Pokémon Mythology RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

#001 - Furrball, minha parceira pokémon

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Rosinante em Sex Nov 23 2018, 21:35

#001 - FURRBALL, MINHA PARCEIRA POKÉMON
~
O mistério que pairava o ambiente era total, ambos os garotos estavam seguindo pistas deixadas para trás, restava saber se aquilo se tratava de uma armadilha ou até mesmo algum dos Pokémon do jovem estava deixando rastros para seu treinador ir recuperá-lo. Era importante prestar muita atenção aos detalhes e também aos locais que passavam, aqueles enigmas e também charadas feitas com eles faziam com que a cada passo dado suas esperanças alimentassem, e por conseguinte, a conquista de seus objetivos até então. Daniel estava agora preparado para a batalha, Igglybuff havia acordado no susto e rapidamente atendeu aos pedidos de seu treinador e iniciou sua corrida ao ataque. O Pokémon balão rosa estava flutuando sobre a aranha, que agora já estava sobre o tronco de uma árvore perto deles. Ela disparava jatos de seda que passavam perto da rosada até atingi-la e fazer com que alguns pedaços de teia grudassem em suas patinhas, aquilo a faria ter dificuldades para andar, mas não afetaria o poderoso Pound que havia executado. A pequena aranha sentia o golpe e recuava levemente, mas já se preparava para o próximo ataque. Quais seriam os próximos movimentos de Igglybuff seguindo as ordens de Daniel?

Progresso:

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff Igglybuff - 20/24
~
Ganhos:
Perdas:
Notas:



Pokémon:
Normal
Hold Item:
---
Insomnia:
Normal

lv 3 Spinarak


13/15
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Spinarak
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff
lv 5 Furrball


24/24
Cute Charm:
Normal
Hold Item:
---
Pokémon:
-2 Speed;

Campo: Área arborizada com um chão gramado e várias árvores em volta. Alguns galhos e folhas estão caídos no chão além de finas teias de aranha estarem emaranhadas em alguns galhos nas árvores.


Última edição por Sakazuki em Sex Nov 23 2018, 23:25, editado 2 vez(es)
Rosinante
Rosinante
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Itg13 em Sex Nov 23 2018, 22:24

    Por mais que Furrball estivesse dormindo profundamente, tomou um grande susto pelo grito de Daniel e acordou, não demorou para perceber a situação que estava acontecendo e antes que pudesse usar seu ''Pound'', a pokémon já havia saído do corpo de Daniel e ido para um árvore próxima e ficou por lá. Furrball acertou o ataque, mas o Spinarak selvagem não iria deixar barato e rapidamente atacaria se nada fosse feito. - Furrball, essa vai ser nossa primeira batalha, mas nós não vamos perder! - E o pokémon, confiante em sua vitória assim com seu treinador, começou a pular sobre todo o espaço que havia no local. - Furball, vamos lá! Use Charm para diminuir a força de ataque de nosso adversário e dê mais um Pound certeiro nele! - O pokémon entendeu corretamente o que devia fazer, mas não dependia só dele. Daniel continuava confiante de que seu pokémon teria sucesso na sua primeira batalha, mas só o destino dará a última palavra.
Itg13
Itg13
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Rosinante em Sex Nov 23 2018, 23:20

#001 - FURRBALL, MINHA PARCEIRA POKÉMON
~
A batalha estava apenas começando e certamente o treinador sentia o ânimo de poder pela primeira vez tez uma verdadeira batalha Pokémon. Nela o jovem poderia colocar tudo o que aprendeu enquanto criança assim como por em prática vários outros ensinamentos durante seus estudos e também, talvez, experiencias de amigos que viraram treinadores. Era algo magistral, ver todo o seu empenho e dedicação em algo fantástico como as batalhas Pokémon.
O Pokémon balão rosado já iniciava seus próximos movimentos, assim também como o Spinarak selvagem. Ambos iam em direção um do outro, e um lado havia o Igglybuff correndo com toda sua energia, ainda que com algumas teias em suas patinhas, e do outro estava a pequena aranha esverdeada saltando de teia em teia indo contra seu oponente. Ambos com estratégias prévias preparados para aplica-las.
A pequena aranha selvagem parecia tomar outra tática agora, rapidamente apontou o pequeno ferrão contra sua adversária e de lá acertou-a em cheio, era o golpe conhecido dos Pokémon venenosos Poison Sting. Este movimento trazia consigo uma chance, ainda que mínima, de envenenar seu adversário. Obviamente as chances poderiam acabar por ir contra Daniel, mas felizmente foi o que não aconteceu. Igglybuff recebeu o dano, ainda que sofrendo um bocado, mas permaneceu de pé.
Agora, executando o movimento ordenado por seu treinador, a balão rosa utilizou de sua fofura para diminuir a ofensividade de seu adversário, deixando a pequena aranha um pouco tímida e também sem jeito de continuar atacando aquele Igglybuff tão fofinho. Ela parecia não querer atacar seu oponente com força total.
Logo, talvez como forma de contornar o efeito do Charm, a aranha esverdeada executou novamente o Poison Sting, talvez apostando na chance do envenenamento. Porém as chances estavam contra ela e a Pokémon de Daniel saiu apenas com os danos corporais.
Mais uma vez, a mando de Daniel, Furrball executou outro Pound, este já com mais direção e foco, causando o mesmo dano já antes efetuado.
O jovem estava atento a batalha, ele observava cada movimento pelo Igglybuff feito e também cada ordem por Daniel proferida, ele estava boquiaberto no modo em que o treinador batalhava, certamente traria aquilo como ensinamento.
Daniel estava preparado e pronto para continuar executando sua tática para a vitória e continuar sua busca pelos Pokémons de seu novo colega?

Progresso:

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff Igglybuff - 20/24
~
Ganhos:
Perdas:
Notas:





Pokémon:
-2 Atk;
Hold Item:
---
Insomnia:
Normal

lv 3 Spinarak


11/15
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Spinarak
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff
lv 5 Furrball


20/24
Cute Charm:
Normal
Hold Item:
---
Pokémon:
-2 Speed;

Campo: Área arborizada com um chão gramado e várias árvores em volta. Alguns galhos e folhas estão caídos no chão além de finas teias de aranha estarem emaranhadas em alguns galhos nas árvores.
Rosinante
Rosinante
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Itg13 em Sex Nov 23 2018, 23:43

Esta era a primeira batalha real que Daniel estava tendo, era hora dele colocar todo o seu conhecimento em prática. Poderia até não ser uma batalha de titãs ou de pokémons de nível altos e fortes, mas ainda sim era uma batalha, uma batalha que podia ser vencida ou perdida. Por usar um movimento que diminui a velocidade em Furrball, o Spinarak tinha o privilégio de atacar primeiro, mas a velocidade não é um fator que sempre trará a vitória, por isso, Daniel continuava confiante de que seu pokémon poderia vencer usando a estratégia de diminuir o ataque do adversário por dois e atacar novamente.

    Furrball foi atingido pelo ataque ''Poison Sting'' duas vezes, mas por sorte não foi envenenado em nenhuma das duas vezes e conseguiu usar ''Charm'' e ''Pound'' diminuindo o ataque do Spinarak e depois usando um ataque físico, para tentar tirar um pouco a vida dele. A mesma tática seria usada novamente, Daniel sabia que era questão de tempo para seu pokémon ficar envenenado e sofrer mais ataques. - Furrball, use Charm e Pound novamente. Porém, desta vez tente desviar dos ataques pulando entre ás árvores, mas tome cuidado com as teias lá presentes. - Sua estratégia era, continuar baixando o ataque do Spinarak e fazer Furrball desviar ao máximo dos ataques venenosos que além de serem efetivos contra o pequeno pokémon tipo fada e normal, poderiam envenená-lo, aumentando ainda mais o dano recebido por ele. A agitação da batalha fizeram que Daniel esquecesse completamente tudo ao seu redor, ele nem mais parecia lembrar que o jovem rapaz ficava logo atrás, observando a forma de como ele luta. Talvez seja por isso que toda a timidez e insegurança sumiram completamente do menino que tentava de todas as formas vencer a batalha.
Itg13
Itg13
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Rosinante em Sex Nov 23 2018, 23:59

#001 - FURRBALL, MINHA PARCEIRA POKÉMON
~
A batalha continuava em potência total, o clima começava a tomar um tom interessante visto que Spinarak começava a sentir a fadiga e mesmo que Igglybuff continuasse saudável ela também percebia o efeito que as teias que acabaram agarrando em seus pés fizeram.
Daniel optava por repetir os movimentos anteriormente dados além de tentar desviar dos próximos golpes do Spinarak, mas parecia que a movimentação evasiva de seu Pokémon seria impossibilitada. Enquanto tentava saltar para um galho próximo a Pokémon rosada foi atingida por mais um Poison Sting, movimento ao qual tinha poucas chances de envenenar o alvo, mas graças as probabilidades, e um pouco de sorte, aquilo não ocorreu. A aranhinha ficava irritada e partia para cima do oponente novamente.
Durante sua investida a Igglybuff efetuou mais um Charm, este a uma distância onde o erro era impossível. Rapidamente a Spinarak ficou gracejada por sua adversária e tomou ainda mais precauções quanto a força que usaria. Era inteligente e também interessante a tática utilizada por Daniel, diminuir o dano do oponente a um ponto onde ele praticamente não faria efeito contra a Furrball.
Logo, aproveitando a oportunidade de contra-atacar a Pokémon balão, a Spinarak utilizou de um movimento diferente. Agora efetuou um Constrict. Movimento que se consistia em enrolar seu oponente, neste caso, em suas teias e o apertá-lo. A pequena aranha esverdeada começava a tecer suas teias em grande velocidade e quantidade enquanto utilizava da teia a qual estava pendurada para se balançar similar a um pêndulo e assim rodear sua oponente enquanto a envolvia naquela teia grudenta e também a apertar. Mas graças aos dois charmes utilizados anteriormente tal golpe quase não surtia efeito na Igglybuff. Que rapidamente revidou com mais um Pound. Movimento ao qual a rosada efetuava uma grande bofetada contra a oponente.
Daniel permanecia na mesma tática, mas até quando aquilo iria durar?


Progresso:

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff Igglybuff - 18/24
~
Ganhos:
Perdas:
Notas:



Pokémon:
-4 Atk;
Hold Item:
---
Insomnia:
Normal

lv 3 Spinarak


9/15
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Spinarak
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff
lv 5 Furrball


18/24
Cute Charm:
Normal
Hold Item:
---
Pokémon:
-2 Speed;

Campo: Área arborizada com um chão gramado e várias árvores em volta. Alguns galhos e folhas estão caídos no chão além de finas teias de aranha estarem emaranhadas em alguns galhos nas árvores.
Rosinante
Rosinante
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Itg13 em Sab Nov 24 2018, 00:28

Novamente ele havia usado dois ataques idênticos aos que ele havia usado antes, usa tática estava funcionando, nem mesmo os mais fortes dos ataques feitos pelo adversário poderiam tirar muita vida do Furrball. Porém, nem tudo é um mar de rosas, e a mesma teia que continuava restringindo a velocidade dela, não a dava muitas chances de desviar dos ataques do Spinarak, tornando-a um alvo lerdo e fácil de ser atingido, mas ainda sim, poderia efetuar seus ataques da mesma forma que antes, sem ser prejudicado pelas teias que o Spinarak havia jogado nela. - Continue assim! Logo, logo ele não será mais capaz de lutar. -

    Daniel não tinha muitas escolhas sobre quais movimentos usar contra o Spinarak, visto que ''Pound'' é o único ataque ofensivo que um Igglybuff teria em um nível tão baixo como a de Furrball. - Já usamos o seu ''charme'' demais, ataque duas vezes com o Pound e evite ao máximo as picadas venenosas do Spinarak, você envenenada vai ser um problema muito grande. - A vitória parecia ser certa na cabeça de Daniel, mas nada estava selado, e se Furrball se envenenar? Se ela não conseguir acertar seu adversário? Eram muitos ''poréns'' que rodeavam a cabeça do menino, mas ainda sim acreditava na vitória.
Itg13
Itg13
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Rosinante em Sab Nov 24 2018, 00:53

#001 - FURRBALL, MINHA PARCEIRA POKÉMON
~
Preocupado e também consciente de seus movimentos limitados, suas chances de ganhar ainda eram altas, mas o envenenamento causado pelos ferrões envenenados certamente traria grandes problemas. As pequenas ferroadas do Pokémon aranha doíam mais do que o normal na pequena Igglybuff por se tratar de uma fada, e fadas são bastante vulneráveis a movimentos venenosos. Era uma questão de lógica, mas o garoto conseguia superar essa dificuldade e com uma tática inteligente e eficaz mostrava seu valor.
A Spinarak atacava novamente, ela utilizava seu Poison Sting mais uma vez confiando no envenenamento que o movimento traria, tinha certeza que se conseguisse aplicar tal status a batalha poderia ser revertida. Porém a sorte sorria para Daniel mais uma vez, a sequência de ferroadas pela Spinarak dada não surtiam mais efeito, a Pokémon balão conseguia ignorar completamente.
Seguindo as ordens de seu treinador, Furrball corria, ainda que com as teias limitando sua velocidade, contra seu oponente, sua patinha estava energizada pelo movimento ao qual executaria, o Pound. E desta vez o treinador havia tomado uma decisão mais ofensiva, por assim dizer, ele optou por efetuar uma sequência dupla de golpes aos quais trariam sérios danos ao Spinarak.
A aranha sentia aqueles golpes como nenhum outro. Ela via que os movimentos que lhe atingiam começavam a trazer a si dores constantes e uma fadiga que crescia a cada instante. Sua permanência em batalha estava contava e ela estava prestes a ser nocauteada, isso é claro se o Daniel continuasse com tais movimentos ofensivos. Porém ela, ainda de pé, aproveitava pela aproximação da Igglybuff para aplicar mais um Constrict. Movimento já antes executado e que mantinha as mesmas características. Envolver o oponente em uma camada de teia e apertá-lo, executando um dano contínuo.
A Pokémon rosada via que a teia estava fina o suficiente para aplicar uma certa força e conseguir parti-la sem qualquer dificuldade, pelo contrário, o mínimo movimento de seus braços já foi o suficiente para romper as linhas e fazer com que ela escape daquela armadilha. Logo, seguindo as instruções de Daniel, ela efetuou mais um Pound contra seu adversário.
Daniel estava em uma posição privilegiada. Sua Pokémon demonstrava uma certa vantagem, considerável por sinal, e que logo mais iria declarar sua vitória. Restava ao treinador saber como finalizaria aquela batalha.

Progresso:

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff Igglybuff - 14/24
~
Ganhos:
Perdas:
Notas:





Pokémon:
-4 Atk;
Hold Item:
---
Insomnia:
Normal

lv 3 Spinarak


5/15
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Spinarak
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff
lv 5 Furrball


14/24
Cute Charm:
Normal
Hold Item:
---
Pokémon:
-2 Speed;

Campo: Área arborizada com um chão gramado e várias árvores em volta. Alguns galhos e folhas estão caídos no chão além de finas teias de aranha estarem emaranhadas em alguns galhos nas árvores.
Rosinante
Rosinante
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Itg13 em Sab Nov 24 2018, 01:12

Sua nova estratégia de apostar na força total, usando dois ''Pound'' por vez estava dando certo, o Spinarak já estava quase perdendo todas as suas forças e era questão de tempo até que ele desmaiasse pela perda de vida. Todas as preocupações que estavam na cabeça de Daniel já foram embora, tinha certeza de sua vitória e já se encontrava muito alegre. - Muito bem Furrball, tudo está quase acabando. - Seria um erro pensar de forma tão precipitada? Provavelmente não, dificilmente o pokémon iria dar uma reviravolta na batalha pelo estado em que ele se encontra. Ele estava com força reduzida drasticamente e estava prestes a não aguentar mais lutar, a vitória nunca esteve tão perto quanto agora.

    O fim estava próximo, e não havia muito o que fazer, se não usar a mesma tática usada na última vez. - Vá lá Furrball, use duas vezes o Pound com toda a força que ainda lhe resta! Se tivermos sorte, a batalha pode ter um fim já, já. - Mesmo já começando a ficar cansada devido a todos os danos que sofreu na batalha, a Furrball parecia estar tão feliz quanto seu treinador. Sua primeira batalha estava tendo sucesso, e ela estava conseguindo agradar seu treinador, há muitos motivos para ela se alegrar junto dele. Mesmo tendo certeza da vitória, Daniel está com medo que seu pokémon fique muito ferido quando a batalha terminar, mas felizmente ele se encontra com uma Potion, que poderia ser usada se seu pokémon se encontrasse muito debilitado no fim da batalha.
Itg13
Itg13
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Rosinante em Sab Nov 24 2018, 10:39

#001 - FURRBALL, MINHA PARCEIRA POKÉMON
~
A tática de ambos os batalhantes continuavam, um duplo Pound contra um duplo Poison Sting. A chances de envenenamento continuavam a favor de Daniel, logo, sua batalha se dava a fatores puramente expressos na força física da Igglybuff.
A aranha esverdeada saltava de galho em galho se aproximando de sua oponente para então aplicar-lhe o ferrão envenenado. Movimento que ainda não havia aplicado o envenenamento.
A Igglybuff, por sua vez, ainda que mais lentamente conseguia executar o Pound com perfeição, movimento ao qual trazia danos ao oponente graças a uma bofetada dada.
Um novo turno se iniciava e as táticas continuavam. Os mesmos movimentos foram executados e os mesmos danos aplicados.
Spinarak estava praticamente derrotada, afogava-se em sua respiração pesada e constante a qual tentava recuperar algum ânimo para continuar em batalha, ela permanecia de pê com suas pequenas patas ainda trêmulas. Suas teias já não conseguiam atingir a consistência e resistência perfeita e conseguiam se desvencilhar e desfazer com facilidade. Ela também não efetuava os mesmos saltos ágeis como antes. Sentia sua derrota se aproximar.
Daniel deveria, agora com certeza, preparar seus próximos movimentos ao qual levariam seu oponente ao nocaute e, por conseguinte, avançar diante os mistérios.

Progresso:

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff Igglybuff - 14/24
~
Ganhos:
Perdas:
Notas:

Off:
Após finalizar a batalha você pode postar como continuaria prosseguindo diante da rota.



Pokémon:
-4 Atk;
Hold Item:
---
Insomnia:
Normal

lv 3 Spinarak


1/15
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Spinarak
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff
lv 5 Furrball


10/24
Cute Charm:
Normal
Hold Item:
---
Pokémon:
-2 Speed;

Campo: Área arborizada com um chão gramado e várias árvores em volta. Alguns galhos e folhas estão caídos no chão além de finas teias de aranha estarem emaranhadas em alguns galhos nas árvores.
Rosinante
Rosinante
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Itg13 em Sab Nov 24 2018, 14:55

Era oficial, Daniel estava sendo a pessoa mais sortuda do mundo. Furrball ainda não estava envenenada, tinha forças para continuar lutando e o Spinarak adversário estava mais fraco que nunca, tão fraco que nem as suas teias eram tão fortes como antes. - Estamos a um golpe da vitória Furrball, mas tome cuidado, nunca subestime nosso adversário. Ele ainda pode acabar desviando de nossos ataques. - Ter orgulho não é uma coisa má, o ruim é deixar seu orgulho ser maior que os problemas que cercam a sua vida. Os dois podiam estar apenas a um passo da vitória, mas ainda sim, se algo de errado acontecer, Furrball pode acabar se machucando seriamente. - Use novamente dois Pound, melhor prevenir do que remediar, certo? - O pokémon concordou com um pequeno ''Buff'' e executou os ataques pedidos pelo seu treinador.

    O desmaio do pokémon adversário era iminente, e depois da batalha, o jovem o parabenizou pela vitória. - Bem, essa pode ter sido minha primeira batalha de verdade como um treinador, mas digamos que eu sempre fui interessado pelo assunto. - Dizia o menino alegre por ter tido sucesso em sua primeira batalha. Era algo extremamente interessante sentir toda a emoção do que é lutar junto de seu pokémon, era revigorante e ao mesmo tempo preocupante. Furrball saiu com poucos arranhões mas ainda sim, se sentia bem por ter alegrado seu treinador com sua vitória mesmo estando em desvantagem de tipo. - Agora que lembrei! Eu poderia ter capturado ele. Mas tudo bem, ele não é bem o tipo de pokémon que eu procuro. - Ele até sabia algumas coisas do tal pokémon, por exemplo, que seu nome era Spinarak, que ele havia poderia ter uma habilidade que impediria de ser colocado para dormir no meio de uma batalha e até os tipos. Mas ele não tinha ideia dos ataques que tinha e o estilo de batalha dele, por isso, no começo teve uma certa desvantagem, mas mesmo assim, no meio da batalha, aprendeu rapidamente como usar a própria força dele contra ele mesmo. 

    A luta poderia ter acabado, mas ainda havia uma caminho a ser trilhado para encontrar os pokémons perdidos do jovem no qual Daniel nem sabia o nome ainda. - Isso parece meio estranho, mas estamos praticamente tendo uma aventura inteira juntos e eu nem ao menos sei o seu nome, poderia me ajudar com isso? - Perguntou rindo um pouco ao rapaz, que deu sua resposta para Daniel. Com a derrota do pokémon adversário, eles se tornaram capazes de investigar todos os objetos que se encontravam no chão. Pegadas, panos, pokébolas e até um saco preto, que lembrava as roupas daquele homem misterioso que Daniel e Furrball encontravam logo no começo da rota. - Acho melhor você investigar primeiro, com base nas coisas que você já tem, acho que vai ter uma ideia melhor do que aconteceu por aqui. - Enquanto falava, colocou seu pokémon de novo em sua cabeça para descansar, Furrball poderia ter vencido, mas ainda estava cansado de todos os ataques que recebeu pelo Spinarak.
Itg13
Itg13
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Rosinante em Sab Nov 24 2018, 22:39

#001 - FURRBALL, MINHA PARCEIRA POKÉMON
~
Com a finalização da batalha, mesmo os golpes executados tendo o mesmo efeito anterior, Daniel ainda era precavido e ordenava com que sua Pokémon continuasse lutando visando sua esquiva e defesa. Era importante, afinal, qualquer envenenamento ou efeito negativo que a Pokémon balão rosa adquirisse deixaria ela em apuros.
Seguindo adiante perante os obstáculos daquele local, ambos os treinadores optaram por adentrar a pequena área e investigaram o local.
Daniel, percebendo todo o tempo e situação que passaram decidiu perguntar o nome do jovem ao qual ajudara. Era importante criar aquele laço e também o afirmar.

- Me chamo Lucio, e seu nome é qual? – Perguntava também sorrindo amigavelmente.

Após a resposta ambos voltariam suas atenções para os objetos no local a qual estava. Tais objetos, sendo um saco de preto de pano, algumas pokébolas abertas e um pano de piquenique eram bem suspeitos. O jovem Lucio pensava e após alguns segundos pode deduzir. – Bom, o ladrão de Pokémon certamente estava aqui. Eu acho que enquanto ele lanchava os Pokémon escaparam das pokébolas que estavam no saco preto e fugiram, e ele deve ter ido atrás. – Disse com certeza. – Provavelmente se seguirmos essas marcas de pegadas no chão chegaremos ao seu encontro, o que você acha?
O jovem era bem esperto em deduzir coisas, mas era o esperado, afinal, ele já havia um conhecimento prévio das informações antes coletadas. Logo, Lúcio, perguntando sobre a opinião de Daniel, poderia continuar sua busca.
Daniel e Lúcio tinham agora a sua frente um pequeno caminho, similar a um corredor. Ele se estendia até uma área mais aberta de onde alguns barulhos eram emitidos. Sons similares a gritos e batidas. Era um local bem suspeito e certamente alguma informação importante estava lá.
O jovem treinador poderia abandonar a pequena “missão” e procurar recuperar a saúde de seu Pokémon, pois ainda que ele não tivesse nocauteado ela ainda estava bem cansada. Provavelmente uma próxima batalha seria mais difícil de ser ganha. Ele tinha total controle de suas ações e deveria decidir o que fazer.

Progresso:

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff Igglybuff - 8/24
~
Ganhos: Igglybuff recebeu 281 de experiência subindo para o nível 8, além de receber 5 de felicidade;
Perdas:
Notas:





Pokémon:
Nocauteado
Hold Item:
---
Insomnia:
Normal

lv 3 Spinarak


0/15
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Spinarak
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff
lv 5 Furrball


8/24
Cute Charm:
Normal
Hold Item:
---
Pokémon:
-2 Speed;

Campo: Área arborizada com um chão gramado e várias árvores em volta. Alguns galhos e folhas estão caídos no chão além de finas teias de aranha estarem emaranhadas em alguns galhos nas árvores.
Rosinante
Rosinante
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Itg13 em Sab Nov 24 2018, 23:30

Daniel havia perguntado ao jovem o seu nome, que até então, permanecia um mistério para ele. - Me chamo Lucio, e seu nome é qual? - Na hora ele estranhou que Lucio desconhecesse seu nome, mas percebeu que em nenhum momento, ele havia sequer contado seu nome para ele. - Vai ser meio estranho ficar te chamando de Lucio agora haha. Mas respondendo a sua pergunta, Daniel, me chamo Daniel. - Logo após as apresentações mais completas dos nomes dos dois, as atenções dos dois se voltaram completamente para os objetos que Spinarak impedia de serem pegos. Daniel pediu para que Lucio investigasse primeiro os objetos, pois ele teria um entendimento maior sobre o que aconteceu naquele lugar. - Bom, o ladrão de Pokémon certamente estava aqui. Eu acho que enquanto ele lanchava os Pokémon escaparam das pokébolas que estavam no saco preto e fugiram, e ele deve ter ido atrás. Provavelmente se seguirmos essas marcas de pegadas no chão chegaremos ao seu encontro, o que você acha? -

    Daniel certamente não queria abandonar o rapaz depois de tudo que já passaram, mas nem tudo seguia com a sua vontade. Furrball se encontrava muito cansada depois dessa batalha e ele temia que mais uma batalha se iniciasse. ''E se alguém nocautear Furrball? Não tem nenhum Centro Pokémon por aqui.'' Ele se preocupava tanto pela possibilidade de mais uma batalha começar, pois o caminho ainda não tinha acabado. A frente deles, um grande caminho parecido com um corredor daria até um área mais aberta, parecendo um pequeno campinho, mas não era isso que o assustava. O que o assustava de verdade, era o fato de que nesse campinho logo no final do corredor, podiam ser ouvidos barulhos estranhos, parecidos com gritos e batidas, certamente um lugar perigoso. Ele estava dividido em seus pensamentos, ou ele abandonava seu mais novo ''amigo'' em sua busca por seus pokémons desaparecidos para curar seu pokémon fraco, ou continuava mesmo assim, mas com o risco de seu pokémon desmaiar devido a todo o cansaço de lutar. 

    Mas de repente, um pensamente surgiu como milagre em sua cabeça. ''Eu tenho uma poção! Eu posso curar Furrball de todos os seus machucados e ainda sim, prosseguir com o Lucio em sua busca.'' E assim fez, respondeu a pergunta do rapaz. - Essa é a nossa única opção por enquanto, se o homem não se encontrar naquele lugar, pelo menos vamos conseguir mais pistas do seu paradeiro. - E rapidamente curou sua pokémon para poder prosseguir. - Aqui Furrball, deixa eu só espirrar esse spray em você, vai se sentir muito melhor! - Ele colocou um pouco de spray em cada ferida do pokémon, que rapidamente, já estava tão energético como antes. - Vamos Lucio? Já estou preparado para o que der e vier! - E assim os dois começaram a andar pelo grande corredor, apenas imaginando que tipo de coisa eles encontrariam no final.
Itg13
Itg13
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Rosinante em Dom Nov 25 2018, 01:46

#001 - FURRBALL, MINHA PARCEIRA POKÉMON
~
O jovem a cada passos e sentia mais perto de seu principal, talvez, objetivo. Ele, junto de Lucio, percebia como as peças se encaixavam, mas o que mais poderia lhe surpreender era: Quem havia deixado aquelas pistas. E principalmente, será que todas aquelas pistas, que até então se mostravam ser pontos importantíssimos para que o jovem treinador e o rapaz a qual conhecera avançarem rumo ao resgate dos Pokémon capturados, seria uma grande armadilha? Eram perguntas que Daniel deveria começar a se indagar. Lógico, ele poderia estar pensando qualquer outra coisa, mas até mesmo Lúcio pensava assim. - Cara... Eu estou achando isso muito fácil. – Se questionou e também alertou Daniel. – Você teve uma batalha relativamente fácil contra aquele Spinarak, e nós encontramos estas pistas em um lugar muito óbvio e fácil. Será que ele não está nos colocando em uma armadilha? – O jovem perguntava e também imaginava situações ao qual poderia estar passando.
A questão poderia crescer a cada instante, isso corromperia a confiança nas suas capacidades dedutivas e também poderia, mesmo que em casos mínimos, diminuir a confiança dos dois de continuarem seu caminho. Eles estavam sozinhos meio a uma floresta desconhecida e que poderia esconder vários perigos. Pokémon fortes e também muitas armadilhas e pessoas má intencionadas, talvez ainda não fosse forte o suficiente para defender seu treinador.

- Enfim, o que você acha? – Imaginou. – Vamos seguir, talvez encontremos algo importante lá. – Disse enquanto olhava para Daniel. – Além do mais alguma coisa esta acontecendo lá.

Era certo o que o jovem falou, algo estranho parecia acontecer frente a aquele “corredor” de árvores grandes e largas. Era um pouco escuro passar por ele e também assustador, visto pelo ponto de que barulhos vindos das florestas eram sempre desconhecidos e misteriosos. Sons de passos, batidas de asas e também sombras ao fundo, como se alguém estivesse espiando cada passo.
Daniel, como escolha de manter sua parceira consciente utilizou sua poção para curá-la. Ele aplicou o spray sobre suas poucas feridas e rapidamente Igglybuff havia se recuperado. Ela já saltava como antes e também sorria para seu treinador.
Após aquela cena a confiança de Daniel parecia ter atingido seu ápice. Ele estava chamando Lucio para seguir aquele caminho, também dizia que estava pronto para qualquer coisa. Mas realmente estava? Só ele poderia saber.
Os jovens começaram a andar através daquele corredor de árvores ao qual guiara para uma pequena área aberta, pelo pouco que conseguiam ver era perceptível um campo gramado.
Eles se aproximavam da luz vindo da saída da floresta e se depararam com algumas coisas muito surpreendentes.
O campo estava repleto de pokébolas abertas, mas poucos Pokémon. Dentre tais Lucio rapidamente reconheceu os seus Pokémon aos quais haviam sido roubados. Eram eles um Ledyba e um Magnemite.

- Achei eles! – Gritou o jovem correndo ao encontro de seus Pokémon.

Aquilo, até certo momento, era um alívio. Ver Lucio finalmente reencontrado os Pokémon que haviam sido roubados, eles estavam bem felizes também, abraçavam e rodeavam o jovem constantemente além de também não o largarem por algum tempo.
A cena poderia emocionar o treinador, mas logo foi cortada por uma grande ventania que passava pelo local. Ao céu um Spearow planava acompanhado de um Taillow. Ambos Pokémon voadores carregavam em seus pés sacos pretos, similares aos encontrados anteriormente. Algumas pontas soltas começavam a se juntar naquele instante. Logo, em questão de segundos, ambos os pássaros começaram a descer do céu como um rasante na direção de Lucio. Eles pareciam não querer parar e sem dúvidas era questão de tempo até eles atacarem brutalmente o treinador. Magnemite estava atento a aquela situação e Ledyba também, mas será que vendo os tipos dos Pokémon eles estavam aptos a conseguir batalhar contra ambos os pássaros?
Daniel via aquela cena parado frente a entrada daquele grande campo gramado, ele, acompanhado de sua parceira Furrball, conseguiam ver todos os detalhes e locais dali. Os Pokémon, provavelmente roubados que estavam sentados e deitados no chão além das pokébolas abertas espalhadas por todo lado. Ele poderia ver que o sol começava a se abaixar, talvez em umas duas ou três horas começaria a anoitecer e certamente aquele local, principalmente a floresta atrás dele, seriam mais perigosos que o normal.

Progresso:

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff Igglybuff - 28/32
~
Ganhos: Igglybuff recebeu 281 de experiência subindo para o nível 8, além de receber 5 de felicidade;
Perdas: -1 Poção;
Notas:
Rosinante
Rosinante
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Itg13 em Dom Nov 25 2018, 03:47

Cada vez mais, eles chegavam perto do lugar em que algo realmente grande podia estar acontecendo. Os pokémons perdidos? O homem misterioso? Algo que eles nem estavam imaginando? As possibilidades eram infinitas, mas todos sempre querem pensar no melhor. Daniel seguia confiante de estar no fim, mas talvez Lúcio podia não estar confiante de que seria tão fácil assim. - Cara... Eu estou achando isso muito fácil. Você teve uma batalha relativamente fácil contra aquele Spinarak, e nós encontramos estas pistas em um lugar muito óbvio e fácil. Será que ele não está nos colocando em uma armadilha? - E Daniel parou para pensar por um segundo sobre tudo que havia acontecido, as pistas, os bilhetes, os pokémon, tudo parecia ser tão fácil, tudo apontava para apenas um caminho. As palavras de Lúcio pareciam fazer muito sentido, mas apresentavam algo que fazia Daniel pensar mais ainda. - Você tem toda a razão de pensar assim, não passou em minha cabeça nem por um segundo que isso tudo poderia ser uma grande armadilha. Mas ainda tem um porém nessa história toda, será mesmo uma armadilha? E se lá no fim você encontrar seu pokémons? Se irmos embora agora, nunca vamos ter certeza de nada. Você está com toda a razão, claro, mas e se todo nosso esforço até agora for jogado no lixo? Só vamos ter certeza quando nós vermos com nossos próprios olhos, e se algo acontecer, saiba que eu e Furrball vamos tentar de todas as formas te ajudar com isso! - Ao ouvir seu nome na conversar, Furrball deu um grande pulo no ar e caiu lentamente nos braços de Daniel. - Nós somos agora seus amigos, e vamos achar seus pokémons juntos. - Mesmo que as palavras parecessem reconfortar Lúcio, ainda estava muito preocupado, e Daniel se sentiu um pouco triste com isso. ''Será que eu forcei a barra demais? Nós acabamos de nos conhecer, será que eu não fiz isso parecer mais estranho do que já é?'' 

    - Vamos seguir, talvez encontremos algo importante lá. Além do mais alguma coisa esta acontecendo lá. - Daniel poderia ter dado um pouco mais de confiança para Lúcio querer seguir pelo caminho, mas ainda não parecia animado com a ideia, isso de certa forma, entristecia Daniel, que também estava ficando bem desacreditado nas próprias palavras, mas torcia para que tudo ocorresse bem. O ''corredor'' que levava até a fonte dos barulhos estranhos era, de fato, bem assustador. Passos, barulhos de asas, barulhos constantes de arbustos podiam ser ouvidos regularmente, estaria alguém os seguindo? Daniel e Lúcio estavam assustados com tudo isso e tentavam andar mais rápido para chegarem ao seu destinho mais rapidamente. Mas por ver Furrball já recuperado da maioria de seus ferimentos, o coração de Daniel se enchia de confiança e determinação. Estava assustado, mas se sentia preparado para os desafios a frente. ''Espero que eu não esteja me precipitando.'' Ao chegarem perto do final do ''corredor'' podiam ver algumas pokébolas e pokémons no campinho. - Achei eles! - E saiu correndo até um Ledyba e um Magnemite. - Nós conseguimos!? Finalmente conseguimos? - Ao chegar perto dos pokémons, Lúcio os abraçou fortemente e também foi muito abraçado. Ver essa cena era revigorante, pensar em todas as coisas pelas quais Daniel e Lúcio passaram chegava a dar um pouco de nostalgia. Daniel olhou para Furrball, que estava com um grande sorriso, e disse. - Fizemos um bom trabalho minha amiga. - Mas logo um ventania repentina começou a rodear todo o local, dois pokémons estavam voando no céu, Spearow e um Taillow. Os dois pareciam estar carregando sacos pretos iguais aos que os dois rapazes haviam encontrado antes nas patas. Repentinamente, os dois começaram a voar até Lúcio em alta velocidade, Daniel entendeu o que estava acontecendo na hora. - Lúcio, Cuidado! - E ele começou a correr em direção a Lúcio e seus pokémon rapidamente. Os pokémons de Lúcio pareciam estar se preparando para a situação, mas isso não anulava o fato de Furrball poder ajudá-los. A noite logo iria chegar e se os dois quisessem voltar para a parte segura da rota, teriam de derrotar os dois pokémons voadores que pareciam jatos voando pelo céu em alta velocidade. Com toda a certeza, isso seria um desafio, será que conseguirão derrotar eles? Daniel esperava que sim e apostava que Lúcio também quisesse isso.
Itg13
Itg13
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Rosinante em Seg Nov 26 2018, 09:05

#001 - FURRBALL, MINHA PARCEIRA POKÉMON
~
O ataque repentino dos voadores não só surpreendeu Daniel como também Lucio, além dos Pokémon que estavam perdidos naquela grande área aberta.
Certamente uma batalha iria iniciar e todo esforço era bem-vindo, Daniel teria de se preparar e também preparar seu Pokémon para um novo embate, e desta vez contra Pokémon que pareciam ser bem mais fortes do que um simples Spinarak selvagem.
Durante aquele rasante dos pássaros o Magnemite percebeu as aproximações e, utilizando de suas capacidades elétricas, pode executar um Thunder Shock. Este movimento acertou o Taillow com força total e o flash amarelado do raio saindo de seus imãs conseguiu afastar o Spearow, mas por pouco tempo. O voador parecia planar em círculos para efetuar outro movimento ofensivo daquele. O Taillow, que havia caído devido ao golpe direto, logo se levantou e voltou a voar, ele também planava acompanhando o seu comparsa.
Ledyba não conseguia fazer nada, ele estava completamente atônito a situação e ficou completamente paralisado, suas pequenas asas se esconderam e ele também se colocou por dentro da roupa de Lucio, como forma de se proteger, talvez.

- Daniel! Preciso de sua ajuda! – Gritava Lucio enquanto estendia uma mão para o treinador e o olhava.

O Magnemite tinha uma certa vantagem sobre os dois, mas claramente não conseguiria aguentar o ataque de ambos. Ainda que ele conseguisse causar um grande estrago os pássaros também poderiam, ao longo da sequência de golpes, nocautear o metálico elétrico e também voltar a fazer suas ações malignas.
Durante aqueles atos uma sombra saía em meio as árvores, sombra a qual se revelava ser um jovem antes já visto. Ele, vestindo roupas pretas como uma jaqueta calça e sapatos, portava outro saco preto e também estava com as pernas completamente sujas de grama molhada.

- Ora, ora, ora... Parece que vocês me encontraram. – Dizia se enfurecendo. – Crianças intrometidas!

O rapaz misterioso gritou contra ambos os jovens e logo aponto para eles:

- Taillow, Spearow, use seu golpe Peck novamente.

Os pássaros obedeciam a seu treinador e lá iam eles novamente efetuar aquele rasante.
Daniel, rente a situação, deveria decidir como agiria.

Pokédex escreveu:
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Taillow
Taillow, o Pokémon andorinha. Taillow corajosamente se mantém firme contra inimigos, por mais fortes que sejam. Este potente Pokémon permanecerá desafiador mesmo após uma perda. Por outro lado, chora alto quando fica com fome.

Pokédex escreveu:
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Spearow-rg
Spearow, o Pokémon passarinho. Spearow tem um choro muito alto que pode ser ouvido a mais de 800 metros de distância. Se seu grito agudo é ouvido ecoando por todos os lados, é um sinal de que eles estão advertindo um ao outro sobre o perigo.

Progresso:

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Igglybuff Igglybuff - 28/32
~
Ganhos: Igglybuff recebeu 281 de experiência subindo para o nível 8, além de receber 5 de felicidade;
Perdas: -1 Poção;
Notas:
Rosinante
Rosinante
Treinador

Treinador

Alertas :
001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

001 - #001 - Furrball, minha parceira pokémon  - Página 2 Empty Re: #001 - Furrball, minha parceira pokémon

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum