Pokémon Mythology RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Página 2 de 11 Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte

Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Tielo em Ter Out 22 2019, 14:15







Rota 121



A situação estava prestes a fugir do controle, quando Taillow impediu e ameaçou Tielo à muito mais que uma simples bicada, aumentando a potência do seu corpo. Ele respirava fundo. A sequência de desastres parecia não ter fim.

— Eu não quero e não vou te machucar. - Disse firme e ameaçando ainda assim, avançar sobre o chapéu. - Isso aqui é meu! - Não queria barganhar, não queria estender diálogos, e nem abrir mão do seu chapéu. Sabia que a situação era um tanto delicada. Não queria também, ter de batalhar por um motivo tão pequeno. Ainda mais no risco de nocautear aquela Pokémon bem na frente dos seus filhotes.

Pensou mais uma vez em chamar seus Pokémons. Mas não era o tipo de ambiente que gostaria de ficar chamando-os à cada momento. E nem queria ser daqueles que só libertam seus Pokémons pra batalhar com selvagens aleatórios e fugir depois. Teria que ter uma opção a mais. Uma pacífica. Sem uso de força...

Já que a opção de não usar Pokémons parecia inviável, retirou então a borboleta. E pediu que sobrevoasse acima de Taillow, e usasse seu Stun Spore. Talvez, a paralisia ajudasse à aproximar-se do chapéu sem ter que entrar em um confronto físico direto.


Tielo
Tielo
Mestre

Mestre

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Shianny em Qua Out 23 2019, 23:32

Era uma circunstância delicada a que existia por ali: Primeiro pela falta de vontade do cigano em iniciar uma batalha que parecia completamente sem sentido, segundo por conta da relativa agressividade dos pássaros em resposta à sua constante aproximação, e o terceiro detalhe era que, se fosse parar para pensar, não existiam realmente lados errados naquela bendita situação - afinal, o treinador apenas desejava recuperar um querido acessório e as aves também faziam questão de manter algo que, até onde sabiam, pertencia à elas. Então, por mais uma vez o rapaz se deu ao luxo de tentar avançar na direção do objeto, fato que fez com que o pequenino maior abrisse as asas e as batesse com força, emitindo um piado alto e agressivo, deixando claro que não tinha receio algum de investir na direção do bufão caso assim fosse necessário.

Talvez tenha sido esse o estopim que fez o domador de artes se render e, então, invocar o auxílio de um de seus tão preciosos insetos. A colorida borboleta obteve sua liberdade ao partir da esfera bicolor nas mãos do albino, liberta por meio de um feixe esbranquiçado (e quase ofuscante) de luz, fato que os pequeninos tricolores observaram com assombro: Com essa curtíssima vantagem adquirida puramente pelo novo, o delicado pokémon não encontrou problemas em sobrevoar os filhotes, balançando suas asas e derramando um pó esverdeado por sobre o maior deles - e, ao menor contato, uma faísca elétrica percorreu seu corpo e o fez encolher, apertando os olhos e tremulando por um breve instante. (Stun Spore)

Porém, se com esse ato o cigano pretendia encontrar uma solução pacífica, fez o contrário: Tocou o clarim, ainda que apenas um violão carregasse. O jovem Taillow estufou o peito, emitindo um piado fortíssimo e, talvez por força de vontade ou pura adrenalina, superou as correntes elétricas que passeavam por seu corpo e, com um bater de asas (que cintilaram em uma luminosidade prateada), investiu imediatamente na direção da borboleta, num movimento fortíssimo que induziu críticos e repentinos ferimentos no pobre pokémon. Acompanhando o irmão - por assim dizer -, ainda que de maneira diminuta, a pequenina pássaro no chão piou forte, num barulho que quase se mesclava à um guincho, que fez Beautifly recuar em visível hesitação. (Wing Attack/Growl)

Os selvagens não pareciam dispostos a largar mão do chapéu, e agora o alegre pokémon de Soul se encontrava em apuros! De que maneira poderia proceder o bufão?

Status 1:
+2 Critical; Paralisado (Guts ativado!)
Status 2:
Normal
Hold Item 1:
---
Hold Item 2:
---
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Guts

Lv.13 Taillow


33/33
Lv.6 Taillow


20/20
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 TaillowCapítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Taillow
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Beautifly
Lv.20 Beautifly


32/54
Trait:
Swarm
Hold Item:
---
Status:
-1 Attack

Campo: Uma pequena clareira envolta por alto matagal. Uma grande árvore está no centro, e um ninho repousa em um de seus galhos. A brisa é fria, mas sua força é contida pela vegetação.

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Zeu0QEE
Awards:

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 X8CiA0c
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 AmfIeHk
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 S0VhG2V
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 A8MPG3J

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WVpeL22

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 2pH6RHk

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WL5BZPt

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 DqszD3a

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Bwv3ggV
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 NzcamXa
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 QdG0v0p
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 IpH0IzM
Shianny
Shianny
Mestra

Mestra

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Tielo em Sex Out 25 2019, 17:08







Rota 121



Era completamente caótico aquilo. A situação fugia de seus cálculos assim como areia entre os dedos. E Tielo novamente se rumava à tomar decisões e atitudes que partiam seu coração. Era irrefutável que estava estressado devido ao desgaste da procura pelo chapéu. Mas bater um uma família em defesa de seu ninho era algo que jamais queria ou cogitaria. Mas a segurança de si e de seus Pokémons estavam em uma prioridade maior. E ver Beautifly sendo duramente atacada, era o oposto do que queria.

— Oh não! Por favor. Não quero fazer isso. Não preciso fazer isso... - Disse lamentando. Mas mesmo que corresse, retirando Beautifly de campo. Provavelmente os Taillows perseguiria o jovem em meio à tempestade. Afinal, sabiam, no mínimo, que tinha algo que era de interesse do rapaz. - Beautifly, preciso que use o Morning Sun... E depois Air Cutter, no mais fraco. - Acrescentou também, mesmo que decepcionado consigo mesmo, Marshtomp ao campo de batalha. - Já você, quero que use dois Water Gun. Tente defender os ataques pela Beautifly.

Tielo pouco raciocinava estratégias. Queria apenas desligar-se dessa parte. Mas, todavia pensava em alternativas para compensar ou recompensar os Taillows pelo infortúnio. Eles agiam instintivamente. E não estavam errados. Tomaria decisões depois que a batalha acabar.


Tielo
Tielo
Mestre

Mestre

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Shianny em Sab Out 26 2019, 15:32

A decisão tomada a partir da primeira investida dos Taillows era a mistura de dois opostos: Fácil e, ao mesmo tempo, extremamente complicada. Era simples saber como agir, considerando que deveria proteger seus próprios pokémons, mas a situação praticamente virava de ponta cabeça ao bater de frente com a moral do cigano. Independente de qualquer coisa, porém, acabou por invocar a presença do inicial aquático em campo, ao considerar que muito provavelmente as aves não permitiriam que fosse embora - ou seria esse apenas um argumento que utilizou para se convencer e seguir em frente com aquela injustíssima batalha, talvez? Oh, quem sabe, não é verdade?

Foi sob essa atmosfera infeliz que um novo turno - de verdade, dessa vez - foi iniciado. Visto que o pássaro irmão estava, de certo modo, incapacitado pela paralisia, a pequenina filhote foi a primeira a agir. Vendo que foi bem sucedida na primeira tentativa, repetiu o piado guinchado de outrora, dando um pulinho e batendo as patas miúdas na relva úmida, fato que novamente induziu um curto recuo receoso nos pokémons utilizados por Soul. A hesitação não impediu que a belíssima borboleta começasse a cintilar, porém, e seus olhos se fecharam por alguns segundos enquanto o brilho esbranquiçado recobria seu corpo e desaparecia com os arranhões deixados pela ave. Marshtomp, vendo brecha, acumulou uma grande quantidade de água na boca e, de uma só vez, a cuspiu num jato potente na direção do pobre paralisado. O golpe pareceu finalmente acordar o adversário, porém, que deu outro piado brusco e zuniu na direção de Beautifly, com outra potente investida crítica que destruiu a pouca vitalidade recuperada pelo inseto. (Growl/Morning Sun/Water Gun/Wing Attack)

A ofensiva do inicial aquático também despertou a ave menor, que se desesperou ao ver o potente movimento atingindo de maneira tão vil o seu protetor. Reunindo toda a sua coragem, correu então na direção de Marshtomp, batendo as asas, ainda que sequer fosse capaz de sair direito do chão. De qualquer jeito, não hesitou ao dar uma bicada em uma das pernas do anfíbio, embora sua investida crítica malmente fosse um incômodo ao pokémon. E o tiro voltou pela culatra quando Beautifly se intrometeu na disputa, com um forte bater de asas que atirou lâminas cortantes feitas do próprio ar e arremessou a jovem Taillow para trás, fazendo-a rolar pela grama até seu ponto de partida com um guincho dolorido, choroso. O fato pareceu enfurecer ainda mais o mais velho, que se preparou para avançar novamente antes de tomar mais um jato d'água no meio do bico - nem ele, nem a paralisia foi capaz de pará-lo, porém: Com uma rápida investida, cruzou os ares e desferiu outro potente ataque de asa no inseto, que já começava a ofegar. (Peck/Air Cutter/Water Gun/Wing Attack)

Status 1:
+2 Critical; Paralisado
(Guts ativado!)

Status 2:
Normal
Hold Item 1:
---
Hold Item 2:
---
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Guts

Lv.13 Taillow


11/33
Lv.6 Taillow


2/20
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 TaillowCapítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Taillow
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 BeautiflyCapítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Marshtomp
Lv.20 Beautifly


06/54
Lv.27 Marshtomp


71/74
Trait 1:
Swarm
Trait 2:
Torrent
Hold Item 1:
---
Hold Item 2:
---
Status 1:
-2 Attack
Status 2:
-1 Attack

Campo: Uma pequena clareira envolta por alto matagal. Uma grande árvore está no centro, e um ninho repousa em um de seus galhos. A brisa é fria, mas sua força é contida pela vegetação.

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Zeu0QEE
Awards:

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 X8CiA0c
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 AmfIeHk
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 S0VhG2V
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 A8MPG3J

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WVpeL22

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 2pH6RHk

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WL5BZPt

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 DqszD3a

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Bwv3ggV
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 NzcamXa
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 QdG0v0p
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 IpH0IzM
Shianny
Shianny
Mestra

Mestra

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Tielo em Ter Out 29 2019, 18:03







Rota 121



Beautifly era um dos Pokémons de Tielo com a defesa mais baixa, e somado ao seu pequeno corpo frágil e sua baixa densidade de poder vital, fazia-o alvo fácil. Ainda mais se tratando de pássaros que aproveitariam-se do tipo voador para debandar a Pokémon.

E obviamente isso acontecia rapidamente. Beautifly era alvo de todos os movimentos. Mesmo Marshtomp tentando defender, não era ágil o suficiente pra isso. Apontou então sua Pokébola pra Pokémon e a retornou. O trabalho da criaturinha já estava feito. Agora esperava que Marshtomp desse conta do recado.

— Beautifly volte. Marshtomp, use duplo Water Gun! Priorize aquele que está mais fraco!



Tielo
Tielo
Mestre

Mestre

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Shianny em Ter Out 29 2019, 21:50

Sofrendo de maior vulnerabilidade em relação às investidas constantes do valente pássaro, era clara a péssima situação que Beautifly se encontrava - tanto para o inseto, quanto para o seu treinador, que agiu de imediato para retorná-lo e deixar o combate nas mãos (ou, mais precisamente, boca?) do inicial aquático. O desaparecimento súbito do voador no meio de um feixe carmim assombrou a ave menor, que encarou o vazio de olhos bem abertos, olhando de um lado para o outro em busca de alguma explicação para a situação: Nisto, o anfíbio encontrou espaço para agir, cuspindo um jato d'água na direção do ovíparo que, infelizmente, não mais aguentou. Já bamba, o último impacto foi suficiente para fazê-la ceder e tombar no chão, desacordada, fato que invocou a fúria do Taillow restante. O animal emitiu um guincho potente, abrindo as asas, que se iluminaram e as penas pareceram ficar mais afiadas por um breve instante. (Water Gun/Focus Energy)

O pássaro chegou a tentar avançar, é verdade - mas a paralisia, ainda que não o houvesse impedido de agir até então, deu brecha o suficiente para conceder vantagem ao anfíbio, considerando a dificuldade que o tricolor encontrava para fazer o menor dos movimentos. O Taillow até abriu as asas e tentou investir na direção do pokémon de Soul mas, como bem pontuado, o aquático teve uma reação rápida, lançando outro de seus movimentos aquosos na direção do voador, que foi empurrado para trás e se arrastou na relva. Chegou a tentar se levantar mais uma vez, porém, os machucados estavam além do que seu corpo despreparado era capaz de suportar: Com ou sem coragem, enfim cedeu, colocando um ponto final no conflito desenvolvido. (Water Gun)

Status 1:
Nocauteado
Status 2:
Nocauteada
Hold Item 1:
---
Hold Item 2:
---
Trait 1:
Guts
Trait 2:
Guts

Lv.13 Taillow


00/33
Lv.6 Taillow


00/20
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 TaillowCapítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Taillow
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Marshtomp
Lv.27 Marshtomp


71/74
Trait:
Torrent
Hold Item:
---
Status:
-1 Attack

Campo: Uma pequena clareira envolta por alto matagal. Uma grande árvore está no centro, e um ninho repousa em um de seus galhos. A brisa é fria, mas sua força é contida pela vegetação.
Hora da Experiência! escreveu:
Beautifly recebeu 855 de experiência por vitória contra os Taillows, subindo para o nível 21, e ganhou 3 pontos de felicidade.
Marshtomp recebeu 855 de experiência por vitória contra os Taillows e ganhou 1 ponto de felicidade.

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Zeu0QEE
Awards:

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 X8CiA0c
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 AmfIeHk
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 S0VhG2V
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 A8MPG3J

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WVpeL22

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 2pH6RHk

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WL5BZPt

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 DqszD3a

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Bwv3ggV
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 NzcamXa
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 QdG0v0p
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 IpH0IzM
Shianny
Shianny
Mestra

Mestra

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Tielo em Sex Nov 01 2019, 06:44







Rota 121



Finalmente estavam nocauteados. O que era um misto de sentimento. Feliz por tudo ter acabado, e triste pelas pobres aves. O bardo sem nem antes comemorar avançou sobre o chapéu, lastimando-o mais do que a derrota das aves.

— Oh pobre de você! Espero que tenha aprendido sua lição. Seu lugar não é no vento ou nas garras de um ser selvagem. - Deu alguns tapas para retirar sujeiras mais pesadas. Inutilmente, já estava encardido de folhagens, relva, e lama. - Um bom banho e teremos você como novo. - Disse com um olhar analítico avaliando se ele precisaria de alguma costura. Mas, recolheu as penas colocando na parde de dentro do chapéu e segurando entre seu braço e seu corpo.

Marshtomp olhava curioso. Dentro da Pokébola os Pokémons não tinham muita ideia do que poderia estar acontecendo do lado de fora. Mas a situação de Tielo para ele era também um misto de sentimentos. Ele julgava aquilo ótimo, inclusive, estava andando pela chuva agora, e sentindo a lama em seus pés. Aquilo relaxava-o. Já que, imune à raios, a tormenta claramente seria sua amiga.

Ele sorria vendo aquilo. Era encantador quando Marshtomp se dedicava à ser criança novamente. Após ter evoluído, tinha muito receio em comportar-se como Mudkip, pois achava que tudo aquilo era imaturo demais para ele. Embora não fosse ainda um adulto, parte de criança ainda vinha à tona. E isso era uma coisa saudável para ele, aos olhos do treinador. Já que, mudavam tão rápido...

— Eu tinha me esquecido que você iria se dar bem aqui. Bom, como ganhou a batalha incrivelmente. Vamos passear juntos. Você merece banhar-se.

Tielo estava pronto pra sair dali. Mas não sem antes retirar um tecido de sua mochila, e guardar o chapéu nela. Tentaria com cautela cobrir ambos os Taillows junto para partir dali em segurança e com a consciência tranquila.

Sua intenção não seria capturar. Já havia Taillow em sua equipe e... Uma captura agora seria dramática afinal, separar uma família assim? É desleal.



Tielo
Tielo
Mestre

Mestre

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Shianny em Sab Nov 02 2019, 01:50

O fim da batalha era acompanhado por uma cena de materialismo impecável - o afeto escancarado a respeito do próprio chapéu era pelo rapaz explicitado e, em contrapartida, o fato de ser retratado em um cenário de temor e violência poderia ser quase cômico, julgando seus temores até então tracejados a respeito de ferimentos que possivelmente tivesse de infligir nas aves, agora caídas e arrastadas à inconsciência. Oh, bem, mas explicitando os problemas com o objeto de maior interesse: Não, não havia rasgo algum no acessório. O dano máximo que poderia ser visualizado se tratava de suas penas, bagunçadas e algumas em desfalque, mas nada realmente preocupante, se fosse assim dizer.

O segundo ponto, se assim for possível definir, era Marshtomp - e a maneira como a mera existência do aquático do lado de fora era vista com bons olhos por seu treinador e, não obstante, como uma recompensa aos esforços prestados em combate, como bem verbalizou. A terceira preocupação, talvez não menos importante mas definitivamente menos prioritária ao rapaz, foi se utilizar de um pequeno tecido para cobrir os jovens Taillows inconscientes, um ao lado do outro. No ninho acima, um piado fraco em resposta, um filhote sem forças para voar ou se unir à batalha travada de maneira inevitável por seus irmãos.

Não fazia diferença, em fato. Não mais, pelo menos.
Agora, ao rapaz cabia qual seria o caminho a seguir - afinal, não existia nenhuma trilha demarcada no solo, e o matagal continuava a cercá-lo por todos os lados de maneira quase predatória. Se fosse para definir suas opções, quais poderiam ser? Tentar retornar por onde viera (se é que se lembrava da direção)? Aventurar-se por qualquer um dos lados? Utilizar seus pokémons para tentar encontrar uma direção correta?

Bem, restava ao cigano este poder de decisão.

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Zeu0QEE
Awards:

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 X8CiA0c
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 AmfIeHk
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 S0VhG2V
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 A8MPG3J

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WVpeL22

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 2pH6RHk

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WL5BZPt

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 DqszD3a

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Bwv3ggV
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 NzcamXa
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 QdG0v0p
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 IpH0IzM
Shianny
Shianny
Mestra

Mestra

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Tielo em Seg Nov 04 2019, 14:53







Rota 121



Sem saber o que fazer agora, o jovem ponderava das circunstâncias e suas decisões daqui pra frente. Tinha mais ou menos uma base de onde havia vindo, mas sequer sabia como fazer para voltar. Afinal, precisava se orientar no mínimo pelas pegadas que havia deixado no solo, mas que a água e a torrente muito provavelmente já haviam apagado.

Hipóteses de por seus Pokémons à trabalho também já foram previamente negadas. Dustox provavelmente já estava farta de trabalhar. E Beautifly provavelmente se atrapalharia e desviaria do caminho para perseguir uma flor. A situação que ele pensava estar era de uma clareira no centro de uma grande vegetação, alta e densa. Como fugir?

Imaginou ter que subir aquela enorme planta mas, aquele local já não era mais para ele estar. Tentou então seguir, junto de Marshtomp, iria por intuição, retornar de onde havia vindo, e partir dali.

Agora com decisão feita, seu chapéu guardado na mochila, e seu primeiro companheiro seguindo-o. O jovem ia se espremendo entre plantas pra voltar ao ponto de antes.

Não havia sequer uma informação.

Não havia também uma fonte para iluminar suas decisões. Tudo baseava-se em sua intuição.

— You can't always get what you want... - Cantarolou tentando amenizar as emoções.



Tielo
Tielo
Mestre

Mestre

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Shianny em Seg Nov 04 2019, 15:22

Ainda que quisesse voltar pelo caminho inicial, querendo ou não era complicado descobrir qual exatamente era a direção de onde viera - um dos motivos pela pressa em chegar até ali, e o outro pela confusão ocorrida com os filhotes de Swellow. Uma ótima opção para resolver (ou dar uma "luz" de por onde seguir) seria escalar a grande árvore no centro da clareira, possibilidade prontamente descartada pelo cigano: A melhor coisa que poderia fazer era estar bem longe quando a ave maior retornasse ao ninho. Além disso, pelo menos naquele exato instante, era de pleno conhecimento do bufão que seus insetos voadores não teriam a melhor disposição possível para guiá-lo naquele labirinto de gramíneas.

Então, parou para analisar. Olhou ao redor, tentou identificar a direção pela qual tinha saído: Não poderia mais contar com as pegadas, a chuva e a densidade das plantas não permitiriam uma checagem acurada. Contou com a sorte, respirou fundo - um, dois, três, escolheu uma direção e foi. Sem pressa ou rejeição, o matagal o acolheu como o retorno de um filho querido, sufocando-o em suas folhagens e o mesmo fez ao anfíbio que o acompanhava. O som do choro celestial se chocava com o topo da vegetação, escorrendo por sua extensão e gradualmente se intensificando com o passar dos segundos ou até minutos que o albino novamente se viu obrigado a aturar dentro daquele mar verdejante.

Não se sabe quando, ou em que altura exatamente - mas, dentre aqueles sons abafados pela garoa, existiu outro que se sobressaiu por ínfimo segundo: Um guincho estridente, ecoando pela direita do rapaz, afastado dentre aquele matagal. Nada certo - quem sabe se não seria apenas uma impressão no meio da tormenta? Era difícil dizer, sem dúvida, mas uma coisa talvez fosse fácil: Valeria a pena investigar?

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Zeu0QEE
Awards:

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 X8CiA0c
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 AmfIeHk
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 S0VhG2V
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 A8MPG3J

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WVpeL22

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 2pH6RHk

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WL5BZPt

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 DqszD3a

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Bwv3ggV
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 NzcamXa
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 QdG0v0p
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 IpH0IzM
Shianny
Shianny
Mestra

Mestra

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Tielo em Qua Nov 06 2019, 14:40







Rota 121



Minutos após a caminhada. Tielo pensada sobre a decisão que havia tomado. Principalmente sobre o feito em relação aos Taillows. Óbvio, corria de Swellow. Não era nenhum bravo herói, e muitas vezes partia pela surdina para não ser apanhado em flagrante cometendo algum delito ou minimamente incorreto.

Ainda assim. Tinha um pesar com os Pokémons. Sua mente não descansava. Queria voltar e ajudar os Taillows ao mesmo tempo que queria que tudo acabasse e essa história ficasse de uma vez por toda para trás. O motivo disso? Tielo era muito mais empático com Pokémons do que com humanos. A inocência e os atos das criaturas para ele eram muito mais genuíno do que pessoas. Apesar dos humanos também inspirar bastante suas poesias.

Resolveu mais uma vez, deixar a história para trás. Respirar e seguir em frente. Precisava de uma vez por todas superar isso. E os passarinhos não ficaram de asas abanando.

Aquele trapo que Doris carregava consigo, havia aquecido ela durante uma vida toda, apesar de hoje não precisar mais. Doris com certeza era uma figura única à passar por sua vida. A senhorinha que a vida toda perambulou pelas ruas, sem destino, sem moradia, sem família, apenas com sua amiga Misdreavus tomando conta de si. Nunca que o jovem poderia deixá-la viver essa vida no final de sua velhice. Esperava que seus parentes tivessem acolhido ela, como com certeza fariam. Precisava ligar para eles o quanto antes, após toda essa encrenca, para saber da adaptação da senhora. Provavelmente ela estaria vendendo muito chá nos festivais.

Vez ou outra, Tielo pegava a si mesmo pensando em eventos. Tudo acontecia como um filme em sua cabeça. Era interessante recordar. Mas tantas coisas para recordar acabava fazendo ser um homem distraído, e comparando muito as situações. Ainda assim, eram experiências. Quando queria focar, sabia focar. Só nem sempre sustentava por muito tempo.

Indo em direção à o que seria a saída, ou imaginava que fosse, um som passou pelo cambo, carregado pelo vento, e que não era somente as árvores em uma guerra de existência com a ventania. Marshtomp parecia ter ouvido também, e dado mais atenção que Tielo. Talvez então fosse algo a se considerar.

— Lamento amiguinho. Mas precisamos sair daqui o quanto antes. - Marshtomp fez um olhar que mal pode ser analisado, em instantes cedeu e concordou. Precisavam seguir.

Houvesse a oportunidade de ir, Tielo iria, mas estava em um imbróglio com o labirinto. Mas Marshtomp, apesar de já ter concordado, olhava pra direção que vinha o tal som. Tielo então, com passos pequenos para dar tempo de mudar suas ideias, pensou o que poderia ser. Talvez os Taillows tivessem mais um filhote. E... Se eles estiverem perdido? E se Swellow tivesse partido para procurá-lo? A teoria parecia absurda com toques de realidade. Esperava que não, mas uma olhadinha não fazia mal. Ainda mais que... Parecia tão perto. Desviar o caminho seria um problema, mas problemas geralmente tem soluções.

— Ok, ok. Só uma olhada! - Cedeu. - Se for algo que nos traga problemas. Eu não quero nem saber. Vamos voltar! - Ordenou

Sua preocupação era nítida. Não pelo que havia feito barulho, e sim por sua segurança e de seu Pokémon. E com razão porque o clima não estava favorável. O bioma estava diferente além da rota ser evidentemente inexplorada pelo poeta.

Avançou então para a direção do som. Com cautela. Se esgueirava entre as plantas, à fim de não fazer nenhum barulho que fosse tão estridente que os anunciasse prematuramente.



Tielo
Tielo
Mestre

Mestre

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Shianny em Qui Nov 07 2019, 13:29

Talvez pela inexistência de algo além do mar esverdeado que se erguia imponente de todos os lados, a mente do cigano era assaltada pelas mais diversas lembranças, preocupações e pensamentos. Chegava a ser engraçado a maneira como tão ínfimo objeto - como um trapo envelhecido - era capaz de servir de gatilho à tantas memórias, que agora possuiriam inevitável ligação eterna. Doris era uma figura inseparável do tecido o qual o presenteara, o mesmo que o albino havia repassado (ainda que de maneira não tão delicada quanto a que havia recebido) agora para os jovens pássaros derrotados: Duas - três? - existências que jamais chegaram a realmente se encontrar, mas ainda assim eram sentenciadas a compartilhar de uma mesma corrente de lembranças.

De todo modo, não era este o fato importante entre os braços do matagal. Ao bufão, se apresentava a necessidade urgente de escapar daquele labirinto sem curvas e caminhos o qual poderia decorar, e era exatamente por conta disso que todo o seu pensamento se via obrigado a abandonar recordações e hipóteses para focar no presente - mas não foi por isso que tal fato realmente aconteceu, e sim por causa do estranho barulho que, mesmo sufocado entre as folhagens, era alto o suficiente para chamar a atenção do cigano e, principalmente, de seu pokémon.

Ainda que não inicialmente propenso à verificar, o albino viu-se vítima novamente do assalto da família das aves que, até então, ficaram para trás. O repentino temor de que talvez pudessem existir mais filhotes do que os que havia conhecido o atingiu em cheio e, incentivado pelo curioso anfíbio que se mantinha desviando a atenção na direção do tal guincho, rendeu-se à ele, mesmo que com suas imposições de que a qualquer momento iriam embora, condição aparentemente acatada pelo aquático. Em passos lentos e cuidadosos, a invisível trilha seguida até então foi desviada, e seguiu a dupla em busca do causador do barulho. O silêncio, rompido apenas pelo barulho da vegetação se balançando ao vento e da próprio chuva, se tornou magistral, como se o som que havia corrido pelas altas gramíneas não fosse nada além de pura e simples imaginação. Seguiu-se assim por mais alguns passos, suficientes para que a suposição de que realmente fora apenas delírio coletivo pudesse chegar a passar pela cabeça do cigano...

— ... ...ac... ...ço... ...ado... — ...Até que não pudesse mais. Abafado pelo mato e pela chuva, uma voz distante e ininteligível se embrenhou pelas plantas, praticamente indistinguível dos sons naturais da rota para os que não prestassem atenção. — ...ez... ...dol... ...tético... — A cada passo, porém, as sílabas se tornavam cada vez mais claras e compreensíveis. Não necessariamente era possível de se saber o que diziam, mas já era possível identificar que se tratava, muito provavelmente, de um rapaz.

Mais alguns passos à frente, e a vegetação se abria em outra clareira. Infinitas vezes menor que a anterior, e nesta não existia árvore alguma, mas sim duas... Ou melhor, três presenças. A primeira, um jovem bem acolhido em uma capa de chuva escura; A segunda, um símio azulado de cabelos encaracolados com um debochado e insistente sorriso no rosto. A terceira talvez fosse o que mais chamasse a atenção, ou não o fizesse: Em uma pequena gaiola, um vulto enlameado guinchava e se debatia contra o metal, em busca de uma liberdade agora tomada de si.

— Meu deus, cala a boca! — O rapaz reagiu, irritado, finalmente abandonando a aparente conversa que estava tendo com o primata que o acompanhava para dar um pisão com sua bota na superfície da jaula, fato que apenas agitou ainda mais o espécime ali aprisionado. — Caralho, que bicho chato do cacete... — Resmungou, revirando os olhos. — Ah, mas se tudo der errado, qualquer coisa a gente faz um ensopado com ele, pra não ter perdido tempo à toa... — Comentou com seu pokémon, que emitiu um riso chiado, e compartilhou um pequeno toquinho de mão com seu (era de se supôr) treinador.

Considerando que o albino não houvesse abandonado a vegetação, ainda era possível sair dali sem chamar atenção: A dupla parecia distraída o suficiente com sua pequena aquisição para se preocupar com qualquer outra aproximação.
Dito isto, o que Soul faria?

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Zeu0QEE
Awards:

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 X8CiA0c
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 AmfIeHk
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 S0VhG2V
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 A8MPG3J

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WVpeL22

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 2pH6RHk

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WL5BZPt

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 DqszD3a

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Bwv3ggV
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 NzcamXa
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 QdG0v0p
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 IpH0IzM
Shianny
Shianny
Mestra

Mestra

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Tielo em Ter Nov 12 2019, 17:35







Rota 121



Diante de uma cena, um pouco fora do convencional. Grande parte por nada ser convencional naquele momento e naquele local. Uma sequencia de eventos que para Tielo pelo menos, só lhe rendeu uma desaforo e um peso na consciência. Ainda que houvesse a estima de mudar, de ponta-cabeça, o jogo de azar do jovem, não iria ser tão fácil assim.

Entre uma moita e outra, preferiu manter-se oculto, numa espécie de tocaia, para presenciar o que havia adiante. Um treinador com dois Pokémons. Um de longas madeixas para invejar qualquer madame invejada por um encaracolar perfeito. O outro, mais acuado, em uma emboscada terrível, acuado e um tanto quanto receoso em suas atitudes e seu tom ao choramingar.

Sempre de coração mole, Tielo pelo menos, iria saber o que ocorria ali. Mas era um bom momento para surpreender e se exibir. Mesmo detonado pela chuva e pelo negativo tempo, decidiu que não poderia mais esperar, tramou com Marshtomp uma entre para poder se anunciar.

— Agora é a hora de você me ajudar. Você vai fazer pequenas bolas de lama, e jogar para o céu, depois use o Water Gun para atirar nessas bolotas no céu. O barulho de ambos se chocando irá assustá-lo. Ai eu entro! - Combinou com Marshtomp que achou deveras simples e um tanto divertido. Para a ocasião, com os recursos que tinha... Era excelente. Mais que o necessário talvez.

Foi então que a salamandra azul entrou em ação. Com seus golpes do tipo Ground, atirou para cima e então explodiu a bolota de lama para todos os lados, fazendo barulhos seguidos que poderiam assustar mesmo em meio aquela chuva. Obvio que todos ali se sujariam um pouquinho mas, já estavam todos tomando banho naturalmente então não se importou.

— O grande espetáculo chegou! Senhoras e senhores! Aproximem-se pois está na hora dele! O grande artista, respeitado por diversas modalidades, o inigualável... TIELO! - Disse com uma voz fanha, imitando um microfone, e logo após aparecendo e fazendo pose de herói só após retirando o instrumento musical das costas e após uma sequencia de notas, sem sentido, fez uma pequena reverência para o encapuzado.

Realmente, não era um grande espetáculo, mas, Tielo não queria ser furtivo nesse momento, apesar de quase sempre conseguir quando quisera. E antes de notar qualquer reação, adiantou sua palavra ao garoto.

— O que acontece por aqui? A que devo a honra de sua presença com essas duas... Criaturas? - Não era dono do local. Tão pouco proprietário de algo. Mas um blefe seria sempre um blefe.


Tielo
Tielo
Mestre

Mestre

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Shianny em Qua Nov 13 2019, 00:21

Fosse induzido por seus próprios fantasmas ou meramente por uma questão de moral (vaidade, até), a decisão de se manter oculto ou simplesmente ir embora foi descartada quase de imediato pelo altíssimo cigano. Não obstante, tratou também de rabiscar um plano simples para seu companheiro anfíbio que, de muito bom grado, aceitou participar da pequena tramoia de seu treinador e, ao seu sinal, iniciou o processo de arremessar os golpes em direção ao céu. O som produzido talvez não fosse tão alto quanto o esperado, mas foi o suficiente para chamar a atenção pelo menos do símio de cabelos encaracolados, que virou o rosto de imediato na direção de onde as esferas enlameadas eram arremessadas e "estouradas".

— Henn? O que foi? — O fato capturou o foco também de seu treinador, que franziu o cenho diante da atitude do pokémon e, endireitando a coluna, voltou a cabeça para a área onde ainda se escondia a querida dupla heróica do dia. Não precisou pensar muito, considerando que pouco tempo depois surgiu a voz de Soul por detrás das folhagens e, mais importante, o próprio. A dupla desconhecida ficou um tempo em silêncio, com um olhar esquisito direcionado ao artista, como se ele tivesse uma segunda cabeça ao lado da primeira, se limitando a ouvir a bizonha introdução improvisada.

Isso, claro, antes de caírem na gargalhada.

— Mas que merda é essa? O circo chegou e eu não vi? — Debochou, enquanto seu pokémon aquático se curvava para frente com as mãos na barriga em meio à risadas. A graça pareceu aumentar ainda mais, aliás, com toda a pose imposta pelo bufão em sua tentativa arriscada de blefe. — Tá se achando o dono do mato? Bom, só se for pra ser espantalho, esquisito desse jeito... Ou eu deveria dizer ridículo, mesmo? — Provocou, um sorriso malicioso passeando pelos lábios. Nenhum dos dois parecia intimidado: Pelo contrário! Afinal, o símio ainda se desdobrava em gargalhadas e, bem, o único que não estava rindo era a pobre criatura engaiolada, que ainda se debatia em busca de liberdade...

_________________
O amanhã é efeito de seus atos. Se você se arrepender de tudo que fez hoje, como viverá o amanhã?
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Zeu0QEE
Awards:

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 X8CiA0c
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 AmfIeHk
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 S0VhG2V
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 A8MPG3J

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WVpeL22

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 2pH6RHk

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 WL5BZPt

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 DqszD3a

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Bwv3ggV
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 NzcamXa
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 QdG0v0p
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 IpH0IzM
Shianny
Shianny
Mestra

Mestra

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Tielo em Sex Nov 15 2019, 16:16







Rota 121



As palavras do garoto, eram uma tentativa de frustrar a apresentação de Tielo. Com sorte, o bufão, tinha umas cartadas na manga. Não iria se abalar com a negativa que havia causado, mas precisava de tempo. Tempo pra analisar a situação, e decifrar o que acontecia. Era fácil ler a atitude do garoto e do seu primata, mas queria era entender o que havia ali enjaulado.

— Oh, claro que o circo chegou. E eu estava precisando de dois animais para adestrar. Por sorte eu encontrei três aqui. É claro que você é um pouco mais bizarro que os outros dois. Deus! O que aconteceu com você? - Debochou da cara do jovem, principalmente por ele estar em boas condições. Não sabia o quão baixo foi ou precisava ser mas, agora, exposto, e vangloriando-se e contando vantagem para o jovem, iria minimamente averiguar. - E o que tem aí, nesta jaula? Você precisa de uma pra você também?


Tielo
Tielo
Mestre

Mestre

Alertas :
Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Left_bar_bleue0 / 100 / 10Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Right_bar_bleue


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 9 - Tempestade [Tielo] - Página 2 Empty Re: Capítulo 9 - Tempestade [Tielo]

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 11 Anterior  1, 2, 3, ... 9, 10, 11  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum