Pokémon Mythology RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Perriraz em 15.05.14 3:35

Off:
Gostaria de ficar na Rota, como fica a questão do envenamento no RPG? É igual no jogo, conforme eu ando o dano do veneno é recebido pelo pokémon? Quanto a Gastly, pode por a personalidade que você pensou, quanto ao nome: Aurora. =)

 Klaus pegou a pokébola do chão e feliz pela sua segunda captura, a olhou por alguns minutos, Caim o olhava parecendo entender sua felicidade e Timeu - em um raro momento de carinho - aproxima-se das pernas de seu treinador e encosta seu focinho em sua calça. Os três pareciam felizes com a nova integrante da equipe:
- Bem-vindo ao time Gastly - pega a pokédex para olhar mais informações e surpreso constava seu erro - É uma menina! Então ela é fêmea, a dama do grupo, ouviram rapazes, temos uma garota conosco agora, vamos protegê-la! - a felicidade o fazia bobo - Timeu, obrigado pela batalha mais uma vez, descanse um pouco agora - aponta a pokébola e o roedor vira uma luz vermelha e com duas esferas, uma em cada mão, agradece aos seus parceiros.
 Caim esperava ser transformado em energia também, mas Klaus o segurou nos braços e o levou até perto da árvore onde Gastly queria comer os frutos e após refletir, libera o recém-capturado fantasma.
- Olá de novo! Obrigado por aceitar meu pedido, agora gostaria de uma ajuda sua, teria como pegar mais algumas frutas na árvore? Vou estocar algumas na minha mochila, para comermos depois.
 Gastly levitava em círculos, parecia feliz e atenta ao pedido de Klaus e antes que pudesse fazer o que lhe foi pedido, Klaus a chama:
- Eu tenho que te pedir desculpas, eu não sabia que você era uma menina... Aproveitando isso, eu tenho o costume de dar apelidos aos meus parceiros e pensei em um para você, o que acha de Aurora?
 Após colher as frutas, Klaus ainda queria caminhar pela rota e buscar algum pokémon do tipo noturno, como Houndour. Se conseguiria, eram outros quinhentos...
Perriraz
Perriraz
Treinador - Criador

Treinador - Criador

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Julieh em 15.05.14 6:00



Off: Não sei bem como funciona o veneno aqui, mas não vou considerar o dano enquanto o pokémon estiver na pokeball.
E eu já coloquei a personalidade e o apelido na box, se quiser acrescentar algo pode falar comigo.




Agora com mais uma integrante na equipe, Klaus pensava no que fazer a seguir. Primeiro, olhou as informações sobre Gastly e percebeu o erro que havia cometido, a fantasma que havia acabado de capturar era fêmea, ao contrário do que pensava. Precisava se desculpar pelo erro, mas antes retornou Timeu para sua pokeball, afinal o pequeno roedor ainda estava envenenado e precisava descansar para não ser mais prejudicado pelo veneno.

Com o roedor de volta na pokeball e o Caim no colo, o treinador soltou sua nova amiga e se desculpou pelo erro que cometera. Gastly não parecia se importar, ela tinha noção de como era difícil para os humanos diferenciarem um pokémon macho de uma fêmea. Mas ficou muito feliz em ter um nome, aquilo a fazia se sentir especial e querida.

A Gastly, agora chamada Aurora, flutuou muito feliz para os galhos mais altos da árvore para realizar o pedido de seu novo teinador. Ela precisou subir e descer algumas vezes e com muito cuidado para não envenenar as frutas juntou quatro delas. Não podiam pegar mais pois os pokémon selvagens também comiam aquelas frutas e a maioria das frutas restantes estavam mais no meio da árvore, onde Aurora não alcançava sem envenenar a árvore.

Após guardar as frutas em sua mochila, Klaus voltou para a floresta na tentativa de voltar para a estrada principal da rota. Como a única que conhecia o caminho naquela escuridão era Aurora, seguiam a fantasma, mas após um longo tempo andando pela floresta escura ainda não viam o lugar onde as árvores dariam lugar à estrada. Aurora parecia saber por onde ia, mas será que também não estaria perdida? O que fariam?
Julieh
Julieh
Treinadora

Treinadora

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Perriraz em 15.05.14 6:35

Off:
A personalidade tá ótima não tenho nada a acrescentar.

 Klaus ficou abaixo da árvore observando Aurora pegar as frutas e a cada vez que esta retornava com um fruto enrolado na língua o jovem elogiava a fantasma, no fim ela juntou quatro frutas que foram devidamente guardadas na mochila do aspirante a criador.
-Bom trabalho, Aurora, aprendeu direitinho como pegar as frutas - falava enquanto a Gastly a guiava de volta a estrada principal da rota.
 Em seu colo, Caim estava sonolento parecia se esforçar para ficar acordado, talvez por medo de perder algum acontecimento se deixar-se levar pelo sono. Na penumbra, Klaus não podia ver a lua como na estrada da rota e mesmo nesse ambiente soturno e quase fantasmagórico, ele confiava em Aurora e em seu senso de direção. O jovem estava se surpreendendo consigo mesmo e sua súbita coragem de estar em uma floresta a noite, tentava não pensar muito nisso, queria somente, por ora, voltar a estrada da rota.
 Um tempo depois, suas pernas já começavam a doer, seu andar já era mais lento e uma impressão de estar perdido invadia sua mente, como Aurora era a única que poderia ajudar a tirar essa ideia da mente do jovem, perguntou:
- Não estamos andando a muito tempo Aurora? Por acaso aconteceu de você esquecer como voltamos a estrada principal? Se não lembra, nos leve para algum descampado, ou um lugar onde tenha algum lago, rio, enfim com água... E acampamos por um tempo, pode ser? Eu faço uma fogueira e esperamos o dia nascer...
 Esperava uma posição da Gastly, tentou não ser rude em seu tom de voz, para não deixá-la triste. Coçando a cabeça pensou que acampar poderia ser uma boa ideia.
 
Perriraz
Perriraz
Treinador - Criador

Treinador - Criador

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Julieh em 16.05.14 4:56



Off: Desculpa pelo post fraco, estava meio sem criatividade para escrevê-lo.




Aurora parou ao ouvir a pergunta do treinador. Ela estava envergonhada, como poderia se perder naquela floresta em que sempre viveu? Ela estava tão feliz com os novos amigos que acabou se desviando do caminho certo para a estrada e agora não tinha mais certeza de pra onde deveriam ir. A fantasma flutuava em círculos em volta do treinador enquanto tentava achar o caminho certo, mas sem muito sucesso.

Enquanto pensavam no que fazer Klaus pensou ter ouvido algo. Era um som baixo, poderia ser apenas impressão do treinador, mas se ficassem em silêncio total todos poderiam ouvir. Era uma melodia, uma canção tranquila e harmoniosa. Como a melodia estava muito baixa, não era possível distinguir se quem cantava era uma pessoa ou pokémon e às vezes, quando o vento soprava ou qualquer outro som era ouvido, se tornava impossível ouvir a canção. Deveria o treinador seguir a misteriosa canção, que sequer estava claro de que direção vinha, ou continuar procurando a saída da floresta?
Julieh
Julieh
Treinadora

Treinadora

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Perriraz em 16.05.14 5:13

Off:
De boa Smile


 Entre suas sugestões a Aurora sobre qual caminho ela poderia o levar, Klaus ouviu uma melodia, muito baixa, que em outro lugar passaria despercebida, mas ali, no silêncio da noite, não passou. Aurora levitava em círculos envergonhada por ter se perdido em um local conhecido por ela. O jovem a fez relaxar e pediu silêncio para ela, Caim dormia em seu colo.
-Tá ouvindo, Aurora? Parece uma música, está vindo de algum lugar - com a cabeça tenta localizar o local de onde a melodia vem - Já que estamos aqui, podemos saber quem é o louco que canta no meio da noite e da floresta...
 Aurora pareceu se animar com essa sugestão - ou ficou feliz por seu erro ter sido deixado de lado - e começou a levitar ao lado de Klaus.
- Vamos parar, ouvir a direção do som e o seguir... Talvez até seja um pókemon, não é? Depois pensamos como voltar a estrada da rota, nesse meio tempo você tenta se lembrar do caminho, ok?
 Parado com os olhos fechados para poder prestar atenção aos sons, o jovem tentava localizar em qual direção deveria ir para seguir a melodia. Ao seu lado uma fantasma aguardava e em suas mãos um tubérculo dormia.
Perriraz
Perriraz
Treinador - Criador

Treinador - Criador

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Julieh em 16.05.14 19:51



Decidindo procurar pelo misterioso cantor, Klaus pede silêncio para poder tentar localizar de onde vinha a melodia. Era difícil ter certeza da direção, mas o silêncio da noite ajudava e o aspirante a criador conseguiu ter uma noção da origem da melodia. Levando Caim no colo e sendo seguido por Aurora, Klaus seguiu pela direção de onde acreditava vir a melodia, ou assim esperava.

Após andar por alguns minutos, o treinador pôde ter certeza que seguia o caminho certo uma vez que a canção ficava mais alta e clara. Não era possível distinguir nenhuma palavra na canção, o que aumentava a possibilidade do cantor ser um pokémon. A essa altura até mesmo a fantasma apreciava a doce melodia e flutuava como que dançando ao ritmo da melodia.

Mais alguns metros à frente, a floresta começava a se tornar menos densa e mais iluminada. Saindo um pouco do meio das árvores, havia um lago, não muito grande e nem pequeno. Era um simples lago de tamanho médio, mas que naquela noite de lua cheia era uma bela cena, com o céu estrelado refletido em suas águas e a grande lua em seu centro. Sentado na margem do lago estava um homem. O homem vestia uma simples camisa branca, cujas mangas longas estavam dobradas até a altura dos cotovelos, e uma calça preta igualmente simples. Nos pés, uma botina também preta, mas o que chamava mais atenção naquele misterioso homem era seu longo cabelo que ia até as costas. Os longos fios de seu cabelo possuíam uma coloração loura que parecia refletir a luz da lua e em contraste estavam amarrados por um cordão preto na altura do pescoço.

Apesar do homem ter sido o primeiro a ser notado, não era ele que cantava naquela noite. A origem da melodia que o treinador ouvia era um pequeno pokémon rosado que estava sentado ao lado do homem. O pokémon possuía a forma que lembrava uma estrela e nas pontas onde provavelmente eram suas orelhas a coloração rosada dava lugar a um marrom claro.

O homem e seu pokémon observavam as estrelas enquanto apreciavam a tranquila melodia cantarolada pelo pokémon. Nenhum dos dois pareceu notar a aproximação de Klaus.
Julieh
Julieh
Treinadora

Treinadora

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Perriraz em 17.05.14 2:59

 Klaus caminhou tentando localizar a música e seu respectivo cantor, ao caminhar pela floresta, a melodia ficava mais alta, deixando Aurora alegre com a bela melodia e Klaus surpreso com a felicidade da fantasma, queria acordar Caim, mas o Oddish dormia tão bem, apesar da movimentação do jovem, que ele ficou com pena de tirá-lo de seu sono.
 No fim, encontrou um lago - água, finalmente - e na água, pelo seu reflexo, a lua se fazia linda tanto no céu, quanto em seu reflexo aquático. Aurora dançava - ou parecia fazer isso - flutuando ao lado de Klaus. 
 - E o que uma pessoa faz aqui... Essa hora da noite e ouvindo um pokémon cantar, aliás que pokémon é esse? - pega a pokedex e aponta para o cantor.
 Ali parado com e pokedex em uma mão e Caim sendo segurado pelo outro braço, Klaus pensa se é válido ir até lá e falar com o rapaz loiro. Afinal, nunca se sabe com quem está lidando.
 O jovem precavido, permanece ali um tempo parado, sua fantasma, porém, não parecia tão desconfiada assim e vai levitando em direção a música, fazendo piruetas no ar como uma bailarina sem pernas. Estarrecido e pego pela surpresa Klaus acaba gritando:
- Aurora, volta aqui! - ela não volta...
 Caim acaba acordando e seus olhos fitam o lago e se aproveitando do estado de seu treinador, pula de seu braço e corre em direção a água. Klaus com a mão no rosto, reclama por não ter deixado os dois em suas pokébolas.
- Depois desse grito ele deve ter me ouvido, o jeito é ir até lá.
 Sem saber o que esperar, Klaus caminha logo atrás de Caim, Aurora está mais a frente, nas mãos do treinador as respectivas pokébolas de seus parceiros, só por precaução...
Perriraz
Perriraz
Treinador - Criador

Treinador - Criador

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Julieh em 17.05.14 4:53



Como seria de se esperar, Klaus estranhou a presença de uma pessoa ali no meio da floresta à noite, claro que ele mesmo também vagava pela floresta naquela noite, mas precaução nunca é demais. Primeiro ele usava sua pokedex para identificar o pokémon que cantava à beira do lago.

Cleffa
Py


Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 173
Muitas vezes, é visto quando o céu está repleto de estrelas cadentes. Por causa de sua silhueta ser no formato de estrela, pessoas acreditam que Cleffas vieram à Terra em meteoros.

Enquanto o jovem verificava as informações da pokedex, Aurora sem nem desconfiar do homem se aproximou da dupla sentada próximo ao lago. Aquilo surpreendeu o treinador que sem pensar acabou gritando para sua mais nova pokémon voltar, mas a única coisa que conseguiu com seu grito foi acordar Caim que ao ver o lago também corre em direção da água.

Sabendo que após aquilo não seria mais possível se manter escondido, Klaus se aproximou logo depois de seus pokémon ainda precavido para qualquer problema. De fato toda aquela confusão chamou a atenção do homem e de sua Cleffa, a qual havia parado de cantar e se escondido atrás do homem. Quando ele se virou para ver o que acontecia o treinador conseguiu ter uma melhor visão de seu rosto, era um rapaz bonito até e não devia ter mais do que vinte e poucos anos. O homem parecia surpreso com a chegada súbita de Klaus e seus pokémon, mas sorria de forma gentil.

- Veja o que esta bonita noite nos trouxe, Stela. Oh... – Então o homem percebeu que sua pequena amiga ainda se escondia – Não precisa se esconder, Stela...

Mesmo que o homem falasse gentilmente com a Cleffa, a pokémon se mantinha escondida. O homem deixou escapar um suspiro e pegou sua pequena amiga no colo.

- Sinto muito pelo comportamento dela. Ela é um pouco tímida. O nome dela é Stela e o meu é Tsubasa... – o homem deu uma pausa, notando a forma como Klaus se mantinha tenso e desconfiado. – Aconteceu algo? Não precisa ficar tão tenso, apenas sente-se e aproveite esta bela noite também... Ou será que prefere uma batalha pokémon?

O homem denominado Tsubasa parecia ser um pouco lento para notar certos detalhes, mas não demorou para descobrir que Klaus era um treinador. Poderia ser que aquilo foi apenas sorte? De uma forma ou de outra ele ainda esperava a resposta do treinador.
Julieh
Julieh
Treinadora

Treinadora

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Perriraz em 17.05.14 22:28

 
Off:
Post curto, sem muita criatividade hoje =/, dei uma editada nele Wink
 Klaus conseguiu somente ver as informações da pokedex com calma após chegar perto do jovem, Aurora acabou assustando o pequeno pokémon rosado e Caim parecia alheio a toda situação, queria somente se banhar nas águas do lago, ao seu aproximar o jovem conseguiu ver melhor o homem dos cabelos loiros seu rosto realmente era bonito, seu sorriso parecia gentil e agora sabia seu nome: Tsubasa. 
- Desculpe por minha Gastly e meu Oddish, eles se chamam Aurora e Caim, ela veio atrás da música da sua Cleffa, Stela é isso? E ele queria beber água - Aurora parecia chateada pela música ter acabado e Caim entra na beira do lago, bebia água e se molhava junto com a felicidade de uma criança - Sinceramente, uma batalha até seria interessante, mas meus pokémons não estão cem por cento, então por hora eu prefiro sentar aqui e descansar um pouco, se você permitir - seu corpo relaxa um pouco, ele guarda as pokébolas no cinto e se senta, tira a mochila das cosat e a deixa ao seu lado, mas com a mão perto no bolso perto do cinto, com Aurora a seu lado e Caim perto de suas vistas - A música de Stela é tão bonita, ela é um pokémon bebê? Mais uma vez peço desculpas por ter te assustado Stela - fala tentando olhar para o pokémon rosado.
 Olhando para o lago e o maravilhoso espetáculo que ele fazia com o reflexo da lua, Klaus interrogou Tsubasa:
- Tsubasa, o que você está fazendo por aqui essa hora? - se tocando que ele também andava pela noite, resolve explicar o motivo de estar andando a noite - Eu estou andando pela rota porque queria sentir a noite e chegar logo em Viridian, e você?
 Klaus se inclina para trás deixando suas pernas a frente cruzadas e atrás de seu tronco seus braços, seu rosto para o alto como se sentindo a brisa.
 
 


Última edição por Perriraz em 18.05.14 20:21, editado 1 vez(es) (Razão : Melhorar o post.)
Perriraz
Perriraz
Treinador - Criador

Treinador - Criador

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Julieh em 19.05.14 23:13



Off: Desculpe pela demora. Tive alguns problemas para resolver ontem e não consegui entrar no fórum.




Tsubasa acariciava a pequena Cleffa em seu colo enquanto ouvia o que o treinador dizia. Ele fez um sinal convidando Klaus a se sentar e relaxar e começou a falar.

- Não se preocupe, a Stela sempre age assim com gente nova. - E então completou com um sorriso - Mas ela agradece o elogio.

Ainda no colo de Tsubasa a pequena Cleffa virou levemente a cabeça para olhar Klaus e sorriu confirmando o que o homem disse. Tsubasa também voltou a apreciar a bela vista que tinham do lago enquanto pensava em como poderia explicar resumidamente o motivo de estar ali. Deixando de lado a parte de resumir a história, o homem começou sua história do começo.

- Hum... Quando eu cheguei aqui ainda era dia. Estava indo encontrar uma amiga em Pallet. Na verdade eu nasci lá, mas saí em uma viagem a alguns anos. Você veio de lá, não? A maioria dos treinadores que passam por aqui vêm de lá, começando suas jornadas. É um lugar calmo e agradável, mas eu queria conhecer outros lugares e viver novas experiências, sabe?

Enquanto falava, Tsubasa olhava para o céu estrelado, relembrando de todas as emoções de sua viagem e de sua cidade natal. Após alguns segundos em silêncio, percebeu que sua história ainda não explicava o motivo de estar ali no meio da floresta à noite, então voltou falar.

- Quando eu estava quase chegando na cidade, um pokémon da floresta pegou uma coisa muito importante minha então eu o segui para dentro da floresta. Enquanto procurava pelo pokémon,  acabei me perdendo e a noite chegou. Mas também encontrei este lago com esta vista maravilhosa do céu. Então paramos um pouco para relaxar e passar a noite aqui, poderia ser perigoso andar na floresta à noite. E em noites bonitas assim a Stela gosta de cantar para o céu por isso que ela estava cantando quando você chegou. Eu também gosto muito de ouvir a canção dela, é muito relaxante, não acha?
Julieh
Julieh
Treinadora

Treinadora

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Perriraz em 20.05.14 2:56

 
Off:
Tranquilo, acontece.
 Klaus ouvia Tsubasa falar e só conseguia pensar:
- Ou esse cara é muito tranquilo, ou está drogado, ou tem algum problema...
 Explicou a ele que na verdade não era de Pallet e sim nasceu em Celadon e mudou-se para Cinnabar posteriormente e que foi para Pallet somente para começar sua jornada e que acabou ficando com Caim como seu primeiro pokémon, apesar de achar Charmander um inicial interessante.
- Um pokémon da floresta roubou algo importante seu? O que? Você parece bem calmo para alguém que perdeu algo importante, não acha Tsubasa? Realmente a floresta a noite pode ser perigosa, eu por sorte tive Aurora como guia - Klaus aponta para cima enquanto Aurora levitava sob sua cabeça - A canção de sua cleffa é bem bonita mesmo - Aurora concordava veementemente - ela evolui em Clefairy né? E com esse cenário parece que fica melhor ainda.
 Caim estava sentado na beira do lago, sentindo a água em seu corpo. Klaus achava a situação meio esquisita e Tsubasa também, poderia estar enganado, mas ele parecia ser alguém inofensivo, mas ainda precisava de mais certeza disso.
- E como foi sua jornada Tsubasa, quais pokémons interessantes você viu ou capturou?
Perriraz
Perriraz
Treinador - Criador

Treinador - Criador

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Julieh em 22.05.14 6:42



Off: Desculpa por demorar mais uma vez. Esta semana está um pouco difícil mara mim.




Tsubasa ouvia a história de Klaus com interesse enquanto acariciava Stela. A Cleffa já parecia mais à vontade e havia voltado a cantar.

- A sua história com seu Oddish é muito bonita. E não precisa se preocupar com o meu item importante. É uma corrente com um pingente que minha amiga me deu quando saí de Pallet. Não é exatamente algo que se espera que um homem use, mas é uma lembrança muito importante para mim. E eu tenho certeza que o pokémon teve seus motivos para pegá-lo e não deve danificá-lo. Cada pokémon tem um motivo para agir da forma que age e não costumam ter más intenções. Além do mais eu já o havia perdido de vista a muito tempo quando encontrei este lago por isso pensei que seria melhor esperar a manhã para poder procurá-lo. Esta floresta não é tão grande assim e de dia a visibilidade é bem melhor.

Tsubasa falava calmamente, não demonstrando muita preocupação pelo item perdido, ele confiava completamente que não estaria errado em relação ao pokémon não danificar o pingente. Após aquela explicação o silêncio votou a reinar entre os dois enquanto admiravam o lago, apenas tendo como música de fundo a canção de Stela. O silêncio foi novamente quebrado pela pergunta de Klaus sobre as viagens de Tsubasa. O homem pensou um pouco sobre o que deveria falar ou como começar.

- Como eu disse, saí de Pallet para conhecer este maravilhoso mundo em que vivemos, mas ao contrario de muitos nunca sonhei em ser um treinador pokémon. Aprecio as batalhas e até gosto de batalhar, mas o que eu quero mesmo é ver com meus próprios olhos e viver a experiência de conhecer lugares novos. Conheci várias pessoas e pokémon com várias personalidades diferentes, mas não capturei muitos. Na verdade só tenho o meu parceiro que saiu de Pallet comigo e a Stela.

Tsubasa voltou a olhar o céu, imerso em suas memórias. Enquanto os dois conversavam à beira do lago, o tempo passava lentamente. A canção de Stela foi interrompida por um pequeno bocejo indesejado. Já estava tarde e a bebê demonstrava alguns sinais de sono, mas ela também queria continuar acordada com Tsubasa e os novos indivíduos que haviam chegado. A noite estava bonita e calma, mas quem sabe não seria hora de dormir para poder acordar bem disposto para o dia seguinte? Ou poderiam continuar conversando por mais algum tempo.
Julieh
Julieh
Treinadora

Treinadora

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Perriraz em 23.05.14 3:03

Off:
Sem poblemas, se tiver muito ruim conciliar narração e suas questões, podemos terminar a rota ai vc fica com mais tempo e sem a obrigação de me narrar, o que acha?
 Klaus ainda não conseguia entender o desprendimento de Tsubasa, afinal o pingente era uma lembrança de um bom momento de sua vida, representava a sua saída de Pallet e o percurso que se seguiu. Mesmo sem entender o jovem permaneceu conversando com o rapaz loiro, gostou de ouvir suas histórias e pediu enquanto abria sua mochila:
- Posso ver seu inicial? - na sua mão a vara de pescar recebida no início de sua jornada, ela não parecia muito forte ou muito tecnológica, mas era o que o jovem tinha - Eu nunca pesquei, vou ver se aprendo nesse lago e consigo algum pokémon aquático, os acho bem interessantes também, tá, eu acho todos os tipos interessantes!
 Aurora girava lentamente ouvindo a música de Stela e Caim parecia ter virado um pokémon aquático de tanto tempo que está na água, Klaus ficou pensando que Timeu não estava aproveitando aquilo enquanto tentava lançar a linha de sua vara de pescar.
 -Ela está com sono, Tsubasa se quiser pode dormir com ela, eu estou sem sono e parece que esses dois pokémons também... - Aurora confirma com seus corpo e Caim confirma com sua animação na água - Eu monto guarda se for necessário.
 O jovem tentava se entender com a vara de pescar a a atirar na água, não tinha sono até o momento e tentaria aproveitar o lago e ver se tem algum pokémon por ali.
 
Perriraz
Perriraz
Treinador - Criador

Treinador - Criador

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Julieh em 24.05.14 1:24



Klaus ainda não conseguia entender como Tsubasa poderia estar tão calmo mesmo que tivesse perdido algo tão importante, mas decidiu ignorar esse fato e continuar com a conversa, levantando vários temas sobre os quais falar.

- Acho que não seria uma boa ideia mostrar o meu primeiro pokémon agora. O Ray é um pokémon forte, mas tem muito medo do escuro. Mesmo que a lua esteja fornecendo uma boa iluminação ele não se sente muito bem à noite.

Enquanto falava, Tsubasa acariciava Stela e mesmo querendo ficar acordada, a bebê logo caiu no sono. O homem sorriu ao ver sua pequena amiga dormindo calmamente e voltou sua atenção ao treinador tentando arrumar a rústica vara de pescar.

- Essa vara não é uma das melhores. Aconselho que você verifique se a linha está bem presa ou você pode acabar perdendo o anzol, a isca e o pokémon. E como está meio escuro, você precisará prestar muito mais atenção para poder pegar o pokémon na hora certa. Eu não sou muito bom, mas já tentei pescar algumas vezes.

Tsubasa passava algumas dicas sobre pescaria enquanto via Klaus se resolver com a vara e finalmente conseguir lançar o anzol na água. Stela dormia profundamente, mas Tsubasa não parecia ter muito sono, ele observava como sairia a pescaria do treinador. Com o anzol na água todos esperavam um pokémon aparecer, mas o lago continuava tão tranquilo como quando chegaram. Aparentemente seria preciso muita paciência para conseguir um pokémon ali.




Off: Não se preocupe, eu gosto de narrar então não é algo que eu faço por obrigação. A não ser que você prefira encerrar a rota podemos continuar. Só que pode ter alguns dias que eu não vou conseguir narrar então você precisaria de um pouco de paciência ^-^;
Julieh
Julieh
Treinadora

Treinadora

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Perriraz em 24.05.14 2:53

Off:
Então continuemos na rota Very Happy

 O aspirante a criador ouviu as recomendações de Tsubasa enquanto tentava arrumar sua vara de pescar, no fim conseguiu atirar a vara na água, fazendo um rombo no reflexo da lua quando a isca bateu no lago. O barulho do choque da água com a isca, assustou Caim e este veio para perto de Aurora e Klaus, a fantasma repetia o nome de sua espécie para o tubérculo e o jovem concluiu que ela explicava o porque do repentino barulho. Caim, ainda molhado senta-se ao lado de seu treinador e Aurora olha para Stela dormindo, parecia triste pelo fim da música.
- Ela precisa dormir Aurora - fala Klaus com os olhos na água e na linha da vara de pescar - é um pokémon bebê, precisa de mais cuidados, quando ela acordar, podemos pedir para ela cantar mais.
 Aurora fica cabisbaixa e coloca-se ao lado de Klaus, e ali parados e quietos o jovem aguarda algum sinal de isca mordida por sua vara de pescar, com as mãos segurando a haste de madeira e as pernas dobradas formando um ângulo que o ajudasse a puxar a linha. 
- O jeito é esperar... Tsubasa, já que não está com sono e não vai mostrar seu inicial porque ele tem medo do escuro, pode me dizer qual a espécie dele?
Perriraz
Perriraz
Treinador - Criador

Treinador - Criador

Alertas :
Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cap. 3: Rota 01, o retorno. - Página 3 Empty Re: Cap. 3: Rota 01, o retorno.

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum