Pokémon Mythology RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Página 7 de 16 Anterior  1 ... 6, 7, 8 ... 11 ... 16  Seguinte

Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Shianny Qui Nov 19 2020, 01:50

Fosse por ter passado a hora do almoço ou simplesmente pelo correr dos ponteiros que eventualmente arrastavam todo e qualquer humor ruim de uma pessoa, a recepcionista já não parecia mais a mulher debochada e entediada de outrora. Foi com certa surpresa, aliás, que a ruiva observou a maneira como a gorducha cumprimentava-os com até certa... Uh, doçura, por assim dizer, enquanto mencionava a necessidade de utilizarem o elevador para se dirigirem até o andar onde ocorreria a reunião com o presidente.

Com um breve assentir de cabeça e um agradecimento simples, então, a treinadora se dirigiu à passos calmos na direção dos dito cujos que os elevariam até o décimo quinto andar. A fada rósea que a acompanhava atentamente vigiava Steve, o novo companheiro de Valassa, e casualmente esticava uma das patinhas para cutucá-lo, curiosa; Togepi, por sua vez, olhava de um lado para o outro, vistoriando o ambiente da Devon para conhecer o ambiente, inspecionando todas as pessoas que por ali passavam e, principalmente, os tantos estandes que existiam naquele lugar. Quando entraram no elevador, então, a treinadora até considerou apertar o botão, mas foi interrompida pelas palavras e atitudes do moreno, que se adiantou em fazê-lo por si.

— Sim senhor, cavalheiro! — Disse, um sorriso ameno brincando nos lábios. Ela, então, apoiou-se com discrição na lateral do corpo do companheiro, encostando a cabeça em seu braço e olhando o interior do... "Veículo" que os conduziam até os andares superiores. — Hmm... Se eu tiver que apostar, eu diria que não. — Respondeu, balançando a cabeça em negativa. — Nunca que uma coisa é fácil assim pra mim. — Acrescentou, deixando escapar um riso curto e um dar de ombros manso. — Mas vai que dou sorte, né? — Ponderou, dando um cheirinho no companheiro antes de desviar a atenção para os números que acendiam e indicavam o andar no painel eletrônico.

Outra coisa, porém, também lhe preocupava; Com a aproximação da reunião, um outro objetivo também lhe corroía a mente e, bem, este não era capaz de compartilhar com o parceiro, infeliz ou felizmente - ora, não era por causa das pedras que estava ali, afinal, e o incômodo vinha latente diante da necessidade mais e mais próxima de, enfim, agir. No bolso da frente, sentia o volume miúdo da microcâmera pacientemente guardada - e, então, uma das mãos se libertou para escorregar ali dentro, os dedos se fechando sobre o objeto com discrição e ocultando-o na palma, sentindo a ponta do adesivo que protegia a parte grudenta do eletrônico roçando por sua pele, convidativo.

Mais uma vez, os braços se apertaram com leveza contra o Togepi nos braços, disfarçando a mão fechada pelo filhote inevitavelmente acomodado, engolindo saliva e sentindo um frio inquieto roçando por sua espinha diante da ideia de acabar sendo pega no flagra naquela maldita operação. Ora, o que falaria ao presidente, o que diabos diria à Luch?

...Esperou não ter que descobrir, quando as portas se abriram.
Planejava simplesmente ir atrás da secretária e terminar com aquilo o mais rápido possível.

Que Giratina a acudisse, pois ele era tudo que lhe restava.

Flame Body (Fletchinder):
Eggs +12 Posts

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Zeu0QEE
Virtuum:

Awards:
Shianny
Shianny
Ace Trainer III

Ace Trainer III

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue10 / 1010 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Kazehaya Qui Nov 19 2020, 13:08

EXP:




Luch e Natalie entravam no elevador e pareciam ansiosos para falar com o homem. Luch tinha uma ansiedade normal, afinal, iria descobrir para que servia aquela pedra misteriosa que havia ganhado ao abater uma ave lendária, já a aspirante a Rocket tinha outras preocupações que lhe conferiam um nervosismo ainda maior.

Como iria colocar a escuta na sala do homem de negócios sem que fosse pega? Teria que armar alguma coisa para distrair tanto o presidente quanto seu amante... muitas complicações, um passo em falso e ela iria cair por terra, seria descoberta e ai só Arceus sabe como a ruiva faria para contornar a situação.

Mas enfim, um momento vivido de cada vez, não é mesmo? Assim que chegaram no andar designado notaram como a arquitetura mudava, era um espaço todo pintado com cores neutras, vários quadros enfeitavam o local e muitas plantas alegravam o espaço. A secretária de Devon era muito atenciosa e os levava até a sala do magnata com muita cordialidade.

Assim que abriram a porta, a dupla notou uma sala relativamente maior do que as outras. Várias estantes com livros sobre diversos assuntos do mundo Pokémon, tecnologia e até mesmo algumas revistas de fofoca onde o homem estampava a capa junto de seu filho. Devon estava em sua mesa gigantesca de trabalho toda folheada de mármore e com detalhes dourados como ouro.

- Bem vindos amigos, podem se sentar. – Ele dizia animado. – Aceitam um café? Um chá?  Posso providenciar qualquer coisa.

Ele era muito simpático, deixando a dupla mais tranquila sobre como se portar na frente do grande magnata. Mas ainda havia questões que Natalie deveria saber lidar... Como eles se portariam?




Progresso - Broo:
Kazehaya
Kazehaya
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue0 / 100 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Shianny Qui Nov 19 2020, 17:23

A parte boa, para começar, é que a mulher que os esperava no andar superior não só era atenciosa, como também era do tipo que ia "direto ao ponto" e, sem mais nem menos, o... Quinteto... foi encaminhado (sem pressa, porém) na direção da sala de reuniões (?) onde, supunha, o presidente os esperava. A primeira coisa que percebeu, bem, era justamente o fato como todo o ambiente trazia consigo uma mudança quase que estrondosa se comparado à recepção da corporação - e era o mínimo, considerando a falta de pessoas, de estandes, enfim, de toda a confusão e agitação natural dos andares inferiores.

E era difícil dizer o que a ruiva esperava ao certo quando a porta se abriu, mas certamente não era uma sala maior que a de espera, infestada de estantes, livros e revistas - e um simpático e animado homem do lado de dentro, fato que fez com que um nó inquieto se desse no estômago, a consciência de que estaria praticamente entregando a rotina interna do simpático senhor ao realizar a bendita missão com a qual fora incumbida e, ao mesmo tempo, saber que não era mais uma escolha quando tinha de pesar na balança o mundo de um homem de negócios e o bem-estar de Karinna.

— Obrigada! — Foi o que respondeu ao simpático senhor, o gosto amargo beliscando a garganta enquanto forçava um sorriso natural. — Sr. Devon, eu presumo? Eu sou Natalie. — Apresentou-se, a ideia de falsificar uma identidade flertando com a mente - mas logo se distanciando ao recordar que, bem, não valeria a pena tentar fazê-lo com Luch ao lado, e isso só para começar. — Se não for incômodo, um chá seria maravilhoso. — Disse, esperando a distração do homem para que pudesse vistoriar a sala com o olhar, na expectativa de vasculhar os detalhes do ambiente para identificar o melhor local em que pudesse tentar grampear o lugar. Plantas, vasos, quadros - tudo isso era uma ideia, nada era uma garantia. A própria mesa, aliás, parecia um bom lugar para se plantar a microcâmera - não era de vidro, e não traria muita atenção se colocasse por baixo. Hmm... — Obrigada pelo seu tempo em nos receber, inclusive! — Adiantou-se, engolindo saliva e olhando rapidamente na direção de Drac. Ah, sim, ainda tinha que se preocupar com ele, além de tudo.

...
Que não fosse muito difícil, era tudo que pedia.

Flame Body (Fletchinder):
Eggs +14 Posts

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Zeu0QEE
Virtuum:

Awards:
Shianny
Shianny
Ace Trainer III

Ace Trainer III

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue10 / 1010 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Puyumi Qui Nov 19 2020, 19:20


Ao sairmos do elevador, era um novo mundo que nos aguardava. Além de uma nova e gentil atendente também! Provavelmente o nível dos andares deste edifício fossem proporcionais aos níveis hierárquicos e seus benefícios.... Isso colocava o andar do Presidente como o suprassumo do bom atendimento e bom gosto. Para nossa alegria, é claro. Mas... Pensando assim, se seguirmos a mesma lógica, era certamente imprescindível que ficássemos longe do subsolo, não é mesmo? ... Mas loucuras a parte, precisava focar-me no presente para não parecer um ser completamente perdido no espaço — É um prazer, vamos sim! — Comentei, enquanto caminhávamos pelo corredor em direção à sala presidencial.

Conforme caminhávamos, notava a diferença de arquitetura e da presença de humanos diminuída. Certamente traziam um ambiente menos tóxico e deviam ser os responsáveis diretos pela mudança do atendimento. Adiante, uma grande sala, nosso destino. Não poderia esconder um certo nervosismo com a aproximação de uma reunião com alguém tão importante! Mas Natalie parecia ainda mais apreensiva... Não imaginava que ela ficava assim com figuras de autoridade... Segurei sua mão e sorri, acompanhando-a porta a dentro, onde um homem bastante simpático nos aguardava com um sorriso no rosto. Ele nos cumprimentou e falou que poderíamos sentar, além de oferecer café, chá ou qualquer outra coisa. Natalie agradeceu e prontamente solicitou um chá. Eu, que estava pensando em pedir nada, acabei me sentindo compelido a aceitar também — E..Eu prefiro uma xícara de café, se não for incômodo...  — Comentei, olhando para a mulher que nos escoltou, provavelmente quem acabaria trazendo a bebida para nós.

— Obrigado pela atenção Sr. Devon! Mas o senhor já sabe também para o que viemos, né? Acho que, pelo que ouvi por aí, muita gente tem conseguido uma dessas ultimamente e vem ter uma consultoria para entender melhor... — Disse, mostrando a Intriguing Stone que guardava entre os meus pertences — Acho que é uma grande pedra, com um grande valor, mais do que financeiro! Ouvi dizer sobre supostamente ser uma... Mega Stone? Certo? Os Pokémon que já vi Mega Evoluírem eram bem fortes! Se for o caso, quem sabe não conseguiria um companheiro com grande poder ao meu lado... Se for realmente o que acho que é né? Hehehe — Expliquei ao Devon, olhando depois para Natalie, que certamente deveria ter também o que dizer.






Puyumi
Puyumi
Especialista Flying I

Especialista Flying I

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue0 / 100 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Kazehaya Qui Nov 19 2020, 22:12






O senhor Devon então pedia para a secretária preparar o café e o chá com toda a calma possível, servindo a dupla de amantes um serviço impecável. Em poucos minutos tudo era preparado e eles tinham ali Chá e Café junto de algumas bolachinhas bem gostosas de alguma marca cara pra caramba que eles provavelmente nunca mais iriam experimentar de forma tão fácil.

O homem então ouvia o que eles tinham a dizer ficando calado na maioria do tempo e esperando com paciência que eles terminassem de dizer tudo o que precisavam para enfim descobrir se aquele era realmente a mega stone que eles tanto queriam para si ou apenas uma falsificação barata.

- Deixe-me ver com cuidado, rapaz. – Ele dizia. – Hummm... – Olhava, batia com cuidado, analisava e por fim proferiu. – Parece verdadeira, mas não consigo dizer de qual Pokémon ela é... Sinto lhe informar, mas somente meu filho Steven poderá dizer qual é a sua pedra. – Ele falava para Luch, ainda observando a pedra com interesse. – Elas são realmente muito raras, você deve agradecer por ter a sorte de tê-la encontrado.

Devon então bebeu um pouco do chá e olhou para a nervosa Natalie, esperando que ela lhe mostrasse alguma coisa também.

- E você jovem, tem alguma coisa rara ai com você?




Progresso - Broo:
Kazehaya
Kazehaya
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue0 / 100 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Shianny Sex Nov 20 2020, 02:23

Chá, querendo ou não, era uma das melhores maneiras que poderia ter ao alcance das mãos naquele momento para que pudesse relaxar um pouco os nervos quanto à situação de "teia de aranha" na qual se encontrava. Inquieto, dentro do punho e praticamente oculto por detrás do corpo de Togepi, o polegar roçava pela ponta do adesivo na microcâmera, desejando a qualquer momento arrancá-lo, grudar aquela porcaria em qualquer lugar e sair daquele escritório sem olhar para trás, independente se o homem seria ou não capaz de perceber e/ou retirar o mecanismo de sabe-se lá onde - e foi com esse mesmo nó na garganta que a ruiva observou enquanto o presidente analisava a pedra entregue por Valassa, confirmando-a como verdadeira e, não muito tempo depois, virando a atenção para si (e, sim, se fosse possível, tinha a sensação que acabaria mais pálida do que já era naturalmente naquele instante, por mais que o foco do Sr. Devon só houvesse se voltado para questioná-la se também teria algo para verificar).

— Mwnhm. — Confirmou, balançando a cabeça com suavidade. Nesse momento, a mão oposta àquela que segurava o aparelho de espionagem retirou a mochila das costas, colocando-a no chão; Chase inclinou-se e remexeu em um dos bolsos internos da bolsa, retirando as duas pedras multicolores que ali se escondiam e colocando-as sobre a mesa, inclinando um pouco o corpo para a frente e depositando-as o mais perto possível do presidente. — Ouvi dizer de Nicholas, creio que deva conhecer, que eram Megas. Mas, ele não tinha lá certeza sobre o que eram... — Comentou, encolhendo brevemente os ombros. — Então me sugeriu para vir tirar uma palavra com o senhor. Consegue me dizer quais são, ou pelo menos confirmar que são? — Pediu, engolindo saliva e respirando fundo. — E, sobre o Steven... A gente não teria sorte suficiente dele estar por aqui, por acaso, né? — Perguntou, com um sorriso sem graça. — Como a gente poderia contatá-lo?

Mais uma vez, o olhar passeou pelas estantes dispostas detrás da mesa de Devon; Com discrição, a treinadora aproximou um pouco mais a cadeira da mesa, e o pequeno Togepi observou por sobre o móvel, com seus olhinhos miúdos, a estatura da criatura de grande poder socioeconômico que fizera o favor de os receber por ali. A língua se moveu desconfortável dentro da boca, e Chase se limitou à observar enquanto o homem analisava os objetos que havia entregado.

— É uma coleção de livros bonita, essa aí. — Comentou, apontando com a cabeça para os objetos dispostos nas prateleiras, em uma esperança tola de distrair não só um, como os dois presentes na sala. — Faz muito tempo desde que junta eles? — A própria Cleffa pareceu tentar auxiliar nesse ponto, inocente, pendurando-se mais para frente nos ombros de Luch e quase, quase tombando para seu colo, agarrando-se desajeitadamente em suas madeixas escuras e as repuxando um pouquinho, desajeitada, emitindo um cry manhoso, choroso.

...Seria aquele um bom momento pra...?

Flame Body (Fletchinder):
Eggs +16 Posts

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Zeu0QEE
Virtuum:

Awards:
Shianny
Shianny
Ace Trainer III

Ace Trainer III

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue10 / 1010 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Puyumi Sex Nov 20 2020, 10:18


Tão logo solicitamos as bebidas, a secretária do Sr. Devon saiu em busca dos pedidos. Enquanto isso, nos mantivemos em uma animada conversa, demonstrando que por mais que fosse rico, importante e atarefado, o Presidente também sabia ser simpático. Acredito que a simpatia seja uma das grandes necessidades para alguém se tornar importante inclusive, pois sozinho não se consegue tudo, era preciso criar contatos. Seria então essa disponibilidade por parte dele uma tentativa de ser conhecido e útil para o máximo de treinadores com forte potencial? Enfim... Depois eu pensava mais sobre isso...

— Aqui, pode verificar — Comentei, entregando a pedra, que foi prontamente e meticulosamente analisada pelo Presidente, antes de ser devolvida com um largo sorriso no rosto. Ele confirmou que era uma Mega Stone real e oficial, mas ainda estava num estado de difícil identificação, onde apenas seu filho, Steven Stone poderia realmente dar um parecer final de identificação. Em seguida, antes mesmo que eu pudesse agradecer, o Sr. Stone, ele dirigir-se a Natalie, questionando se ela também tinha algo a mostrar.

Então, senti quer a ruiva ficou desconfortável. Ou será que já estava o tempo todo que me mantive focado na pedra e no Presidente? Ela agia com movimentos não muito naturais e com certa dificuldade, abriu a mochila e retirou não uma, mas duas supostas Mega Stones, entregando ao homem a nossa frente para uma análise. Mas não parava por aí... Ela tomava também a frente para perguntar como iríamos encontrar o Steven e aproveitou para curiosamente elogiar e comentar sobre os livros presentes no lugar. Semi-cerrei os olhos, tentando entender o que havia, mas acabei distraído por Cleffa, que se apoiava nos meus cabelos para não cair e me arrancava um sorriso, além de alguns fios de cabelo

— É realmente uma coleção belíssima, mas... Sobre as pedras. Já que devemos procurar o Sr. Steven, acho que uma dica sobre onde ele pode estar seria de grande ajuda! Ele é bem atarefado não é? Vai ser difícil encontrar ele parado em algum canto... — Disse, reforçando o que Natalie já havia dito antes de falar sobre livros. E bem, acredito que assim que tivermos essa informação ou talvez alguma extra, poderíamos finalizar a reunião..






Puyumi
Puyumi
Especialista Flying I

Especialista Flying I

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue0 / 100 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Kazehaya Sex Nov 20 2020, 16:07




Natalie parecia ter engatado uma pergunta atrás da outra, além de mostrar algo muito interessante para o senhor Devon. Ele tentava ir por partes, observando primeiro as duas pedras que ela os havia mostrado e com curiosidade pegava, tocava e batia com cuidado assim como fez com a pedra de Luch. Por fim, ele os respondeu:

- Parece que vocês deram sorte, principalmente você minha jovem... Ambos com Mega pedras, algo difícil de ver por aqui. – Ele continuava então. – Não me lembro de nenhum Nicholas, são tantas pessoas passando por aqui que não consigo me recordar de todos. – Dizia com certa desatenção desse assunto em específico, até que pegou seu celular e tentou ligar para alguém. Sem sucesso. – Sinceramente, nesse momento ele deve ter embarcado em um helicóptero para a Granite Cave, acho que ele deve ficar lá por um bom tempo... Infelizmente, se tivessem vindo uma hora antes ele ainda estaria aqui!

Mas logo após ele começou a olhar orgulhoso para os livros, por isso levantou-se abrindo um espaço bom para que a ruiva pudesse fazer aquilo que estava preparada para fazer. Feito isso, ela notou que o Senhor Devon levantava de onde estava e começou a mostrar contente toda a sua coleção. – Que bom que perguntou, é uma das minhas várias coleções de livros, tenho alguns clássicos aqui, Shakespeare entre outros mais e também alguns livros que vão desde aventura até mesmo aqueles que me ajudaram a desenvolver todo o marketing da minha empresa. – Ele começava a mostrar vários clássicos passando até mesmo para maravilhas dos negócios e por fim destoava a falar pedindo que eles se levantassem para acompanhar sua coleção. – Venham ver aqui mais perto.

Se Natalie queria fazer algo, deveria ser agora!





Progresso - Broo:
Kazehaya
Kazehaya
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue0 / 100 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Shianny Sex Nov 20 2020, 19:29

Foi com um certo desânimo que a ruiva recebeu a notícia de que, caso estivessem ali um pouco mais cedo - o que não teria sido possível, ainda que houvessem tentado horas antes -, toda a questão das pedras teria sido quase que imediatamente resolvida, considerando que Steven ainda estaria por ali mas, enfim, como já tinha previsto há alguns minutos atrás para o unoviano que a acompanhava, não seria ali que sua aventura teria fim.

Entretanto, porém, contudo e todavia, também não era naquele nó de conversa que se encerraria seus afazeres naquele ambiente. Ainda havia a microcâmera quente contra a sua palma, incômoda, e um calor inquieto corria pela coluna da ruiva enquanto aguardava a mínima abertura para poder acabar com aquilo e se livrar do peso sobre os próprios ombros - então, quando o presidente mordeu a isca à respeito dos livros e se volveu na direção da coleção organizada, e a visão periférica captou a mancha rósea da fada recém-nascida se agitando sobre os ombros de Valassa, soube, não teria momento melhor para prosseguir com sua tarefa.

Num rápido movimento, o polegar fez deslizar o adesivo que protegia a área grudenta do aparelho de espionagem e, ágil (mas com o cuidado necessário para que não fizesse força, afinal, tudo aquilo iria por água abaixo se simplesmente desse um SOCÃO por baixo da mesa, né?), o antebraço se movimentou e a palma pressionou o eletrônico contra o teto do móvel à sua frente, as feições paralisadas numa expressão amena ao mesmo tempo que os dentes pressionavam vigorosamente o músculo úmido que repousava dentro da boca.

O indicador e o médio imitaram o movimento feito pelos molares, pressionando a microcâmera contra o material da mesa e se certificando que o aparelho estivesse bem preso antes que, devagar, a mão se afastasse e recolhesse para junto do corpo do Togepi, a coluna se endireitando um pouco, o frio da nuca escorrendo e se espalhando por todos os membros enquanto esperava qualquer reação mais brusca de qualquer um dos presentes que denunciassem uma falta de cuidado sua - ou não necessariamente isso, mas simplesmente que houvessem se apercebido do grampo que havia pregado à mesa do presidente.

...Não sabia para quem, mas rezou para que não.

— ...Entendo. — Cuspiu a palavra, o nó na garganta praticamente entalando-a, a consciência fazendo todo o esforço possível para que não gaguejasse no processo e entregasse de bandeja a missão relativamente simples que a haviam incumbido de fazer. — É uma pena. — Lamentou, encolhendo brevemente os ombros e segurando o copo servido entre os dedos, sorvendo uns dois goles do chá para acalmar o coração palpitante dentro do peito. — O senhor acha que, se formos até lá, conseguimos encontrá-lo? — Ousou perguntar, após engolir o líquido morno e conceder uma umidade à mais pra boca, ainda que não necessariamente a melhor possível. — Deve imaginar, mas já faz um tempão que estamos ansiosos pra saber do que se tratam essas pedras! — Riu, sem jeito, o corpo perdendo a mecanicidade de instantes atrás para recolher as esferas abandonadas por Devon, guardando-as mais uma vez na mochila e se certificando de colocá-la sobre os ombros, abraçando um pouquinho mais forte o bebê nos braços e se erguendo sem parar para pensar duas vezes...

Mas, claro, não para ir embora. Não podia ir embora correndo, ou tudo ficaria simplesmente estranho demais.

Então, tomando o copo de chá em uma das mãos, a moça se aproximou do homem após ajeitar a cadeira no lugar, os orbes acinzentados cuidadosamente passeando pela coleção (a qual, sinceramente, não tinha lá tanto interesse assim... Mas agora tinha de fingir que sim, né? Fazer o quê) de livros exposta nas prateleiras e vigiando atentamente os títulos estampados nas capas de couro cuidadosamente organizadas.

— Oh! O senhor construiu todo o marketing baseado nesses livros? — Perguntou, com certa surpresa, erguendo as sobrancelhas com sutileza - então, o rosto se volveu para o presidente, pendendo a cabeça com suavidade para o lado. — Eles são uma mina de ouro, então, considerando onde você está, agora! — Disse, franzindo a ponte do nariz num gesto de graça, bebericando o restinho do chá e mantendo o copo descartável em mãos - precisaria jogá-lo fora depois, mas não seria agora que o faria. — Faz um tempo desde que eu parei pra ler pela última vez. Sabe, essa vida de treinador, uma correria e tudo o mais... — Comentou, deixando escapar um riso sem graça, ajeitando brevemente uma das madeixas avermelhadas por detrás da orelha, engolindo um suspiro inquieto. — Acho que eu devia tirar era umas férias disso tudo, isso sim! — Brincou, balançando a cabeça com gentileza. — Mas acho que deve ser bem mais difícil lidar com a parte empresarial da coisa, né? — Acrescentou.

Estava bem.
Estava tudo bem.
Calma. Calma. Respira.

Estava tudo bem.

Flame Body (Fletchinder):
Eggs +18 Posts

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Zeu0QEE
Virtuum:

Awards:
Shianny
Shianny
Ace Trainer III

Ace Trainer III

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue10 / 1010 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Puyumi Sex Nov 20 2020, 20:30


Com Cleffa tampando minha visão, usando meu próprio cabelo, acabei não vendo muito bem o que se passava ali com o Presidente e Natalie. Eu notei que o Sr. Stone havia levantado e caminhado até algum canto, comentando sobre seus livros e tudo mais, mas ainda estava "no escuro". Com cuidado para não derrubar parte do café, coloquei a xícara e o pires sobre a mesa a minha frente novamente, acima do suporte, e usei as duas mãos livres para pegar a pequena bolota rosa e erguê-la, para olhá-la de frente, com carinho e certa preocupação — Ei pequena, tudo bem? Fique tranquila! — Disse à Pokémon, balançando tanto os braços que acordava o já sonolento Rufflet, empoleirado sobre a mesa, ao meu lado. Mas enfim... Quando fui olhar os outros dois, Chase já estava se levantando também, então a segui.

Deixei Cleffa sentada ao lado de Steve e recolhi a xícara de café para evitar acidentes, tomando um pesado golpe e a levando comigo, enquanto observava Natalie contar sobre seu tempo livre de treinadora, ou melhor, a falta dele, e sobre suas expectativas para o futuro — A verdade é que a gente sempre diz que vai tirar um tempo "para nós", mas surge uma novidade imperdível para verificarmos e... Daí saímos com mais uma dessas pedrinhas, novas histórias e mais objetivos imperdíveis pela frente.... Fazer o quê...  — Comentei, intrometendo-se na conversa enquanto processava a informação do Presidente sobre a localização atual de Steven. Aparentemente ele havia se metido lá pela Granite Cave, em Dewford. É, aparentemente teríamos uma longa viagem para a tal cidade, isso se não surgisse um novo destino para seguirmos.

— Bem, acho que com isso temos informação suficiente para seguir. Vou guardar com muito carinho essa Stone até descobrir qual se trata e vou tentar não morrer de curiosidade até encontrarmos o Steven! — Disse, em um tom animado, batendo no bolso onde havia guardado o objeto e depois sorrindo largamente. Com isso, dava por encerrado o assunto com o Presidente e já pensava em me locomover para outros assuntos, se Natalie estivesse de acordo é claro — Sr. Stone, muito obrigado por nos atender! Você é demais! Iremos atrás de seu filho... E bem, se Natalie não tiver algo mais a discutirmos, acho que podemos dar por encerrada a reunião, certo? Obrigado de novo, por tudo!






Puyumi
Puyumi
Especialista Flying I

Especialista Flying I

Alertas :
[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Left_bar_bleue0 / 100 / 10[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

[BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo - Página 7 Empty Re: [BROOKLYN - SECUNDÁRIA] 001 - Começando do Começo

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Ir para o topo Ir para baixo

Página 7 de 16 Anterior  1 ... 6, 7, 8 ... 11 ... 16  Seguinte

Ir para o topo

- Tópicos semelhantes

 
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos