Oi, eu sou o Aquiles

Ir em baixo

Oi, eu sou o Aquiles Empty Oi, eu sou o Aquiles

Mensagem por Aquiles em Dom 10 Jun - 14:52

Era a manhã seguinte do meu aniversário, tinha arrumado a mochila colocando os itens que meu tio havia me dado e algumas mudas de roupas.  Havia me vestido com uma camisa branca levemente folgada, coloquei um short moletom preto, coloquei minha munhequeira preta no braço direito e meu colar com placa militar com o nome da minha minha mãe e algumas informações dela escritas nele, era meu colar da sorte, calcei meu tênis de cano curto e desci para a cozinha. A despedida dos meus tios foi muito difícil, embora eles tenham feito um grande esforço para ser divertida. Minha tia, uma ótima cozinheira, fez o melhor café da manhã que havia comido em anos, depois do café meu tio tocou várias das minhas músicas favoritas, enquanto tocava, tirava o Elvis da pokebola para poder aproveitar a festa, minha tia entrava no ritmo da música, no momento estava tocando"Questão de Tempo" da banda Goma, minha tia começou a cantarolar e logo em seguida agarrou meu pescoço em um formato que parecia um mata leão e eu simplesmente achei engraçado, começamos a cantar conforme meu tio tocava e o pequeno Elvis parecia estar adorando, ficamos fazendo isso pela manhã inteira até que minha tia pegou uma câmera, pediu para nos reunirmos e tirou uma foto, pessoalmente, não sou muito fã de fotos, mas então ela disse "Essa é especial Ale, essa é para nos lembrarmos de como você era e ver o quanto você cresceu, quando voltar", logo em seguida meu deu um abraço apertado e antes de meus olhos se encherem de lágrimas, meu tio se juntou ao abraço, junto com o pequeno Elvis, eu, um jovem problemático, que tento não demonstrar minhas fraquezas, não aguentei e cai em lágrimas.
Após a despedida peguei minha mochila, coloquei o Elvis na pokebola e sai pelo quintal de casa, que dava acesso a floresta de Oldale Town, segui rumo a frente, procurando por algum pokemon, ou quem sabe um treinador, para que possa adquirir experiências, além de treinar e deixar meu Elvis mais forte.
Aquiles
Aquiles
Treinador

Treinador

Alertas :
Oi, eu sou o Aquiles Left_bar_bleue0 / 100 / 10Oi, eu sou o Aquiles Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Oi, eu sou o Aquiles Empty Re: Oi, eu sou o Aquiles

Mensagem por Luch em Seg 18 Jun - 14:40

OFF:
Olá Aquiles! Desculpe a demora, mas aqui estou! Serei seu narrador nessa Rota... Espero que a gente se divirta e que curta bastante o fórum. Se não entender algo que eu escrever ou achar confuso é só me avisar em OFF no próximo post ou em casos graves me mandar uma MP. Ok? Eu estarei narrando com mais frequencia durante os dias de semana e às vezes não consigo narrar direito nos finais de semana. Então já estou avisando com antecedência, mas vou sempre te manter informado...  Enfim, Vamos lá! o/


O próprio rumo

As nuvens escondiam parcialmente um forte Sol sobre o Vilarejo de Oldale nesta manhã. Seguindo na direção leste, um vento soprava com força, arrastando velozmente aqueles "flocos de algodão" do céu que antes estavam estacionados. Aquiles começava sua emocionante jornada ao lado de seu mais novo amigo, Elvis, o Mudkip e certamente estava confiante que não haveria dia melhor do que este belo 'hoje' para iniciar aventuras. A dupla podia sentir isso na vibração natural de seus corpos!

O Vilarejo de Oldale possuía uma população pequena, mas sua proximidade com cidades importantes lhe trazia uma notoriedade toda especial. Servindo de uma espécie de entreposto comercial, podemos dizer que "pacato" era um termo que não se encaixava muito bem com a cidade. Aquiles e seu Mudkip, agora parados no topo de uma pequena colina nas proximidades dos terrenos da casa de seus tios, sabiam bem disso, pois mesmo estando distante do Centro Comercial de Oldale, já podiam avisar um comboio de caminhões carregando pesados troncos de árvore dos galpões locais seguindo em direção ao Oeste, atravessando o vilarejo e indo possivelmente para o porto de Petalburg, a cidade vizinha.

O céu na direção de Petalburg estava carregado, indicando que uma chuva poderia despencar por lá no final do dia. Nada que precisasse preocupar um morador de Oldale de qualquer modo. Já à esquerda de Aquiles, bem no pé daquela colina, havia um bosque aparentemente organizado de forma artesanal, ou seja, feito pelo homem através do plantio. As árvores eram mais baixas que o resto da mata nativa e estavam enfileiradas bem atrás de belas cercas que rodeavam o local.  Por fim, uma casa de madeira com chaminé de pedras também era encontrada por lá. Seria aquilo um pomar? O rapaz até tentava puxar na memória, mas o máximo que conseguia se lembrar era de seu tio dizendo que naquele lugar eram produzidos itens muito importante para a indústria de uma das cidades vizinhas.

Mudkip vislumbrou seu treinador observando as possibilidades de caminho a seguir e mordiscou sua roupa, puxando-o e chamando a atenção do rapaz, como se perguntasse para onde eles deveriam ir. Possivelmente era isso mesmo que o anfíbio azul queria dizer. Sendo assim, Aquiles tomaria qual decisão? Seguir pela beira da estrada em direção à cidade ou visitar o bosque artesanal nas proximidade?
Luch
Luch
Administrador Bronzeado

Administrador Bronzeado

Alertas :
Oi, eu sou o Aquiles Left_bar_bleue0 / 100 / 10Oi, eu sou o Aquiles Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Oi, eu sou o Aquiles Empty Re: Oi, eu sou o Aquiles

Mensagem por Luch em Qui 26 Jul - 19:22



Rota trancada por inatividade!
Para reabri-la, peça no S.A.M..!
Luch
Luch
Administrador Bronzeado

Administrador Bronzeado

Alertas :
Oi, eu sou o Aquiles Left_bar_bleue0 / 100 / 10Oi, eu sou o Aquiles Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Oi, eu sou o Aquiles Empty Re: Oi, eu sou o Aquiles

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum