em Qua Ago 29 2018, 00:03

Com Pidgey nos acompanhando e vendo muio além do que conseguíamos do chão, nós continuamos nosso caminho em busca de algum portal, agora em silêncio, já começando a ficar cansados de toda a loucura que era aquele lugar. Durante todo o caminho o Limbo permanecia vazio e assombroso, enquanto do outro lado dava para ainda vários pokemon de gelo se divertindo e em capaz, ignorando por completo aquele lugar assustador que estava tão perto.

Depois de uma caminhada sem sinal algum do portal ou de algum outro treinador que tivesse passado por ali, nós nos deparamos com outra mudança de ambiente, dessa vez indo de um extremo para o outro. Estávamos em uma área de neve e bem na nossa frente havia um mar de areia, também conhecido como deserto. Ali seria uma bom lugar para ver o portal de longe, já que seria um campo bem aberto, além de vermos pokemon diferentes do que já tínhamos encontrado.

Sem pensar muito começamos a andar em direção ao centro do deserto, esperando finalmente encontrar algum sinal do portal, mas algo acabou nos achando no meio do caminho. Quando já não estávamos mais sentindo nenhum sinal da área de neve, a areia onde estava pisando começou a tremer e logo cedeu, me deixando no fundo de um buraco de areia, onde eu só pude ficar assistindo um gigantesco Steelix surgir de seu caminho subterrâneo. Meu rosto deve ter ficado completamente sem cor enquanto eu via aquele rosto gigantesco me observar sem interesse, antes de continuar com o seu caminho.

- By.... eu acho que não estamos fazendo o certo. Todos que falam desse lugar, os que vieram aqui e voltaram sempre falam de apenas um desses biomas. De terem vindo aqui, conseguido fazer amizade com um pokemon, que se uniu a equipe deles e então apareceu o portal para levá-los embora. E se a gente tentasse o mesmo? Pelo menos ficar em um mesmo bioma por um tempo para ver se o portal não surge. Aqui é bom porque Pidgey vai conseguir ver o portal mesmo se abrir longe. - Comentei ainda sentada no buraco de areia que o steelix tinha deixado, esperando o susto passar um pouco antes de tentar a sorte de me apoiar e voltar a levantar para ouvir o que By acharia do meu raciocínio.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Ayzen em Qua Ago 29 2018, 22:16

Quando a alma de Sophia retornou para o seu corpo, a menina se via diante do enigma da Happiness. Parecia que tinha que esperar algo acontecer. O que tinha de mais lógica entre as histórias era que tinha sempre uma pequena aliança com algum Pokémon local e a Forest “recompensava” abrindo o portal. Pensando daquele jeito até parecia que o local era vivo... Seu plano era exposto a By, que pensativo concordava.

- Verdade... Talvez a amizade entre treinador e Pokémon seja a força necessária que precisa para abrir o portal. – o menino já ia mais fundo na teoria de Sophia. Os dois voltavam a caminhar pelo deserto de forma aleatória. Ambos estavam percorrendo o local, com mais facilidade do que o bioma de neve, porém, depois de tanto andar, já estavam exaustos e os pés doloridos. Pior! O calor instigava a sede e os dois se viam sem água naquele momento. O deserto continuava aberto e sem muito. Afinal, que viveria no deserto?

Foi só a sensação de solidão bater, que a jovem treinadora via uma vila de Sandiles passando pelo deserto. Os Pokémons crocodilos ignoravam por completo os treinadores e continuavam caminhando em linha reta, sem desvios. Pidgey pousava no ombro de Sophia. Era perceptível que a ave estava cansada, porém agitada. Pidgey chamava a atenção da treinadora para a mesma direção de Sandiles, no entanto, a sede impedia uma empolgação mais fidedigna.
avatar
Ayzen
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Moon_fire em Qui Ago 30 2018, 00:22

Surpreendendo mais do que qualquer bioma ou coisa maluca que já tínhamos visto na Happines forest, By concordou com a minha ideia, até completando um pouco que a amizade e captura de um pokemon eram fundamentais para o portal aparecer. Demorando um pouco para acreditar que By realmente tinha concordado sem nem ao menos ameaçar reclamar de alguma coisa, me levantei da areia e seguimos caminho, torcendo para conseguir encontrar alguma coisa naquele deserto, de preferência logo.

Minha esperança de encontrar alguma coisa em pouco tempo acabou evaporando em algum momento daquela caminhada sem fim debaixo daquele sol infernal. Chegou num ponto em que nem reclamávamos de sede, já que isso só piorava tudo, mas depois do que pareceu de muito tempo de caminhada sem fim, nós finalmente avistamos alguma coisa que não era areia. Vários sandiles andando juntos como se fosse só mais um dia tranquilo para eles.

Enquanto observávamos os pokemon e aproveitávamos para descansar um pouco, Pidgey pousou no meu ombro e nesse momento eu me senti mal, já que ele estava tão cansado e sedento quanto nós. Por um momento achei que ele queria descansar, talvez na pokeball que seria bem mais agradável, mas na verdade ele queria mostrar alguma coisa que tinha visto, que ficava na mesma direção que os Sandiles estavam indo.

- Tudo bem Pidgey, vamos ir ver, muito obrigada. Pode ficar no meu ombro até chegarmos lá, você precisa descansar. - Falei, tentando sorrir e parecer agradecida por todo o esforço dele, mas era difícil estando tão cansada. - Vamos seguir eles, Pidgey se os Sandile seguirem um caminho diferente do que você quer mostrar é só avisar que vamos corrigir o caminho - Anunciei, antes de passar a mão na testa para secar um pouco do suor e seguir caminho, antes que perdêssemos os pokemon de vista.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Ayzen em Qui Ago 30 2018, 17:40

A direção indicada por Pidgey era acatada pela menina. Sandiles continuavam indo em linha reta. By parecia tá sendo arrastado no chão, com a coluna dobrada e as mãos quase tocando o chão, o treinador Bug parecia um pouco desapontado com o calor e toda pressão que tinha recebido daquele ambiente. As saudades do clima frio pareciam uma dor a mais daquele sol escaldante.

Os treinadores avançavam pelo deserto. Cada passo parecia realmente uma tortura e aquilo deixava ambos bem agitados. A esperança de que Pidgey tivesse avistado algum sinal de vitória acabavam se esvaindo cada vez que eles se aproximavam do grande final. Os olhos de Sophia contemplavam as miragens que o sol produzia. O deserto queria pregar alguma pegadinha na treinadora, no entanto, ela facilmente assimilava com ilusões do mar de areia. Exceto a próxima visão!!!

Era um lago azul enorme. O brilho da água era visto de longe com muita facilidade e era surpreendentemente lindo. As palmeiras que contornavam aquele recurso hídrico eram balançadas pelo vento. No alto, um Aipom comia uma berry. Um Oricorio vermelho dançava sobre as flores que lhe davam aquela forma, enquanto vários Pokémons bebiam da água daquele oásis, que era uma visão do paraíso.

By foi o primeiro a sair correndo. O terreno ao redor do oásis era de grama, enquanto que a areia castigante era deixada para trás. Quando Sophia viu By pulando na água, ela viu que não era uma ilusão, mas sim real. Um totodile até se assustou com a forma com que By se jogara na água e por fim começou a dançar. Um grupo de Lotad nadava para mais longe do treinador, que se divertia se refrescando na água. Três Yamask riam do treinador desengonçado...
avatar
Ayzen
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Moon_fire em Qui Ago 30 2018, 18:29

Literalmente nos arrastando e rezando para chegar logo onde Pidgey tinha visto alguma coisa, além de torcendo desesperadamente para ser o portal e/ou muita água, nós continuamos nosso caminho atrás dos sandile, tentando não desmaiar naquele calor. A saudade do clima de frio aumentava a cada passo, mas tentando ver algum ponto positivo daquele pote de areia gigantesco, minhas roupas agora estavam completamente secas.... assim como a minha boca.

Mais de uma vez tive certeza de ter visto um portal, uma piscina, uma vendedora de limonada, até mesmo um centro pokemon eu consegui ver enquanto andávamos por aquele deserto, só percebendo que eram uma miragem quando eles sumiam depois que eu os encarava por alguns segundos. Então depois que subimos mais uma das colunas de areia e vimos aquele oásis incrível, eu nem tive vontade de correr, só fiquei assistindo os pokemon ali e By sair correndo. Quando vi o garoto mergulhado na água e nada disso sumiu, eu também sai correndo.

- Sai de baixooooooooooo!!! - Gritei, assim que cheguei perto e também pulei no lago, onde eu ia ficar mergulhada por um tempo e depois ficaria só boiando, bebendo quanta água quisesse. Pidgey foi esperto o bastante pra levantar voo quando eu comecei a correr, então logo ele também pouco na beira do lago, onde ficou bebendo água e também aproveitou para se molhar um pouco.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Ayzen em Qui Ago 30 2018, 22:39

A menina não teve outra reação. Ao ver By mergulhando na água, ela foi junto e acabou levando mais água para cima e espantando mais Pokémons do que o garoto inseto. Vários Woopers e a mamãe Quagsire saiam da água, recriminando com um olhar os dois treinadores, mas quem disse que eles se importavam? Ao som da dança de Totodile e a música produzida pelo guachar de Politoed, os dois desfrutavam o que podiam daquele lugar. Pidgey era mais formal. Descia em voo e pousava perto da água, molhando seu bico e lavando suas penas.

O oásis parecia não apenas matar a sede, mas também todo o cansaço dos treinadores. Ali dentro, até o sol ficava mais fraco, graças as palmeiras. A brisa ali era refrescante. Sophia boiava por vários momentos naquela água, sorrindo de modo bobo para o céu azul e quase sem nuvens... Na verdade, tinha muitas nuvens ali. A menina reparava que depois de um tempo de festa na água, nuvens negras e bem baixas começavam a se formar sobre o grande deserto. Os Pokémons vinham aquilo. A reação era a mesmas dos Pokémons do bioma floresta, que ao verem nevar, começavam a si dispersar. Sandiles e Woopers/Quagsire sumiam no meio da areia. Aipom escondiam-se nas palmeiras. Os que podiam voar, saiam de perto em asas planas. Ao redor, todos sumiam, até o alegre Totodile.

Sophia percebia a agitação. Alguma coisa estava mexendo com a Happiness Forest, e ela tenta reparar. Era como se fosse um ciclo sem fim. A menina ficava agitada. No fim, o sentimento era que algo estava rompendo o equilibro da floresta, ou de todos os biomas. Ela não sabia o que era, mas quando olho para a água ela viu uma imagem refletida, que não era a dela. O que ela viu naquela água límpida, foi várias árvores de musgo, com o ambiente adorável que era o primeiro bioma. No entanto, lá estava nevando, como se um bioma tivesse invadindo outro. Mais do que isso, ela viu algo que parecia um Yanma ferido no chão. Estava claramente envenenado. Sobre ele, sobrevoava um Pokémon nada amigável: Beedrill. A barriga da menina se contorcia mais uma vez ao ver a imagem daqueles ferrões apontando para o indefeso Yanma caído. Mas para defender o amigo, lá estava o mesmo Snivy de antes, que tentava usar suas vinhas para espantar o inseto de Viridian Forest.

Sophia via a bravura de Snivy, no entanto, parecia que Beedrill tinha a vantagem. O próprio lago começava a formar um redemoinho dentro dele. Sophia sentia eu corpo ser arrastado para o centro ele, guiando-a para o redemoinho violento que se formava em poucos minutos. By, que percebeu a movimentação antes da hora, tinha conseguido sair da água. Na borda do lago, estendia sua mão para a treinadora. Pidgey voava de forma agitada, gritando para sua treinadora. Enquanto Sophia encarava o menino que lhe oferecia ajuda, enquanto ela mesma estava segurando uma vitória régia, ela viu a imagem de um novo Beedrill aparecendo. Algo dizia no interior da menina que se ela soltasse a vitória-régia, ela ia para perto do Snivy e do Yanma ferido. Caso contrário, ela poderia optar por segurar a mão do menino e sair daquele lago traiçoeiro. Nada sustentava essas hipóteses, apenas a fé de Sophia... Era estranho, mas considerando que ela estava em uma dimensão mágica que ajudava os Pokémons, talvez fosse normal a própria dimensão chamar Sophia para ajudar um dos seus...
avatar
Ayzen
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Moon_fire em Sex Ago 31 2018, 00:06

Nossa festa na água acabou incomodando um pouco os pokemon que moravam ali, mas naquele momento eu não estava me importando, só queria me refrescar e aproveitar aquele oásis quase mágico. Parecia uma piscina de tão tranquilo que era aquela água, então eu só fiquei olhando para o céu olhando um pouco para o Aipom, o Totodile e depois para as nuvens, que cada vez mais começaram a se acumular em cima de toda a área em que estávamos, me deixando curiosa, já que chuva era a ultima coisa que eu esperaria em um deserto.

As nuvens pareciam incomodar os pokemon também, que logo corriam para se abrigar, me lembrando um pouco do que tinha acontecido na floresta, o que logo me fez sentar para olhar melhor em volta. Não parecia ser só uma chuva comum, algo me dizia que era muito pior do que parecia, como se tivesse algo de muito errado com aquele lugar. Com essa sensação estranha, voltei a olhar para baixo pensando um pouco nisso, mas quase dei um pulo com que que vi refletido na água, que agora eu tinha certeza que era mágica.

Era a floresta onde tínhamos chegado, mas tinha alguma coisa errada acontecendo lá, além da neve que continuava caindo no ambiente errado. Vários pokemon pareciam estar machucados, mas o que chamava a minha atenção era um Yanma, que parecia estar envenenado e ainda assim era atacado ....... por Beedrills. Meu rosto deve ter perdido um pouco a cor quando vi aquelas abelhas atacando os pokemon da floresta, só tendo o Snivy de antes tentando fazer alguma coisa, mesmo estando obviamente em desvantagem.

Enquanto eu assistia a tudo isso, uma correnteza começou a se formar no lago, mas eu só fui perceber quando comecei a ser arrastada também, só tento tempo de me agarrar em uma vitória régia antes de ver o redemoinho que tinha se formado. By percebeu bem mais rápido que eu e já estava fora do lago antes que tudo isso acontecesse e estava esticando a mão para me ajudar a sair também. De imediato pensei em aceitar a ajuda, mas logo exitei, voltando a olhar para o lago.

- As Beedrills nos seguiram! Estão atacando todos os pokemon na floresta perto da neve! Nós temos que voltar e fazer alguma coisa! - Falei olhando para o By, tentando explicar algo que até pra mim era bem confuso e um pouco inserto. - Isso vai nos levar de volta lá. Resolver o problema que os Beedrills estão causando pode ser nosso caminho pra casa, vamos lá! - Falei, já retornando Pidgey para a pokeball, apenas tentando convencer By dessa ideia também antes de seguir a correnteza, torcendo muito para não estar enganada.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Ayzen em Sex Ago 31 2018, 17:36

- O que? Você está louca?

By permanecia perplexo diante da declaração de Sophia. Acreditar que Beedrills estavam ali e que era necessário ir até o redemoinho no lago para voltar para a floresta era a coisa mais absurda que o jovem poderia acreditar. Não tinha embasamento para acreditar naquilo. Sophia sentia-se um pouco encurralada diante das opções que tinha. Seu olhar ainda estava na face de By. Pidgey já estava na Pokébola. A mochila da treinadora perto do lago, ao lado da mochila do treinador inseto. O olhar do menino era nítido: “segure minha mão”. A ação de Sophia era o contrário...

A treinadora largava seu apoio na água, enquanto uma chuva grossa caia. Ela ia direto para o redemoinho que a engolia em cheio. Sophia sentia seu corpo rodar na mesma direção do redemoinho. O ar começou a falhar. Não tinha costume em segurar o fôlego por muito tempo. Era difícil tentar saber o que estava acontecendo, mas a primeira impressão que dava era que ela tinha feito uma péssima escolha e agora estava lutando para alcançar a superfície mais uma vez, sem muito sucesso.

Quando a morena sentiu que a força da água estava menor, ela dava um impulso grande para fora. Sua boca abria-se antes de chegar à superfície e segurava o ar todo que poderia captar. Logo ela se jogava para a borda do córrego da floresta do primeiro bioma. Ela olhava assustada para os lados, enquanto seus pulmões se acostumavam com a nova quantidade de oxigênio. O rio que cortava aquela floresta verde estava calmo. A neve caia, mas não se acumulava no chão. A menina via dois Patrats correndo, tentando fugir do caos que estava acontecendo.

Na frente da garota, a cena de Yanma ferido no chão. Uma asa dobrada, um corte sanguinolento na lateral do corpo. Uma estática roxa cobria algumas partes do corpo do inseto, revelando o envenenamento. Na frente, um Beedrill caia nocauteado no chão, enquanto outro surgia encravando o seu ferrão pontudo na barriga de Snivy, causando um ferimento grave e espalhando o veneno no corpo do pequeno Pokémon de grama, que embora tivesse desvantagem, conseguiu derrotar um Beedrill. Sophia se via apenas com suas Pokébolas no cinto, sem mochila, sem By e ainda se recuperando do fôlego perdido...
avatar
Ayzen
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Moon_fire em Sab Set 01 2018, 01:46

Me agarrando com firmeza na ideia de que precisávamos voltar para derrotar os Beedrills e que a Happiness forest estava nos dando o caminho mais rápido para voltar, apenas olhei com convicção para By antes de me soltar e seguir a correnteza. O arrependimento por ter escolhido essa opção chegou mais rápido que a correnteza e logo estava com a mãos segurando o nariz e a boca, tentando manter o minimo de fôlego que tinha me restado, enquanto torcia com todas as forças para ter feito a escolha certa.

A correnteza estava forte, mas assim que consegui achar a primeira abertura, nem ao menos pensei, só comecei a nadar o mais rápido que podia para a superfície. Foi um total alívio quando consegui alcançar a margem e respirar o mais forte que conseguia, ficando um tempo apenas apoiada no chão de lama, recuperando o fôlego antes de ver se realmente tinha voltado ou se daria de cara com By de novo, apenas dizendo o quão louca e irracional eu tinha sido.

Erguendo a cabeça eu pude ver que estava de volta na floresta onde tínhamos chegado na Happines forest. Ainda estava nevando de maneira estranha, mas o que mais chamava atenção eram os pokemon feridos por causa da batalha contra as Beedrills, deixando um Yanma muito machucado e também uma das abelhas nocauteadas. Snivy ainda estava lutando contra uma e estava visivelmente exausto. Ele não aguentaria aquela batalha por muito mais tempo.

- Phiro é com você. Ataque a Beedrill duas vezes com o seu Ember, afaste ela do Snivy o quanto puder! - Ordenei, lançando a pokeball antes mesmo de terminar de sair da água. Assim que Phiro estivesse na batalha eu me levantaria e pararia ao lado do Yanma. Mesmo sem meus itens, eu achei melhor tentar ajudar, então me ajoelhei ao lado do inseto. - Calma, vai ficar tudo bem. Só aguente mais um pouco. - Falei, tentando acomodá-lo de algum jeito que ficasse um pouco confortável, torcendo muito para que de algum modo By aparecesse logo com  minha mochila.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Ayzen em Dom Set 02 2018, 21:34

O alívio de Sophia em poder está certa parecia não ter recompensa. A menina se via no campo de batalha, onde as árvores cobertas de musgo verde assistiam o final de um Beedrill e a queda de um grande guerreiro. Snivy caia no chão sangrando com o último golpe do Pokémon inseto, mostrando que muito mais que um veneno, o Pokémon tinha um ferimento bem grave. A beedrill remanescente tinha um novo oponente, aquele que poderia ser o diferencial naquele jogo. Phiro surgia como uma luz aos olhos de Snivy, que embora no chão, envenenado e sangrando, vislumbrava Sophia e Phiro como seus salvadores.

Yanma estava em situação pior. O Pokémon inseto estava desacordado, tinha um corpo menos resistente e parecia estar em suas últimas. Sophia não poderia fazer nada. Phiro abria sua boca lançando labaredas quentes que se espalhavam em campo com força. Beedrill não teve chance de evadir, mesmo com uma velocidade invejável. As chamas faziam com que Beedrill se distanciasse, pelo menos por enquanto. Suas garras eram erguidas e elas tinham um leve brilho. Beedrill partia contra o corpo de Charmander, usando suas lanças como força de ataque. Charmander, que já estava esperto, pulava para trás e se esquivava com dificuldade. Beedrill continuava avançando com Twineedle, tentando ferroa-lo. Um, dois, três. Beedrill deferia golpes, enquanto Charmander ia dando pequenos pulos para trás, no entanto, uma ferroada atingia o corpo do pequeno Fire, lançando ao chão. Beedrill tentava ferroá-lo mais uma vez, mas o Pokémon de Sophia fora mais rápido e rolava para o lado, fazendo o Bug encrava sua longa lança no chão.

De pé, Charmander abria sua boca em um segundo Ember, que atingia Beedrill em cheio, mas o fazia libertasse do chão. Enquanto isso, Sophia tinha dois Pokémons gravemente feridos.


É Hora da Batalha!
Campo: Happiness Forest. Grandes árvores cobertas de musgo verde espalhadas pelo local, várias folhas amareladas no chão, alguns troncos velhos e ocos, pequenas pedras, um fino córrego ao fundo. Neve fraca caindo e se dissipando antes de tocar no chão.



Charmander    Phiro
Level 12
Trait: Blaze
Item: --
Hp: 90% Status: Normal 
Vs.

Beedrill  
Level 15
Trait: Swarm
Item: --
Hp: 64% Status: Normal

avatar
Ayzen
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Moon_fire em Dom Set 02 2018, 22:37

Parada entre dois pokemon gravemente feridos, eu não podia fazer muito, já que estava sem minha mochila com os itens de cura, então enquanto Phiro mantinha a Beedrill afastada e concentrada na batalha, eu comecei a olhar em volta, procurando qualquer coisa que pudesse usar. Enquanto isso o ataque de fogo do meu inicial estava ajudando naquela batalha, mesmo sendo um pouco fraco, já era o basante para colocar a Beedrill em uma situação difícil.

Apesar de já ter lutado e agora enfrentando um pokemon que tinha uma certa vantagem, a Beedrill não desistia dos seus ataques, tentando ferroar Phiro com tanta determinação e força que em um certo momento ela conseguiu prender o próprio ferrão na terra. Ela estava determinada a matar todos que encontrasse...

-Phiro, você esta indo muito bem, continue assim. Continue atacando com Ember duas vezes, usando as brasas pra manter ela distante e te dar um pouco mais de tempo para desviar dos ataques dela! - Ordenei, ainda olhando desesperadamente em volta, procurando qualquer berry, pokemon que pudesse ajudar a curar Yanma e Snivy, olhando até mesmo para o rio, torcendo para ver minha mochila na margem ou até mesmo o By.
avatar
Moon_fire
Treinador - Ranger
Treinador - Ranger

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPG OFF] Contos de uma treinadora...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum