Capítulo 01

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulo 01

Mensagem por Trickie em Sab Nov 26 2016, 21:46



Era um dia perfeito para um começo perfeito. Trickie sentia-se tão forte como a grama que brilhava sob os raios de luz ou como o céu, tingido de um azul imponente e sem nuvens. O coração já doia de saudade dos pais e do seu quartinho confortável, mas nada parecia pregar-se ao seu estado de espírito como aquela sensação de desafio. Ele iria mesmo, finalmente, começar a sua jornada?!

O garoto sentiu um frio subir pela barriga, um torpor de excitação e alegria. Ele apertou ainda mais forte a alça de sua mochila, enquanto relembrava os maravilhosos casos de sua avó, famosa coordenadora há anos. Trickie iria seguir seu legado. Ela se orgulharia dele, onde quer que estivesse agora! Todas as anotações e planos dele, todos os seus sonhos, tudo estava prestes a ser realizado.

O laboratório do Professor Birch, o amigo do pai de Trickie que lhe entregaria o primeiro Pokémon, ficava a alguns quilômetros. Então, Trickie optara por cortar caminho entre o pequeno bosque que separava sua casa e algumas outras do restante da cidade. A vegetação era relativamente aberta, com árvores pequenas, espécies gramíneas cintilantes sob o Sol e o grunhido de um ou outro Pokémon pelos arredores. Trickie percebeu que amava aquele barulho.

Até que um som diferente soou próximo ao garoto. Ele parou instantaneamente, as mãos ainda apertadas à alça da mochila. Eram como latidos raivosos, e, entre eles, pios assustados.

Trickie sentia seus músculos retesarem em busca de uma resposta. Ele deveria sanar sua curiosidade e ir ver o que é, mas não sem saber o que encontraria. A opção mais pragmática, a que ele, que sempre almejou ser muito racional em suas decisões, deveria seguir era simplesmente deixar para lá e continuar o seu caminho. Mas como sempre o seu coração falou mais alto.

O menino seguiu o barulho à esquerda, entrando numa parte mais fechada do bosque. Conforme andava, os latidos ficavam mais audíveis — e os pios também. Repentinamente, ele se abaixou entre as folhas de um pequeno arbusto, observando a cena que acontecia a sua frente. Três Poochyenas, cãezinhos de cor negra que costumam ser bem agressivos, cavavam furiosamente entre as raízes altas de uma das maiores árvores do pequeno bosque. O menino esticou o pescoço e forçou sua visão para enxergar o objeto tão valioso aos Pokémon raivosos.

Entre raízes soltas e bem apertado, um pequeno pássaro azul com um corpo que mais parecia um maço de algodão branco se estreitava contra a parede para não ser arranhado por um dos Poochyenas. Era um Swablu, o jovem coordenador percebeu. Se aqueles Pokémon conseguissem pegá-lo, o que não estava muito distante de ocorrer, eles machucariam muito o pequeno pássaro. Trickie não permitiria que isso ocorresse. Ele tateou o solo entre a vegetação arbustiva em busca de algo pesado. Achou uma pedra. Respirou fundo. Só teria uma chance.

A pedra voou para o outro lado, acertando o toco de uma árvore fina. Para sorte do menino, instantaneamente os Poochyenas mudaram seu foco, afastando-se do Swablu. Enquanto eles corriam em direção à árvore, Trickie corria em direção ao pequeno pássaro. Ao alcançar as altas raízes, o pequenino ser o olhou com olhos lacrimejantes de cortar o coração. Mas não era hora de sentir pena, era hora de agir. Trickie pegou o Swablu, abraçando-o com as duas mãos e correu o mais rápido que pôde. Não precisou olhar para trás para saber se a matilha os seguia: seus latidos já comprovavam isso. Eram três contra dois. Se ocorresse uma batalha, a perda era evidente.

O que fazer? Trickie mal conseguia pensar com a adrenalina pulsando em suas veias. Ele os tiraria daquela, ele os tiraria. Mas como? Até que ele teve uma ideia: era só usar outra distração.

O garoto olhou para trás e percebeu que os cães ainda estavam na cola deles. Ele correu ainda mais rápido, dando voltas entre árvores, sentindo as plantas arranharem seu corpo. Correu, correu e correu até faltar ar, escondendo-se em mais um arbusto com o pequeno pássaro. Mais uma vez, ele achou outra pedra e a lançou, dessa vez entre as gramíneas do outro lado. No mesmo instante, os Poochyenas surgiram latindo e seguindo o caminho da pedra.

— Acho que estamos salvos, Swablu.

— Swa! — grunhiu o pequeno Pokémon.

Eles saíram de seu pequeno esconderijo e andaram até o final do bosque. De lá, já se podia vislumbrar as casinhas e o laboratório do Prof. Birch. Trickie pôs o pequenino no chão.

— Pronto, agora voe. E cuidado com os Poochyenas — ele disse, o coração se apertando de tristeza por ter de largar aquele ser tão fofo.

O pequenino observou-o com uma carinha curiosa antes de ele se virar e seguir em frente. Mas, logo após o décimo passo, ele ouviu um bater de asas e sentiu um peso nos ombros.

— Você quer vir comigo, fofinho? — perguntou o jovem, animado.

— Swablu! — ganiu o Pokémon.

Aquele gesto encheu o coração de Trickie com tanto carinho que ele quase se esqueceu do susto com os Poochyenas. Ele achara seu primeiro Pokémon sem nem pedir por um!

E, assim, depois de receber as Pokéball e a Pokédex e um tapinha extra nos ombros do Prof. Birch, Trickie começou sua jornada com um doce companheiro ao seu lado e um sonho que pulsava em seu coração.

avatar
Trickie
Treinador
Treinador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 01

Mensagem por Artie em Seg Nov 28 2016, 10:57

Inicial entregue e perfil atualizado!

Fique a vontade para postar sua primeira rota em Littleroot ou proximidades. Boa jornada!

_________________
Prateleira de prêmios do Tutu ~



avatar
Artie
Administrador
Administrador

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum