Pokémon Mythology RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Ato 05 — Nostalgia.

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por RafaelLuck Sab Dez 12 2020, 10:40

Mal a batalha começou e mais uma vez terminou rapidamente. Gyoza era implacável e com seu primeiro ataque, deu fim às esperanças do Crabrawler de participar da luta. Com um único Psychic, o caranguejo lutador caia desmaiado. Musubi olhou para sua maninha fazendo um sonoro uau com sua expressão facial, já que a Raichu só conseguia emitir variações de nome que continham as sílabas de seu próprio nome. A pokébola certeira e precisa fez a captura sem grandes dificuldades mais uma vez. Será que havia algum pokémon naquela floresta capaz de vencer a campeã intocável Gyoza???


     


Crabrawler:
~x~
Hold Item:
~x~
Trait:
Anger point

lv21 Crabrawler


0/51
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Crabrawler
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 StarmieAto 05 — Nostalgia. - Página 4 Raichu-alola
lv29 Gyoza


74/74
lv11 Musubi


35/35
Trait 1:
Illuminae
Trait 2:
Surge Surfer
Hold Item 1:
~x~
Hold Item 2:
~x~
Gyoza:
~x~
Musubi:
~x~

Campo: Noite iluminada pelas estrelas e o brilho do luar. Uma cerca alta logo atrás de nossos heróis. Chão coberto de lama próximo a cerca e uma floresta fechada com um caminho sinuoso logo a frente.

Shellos não iria fazer feio na frente de seu dono. Tinha conseguido uma vitória contra o Slowpoke antes e queria manter a contagem de vitórias subindo. Rockruff atacou primeiro invocando uma pesada pedra sobre a lesminha (-7 de hp). Está por sua vez revidou com um poderoso jato escaldante que fez a Lobinha sentir sua força ser drasticamente reduzida (-30 de hp/Burned). Sem querer desistir e sedenta em provar sua força ela repetiu o lançamento que acertou, só que com metade da potência anterior (-3hp). Shellos finalizou o combate sem grandes dificuldades e assim como Seedot foi até Nico buscando algumas palavras sábias. O treinador fez sua captura com sucesso e voltou sua atenção para Karinna.






Rockruff:
Queimada
Hold Item:
~x~
Trait:
Keen Eye

lv21 Rockruff


0/50
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Rockruff
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Shellos
lv29 Shellos


74/84
Trait:
Storm drain
Hold Item:
~x~
Shellos:
~x~

Campo: Noite iluminada pelas estrelas e o brilho do luar. Uma cerca alta logo atrás de nossos heróis. Chão coberto de lama próximo a cerca e uma floresta fechada com um caminho sinuoso logo a frente.

Com o fim das batalhas, o silêncio era presente mais uma vez. A vida poderia ser bela e ao mesmo tempo uma bela sacana. Nostalgia é um sentimento forte e presente que absorve a atenção do presente e arremessa as pessoas de volta ao passado. Onde eram mais felizes? Onde o fardo poderia ser mais leve? Às vezes para a dor extrema.

Naquele abraço entregue e sincero, os dois loiros admiraram a lua enquanto os fios do destino costuraram um laço de irmandade e propósito para os dois. Era muito bom finalmente encontrarem alguém que aceitava suas peculiaridades e não exigia que fossem nada além de si mesmos. Novos laços traziam novas responsabilidades para consigo mesmo, afinal, se você acabar se machucando é outra pessoa quem irá sofrer, talvez até mais do que você mesmo.

A beleza do momento foi quebrada por um par de sons motorizado que invadia o fundo da paisagem.

- A câmera mostrou que eles entraram pulando por essa cerca. Vamos lá pessoal, eles não devem estar muito longe.

Quem seriam essas pessoas misteriosas? Amigos ou Inimigos? Quem sabe… Karinna e Nico tinham a vantagem de já terem pulado a cerca e de estarem com os espíritos elevados.



Progresso:


Karinna: Vitória de Musubi e Gyoza contra Slowpoke ambos ganharam 1395 de xp;
Musubi subiu do nível 1 para 11 (Santo up) e ganhou rios de felicidade(21 de felicidade!!!!!!) pela sua primeira vitória em Kanto. Gyoza ficou feliz por seu maninho e recebeu +1 ponto de felicidade.
Musubi e Gyoza venceram a batalha contra Crabrawler e receberam 1.233 xp cada um.
Gyoza avançou para o Lv. 30 [547/3227] e recebeu +2 de felicidade ;
Musubi avançou para Lv. 14 [366/480] e recebeu +6 de felicidade ;


Nico: Vitória de Seedot e Shellos contra Slowpoke ambos ganharam 1103 de xp cada e Seedot ganhou + 4 de felicidade (e pode ganhar +10 caso escolha evoluir)
Seedot chegou ao Lv. 15 e pode evoluir.
Pode aprender mega drain e caso evolua pode aprender Razor Leaf: deseja substituir algum Move?
Shellos chegou ao Lv. 29 e ganhou +2 de felicidade;
Shellos ganhou 1876 de xp pela vitória contra Rockruff;


Capturas:

Karinna: Slowpoke femea nível 25; - 1 Friend Ball;
Crabrawler Macho nível 21; -1 Pokeball;

Nico:Slowpoke macho nível 25; - 1 Pokeball;
Rockruff femea nível 21; -1 Pokeball;

Bcs:
+2 BC por vitória em uma batalha contra pokémon selvagem;
+2 BC por capturar 2 pokemons Selvagens;
+1 BC por evoluir Seedot para Nuzleaf;

Karinna:
+2 BC por vitória em uma batalha contra pokémon selvagem;
+2 BC por capturar 2 pokemons Selvagens;

Nico:

Informações extras:

Tiozinho amistoso: Willy ;
Sobrinha de Willy: Cindy ;
Avistaram uma dupla de Slowpokes loiros;
RafaelLuck
RafaelLuck
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por Karinna Sab Dez 12 2020, 12:22


nostalgia

Toda aquela vulnerabilidade, até mesmo por parte de Nicholas, deixava a atmosfera tão suave que por muito pouco não era possível flutuar. Um eufemismo, sim, porém o leve zéfiro que constantemente levava as caídas folhas e a dupla de madeixas loiras tornava tudo ainda mais mágico, como uma dualidade cômica proposta pelo destino onde duas das almas mais machucadas se encontraram e, em fim, se acertaram. Diferente do que o rapaz dizia, não importa tempo e jamais importou: finalmente conhecer alguém que compartilha o tamanho da dor que carrego dentro de mim era o suficiente para querer protegê-lo de todo o resto. Como um irmão mais novo. Um irmão chato, reclamão, mau humorado, mas irmão.

"Louca". Para ser bem sincera, nunca fui muito fã de todo esse rótulo que colocam em mim. Toda atitude que tinha onde agia fora dos padrões e explodia ou lidava da minha própria maneira imprevisível era tida como maluca. Se eu fosse um homem, posso garantir que nenhum desses adjetivos seriam atribuídos a mim: me chamariam de forte, esperto, espontâneo. Tudo, menos maluco. Mas fazer o quê? Consigo derrotar Regirock mas tenho certeza que jamais conseguirei derrotar os double-standards que me acompanham por ser mulher.

— Só um pouquinho, quem sabe. — dei uma leve risada enquanto buscava a esfera do lutador capturado; agradeci Gyoza e Musubi uma vez mais, retornando-os — Mas, vai, admite... Você gosta de mim mesmo assim, irmãozinho. — caminhei até o loiro, dando mais um leve peteleco em sua testa, abrindo um terno sorriso — Se você n-

Interrompi a mim mesma quando um barulho ecoou a alguns metros de distância. A princípio não consegui identificar sobre o que se tratava, mas após o segundo "ronco", percebi imediatamente que motos, provavelmente um estilo bem pesado, semelhante aquelas Harvey-Davidson que correm de madrugada pelas ruas de cidades, estavam presentes. Como um Glameow escaldado, minha postura mudou da água para o vinho: levei o indicador até minha própria boca, sinalizando para que Nicholas fizesse silêncio. Em seguida as mãos rapidamente buscaram as madeixas e prenderam-nas em um baixo coque.

— Correr ou se esconder? — perguntei, bem baixo, aguardando a resposta do loiro; apontei na direção de um dos arbustos presentes — Podemos tentar bater de frente também, mas não sei se deveríamos. Se corrermos, eles nos alcançam. — minha expressão era atenta e as janelas não desgrudavam um segundo de onde o barulho de originava — Então, corrigindo a pergunta: nos escondemos ou batemos de frente?

Egg escreveu:
Eevee — 25/40
Spiritomb — 11/40


SWARM

_________________
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Tumblr_ntm3291cIx1r4jf9no1_500

Off:

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Ihjnzau
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 EAHKxXN
Karinna
Karinna
Especialista Psychic I

Especialista Psychic I

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por Nico' Sab Dez 12 2020, 16:18

off.:
Dando o XP Candy S para o Shellos ganhar os 800 pontos de XP. Como, com isso, é capaz de upar de nível e evoluir, já narrei a evolução dele pra Gastrodon.

Apenas um único passeio no National em que os laços com o aquático foram estreitados fê-lo florescer em força e em júbilo. Com dois únicos ataques — adquirido e aprendido depois do Doll Fanfest —, Shellos nocauteou o seu adversário sem muitas delongas. A esfera fora arremessada contra o corpo inerte do lupino, que nem sequer lutou contra o apetrecho: era como se rendesse ao, agora, seu novo mestre, confiando nos caminhos que este poderia ter para ele. A lesma aquática, assim como Seedot, levou o instrumento circular até Nicholas em sua cabeça, através de passos lentos e espalhafatosos.

Agachou-se, calmo, recolhendo o instrumento para si. Um lampejo envolveu o apetrecho circular, e como um flash, aquela luz ascendeu aos céus. Como o espaço fora preenchido por Slowpoke, capturado previamente, Rockruff fora mandado para o storage, onde, em prédios singelos como os centros pokémon, o louro poderia modificar os seis a seu bel prazer. Isso não é tão relevante no momento, afinal.

Era engraçado como Shellos ainda se mantinha fitando o louro com o seu rosto ostentando um sorriso pincelado em seu semblante; quiçá, parecia meio bobo diante da admiração que tinha por seu mestre. Ao longe, o monstrinho marinho ouvira algumas conversas que Nicholas teve com Seedot antes de o mesmo evoluir, então aguardava algum tipo de discurso? O garoto respirou fundo, deixando um riso inocente escapar de sua garganta. O kantoniano agachou-se, afagando de leve a cabeça do aquático. A mão destra foi até o bolso lateral da mochila que carregava consigo, tomando em suas mãos um pequeno doce embalado gentilmente em um papel azul. Abriu-o, deixando na palma de seu membro voltado para o gastrópode.

— Pega aqui, come — Shellos semicerrou suas pálpebras, volvendo um olhar túrbido na direção do kantoniano. — Confia em mim.

Como se desse de ombros, o gastrópode cerrou suas pálpebras por completo e abocanhou o doce. Mastigou poucas vezes, engolindo-o, agora sem receio algum — até mesmo os monstrinhos são amantes de chocolates. Nicholas permanecia com as vistas repousadas sobre a figura de Shellos com um sorriso convencido tingindo os lábios, esperando os efeitos daquela bala. Alguns ínfimos segundos se passaram até que, em júbilo, o aquático grunhia contente ao sentir a energia que seu corpo absorvera com um singelo alimento.

Volveu a cerrar as pálpebras, dessa vez, com o semblante voltado ao céu e uma expressão jocosa aparente. O corpo de Shellos era envolto pela mesma energia que outrora envolveu o corpo do agora Nuzleaf; era como se os céus finalmente observaram-no, abençoando o gastrópode com o fenômeno evolutivo tão especial não apenas aos monstrinhos, como também aos seus mestres. Seu corpo triplicou em tamanho, seus pezinhos aumentavam bastante suas dimensões e, em sua testa, um terceiro olho surgia. O seu dorso passava a ser marrom agora.

Irrompeu então da aura enérgica que o circundava, e desta vez não mais como Shellos, e sim como Gastrodon. O monstrinho encarava o louro, entregando-lhe um riso venturoso após ser acometido pelo fenômeno que tanto aguardara.

— Eu falei, não foi? — tornou a afagar o agora Gastrodon, evocando o feixe vermelho-sangue de sua esfera bicolor, recolhendo o monstrinho para um descanso merecido depois de dois combates.

Ergueu-se, respirando fundo, olhando de relance para lua até perceber a aproximação da loura. Nem se moveu para escapar do singelo peteleco em sua testa — gesto esse que Nico havia feito antes na especialista. Quando Karinna estava prestes a iniciar outra fala, os orbes cerúleos dirigiam-se, inquietos, até uma fonte de soídos não muito distante da dupla. Motores, sejam de automóveis ou de motocicletas, o fato era que os guardas que Nicholas previa estavam chegando aos dois “infratores”.

Correr ou se esconder: a especialista indagava. Enfrentá-los era uma ideia que Nicholas rechaçava desde o começo; os guardas poderiam chamar reforços, e o que poderia ser uma simples, poderia ser uma infinita guerra contra as autoridades da reserva florestal. Semicerrou as pálpebras, os orbes cerúleos ainda inquietos dançando por todo o redor da dupla, buscando uma saída mais simples para aquela ocasião que poderia se tornar melindrosa.

Foram detectados por câmeras, ou seja, por onde entraram, havia algumas fiações que alimentava o sistema e foram capazes de rastreá-los a partir de lá. Por aquela simples frase, o louro agradeceu por não existir um sistema de alarmes que poderia agravar ainda mais a situação.

— Se por onde a gente entrou tinha câmeras, a gente tem que entrar um pouco mais na mata. Daria um trabalho do cacete eles fazerem toda a fiação pra alimentar as câmeras nas árvores mais pra dentro da mata. Quer dizer, tem chances de eles ainda terem câmeras lá, mas é mais difícil — ponderou em murmúrios, apontando no sentido contrário à direção do ruído dos motores. — Se fugirmos de trilhas, a gente força eles a nos perseguirem a pé, o que é bem mais vantagem. Então, nesse caso... — buscou uma esfera bicolor de fácil acesso em seu bolso, evocando ao mundo exterior o seu pássaro sensitivo. Como um totem, Xatu erguera apenas sua asa direita, suntuosa, na direção do kantoniano e da loura, pronto para ouvir as instruções de seu treinador. — Acha que consegue rastrear esses caras pra gente de cima? Só não deixa eles te verem, então vai tentando se esgueirar pelas árvores, beleza? Se achar que eles te viram, teleporta pra mim de volta que eu dou um jeito.

Xatu assentira com as ordens, iniciando o seu furtivo voo baixo para ser os olhos de Nicholas dos ares. Com a cabeça, sinalizou para Karinna que adentrassem ainda mais na reserva florestal, esgueirando-se entre as árvores no terreno. Caminhavam lado a lado para que não houvesse algum perigo de um se perder do outro — vez ou outra, Nico tomava o braço de Karinna, gentil, apenas para que não tomassem um rumo labiríntico.

— Vem cá, você é especialista em psíquicos, não é? — indagou, sem antes adentrarem muito fundo na mata. — Tem alguma técnica que consiga ajudar o Xatu e o Slowpoke? Eles estão precisando bastante — inferia, brando e calmo, guiando a loura pelos caminhos meandrosos da floresta.
Nico'
Nico'
Ace Trainer I

Ace Trainer I

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por RafaelLuck Sab Dez 12 2020, 22:32

Como o coelho que guiava Alice para o país das maravilhas, Nico levou Karinna para o desconhecido mata a dentro. Sem sabe do que aguardava a frente, mas plenamente conscientes dos riscos que existiam logo atrás, Xatu seria o guardião espiritual que vigiaria as costas da dupla de aventureiros.

O caminho em meio ao mato seguiu verdejante e colorido. A lua abençoava a todos igualmente naquela noite de abençoados encontros. Tendo a vantagem e experiências em se aventurar pelo mundo desconhecido, foi relativamente fácil encontrarem uma trilha que era usada por Pokémons da floresta. O caminho seguiu por mais de uma hora e os pés de Karinna começaram a demonstrar seu sinal de cansaço. Até o momento Xatu não havia dado nenhum sinal, o que indicava que sua missão furtiva seguia bem. Os dois tinham muito tempo para conversar até a próxima surpresa.

Em meio a mata, um dueto exótico de Pokémons fazia uma melodia singular. Seriam eles amantes a luz da lua ou apenas apaixonados pelos prazeres da madrugada?

Off da alegria:
Podem lançar o segundo dado galerinha!



Progresso:


Karinna: Vitória de Musubi e Gyoza contra Slowpoke ambos ganharam 1395 de xp;
Musubi subiu do nível 1 para 11 (Santo up) e ganhou rios de felicidade(21 de felicidade!!!!!!) pela sua primeira vitória em Kanto. Gyoza ficou feliz por seu maninho e recebeu +1 ponto de felicidade.
Musubi e Gyoza venceram a batalha contra Crabrawler e receberam 1.233 xp cada um.
Gyoza avançou para o Lv. 30 [547/3227] e recebeu +2 de felicidade ;
Musubi avançou para Lv. 14 [366/480] e recebeu +6 de felicidade ;


Nico: Vitória de Seedot e Shellos contra Slowpoke ambos ganharam 1103 de xp cada e Seedot ganhou + 4 de felicidade (e pode ganhar +10 caso escolha evoluir)
Seedot chegou ao Lv. 15 e pode evoluir.
Pode aprender mega drain e caso evolua pode aprender Razor Leaf: deseja substituir algum Move?
Shellos chegou ao Lv. 29 e ganhou +2 de felicidade;
Shellos ganhou 1876 de xp pela vitória contra Rockruff;
Shellos ganhou +800 de xp via Exp Candy (S)


Capturas:

Karinna: Slowpoke femea nível 25; - 1 Friend Ball;
Crabrawler Macho nível 21; -1 Pokeball;

Nico:Slowpoke macho nível 25; - 1 Pokeball;
Rockruff femea nível 21; -1 Pokeball;

Bcs:
+2 BC por vitória em uma batalha contra pokémon selvagem;
+2 BC por capturar 2 pokemons Selvagens;
+1 BC por evoluir Seedot para Nuzleaf;
+2 bc por evoluir Shellos;

Karinna:
+2 BC por vitória em uma batalha contra pokémon selvagem;
+2 BC por capturar 2 pokemons Selvagens;

Nico:

Informações extras:

Tiozinho amistoso: Willy ;
Sobrinha de Willy: Cindy ;
Avistaram uma dupla de Slowpokes loiros;
RafaelLuck
RafaelLuck
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por Karinna Dom Dez 13 2020, 12:00


nostalgia

Por mais impossível que seja conseguir ler as coisas dentre a expressão sempre-mal-humorada de Nicholas, pude observar em suas janelas celestes o nervosismo alcançando seu consciente, em uma velocidade tão exponencial quanto o ecoar dos motores à distância. Não era como se soubéssemos do que se tratavam aquelas motos e, pessoas como nós dois, com inúmeros traumas na bagagem, sabemos que em um piscar de olhos as coisas escalam para além do nosso controle. Melhor não dar azar à sorte, não é? Ou sorte ao azar?

Algo assim.

Consenti com a cabeça uma única vez para o plano inicial do adolescente: se fomos vistos pelas câmeras, a melhor ideia seria adentrar ainda mais a mata, onde era mais difícil para seja-lá-quem-for colocá-las e, consequentemente, nos rastrear. Dei um único largo passo na direção da imensidão esverdeada, somente para parar e observar Nicholas liberar um de seus monstrinhos para vigiar nossa retaguarda. As orbes ceruleas brilharam quase que de imediato e, como uma grande Felícia, saltei para agarrar o voador e enchê-lo de carinho. Nunca havia visto um psíquico daqueles e, assim como meu Sigilyph, o pássaro era incrivelmente majestoso.

— Eu quero um desse! Que fofinho! — abri um sorriso, afagando as penas do voador — Que absurdo você ter um Xatu e eu não. Se alguém lá em cima mexeu os pauzinhos pra você ter um, acho que você deveria ser eternamente grato. — brinquei, finalmente soltando o psíquico para que fizesse o que Nicholas havia pedido — ... Tudo bem, vamos.

Tornei a caminhar, agora com o loiro ao meu lado. A densidade das raízes aéreas e arbustos tornava a locomoção um pouco mais difícil a cada passo dado, mas nada que não estivesse acostumada: viver nos arredores de Olivine teve seus benefícios, tirando a fome, solidão e eterna tristeza. Um leve sorriso espontâneo surgia toda vez que Nicholas pegava no meu braço e me coordenava para continuar andando ao seu lado, mostrando que de fato se importava com meu bem estar. Claro que eu não poderia deixar barato, né?

— Olha só... Parece que o irmãozinho se preocupa com a irmã mais velha mesmo. — dei uma leve risada, empurrando o ombro direito do loiro — Que fofinho. Quem diria, né, resmungão? — roubei um abraço de lado enquanto caminhávamos, mas acabei soltando-o após quase tropeçar em um cipó caído no chão — Merd- Isso é praga sua. — revirei os olhos, buscando um TM dentro da bolsa e entregando-o na mão de Nicholas — Esse é o Psychic. O melhor golpe especial para psíquico. Aqui comigo eu só tenho esse, desculpa. — assim que terminei de falar, conseguimos escutar dentre o silêncio ensurdecedor da floresta uma espécie de melodia diferenciada; talvez alguns cries combinados? — O que será isso? — voltei meu olhar para Nicholas — Vamos com cuidado. Pode ser uma armadilha.

O que diabos poderia ser aquilo?

Egg escreveu:
Eevee — 26/40
Spiritomb — 12/40


SWARM

_________________
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Tumblr_ntm3291cIx1r4jf9no1_500

Off:

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Ihjnzau
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 EAHKxXN
Karinna
Karinna
Especialista Psychic I

Especialista Psychic I

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por Red Dom Dez 13 2020, 12:00

O membro 'Karinna' realizou a seguinte ação: Lançar dados


#1 '[SWARM] Alola-Mata' :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Dewpider

--------------------------------

#2 'Ability' :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 9MUSLVQ

--------------------------------

#3 'Egg Move' :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Ka4h3wx

--------------------------------

#4 'Shiny' :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 XCeitOo

_________________
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 B6gINSq
Red
Red
Administrador

Administrador

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


https://pokemyrpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por Nico' Dom Dez 13 2020, 16:06

off.:
— Usar os dois potions em Slowpoke;
— Ensinar Psychic para Xatu no lugar de Stored Power;
— Ensinar Psychic para Slowpoke no lugar de Confusion;
— Fazer o treino automático dos dois.

A relação que a loura mantinha com os psíquicos era peculiar. Bastou o kantoniano liberar seu pássaro sobrenatural para que, como uma Purrloin, Karinna saltasse contra o corpo da ave. Xatu, de primeira espantou-se, hesitando em dois passos para o lado — coisa que não impediu o ímpeto da garota. Abraços, o beijinho de esquimó e o afago em suas penas deixavam-no mais à vontade na presença daquela que outrora lhe era desconhecida. Ouviu os comentários balançando a cabeça positivamente para o seu monstrinho.


— Esse daí tem muita história — comentou, apenas se volvendo para o caminho à frente, balançando sua cabeça verticalmente, o sinal para que o pássaro decolasse.

Não delongou até que uma trilha fosse detectada pelos forasteiros naquela reserva floresta. Via esta que os próprios habitantes utilizavam para se locomover entre o espaço de dimensão ainda incógnita pela dupla. A caminhada seguia por pouco mais de uma hora, e os músculos dos dois, que calcorreavam em uma situação adversa, pedia um pouco de descanso. Próximos a chegar a um determinado ponto, Karinna disparava mais uma de suas galhofas com o fato de que o kantoniano não era alguém de muito contato — ou mesmo expressões. Franziu o cenho ao sentir a pressão em seu ombro feita pela especialista e suas provocações. Em ímpeto, a loura avançou para abraçar o treinador; apenas para quase tropeçar em um cipó e, por pouco, não estatelou no tapete verde que encobria o solo.

Nicholas voltou-se à mesma, com os dedos indicador e médio tesos, apontando para dentro do olho — como se dissesse “presta atenção”. Ora, se a loura vez ou outra provocava, por que o kantoniano não poderia fazê-lo também?

Fora lhe apresentado um TM que Karinna levava consigo: Psychic. Como a mesma já havia dito, era o melhor ataque especial que um psíquico poderia levar consigo — e com certeza, muito melhor do que Nicholas havia em seu arsenal. Recolheu o disco em mãos, dando uma piscadela para a especialista, agradecendo-a a seguir. O kantoniano volveu o corpo na direção de seu pássaro, erguendo o braço direito como um sinal para que voltasse para próximo do mesmo. Sem muitas delongas, Xatu utilizou de seu teleporte para se achegar de seu mestre. Nicholas libertou também o recém-capturado híbrido, ainda desacordado depois daquele combate contra Seedot e seu antigo Shellos; borrifou os derradeiros remédios sobre o corpo de Slowpoke, ficando próximo dos mesmos.

O kantoniano ergueu sua sobrancelha esquerda ao notar que, mesmo já em condições melhores, seu aquático ainda não respondia. Agachou-se do mesmo, chamando-o; e nada. Tentou uma segunda vez; em vão, como a outra. Estralou o dedo na frente dos olhos de Slowpoke que, morosamente, volvia os seus olhos inexpressivos na direção de Nicholas, grunhindo um simples “Slow”. Será possível que ele era desligado assim o tempo inteiro? O garoto segurou um riso em sua garganta, coçando suas lisas madeixas douradas.

Agora poderia conversar com os dois, já que todos estavam, enfim, despertos.

— Agradeçam a ela depois por eu estar ensinando esse golpe pra vocês dois. Confiem em mim, vai deixar vocês bem melhores — inferiu, manso, inserindo o disco sobre o seu pokénav, apontando para os dois monstrinhos. Em seguida, mostrava algumas instruções que o apetrecho dava para dominarem a técnica com maior naturalidade, afinal, era da mesma tipagem, o que poderia fazê-los se familiarizarem com a técnica com mais facilidade. Volveu-se na direção de Karinna. — Ah, valeu, é o suficiente.

Não delongou em dar um sinal para que Xatu volvesse ao seu ofício inicial e retornasse o aéreo Slowpoke para sua esfera bicolor. Ouviu atentamente as palavras de Karinna, bem como aquela melodia intrínseca que retumbava por entre as árvores da floresta. Levou o indicador até os lábios, pedindo, gentilmente, o silêncio de Karinna. Através de alguns sinais de mão e mímicas, indicou à mesma que se esgueiraria por entre os troncos até um ângulo que pudesse ter visão clara dos autores daquele dueto.

E fê-lo com maestria e toda a cautela ímpar que Nicholas possuía.

Escolheu um bom esconderijo e forçou as suas vistas para vislumbrar os autores daquela melodia. Conseguira identificar um único: Dewpider, um híbrido entre inseto e água da região de Alola. Semicerrou as pálpebras para focar ainda mais sua visão, na busca de identificar o segundo — por mais que o luar iluminasse parcialmente o ambiente, estavam em uma mata, ora.
Nico'
Nico'
Ace Trainer I

Ace Trainer I

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por Red Dom Dez 13 2020, 16:06

O membro 'Nico'' realizou a seguinte ação: Lançar dados


#1 '[SWARM] Alola-Mata' :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Dhelmise

--------------------------------

#2 'Ability' :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 9MUSLVQ

--------------------------------

#3 'Egg Move' :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Ka4h3wx

--------------------------------

#4 'Shiny' :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 XCeitOo
Red
Red
Administrador

Administrador

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


https://pokemyrpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por RafaelLuck Dom Dez 13 2020, 18:49

Engraçado como a noite estava cheia de pares não concordam? Talvez aquele dia tivesse algo de especial para os pokémons já que todos pareciam estar acompanhados de um parceiro ou parceira. Seria aquela noite uma oportunidade rara de criar laços duradouros com a benção das estrelas e luar?

A melodia destoante do silêncio esperado da mata fez com que vários pokémons se aproximassem. Passando ao lado de Karrina, Um fileira com mais de 50 Slowpokes seguiu em direção a musica e outros mais pokémons nativos daquele Bioma, felizmente para a jovem, nenhum deles era loiro então o bom animo permaneceu intocável. Do lado de Nico seu slowpoke havia saído da pokébola e estava com a Boca aberta como de costume (Psyduck da misty Style) só que dessa vez seguiu seus iguais em direção da melodia.  Os pokémons não paravam de chegar e apesar disso, nenhum deles parecia querer entrar em conflito com os treinadores. Karinna e Nico poderiam ir atrás do Slowpoke que provavelmente sua boa intenção seria captada pelos bichinhos ao redor que não mexeram com eles até então.

A pequena arachnida aquática que nico viu anteriormente cantava em um tom calmo e pacifico. Se tivesse que escolher um estilo imaginem a potencia de uma musa capaz de atingir os tons mais altos de opera. Uma qualidade musical rara e ainda mais estranha já que a esfera de água dificultava a passagem de som. Logo a frente dela um Pokémon foi sendo elevado para fora do lago. Vejam bem, não era força física e muito menos algo terreno que o tirava das profundezas escuras, mas sim a melodia amorosa e acolhedora da pequena aranha. Subindo aos poucos a ancora que antes estava presa ao passado e a melancolia agora elevava seu tom de voz em um vibrato grave que complementava a melodia com uma maestria espetacular.

A Musica seguiu por mais de 20 minutos e foi acompanhada por todos os pokémons ao redor que não ousavam atrapalhar mais um dos encontros pré destinados da noite. Bom...Havia um único pokémon que estava alheio a tudo isso e seguiu nadando pelo lago até a direção da dupla de cantores e como já devem ter imaginado era o Slowpoke de Nico. Talvez ele seria o primeiro fã a ir pedir um autografo, mas certamente não era o momento adequado para isso! Os pokemons ao redor ficavam olhando para os "pais" daquela criança e suas expressões mostravam que o pior poderia vir se aquele travesso atrapalhasse a dupla que conquistou a plateia. Rápido, Parem ele!!!!!!

Progresso:


Karinna: Vitória de Musubi e Gyoza contra Slowpoke ambos ganharam 1395 de xp;
Musubi subiu do nível 1 para 11 (Santo up) e ganhou rios de felicidade(21 de felicidade!!!!!!) pela sua primeira vitória em Kanto. Gyoza ficou feliz por seu maninho e recebeu +1 ponto de felicidade.
Musubi e Gyoza venceram a batalha contra Crabrawler e receberam 1.233 xp cada um.
Gyoza avançou para o Lv. 30 [547/3227] e recebeu +2 de felicidade ;
Musubi avançou para Lv. 14 [366/480] e recebeu +6 de felicidade ;


Nico: Vitória de Seedot e Shellos contra Slowpoke ambos ganharam 1103 de xp cada e Seedot ganhou + 4 de felicidade (e pode ganhar +10 caso escolha evoluir)
Seedot chegou ao Lv. 15 e pode evoluir.
Pode aprender mega drain e caso evolua pode aprender Razor Leaf: deseja substituir algum Move?
Shellos chegou ao Lv. 29 e ganhou +2 de felicidade;
Shellos ganhou 1876 de xp pela vitória contra Rockruff;
Shellos ganhou +800 de xp via Exp Candy (S)


Capturas:

Karinna: Slowpoke femea nível 25; - 1 Friend Ball;
Crabrawler Macho nível 21; -1 Pokeball;

Nico:Slowpoke macho nível 25; - 1 Pokeball;
Rockruff femea nível 21; -1 Pokeball;

Bcs:
+2 BC por vitória em uma batalha contra pokémon selvagem;
+2 BC por capturar 2 pokemons Selvagens;
+1 BC por evoluir Seedot para Nuzleaf;
+2 bc por evoluir Shellos;

Karinna:
+2 BC por vitória em uma batalha contra pokémon selvagem;
+2 BC por capturar 2 pokemons Selvagens;

Nico:

Informações extras:

Tiozinho amistoso: Willy ;
Sobrinha de Willy: Cindy ;
Avistaram uma dupla de Slowpokes loiros;
RafaelLuck
RafaelLuck
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por Koi Dom Dez 13 2020, 22:23

@Karinna

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Xp63rMd
Aconteceu alguma coisa!
Um Delibird de Natal passa em sua rota e te presenteia com 03 Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Exp.candym Exp. Candy M em nome da Confederação da Liga Pokémon!

_________________
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 D2KsFu7
Mahiro s2
Koi
Koi
Especialista Flying I

Especialista Flying I

Alertas :
Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ato 05 — Nostalgia. - Página 4 Empty Re: Ato 05 — Nostalgia.

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum