The tempest brought us home!

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Artie em Sab Abr 09 2016, 16:41

off:
Calma, menino! Quando a gente consegue seguir com um dos seus planos, você surge com outros 3! Deixa a rota correr que aos poucos vou te dando a liberdade pra escolher as coisas.
E apesar de você poder controlar Emily narrativamente, você não tem controle da equipe dela. Você não pode fazer ela se livrar de nenhum pokémon e nem pegar algo dela para você. Mesma coisa vale para qualquer NPC seu. O máximo que você pode fazer é evitar usar algum dela quando você estiver com controle da equipe dela na hora de uma batalha, como foi o caso na última batalha.

E a pokédex do RPG é igual a do anime. É um aparelho completo onde você confere as informações num geral. Alguns narradores também a usam como o meio para ensinar o TM para os pokémons.


Um turbilhão de sentimentos tomava conta de Gus e Emily após aquela demonstração carnal de sentimentos. Os dois de fato tinham uma grande afinidade desde novos e o episódio das chuvas em Kanto, misturado com uma enchurrada de hormônios apenas potencializou tudo aquilo. Ryan e Lissa seguiram sua caminhada alguns metros a frente, enquanto o novo casal seguia em silêncio de mãos dadas.

Não demorou para que chegassem ao restaurante dos pais de Fonseca e foi aí que a garota tomou a iniciativa de falarem a respeito daquele momento. Ela delicadamente soltou sua mão da de seu parceiro e apoiou as duas nos ombros do rapaz, olhando-o nos olhos. Sua expressão era enigmática, não era possível saber se era de felicidade, tristeza, raiva ou seja lá o que for.


- Eu sinceramente fui pega de surpresa por aquele beijo... - A jovem começou a falar, levemente tímida. - Para falar a verdade, era algo que eu não sabia que queria até você tomar a iniciativa, Gus. Lissa havia conversado comigo a seu respeito e me fez ver que você é a pessoa que eu mais confio nesse mundo. Não era sobre a gente que eu queria conversar no momento do beijo, mas sobre mim.

O rosto da garota ficou corado e então ela apoiou sua cabeça no peito do rapaz, escondendo-o do campo de visão do rapaz por algum tempo. Estava claramente envergonhada. Mas não demorou muito para que ela falasse num tom de voz baixo, mas o suficiente para que o rapaz conseguisse conversar.

- Desculpa... Fui meio egoísta e eu estraguei nosso momento, né? Podemos conversar sobre meus problemas depois. Acho que você deveria falar com seus pais agora.

A jovem então voltou a andar de mãos dadas com o rapaz, deixando que ele guiasse o caminho.

_________________
The tempest brought us home! - Página 4 ZefdeCE
The tempest brought us home! - Página 4 8u2LqQB


Hall da Fama:
The tempest brought us home! - Página 4 OHHVZarThe tempest brought us home! - Página 4 GwgKTzNThe tempest brought us home! - Página 4 MNDnG6pThe tempest brought us home! - Página 4 HLlz7A0The tempest brought us home! - Página 4 IIs2sihThe tempest brought us home! - Página 4 8gzktHjThe tempest brought us home! - Página 4 XsP5RwP


The tempest brought us home! - Página 4 WkE8NFc
The tempest brought us home! - Página 4 ORIry71
The tempest brought us home! - Página 4 VIjy66Q
The tempest brought us home! - Página 4 XOulu7k


The tempest brought us home! - Página 4 WQTIOUX
The tempest brought us home! - Página 4 OinUoEd
The tempest brought us home! - Página 4 FGENpG0
The tempest brought us home! - Página 4 PZ16T9O
The tempest brought us home! - Página 4 XfMpn4h
Artie
Artie
Arquiteto

Arquiteto

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Lollipop em Sab Abr 09 2016, 17:27


Havia saído daquele Contest, confiante de que eu havia encontrado algo que poderia me tornar mais conhecida mundialmente e muito mais rica. Sim, os Contests abririam esta porta para mim, e era esse caminho que iria tomar junto de meus Pokémon para poder realizar minhas ambições.

Eu havia feito um bom trabalho, modéstia a parte. Meus Pokémon foram excepcionalmente muito poderosos, mas eu não havia sido a vencedora, apenas ganhara um prêmio de consolação que me ajudaria em futuros Contests. Seja como for, agora eu estava nas ruas de Slateport City, sede do último Contest em que eu me apresentei, e agora iria procurar algo para fazer. Excepcionalmente, eu e meus Pokémon estávamos com fome, tenho certeza que sim.

Procurar um restaurante para comer um pouco antes de continuar meu árduo treinamento não faria mal algum. O meu único problema era dinheiro, eu estava sem um tostão falso. Bom, vejamos o que poderíamos encontrar, quem sabe eu não poderia enganar alguém para pagar minha refeição?

Com isso, sairia a procura de algum lugar para poder me alimentar, e descansar um pouco, é claro.
Lollipop
Lollipop
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Fons em Sab Abr 09 2016, 18:07


Apesar de não saber o que estava sentindo por Emily, eu estava gostando daquilo. Eu gostei do beijo e gostei do fato de estar andando de mãos dadas com ela. Estava gostando de tudo aquilo e ao meu ver Emily também.

Fui a dar um passo para entrar no restaurante que minha mãe sozinha mantinha, mas senti meu pokenav vibrar em meu bolso. A primeira coisa que fiz foi pegar e ler as informações que apareciam. No pequeno visor pude ver os resultados do contest, com nome de todos os participantes. Nada sobre o ganhador ainda, os pontos estavam sendo calculados, porém pude ver algumas informações resumidas sobre os resultados e nomes dos participantes, tal como um resumo de suas apresentações visuais. Foi algo incrível, não resisti e mostrei a Emily que também ficou feliz e entusiasmada com informações sobre o contest.

- Gus Olhe! – Emily descia na página e bem no final havia um local onde mostrava onde seria o próximo contest e o link para enviar a inscrição.

Sem pensar duas vezes, puxei o meu celular da mão dela, o que foi um pouco rude, mas ela entendeu o motivo, apesar de não ter gostado muito. Comecei a preencher a inscrição e ao envia-la, recebi a confirmação de que estava inscrito e informações mais detalhadas, que eu leria depois.

Com um sorriso no rosto, olhei para Emily que retribuiu o sorriso, peguei em sua mão e juntos entramos no restaurante. A primeira coisa que faria ao entrar era procurar por Ryan, ele talvez já havia encontrado minha mãe já que ele a conhecia, mas se ele não estivesse com ela, eu iria ao balcão principal do recinto, se minha mãe não fosse a pessoa que estivesse lá, eu perguntaria:

- Por favor. Estou procurando por Helena – tentaria olhar por sobre o ombro da mulher procurando por minha mãe no fundo.

Assim que ela aparecesse soltaria a mão de Emily e correria em direção a mulher que havia me criado e feito tudo por mim, dando nela um longo e forte abraço.
off:
A parte da inscrição, vai ser oficializada no post do contest. Desculpe se banquei o God. E vc tem razão Artie, eu já mudei milhões de vezes as coisas, me desculpe. Vou tentar não mudar mais. Apôs ensinar o Flash para a Goth, ela vai sair da rota e poderemos focar na Plot novamente (até que a AME apareça, mas com ela será mais rápido)

Fons
Fons
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Artie em Dom Abr 10 2016, 02:00

Off:
Seja bem-vinda à rota, Goth! ^^

E Fons, como te expliquei no chat, algo insignificante como uma inscrição no contest não seria algo Godmod, fique tranquilo. lol


Gus Fonseca


Finalmente Fonseca havia chegado ao restaurante acompanhado de Emily. Os dois estavam de mãos dadas e logo se depararam com Lissa e Ryan sentados numa mesa próxima. Lissa ao ver aquilo ficou com seus olhos brilhando, já Ryan parecia surpreso, mas indifierente ao mesmo tempo.

Emily deu um beijo no rosto do rapaz e sentou-se junto de seus amigos, deixando que o jovem fosse procurar por sua mãe sem ser incomodado. Mas isso não demorou. Ele logo sentiu um forte abraço e percebeu que sua mãe o viu assim que entrou no estabelecimento.


- Filho, que bom que você está bem! Desde que eu li os noticiários vendo o que aconteceu com Kanto, não paro e pensar a seu respeito! Você está bem? Se alimentando direitinho?

A mãe do rapaz o encheu de perguntas, dando pouco espaço para que respondesse. Claramente estava feliz e com muitas saudades dele e parecia não se importar com o tempo que ele havia passado longe agora que estava seguro em sua frente.

A mulher logo o guiou até a mesa de seus amigos, fez com que ele se sentasse e foi até a cozinha pegar algo. Logo trouxe cinco copos de um suave doce de Razz Berry e sentou-se com Fons e seus amigos.


- Posso me sentar com vocês? Gostaria de saber como todos estão. Principalmente você, Emily... Não queria ser rude, mas seus pais estão preocupados.

Ao falar aquilo, Emily ficou um pouco nervosa e corada. Era claro desde o começo que estava com medo de se encontrar com seus pais.




Cordelia Effroi


Ao sair do Contest, Cordelia sentia-se satisfeita com eu desempenho na competição. Não foi a vencedora, mas com sua apresentação começou a deixar sua marca no mundo do estrelato e, com isso, estava um passo mais próxima de conquistar sua legião de fãs.

Mas haviam emergências que precisavam ser resolvadas imediatamente: fome. Mas com o orçamento curto, precisava dar um jeito de descolar uma refeição 0800 ou que alguém pagasse para ela.

Talvez por um golpe do destino, a jovem ouviu alguém falando que havia um restaurante novo na área, comandado por uma dona de casa dedidcada que que cobrava um preço agradável pela comida. Seria uma boa ideia bisbilhotar um pouco mais o papo alheio para descobrir onde ficava o lugar?

_________________
The tempest brought us home! - Página 4 ZefdeCE
The tempest brought us home! - Página 4 8u2LqQB


Hall da Fama:
The tempest brought us home! - Página 4 OHHVZarThe tempest brought us home! - Página 4 GwgKTzNThe tempest brought us home! - Página 4 MNDnG6pThe tempest brought us home! - Página 4 HLlz7A0The tempest brought us home! - Página 4 IIs2sihThe tempest brought us home! - Página 4 8gzktHjThe tempest brought us home! - Página 4 XsP5RwP


The tempest brought us home! - Página 4 WkE8NFc
The tempest brought us home! - Página 4 ORIry71
The tempest brought us home! - Página 4 VIjy66Q
The tempest brought us home! - Página 4 XOulu7k


The tempest brought us home! - Página 4 WQTIOUX
The tempest brought us home! - Página 4 OinUoEd
The tempest brought us home! - Página 4 FGENpG0
The tempest brought us home! - Página 4 PZ16T9O
The tempest brought us home! - Página 4 XfMpn4h
Artie
Artie
Arquiteto

Arquiteto

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Fons em Dom Abr 10 2016, 12:28


Senti o abraço de minha mãe e retribui de forma muito forte e amorosa que quase me fez chorar, mas eu não o fiz, pois mostraria fraqueza na frente de Ryan. Apesar de eu não ter duvidado de o Ryan ter chorado ao encontrar a própria mãe, porém apenas segurei meu choro. Mal tive tempo de falar um oi, pois ela já começara a me bombardear de perguntas, me deixando quase sem tempo para responde-las.

- Mãe... Mãe – Dizia tentando acalma-la, para que pudesse responder as perguntas – Mãe. Eu estou bem. Minha aventura tem sido muito boa até agora. E sim... Claro que estou me alimentando.

Logo em seguida ela guiou-me para a mesa e depois foi buscar uma sobremesa doce de Razz berry. Estava muito contente de poder comer comida de minha mãe, pois afinal de contas comida de mãe não tem nada melhor, certo? Mas também como toda mãe ela sabe o que era se preocupar, por esse motivo, acabou por tocar no assunto que Emily mais queria evitar, falar de seus pais. Podia perceber que ela estava corando e ficava nervosa. Queria estar próximo dela para poder segurar as mãos dela, mas não o fiz. Por mais que eu quisesse dar suporte a ela, já havia estragado tudo uma vez, então não iria me meter nos assuntos dela.

Emily começou a falar, mas Ryan a interrompeu tomando a dianteira dentre nós três, para falar sobre seus feitos.

- Bom eu estou ótimo. Participei de uma competição antes dos acontecidos em kanto. Uma copa Hoenn. Consegui treinar bem meus pokemons por lá. Depois tive que vir para cá. Você já me viu por aqui, lembro de ter vindo com meus pais, no primeiro dia, mas não tivemos tempo de conversar – Ele parou e olhou para mim – Acabamos de realizar uma batalha. Eu e Lissa, essa outra garota que nos acompanha. Contra Gus e Emily. Como sempre seu filho continua sendo um fracote, sem a Emily ele estava perdido.

Fiquei meio irritado, corado e envergonhado. Por mais que ele quisesse me provocar ele estava certo. Apenas olhei para baixo alguns instantes, provei uma colherada da minha deliciosa sobremesa e então voltei-me para minha mãe. Estenderia minhas mãos para que pudesse pegar as dela. Estava prestes a falar, porém Emily me interrompeu.

- Eu... Bem. Encontrei alguns companheiros no caminho. Lili foi minha inicial. Ter deixado Raio, meu Pikachu para trás não foi fácil e ao mesmo tempo tudo que armei para fugir de meus pais... Bem... Da ultima vez que falei com meu pai, ele desligou na minha cara. E minha mãe... bem ela entendeu o porque eu fiz o que fiz, mas não tinha gostado de tal feito. Poderia ter arrumado muitos problemas.

Eu não sabia de nada sobre isso, mas era a primeira vez durante todo nosso tempo juntos que Emily falará sobre o assunto, o que me deixava feliz. Saber que minha mãe a deixava mais tranquila me deixava feliz, pelo menos era como eu me sentia ao vê-la falar sobre isso só agora. Soltei um sorriso que poderia ser meio inconveniente, mas esperava que Emily não ficasse irritada com isso.

- Emy... que bom que você falou sobre isso. Como já disse, não importa o que tenha feito estarei ao seu lado – Estenderia a outra mão que para pegar na mão dela. Sorriria para ela, mas dessa vez de forma mais tranquilizadora. Depois era minha vez de falar – Bom... eu já tenho uma fita, tenho vários pokemons com quem divido amizade, tristezas lutas e tudo mais. Passei por desafios perigosos como um lugar estranho chamado Limbo e uma floresta mágica. Desafiei o ginásio, mas perdi todas as vezes... – Com essa fala lembraria do comentário de Ryan e tentaria mudar de assunto – Sua vez Lissa, não sabemos muito de você. Nos conte! O que tem feito desde que saiu em jornada?

Esperaria a garota falar sobre seus feitos. Se ela tentasse não responder a minha pergunta, eu continuaria insistindo para que o fizesse, junto de Emily que queria a qualquer custo não falar sobre si mesma e seus problemas. Quando obtivesse minha resposta viraria para minha mãe e lhe lançaria algumas perguntas, caso ela não viesse com mais perguntas para mim.

- Mãe...onde está o meu companheiro de infância? Ele tem lhe ajudado com o restaurante? A quanto tempo está com ele aberto? Preciso lhe pedir um grande favor. Mas não sei se você poderá fazê-lo para mim.

off:
Goth, desculpe ter postado antes de você, pois eu tenho que estudar para algo hoje e não sei se conseguirei postar hoje mais tarde. Para não atrasar em nada, resolvi postar. Apôs o próximo post do Artie, vc pode postar primeiro de novo e seguiremos assim. Ou se vc quiser ou concordar, podemos ir fazendo intercalado, mas deixo a seu critério. Como preferires.
Artie, eu comandei uma conversa entre os meus npcs por que vc disse que podia, porém ao mesmo tempo fiquei na duvida se estaria a fazer algum GodMod, sendo que assumi o controle total deles. Se sim, não o repetirei.


Fons
Fons
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Lollipop em Dom Abr 10 2016, 14:04


A fome estava me consumindo cada vez mais. Já sonhava com um belíssimo prato com temperos harmoniosos e com uma aparência linda e impecável. Mas, eu ainda estava sem dinheiro para fazer qualquer coisa. A menos que eu vendesse meu precioso anel de prata em meu dedo ou talvez meus Mary Janes caríssimo, ou até mesmo meu corpo pelas ruas de Slateport, eu precisava encontrar uma opção mais viável.

Ouvi de um turista na rua que havia um novo restaurante na cidade de uma dona de casa que parecia ser muito dedicada e cobrava preços viáveis. Bom, não deveria ser um comida 5 estrelas produzida por um chefe gourmet de alguma maneira, mas acho que eu deveria pelo menos tentar. As pessoas mais simples sempre foram as melhores de se manipular para que você pudesse tomar algo dela, isso era verdade.

Bom, o que eu estava esperando parada aqui? Iria rapidamente procurar pelo restaurante, pedindo informações para quem fosse necessário.
Lollipop
Lollipop
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Artie em Dom Abr 10 2016, 18:54

off:
Fons, a ordem de postagem numa rota em dupla só deve ser levada em consideração em um único momento: na hora de um PvP. Fora do pvp, você e ela podem postar na ordem que bem entenderem.
Inclusive, quando se encontrarem e iniciarem um diálogo, vocês podem continuar a conversa sem depender de postagens minhas, deixando para que eu poste apenas quando a minha narração for necessária.

Sobre sua narração dos NPCs, de godmode isso não teve nada. A única coisa que você fez de errado foi transformar um suco em uma sobremesa. Hahahahaha


Gus Fonseca


A conversa na mesa parecia descontraída, apesar do desabafo de Emily. Helena estava encantada com os dizeres de cada um dos jovens e fazia questão de dizer palavras de apoio para todos eles. A experiência de vida da mulher falava por si. Ela já havia passado por situações parecidas e parecia saber o que dizer para cada um. Mas o conselho mais tocante, de fato, foi para seu filho:

- Gus, não apenas numa jornada pokémon, mas em qualquer aspecto da vida, você vai acabar passando por dificuldades. Perder um desafio de ginásio ou uma batalha pokémon é normal. Você está amadurecendo e não será do dia para a noite que você se tornará invencível. O destino reserva algo grande para você, mas para que tudo dê certo, aceite e conviva com todas as oportunidades e acontecimentos a sua frente.

No meio da conversa, Helena também falou sobre Eevee, que estava tranquilo em sua casa. A curiosidade do povo em relação a Lissa também se aflorou muito. Fonseca logo perguntou para ela como havia sido sua jornada desde que partira de Sinnoh, algo natural já que ele, Emily e Ryan haviam compartilhado suas experiências naquela conversa. Naquele ponto do diálogo, Helena se levantava e ia até a cozinha, retornando com uma generosa porção de fritas.

- Eu comecei minha jornada em Sinnoh faz pouquíssimo tempo. Meu inicial como vocês viram foi o Piplup e lá eu acabei capturando algumas espécies da minha região. Mas acontece que eu não estava em jornada sozinha. Eu namorava o meu companheiro e ele disse que era difícil conviver comigo, então terminamos. Decidi vir para Hoenn experimentar algo novo e, quem sabe, viver uma nova história de amor!

Lissa parecia melancólica ao contar sua história. Sentia-se sem jeito ao ver que havia quebrado o clima descontraído, mas havia lhe feito bem desabafar. Qual seria a reação do trio diante daquela declaração?




Cordelia Effroi


A jovem já havia encontrado o local perfeito para suprir suas necessidades. Logo, abordou a dupla que estava conversando sobre o local. Uma jovem de cabelos loiros e olhos azuis logo explicou para a jovem. O local era mais próximo do que Cordelia imaginiva:

- Então... Esse restaurante fica bem próximo do Contest Hall. Seguindo a rua principal de Slateport em direção a praia, passando pelo Contest Hall, o restaurante fica na segunda esquina à esquerda. O local é simples, mas é muito aconchegante, você não vai se arrepender!

A caminhada parecia tranquila e a jovem logo encontrou o tal restaurante que tanto falavam. Mas algo parecia chamar a atenção da jovem. Dois homens de aparência suspeita observavam a entrada do estabelecimento e cochichavam entre si. Em suas cinturas, pares de pokébolas de coloração negra. A intuição da jovem só lhe dizia: algo de ruim aconteceria se ela não intervisse.

_________________
The tempest brought us home! - Página 4 ZefdeCE
The tempest brought us home! - Página 4 8u2LqQB


Hall da Fama:
The tempest brought us home! - Página 4 OHHVZarThe tempest brought us home! - Página 4 GwgKTzNThe tempest brought us home! - Página 4 MNDnG6pThe tempest brought us home! - Página 4 HLlz7A0The tempest brought us home! - Página 4 IIs2sihThe tempest brought us home! - Página 4 8gzktHjThe tempest brought us home! - Página 4 XsP5RwP


The tempest brought us home! - Página 4 WkE8NFc
The tempest brought us home! - Página 4 ORIry71
The tempest brought us home! - Página 4 VIjy66Q
The tempest brought us home! - Página 4 XOulu7k


The tempest brought us home! - Página 4 WQTIOUX
The tempest brought us home! - Página 4 OinUoEd
The tempest brought us home! - Página 4 FGENpG0
The tempest brought us home! - Página 4 PZ16T9O
The tempest brought us home! - Página 4 XfMpn4h
Artie
Artie
Arquiteto

Arquiteto

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Fons em Dom Abr 10 2016, 20:10


Ouvir o que minha mãe tinha a dizer me deixou bem feliz. Eram coisas que já tinha pensado, mas de fato ouvir a pessoa que nos ama dizer esse tipo de coisa mostra o quanto ela acreditava em mim. Ryan revirou o rosto, meio irritado, pois ele sabia que Helena estava certa e ao mesmo tempo e não gostava muito de lidar com coisas carinhosas. Por mais que ele se importasse com as pessoas ele gostava de manter-se sério e fingir que ele não se importava. Emily por sua vez ficou feliz, por mim, mas ouvir uma mãe falando ao filho, fazia-a lembrar que seus pais não eram bem assim.

Mas então o foco todo voltou-se para Lissa que contava a própria história desde que saiu de sua região, uma tal de Sinnoh, que já havia ouvido falar a muito tempo atrás, ficando interessado sobre a região, mas no momento ela estava falando sobre sua história pessoal que infelizmente não tinha um final feliz. Emily foi a primeira a posicionar-se para responder sobre aquilo.

- Que triste. Você é uma pessoa muito legal, nada difícil de se conviver. Acredite. – Ela dizia isso sorrindo, tentando deixar Lissa mais feliz.

- Relacionamentos são complicados. Acho sempre melhor ficar sozinho – Disse Ryan, sem olhar para nenhum deles. Ele olhava para a parede ou para a continuação do restaurante.

- Falou o cara que mal consegue manter uma relação com um legume – retrucou Emily arrancando-me um sorriso e fazendo Ryan corar, mas ele estava era irritado.

Eu não disse nada, pois não sabia o que responder. Então beberia um pouco mais do meu suco e pegaria um pouco da batata frita que minha mãe havia trazido e a colocaria na boca. Obviamente estava prestes a iniciar um relacionamento com Emy, mas não sabia como lidar com isso e aprenderia a partir de hoje. Felizmente hoje estava ficando mais confiante, começando a ver batalhas e performances de forma mais profissional e não apenas como diversão. O que claramente exigiria que eu usasse mais de meu conhecimento e inteligência do que antes, caso contrário, nunca ficaria forte o bastante para superar Ryan ou Emily. Afastando-me esses pensamentos, voltei-me para minha mãe. Cedo ou tarde teria que perguntar-lhe o favor que eu queria que ela fizesse para mim.

- Mãe... Devido ao acontecido em Kanto e johto, acho que será complicado pedir que enviassem meus outros pokemons de lá para cá. Sendo assim. Você poderia tomar conta deles para mim? Eles poderiam sempre lhe ajudar no restaurante. Mas se isso não for possível, bem vou dar meu jeito.
off:
Desculpa ai. Agora voltou a ser suco de novo shauhaushsaus. Não prestei atenção nesse detalhe. Enfim. Entendi que não é God mod, sendo assim continuarei a fazer dessa forma, mas sem mudar sobremesas. Parece que teremos um pouco de ação, serão rockets? Seria minha primeira rota a encontrar um. Veremos o que você está preparando para nós senhor Artie!


Fons
Fons
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Lollipop em Dom Abr 10 2016, 21:26


Havia perguntado para uma dupla de jovens, e a garota que me explicou tinha o cabelo loiro e olhos azuis muito bonitos. Ela havia explicado que o restaurante ficava perto do Contest Hall. Eu havia me afastado de lá para procurá-lo, e veja só, era apenas dobrar a segunda esquina à esquerda. Acho que a fome já estava me causando delírios. Mal podia esperar para tomar um Royal Milk Tea, comer um Croissant de chocolate delicioso e enfim ficar satisfeita para poder prosseguir com meu treinamento. Ou talvez o restaurante fosse tão simples que eu seria obrigada a comer arroz e feijão num prato de pedreiro e teria que me conformar.

Seja como for, agora eu prosseguia para o local. Chegava lá com minhas vestimentas luxuosas e que talvez poderiam espantar alguém. Havia uma boa quantia de pessoas, o local era agradável, acho que não era hoje que eu iria bater um prato de pedreiro.

Mesmo assim, além das pessoas comuns, havia dois homens de aparência suspeita observando a entrada do local. Eles tinham Poké Balls na cor negra e cochichavam entre si. O que diabos? Provavelmente algo ruim. Sim, em todas as situações que eu vivi, sempre que havia alguém de aparência misteriosa e muito suspeito era sinal de que iria dar merda. Bom, eu também havia aprendido para não fazer o que não fosse necessário.

Apenas me sentaria, esperaria ser atendida e pediria um Royal Milk Tea. Esperava que eles tivessem isso neste estabelecimento e o fizessem da forma correta, ou iríamos ter problemas.

Não iria tirar os olhos dos dois que estavam ali, é claro. Já estava preparada para o que desse e viesse. Ou talvez fosse só minha imaginação e nada iria acontecer. Espere, a quem estou enganando? É óbvio que algo iria acontecer. Bom, restava observar e deixar a teia de acontecimentos se tecer por conta própria.
Lollipop
Lollipop
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Artie em Seg Abr 11 2016, 13:30

O desabafo de Lissa pegou todos de surpresa. Era de fato uma história romântica com um detalhe triste, mas isso não queria dizer que era o final daquela história. As palavras de apoio de Emily fizeram toda a diferença e a jovem loira agora exibia um sorriso radiante.

Não demorou muito para que três novos clientes chegassem ao restaurante. Uma delas era Cordelia, trajando roupas incrivelmente estilosas, da mais alta costura. Era algo chamativo e que transparecia a personalidade da jovem, o que por um lado poderia ser bom, mas também poderia ser arriscado. Os outros dois clientes eram a dupla de homens suspeitos, que não paravam de observar o estabelecimento e, com a entrada de Cordelia, todos os movimentos da jovem.

Helena então se retirou da mesa onde estavam Gus e seus amigos. Tinha serviço a fazer e não seria sentada conversando que iria resolver a situação. Enquanto um dos funcionários do restaurante entregava o cardápio do restaurante para Cordelia, Helena tomou a iniciativa de atender os rapazes que haviam se sentado numa mesa um pouco distante.


- Aquela garota ali usa roupas caras. Acho que ela deve ter algum pokémon ou item raro.

- Sim. E está sozinha e vulnerável. Simplesmente perfeito.

Os dois homens dialogavam num tom de voz baixo e, por estarem distraídos, não perceberam que Helena estava ali, com os cardápios em mão. Entregou os mesmos para os homens de forma educada e com um largo sorriso no rosto. Havia escutado o que eles haviam falado, mas não queria levantar suspeitas.

- Sejam bem-vindos! Aqui está o nosso cardápio. Nossos aperitivos estão com preços ótimos, para comemorar o Contest que está acontecendo hoje. Aproveitem!

Os rapazes agradeceram e começaram a ler o cardápio, fazendo seus pedidos, sem tirar os olhos de Cordelia. Helena registrou os mesmos e rapidamente se retirou. Logo retornou com uma bandeja com um copo de suco de Blukk Berry, entregando-o para a jovem coordenadora que havia acabado de participar do Contest. Aquilo não tinha nada a ver com o pedido da jovem, mas Helena logo falou num tom de voz baixo para ela, sem olhar diretamente para os rapazes suspeitos.

- Considere esse suco cortesia da casa! Aqueles dois rapazes da mesa de trás estão de olho em você e isso não está me agradando nem um pouco. Vou ligar para a polícia para resolver isso logo. Enquanto isso, se importaria de se sentar na mesma mesa que meu filho e os amigos dele? Acredito que sozinha você ficará mais vulnerável.

Helena então indicou para Cordelia a mesa onde Fons, Ryan, Emily e Lissa estavam sentados. O quarteto desfrutava de uma generosa porção de batatas fritas. Poderia não ser o Royal Milk Tea que a jovem tanto desejava, mas ao menos era comida.

_________________
The tempest brought us home! - Página 4 ZefdeCE
The tempest brought us home! - Página 4 8u2LqQB


Hall da Fama:
The tempest brought us home! - Página 4 OHHVZarThe tempest brought us home! - Página 4 GwgKTzNThe tempest brought us home! - Página 4 MNDnG6pThe tempest brought us home! - Página 4 HLlz7A0The tempest brought us home! - Página 4 IIs2sihThe tempest brought us home! - Página 4 8gzktHjThe tempest brought us home! - Página 4 XsP5RwP


The tempest brought us home! - Página 4 WkE8NFc
The tempest brought us home! - Página 4 ORIry71
The tempest brought us home! - Página 4 VIjy66Q
The tempest brought us home! - Página 4 XOulu7k


The tempest brought us home! - Página 4 WQTIOUX
The tempest brought us home! - Página 4 OinUoEd
The tempest brought us home! - Página 4 FGENpG0
The tempest brought us home! - Página 4 PZ16T9O
The tempest brought us home! - Página 4 XfMpn4h
Artie
Artie
Arquiteto

Arquiteto

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Lollipop em Seg Abr 11 2016, 13:52


Logo que eu entrei, todos observavam minhas lindas roupas e meus sentimentos que eu passava para todos com aquelas vestimentas. Seria possível que todos haviam me visto no Contest? Bom, isso seria ótimo também. Logo, me sentei em uma mesa vazia, e percebi também que os caras estranhos que estavam me seguindo haviam entrado e não paravam de me observar. Eles estavam cochichando enquanto a garçonete estava ali, observando-os. O que tanto falavam?

Logo, pedi meu Royal Milk Tea, mas antes que pudesse dizer obrigada, a mulher veio logo com um suco de Bluk Berry, em sua tonalidade roxa e muito forte. Aquilo DEFINITIVAMENTE não era o meu pedido. E sempre que fazem um Royal Milk Tea mal feito eu fico um pouco alterada, e agora trazem um pedido totalmente diferente?

- Considere esse suco cortesia da casa! Aqueles dois rapazes da mesa de trás estão de olho em você e isso não está me agradando nem um pouco. Vou ligar para a polícia para resolver isso logo. Enquanto isso, se importaria de se sentar na mesma mesa que meu filho e os amigos dele? Acredito que sozinha você ficará mais vulnerável.

Antes que eu pudesse iniciar um diálogo um pouco rude com a garçonete, ela disse aquilo. Os dois esquisitões de Slateport estavam me observando ao longe, planejando algo contra mim. Mas que idiotas esses. Nem mesmo aguardar para terem certeza de que estavam sozinhos?

Me levantei e peguei o suco de Bluk Berry, dando pequenos goles no mesmo de modo que minha boca não se sujasse, e então dei um sorriso para a mulher.

- Oh! Muito obrigada pela cortesia! Sabia que alguém iria me reconhecer sobre eu estar no Contest - Eu diria, em um tom de animação e felicidade - Claro que eu posso me sentar com seu filho e seus amigos! Vou aproveitar que meus Pokémon estão no Centro para poder descansar.

Com isso, começaria a caminhar, e logo que passasse perto do ouvido da mulher, diria algumas palavras sussurrantes sobre esta minha pequena atuação.

- Ouça, chamar a polícia vai fazer as coisas darem muito errado, provavelmente vai espantar todos os seus clientes. Siga este pequeno roteiro que eu preparei, sim? Se algo vier a acontecer, eu estou com meus Pokémon. Apenas relaxe, está bem?

Com isso, caminharia até a mesa do filho da mulher e de seus amigos, daria um sorriso e logo em seguida me sentaria junto com eles, tomando pequenos goles do suco de Bluk Berry. Ele estava delicioso. Acho que poderia vir a ser minha segunda bebida favorita.

- Olá, sou Cordelia Effroi, e a mãe de um de vocês me pediu para sentar aqui. Aqueles dois esquisitões estão planejando alguma coisa contra mim. Não sei do que se trata, mas vamos apenas fingir que nada está acontecendo, sim? Tenho tudo sobre controle.

Após estas palavras, eu iria rir um pouco, como se tivesse rido de uma piada deles. Talvez essa abordagem tivesse sido um pouco surpreendente demais, mas seja como for, eu não iria deixar dois retardados interromperem minhas refeições.
Estaria preparada para tudo, minha Pumpkaboo estava pronta para a batalha a qualquer momento, e ela era muito resistente. Bom, veríamos o trançar do destino.
Lollipop
Lollipop
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Fons em Seg Abr 11 2016, 15:42


Três sujeitos entraram no recinto, antes que eu pudesse terminar de pedir o favor a minha mãe. Uma era uma garota, muito bem trajada, cheia de jóias e roupas caras, coisa com a qual eu não me importava muito, mas tive a sensação de ter visto uma foto dela em algum lugar, apenas não consegui entender exatamente de onde a reconhecia. Logo atrás dela, vinham dois homens muito suspeitos que me fez assumir uma feição um pouco séria. Eles olhavam a garota de forma duvidosa o que me fez ficar preocupado, afinal uma confusão no restaurante de minha mãe agora principalmente no inicio seria ruim para a reputação do local.

Minha mãe havia percebido a intenção dos homens e estava preocupada com a garota. Rapidamente pôs se a agir e foi atender primeiro os homens e depois a garota, apontando para a nossa mesa, provavelmente como um sinal para que ela ficasse em nossa companhia. Quando minha mãe se distanciou a garota levantou, pegou o próprio suco  e dirigiu-se para nossa mesa, vindo se apresentar. Subitamente consegui lembrar de onde havia visto informações dela como seu nome e foto.

- Cordelia? Você é por acaso participou do Contest de Slateport? - diria após fingir uma risada para fazer parecer normal.

Emily não a olhava de forma muito agradável, ciumes talvez ou inveja. Não se sabia ao certo. Ryan por outro lado olhava para ela curioso. Mas apesar de tudo Emily foi falar algo antes dele.

- Todos percebemos que aqueles sujeitos não são agradáveis. Sente-se conosco
- Dizia a última frase não muito feliz.

- Então, já que é para agir naturalmente me diga, o que fazes aqui? Como foi o concurso? Diga-me o quão forte você é, garota das jóias?
- Ryan dizia meio desafiando-a, mas ele na verdade estava tentando flertar, coisa que ele não sabia fazer.

Eu fiquei mais em silêncio preocupado com o restaurante de minha mãe. Minhas mãos mantinham-se em meu sinto onde minhas pokebolas estavam. Infelizmente Hoothoot estava fraco e cansado devido a última luta, então minha mão estaria próxima a pokebola de Squirtle, não queria ter que agir, mas agiria se fosse necessário.

OFF:
Desculpe pelo post mal feito. Estou na escola e não queria atrasar, mas não tinha muito como focar em escrever. Sorry.
Goth, acho que vc deveria postar antes do artie continuar, para continuar a conversa. Sendo assim vc postaria e logo em seguida o artie posta com a continuação

Fons
Fons
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Lollipop em Seg Abr 11 2016, 19:51


Haviam me perguntado se eu havia participado do Contest de Slateport, o que acabara de terminar, e em algum tempo iria ter mais um em Verdanturf Town, não muito longe daqui, onde eu poderia mostrar minhas habilidades novamentr, ou pelos menos era o que eu esperava.

- Sim, participei do Contest, eu fiz um ótimo trabalho, mas estava muito concorrido, e por isso acabei em quinto lugar. Não faz mal, ainda há um próximo em Verdanturf - Seriam minhas palavras, entre os goles do suco de Bluk Berry - Vocês por acaso teriam algum TM ou alguma fantasia para me ajudarem para o próximo? Eu ficaria super agradecida!

Usaria de toda minhas persuasão para que eu pudesse extrair algo que pudesse e ajudar futuramente. Caso a resposta fosse afirmativa, logo iria ficar alegre.

- Que ótimo! - Seriam minhas palavras, e logo iria sussurrar - Mas vamos para fora para ensinar esse certo TM para minha Pumpkaboo, caso ocorra desses caras nos atacarem, não faríamos bagunça aqui, não é mesmo? Me acompanhem.

Com isso, me levantaria e esperaria me acompanharem para sair do lado de fora do restaurante, enquanto eu ainda bebericava o suco de Bluk Berry. Chegando ao lado de fora, lançaria minha saudável Pumpkaboo para fora da Poké Ball, apresentando-a para o dono do TM.

- Ensine, por favor, sim? Vou ficar de olho na porta - E daria tempo para o dono do TM ensinar-lo para Pumpkaboo enquanto eu observasse a porta, preparada para qualquer coisa.



Off: post ta porco pq postei pelo cel. Ah, Artie, o Fons vai me ensinar o TM Flash no proximo post. Poderia deixar ele postar a continuação do diálogo antes de postar? Obrigada.
Lollipop
Lollipop
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Fons em Ter Abr 12 2016, 02:20



A resposta da garota me deixou entusiasmado. Saber que a concorrencia estava grande, me deixava feliz pois era um desafio a mais e eu adoro desafios. Fazia um bom tempo que não participava de um o que era um pouco Triste e me deixava com desejo de participar uma vez mais. Logo em seguida ela pediu por minha ajuda caso eu tivesse um TM, fiquei pensativo por um tempo.

- TM são aqueles CDs que ajudam a ensinar alguns golpes a pokemons certo- Emily e Ryan balançaram a cabeça afirmativamente. Ryan fez uma cara de desgosto para mim e depois voltou a ficar bravo, pois havia sido ignorado pela garota - Tenho 3 aqui. Mas apenas dois são úteis e sim, posso ensina-lo a ti.

Logo a garota ficou mais feliz ainda e pediu para que nos a acompanhássemos para fora, visando evitar bagunça no restaurante de minha mãe, o que com certeza era algo que eu era totalmente contra. Então sem pensar duas vezes levantei-me e acompanhei Cordelia. Ryan e Emily me seguiam e Lissa provavelmente o faria também. Assim que chegamos fora do estabelecimento a garota lançou sua pokebola para o alto e logo em seguida, pude ver um pokemon que parecia uma abobora. Era um pokemon de outro lugar. Então pequei minha pokedex para checar as informações do tal pokemon.

De acordo com a enciclopédia pokemon, o tal chamava-se pumpkaboo nome que a garota havia usado anteriormente. Tipo fantasma e Grama o que era uma combinação muito boa de tipos. Aproveitei para dar uma analisada mais afundo, descobrindo que dos TMs que eu tinha, apenas um seria de grande interesse para ela.

- O TM que tenho é Flash. Ele permite que o pokemon Emita luz, cegando os oponentes. É bem útil, já usei ele uma vez em meu último contest.

Tiraria minha mochila das costas e vasculharia a mesma, visando encontrar o tal TM, mas tomando cuidado para com o ovo pokemon dentro da mesma. Peguei os 3 CDs e em seguida selecionei o que pertencia ao flash. Depois os colocaria de volta no fundo da mala e por acaso acabei esbarrando em estranhos embrulhos. Tirei um e parecia ser um doce. Já havia ouvido falar dele ajudava os pokemons a ficarem fortes. Um tal de rare candy. Guardei o mesmo na bolsa por agora, mas tinha planos de usar alguns daqueles doces que não me lembrava muito bem de quando os coloquei lá, mas não reclamaria.

Com o CD em mãos, usaria de minha pokedex para realizar a leitura do mesmo. Com todos os dados agora, apontaria para o pokemon da garota. Com um feixe de luz saindo da pokedex, semelhante ao das pokebolas , envolveu o pokemon abobora. Não demorou muito que sumisse.

- Pronto está feito. Ela já deve saber o golpe. Se não o souber muito bem ainda, só precisará de um pouco de prática.

Agora so faltava esperar. Será que aqueles homens realmente nos seguiriam? Será que eles realmente eram malvados como aparentavam? Não estava ansioso pela resposta, mas estava alerta para qualquer coisa. Fecharia minha mochila e a colocaria nas minhas costas novamente, para poder ter certeza de que o ovo ficaria seguro e próximo a mim. Se fossem bandidos, não arriscaria deixar uma coisa tão preciosa para mim, a facil acesso para eles.
OFF:
Desculpe se houver erros. Fiz pelo celular. Enfim... ensinado o TM creio eu. E usarei depois dessa luta os rare candies que o povo tem medo de usar. Mas no hoothoot, sendo assim precisaremos ir no Centr pokemon depois.
Artie: se eu for para fortree ensinar meu char a voar com seu pokemon, se minha NPC não souber fazer o mesmo, significa que ela não poderá me acompanhar? Ou npcs poderiam pegar "de graça" transportes?

Fons
Fons
Treinador

Treinador

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Artie em Ter Abr 12 2016, 15:04

off:
Goth, faltou você me dizer qual move você vai tirar para ensinar Flash pro Pumpkaboo.

Fons, só o seu personagem pode voar. NPC tem que pagar pelo transporte se ele não souber voar. No caso, ela teria que ter algum pokémon que voe para poder ir na escola de voo também.


A situação continuava tensa ali. O quinteto permanecia fingindo que estava tudo bem enquanto conversavam e trocavam olhares com os rapazes suspeitos. Até que a conversa entre Cordelia e Fonseca chegou a um ponto diferente e interessante: TMs. O rapaz aceitou ajudar a garota de bom grado a ensinar uma técnica nova para Pumpkaboo.

Logo todos seguiram até a rua para que o ensinamento pudesse ser feito. Seria muito melhor arranjar confusão com aqueles Rockets na rua do que dentro do restaurante, foi o que eles pensaram. O ensinamento do TM ocorreu com tranquilidade e todos pareciam surpresos em ver aquele curioso Pumpkaboo. Era uma espécie da região de Kalos, relativamente incomum naquela área.

Mas não demorou muito para que os jovens se dessem conta do erro que haviam cometido: ao saírem do estabelecimento, acabaram deixando os dois homens ali dentro livres para fazerem o que bem entendessem. Lissa foi a primeira a notar que havia algo de errado ali e logo cutucou Emily, que também ficou espantada com o que vira.


- Essa fumaça aí parece muito com o Smokescreen que seu Charmander usou na batalha. - Foram as únicas palavras que Lissa conseguira dizer, tomada pelo nervosismo.

- Aqueles malditos estão usando os pokémons deles dentro do restaurante da Helena! Temos que salvá-la!

Percebendo que a mãe de Fonseca estava correndo perigo, qual seria a reação dos treinadores? Entrariam para ajudar? Chamariam a polícia? Os bombeiros? O Superman?

_________________
The tempest brought us home! - Página 4 ZefdeCE
The tempest brought us home! - Página 4 8u2LqQB


Hall da Fama:
The tempest brought us home! - Página 4 OHHVZarThe tempest brought us home! - Página 4 GwgKTzNThe tempest brought us home! - Página 4 MNDnG6pThe tempest brought us home! - Página 4 HLlz7A0The tempest brought us home! - Página 4 IIs2sihThe tempest brought us home! - Página 4 8gzktHjThe tempest brought us home! - Página 4 XsP5RwP


The tempest brought us home! - Página 4 WkE8NFc
The tempest brought us home! - Página 4 ORIry71
The tempest brought us home! - Página 4 VIjy66Q
The tempest brought us home! - Página 4 XOulu7k


The tempest brought us home! - Página 4 WQTIOUX
The tempest brought us home! - Página 4 OinUoEd
The tempest brought us home! - Página 4 FGENpG0
The tempest brought us home! - Página 4 PZ16T9O
The tempest brought us home! - Página 4 XfMpn4h
Artie
Artie
Arquiteto

Arquiteto

Alertas :
The tempest brought us home! - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10The tempest brought us home! - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

The tempest brought us home! - Página 4 Empty Re: The tempest brought us home!

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum