[Diário] ~ Natsumi Shinohara

Ir em baixo

[Diário] ~ Natsumi Shinohara

Mensagem por Liv em Sex Jul 06 2018, 19:48



Capitulo I - De Cherrygrove City a Hoenn...



Depois de retornar do laboratório do professor Elm, arrumei meus pertences mais importantes para me mudar junto com minha avó. Kanto e Johto estavam sendo evacuadas pois havia risco de inundação nas regiões e a maioria das pessoas estavam seguindo para Hoenn. As passagens estavam difíceis de conseguir já que muitas famílias estavam saindo de suas cidades, mas no fim minha avó e eu acabamos conseguindo, com muita sorte, passagens de navio para madrugada do dia seguinte. No outro dia estava tudo pronto, nossos pertences estavam arrumados, e conseguimos pegar mais algumas coisas com mais duas malas. Ainda a tarde minha avó e eu seguimos para o porto, fizemos uma refeição antes de sair, e seguimos para onde embarcaríamos no navio. Assim que estávamos acomodadas decido dormir, tinha sido um dia cansativo.

.......

No dia seguinte estava tudo tranquilo, eu havia acordado tarde e tinha perdido o café da manhã, mas o bom é que estava perto do almoço e em breve eu iria comer. Depois de tomar banho e me arrumar, fui passear pelo navio até que chegasse a hora do almoço, fiquei um bom tempo com o rosto no vento até que minha avó me encontrou e me levou para o restaurante. Depois de comer, decido procurar algum lugar que eu pudesse pesquisar sobre Hoenn, o local que eu iria ficar e suas redondezas. Procurei climas, relatos de pokemons na área e tudo que eu pudesse saber para que me ajuda-se. Depois do jantar, retornei para o quarto e pesquisei no meu celular sobre o Cyndaquil, não tínhamos nos apresentado ainda, mas queria garantir que ele fosse pra Hoenn comigo por isso não queria tira-lo da pokebola não ainda. Acabei pegando no sono, minha avó arrumou as coisas em cima da cama e depois de um tempo também dormiu.

.......

No terceiro dia acordei assustada, o navio avisava que havíamos chego, e assim seguimos caminho para Verdanturf com outro transporte. Foi difícil e cansativo, mas no final da noite estávamos na cidade de destino onde minha tia Yoko morava. Depois de acomodada, dormimos tranquilamente , e eu estava pronta para explorar a cidade no dia seguinte.


Última edição por Liv em Dom Out 14 2018, 20:40, editado 1 vez(es)
avatar
Liv
Estagiária
Estagiária

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Diário] ~ Natsumi Shinohara

Mensagem por Liv em Dom Out 14 2018, 20:38



Capitulo ll - A primeira impressão



A apresentação de dois parceiros é extremamente necessária, pelo menos para mim. Um ponto importante de um time é ter laços entre treinador e pokemon, pois iriam passar muito tempo juntos e a amizade é um bom ponto para que tenha um ótimo desempenho, afinal, quem iria querer lutar por alguém que não goste. Neste dia, acordei cedo, preparei um piquenique para meu primeiro pokemon e para mim. Pensava uma forma de conquista-lo da maneira que conseguisse e a primeira forma que pensei foi com doces, já que eu gostava disso também. Depois de tudo preparado numa cestinha, peguei a pokebola de Cyndaquil e fui para o quintal da casa da tia Yoko.


Chegando, arrumei tudo em potinhos em cima da toalha de mesa vermelha listrada em branco, que eu havia esticado na grama, e assim que terminei peguei a esfera bicolor que ele estava dentro que o professor havia me dado e o liberei. Assim que ele saiu da esfera bicolor, sorri para ele e com um pouco de nervosismo, eu estava sentada em cima dos meus pés meio que ajoelhada, e logo tentei um dialogo. - Olá Cyndaquil, meu nome é Natsumi e serei sua parceira daqui pra frente, enfrentaremos jornadas e batalhas juntos, e sempre estarei ao seu lado. - sorri novamente para mostrar minha simpatia, mas o pokemon mal olhava pra mim, mas sim prestava atenção ao redor, mais especificamente para a floresta que não era tão longe dali. A casa era localizada em um local mais afastado da cidade, minha tia gostava de sossego e de cultivar suas flores e também sua horta. Para tentar me aproximar mais do pokemon ofereci uma rosquinha de chocolate com granulado colorido por cima, eu sabia que aquilo não era coisa para pokemon comer, mas de vez em quando não faz mal a ninguém. - Pegue tem um gosto muito bom, ficarei honrada em ser sua parceira. - falei dessa vez com um sorriso sem graça. O pokemon olhou para o Donuts e se interessou, eu parti o doce no meio e o Cyndaquil pegou da minha mão agradecido, eu podia ver isso pelo sorriso que ele deu. - Não coma muito, tem outros doces pra você experimentar e precisa de espaço no estomago para caber tudo - sorri novamente.


- Bem agora experimente este, eu que fiz.. - entreguei um macaron vermelho como o fogo para ele, o recheio era de frutas vermelhas, talvez fosse do agrado dele. - Ah e tem esse aqui também, acho que vai gostar.. - era outro que era de chocolate com recheio de pimenta, era picante, porém nada tão ardido, eu não queria causar má impressão com meu primeiro pokemon. - Cyndaquil! - Aquilo com certeza era uma aprovação do macaron apimentado. - Levarei mais deste para nossas aventuras já que gostou, escolha mais algum doce para experimentar, já comemos demais e isso pode fazer mal pro nosso estomago e eu não quero que fique doente por causa dos que te ofereci. - falei gentilmente para que ele percebesse que eu estava preocupada. - Boa escolha, eu gosto muito de balas de gelatina, sempre estou com elas. Gosto muito das de amora, e de ursinhos que são vários sabores e os tubes também que tem sabores - mostrei para ele nas minhas mãos e os dei para ele comer. - Por último e mais gostoso eu quero lhe apresentar o Marshmallow eles são bons quente, com chocolate, e desse jeitinho que está - ofereci um para ele e vi que ele havia gostado muito, pois queria mais. Conforme ele foi comendo os doces eu o acompanhei comendo também, dei mais um Marshmallow para ele e então guardei. - Espero que tenha gostado, era só isso que eu tinha, não quero que passe mal comendo doce, eu prometo que sempre comerá comigo, mas teremos moderação pra comer doce porque além de serem muito bom são um perigo para a saúde. - fiz uma pausa e prossegui - Agora que terminamos vamos conhecer minha avó e minha tia? E assim vamos dar uma volta na cidade para saber os caminhos das rotas e lugares legais para explorarmos depois. - arrumei as coisas dentro da cesta e me levantei. - Não ligue para o que minha avó irá dizer, ela quer que eu seja uma criadora, mas eu não sei o que eu quero. Quero saber disso sem os outros dizerem o que tenho que fazer... -


E então, entramos dentro de casa, e logo demos de cara com a minha avó na cozinha que foi resmungando - Mas esse pokemon não irá te ajudar com ferimentos! Ele é um pokemon de batalha, deveria ter escolhido algo para ajudar você a entrar na faculdade de criadores! - la do fundo é possível ouvir uma voz que se aproximava aos poucos, a qual era da minha tia Yoko - Deixe a menina em paz mãe! Ela que vai escolher! - logo ela foi se aproximando da cozinha acompanhada de uma menina do cabelo rosa que aparentava ter minha idade. - Olá Cyndaquil, sou a tia Yoko bem vindo a família! Não ligue para Mahina, ela gosta de pegar no pé de todo mundo, não se deixe levar! - Eu sorri com aquilo e minha avó jogou a bucha de lavar louça na cara da minha tia. Eu comecei a rir assim como a garota e o Cyndaquil, elas começaram uma pequena discussão e logo pararam, Yoko puxava a gente para a sala e falou para sentarmos no sofá.


- Devem começar a procura pela rota 106, lá é um bom lugar! Não me decepcionem, quero que sejam os melhores! - ela sorriu com toda a sua simpatia. - Fiquem a vontade para ler minhas anotações que estão na porta da direita dentro do meu quarto - dito isso ela saiu acompanhada pela jovem de cabelo rosa. Depois dela dizer isso, seguimos para o quarto dela, chegando lá fiquei encantada com a mini biblioteca que ela possuía de livros ou diários que ela mesma tinha escrito. - A tia Yoko é demais.. - eu disse lendo um de seus livros.
Depois de escolher um diário da tia Yoko sobre a rota 106, arrumei meus pertences em uma mochila a qual havia encontrado na mini “biblioteca” do quarto da minha tia. Aproveitei para pegar alguns doces na cozinha que minha avó havia feito, ficar longe de casa a deixava agoniada.Após finalizar tudo com ajuda do meu parceiro, voltei Cyndaquil para a esfera dele depois de me despedir assim indo dormir para o tão esperado caminho a seguir.
avatar
Liv
Estagiária
Estagiária

Alertas :
0 / 100 / 10


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum