Pokémon Mythology RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

(011) — all of me/stay

Página 10 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Cunha Sex Nov 27 2020, 19:02

Assim que pedia para Karinna começar a me socar, eu não pude reparar que ela estava demorando um pouco pra começar. Não entendi o porquê, e até cheguei a arquear uma sobrancelha antes de finalmente ver Bley entrar numa posição de luta meio desajeitada, que diga-se de passagem ficou muito fofa, enquanto ela, bem... jogava seu corpo e me socava, com o polegar para dentro do punho cerrado, me fazendo ter calafrios com medo dela quebrar o polegar durante os socos, felizmente, não durou muito. - Então... você pareceu tentar imitar uma base de boxe, e já que você ta nela, eu quero te ensinar o certo. Primeiro de tudo! Você não po-... ei, você ta prestando atenção no que eu to falando? - A resposta veio logo em seguida: não ela não estava, cagou e andou pra mim.

O porque se mostrava logo em seguida. Kenma estava encontrando dificuldades visíveis em como controlar sua temperatura, e acabava perdendo a paciência num dado momento, ficando ainda mais quente. Karinna fora até ele, extremamente descuidada, e ficava mimando o Torchic, e, ao perceber que iria ser um pouco mais duro com ambos, começou a fingir que seus olhos lacrimejavam. - Ei, você não pode mimar ele assim! Vai acabar ficando um frouxo! E não é como se eu fosse machucar ele, ele não ta nem perto do seu limite, né Kenma? - Perguntava, determinado, e era respondido com um choro escandaloso. Sério, eu não esperava por isso. Eu fiquei embasbacado e sem reação num primeiro momento, mas depois eu consegui de fato entender o que estava acontecendo. Cocei a garganta e me sentei do lado dele e de Karinna, suspirando em seguida. - Escuta, eu sei que é frustrante quando as coisas não dão certo. - Assim que ouvia essa fala, ele parava de chorar e começava a me ouvir. - Mas, e ai? Você vai parar de treinar? Vai ficar sentado chorando? - Dizia, olhando pra ele. - Eu sei que boa parte do esforço parte de você, e que é cansativo, eu também treino e estudo o tempo todo pra tentar pensar num jeito de vocês se melhorarem. - Em seguida, tirava um pequeno caderno de anotações do bolso da calça e o abria numa página com algumas anotações sobre Torchics.

A página em si não tinha nada de mais, apenas um desenho, que mostrava de onde partia a principal fonte de calor do Pokémon: da barriga. E tinham várias outras anotações como hipóteses de como controlar o calor, algumas muitas... ta. Tinham 15 tópicos diferentes de como fazer isso e aquilo fazia os olhos do pequeno brilharem. - Eu também tenho feito a minha parte. Sei que não é fácil, mas o que acha da gente tentar junto? - Sorria para o ígneo, enquanto fazia um carinho em sua cabeça, em seguida, era respondido com um balançar afirmativo de cabeça do Pokémon de fogo, que se esfregava de leve em Karinna antes de descer de seu colo e esperar seu próximo comando. Eu levantava e ajudava Karinna, que logo em seguida elogiava seus Pokémon enquanto eu mesmo parava para observar o andamento do treino da minha equipe até que...

Uma baita onda psíquica veio na nossa direção. Ela me empurrou para trás num primeiro momento, mas eu fui capaz de fazer um rolamento, arriscado, diga-se de passagem, utilizando só a mão boa para me apoiar no chão. - Caralho, que merda foi essa? - Falava enquanto me levantava para ver que se tratavam dos monstrinhos de Bley. Ia até sua direção e a ajudava a se levantar. - Se isso fosse te matar provavelmente a gente teria morrido junto, olha que romântico! - Ri da minha própria piada, e depois retribuía o beijo e o abraço na loira, antes de me virar para os grupos distintos que organizei no campo.

Feebas e Maru tinham uma melhora significativa, mas ainda estava longe do ideal. Eu acho que precisava entender melhor como o corpo da Feebas reagia aos diversos estímulos de um campo de batalha, o que era extremamente conveniente nessa altura, já que Maru somava três tipos diferentes de ataques em seu arsenal. Vikavolt e Ivysaur concluíam a primeira etapa do seu treino com êxito, e uma velocidade absurda, me levando a pensar no próximo estágio, enquanto Torchic voltava a se exaltar e bem, basicamente acabar com o progresso anterior, semelhante a Brave, que teve sucesso num primeiro momento, mas a intensidade do fedor apenas oscilava ao invés de sessar.

Levei a mão ao queixo e fiquei pensativo por um tempo, mas depois de raciocinar eu finalmente tinha uma ideia de como dar prosseguimento àquilo. - Certo! Eu quero elogiar vocês, que estão indo muito bem. É a primeira vez que caminhamos tão rápido num regime de treinamento. Mas isso não significa que podem fazer corpo mole agora não, continuem assim! Maru e Feebas, a gente finalmente encontrou um ponto de equilíbrio entre a força e a resistência de vocês, então quero ver como reagem com a versatilidade. Maru, sua missão é usa um Aqua Tail, seu golpe novo, em menor potencia para dar diversos golpes de impacto por cima da Feebas. Nada muito forte ou volumoso, comece com volume baixo de água, somente para amortecer o impacto. Feebas, sua missão e receber todos os golpes e entender onde eles machucam mais, onde eles apenas doem e onde podem sangrar eventualmente. Conhecimento é o primeiro passo para saber onde você deve se proteger mais. - Em seguida, me virava para o Vikavolt e a Ivysaur, que ainda estavam voando. - Vocês dois, comecem com um cabo de guerra. Zhár, quero que você jogue seus chicotes no chão e tente puxar o Hope para baixo aos poucos, como se puxasse uma corda mesmo. Enquanto você, Hope, deve puxar ela para cima o máximo que conseguir. Pode usar seu Hidden Power para manipular a terra do solo e desprender os chicotes dela do chão. Quero testar a resposta de vocês em situações de persistência. - Por último, me virava para Brave e Kenma. - Brave, vamos tentar diferente. Precisamos que a força do seu Giga Drain dure mais, então tente fazer um Grassy Terrain pequeno, em torno de si mesmo, e tente usar a essência do terreno e do seu Giga Drain para apaziguar o fedor. E você, Kenma, acho que esta bem encaminhado. Mas suas chamas dependem muito das suas emoções, tente mantê-las sob seu controle. Concentre-se apenas nisso por enquanto, em manter todo seu estado emocional sob sua própria manipulação.

Dada as ordens aos Pokémon, eu ia até Karinna e ouvia tudo que ela tinha a dizer. Até ria sobre ela dizer era menor e magra, e acabava falando um pouco sobre quem me treinava. - Então, uma das pessoas que me treinou, é uns 13 cm menor do que eu, e eu nunca consegui vencer dela no sparring. Não depende de força, mas sim de técnica e jeito. Ela treinava muito defesa pessoal, então ela pensava, do ângulo que ela tava, como causar maior dor no oponente a ponto de consegui brecha suficiente para encontrar uma brecha grande e se tirar de perigo. - Falava, explicando um dos princípios da defesa pessoal. - Eu posso te ensinar isso também, mas demanda tempo, diferente de bem... ensinar como socar. - Dizia, e em seguida, caminhava até ela e a mostrava como fechar o punho da forma correta, colocando o polegar por cima dos demais dedos da mão. - Aqui. Daquele jeito você podia acabar quebrando seu polegar, e tem mais uma coisa: a força de um soco não parte do punho, mas sim do giro de quadril, por isso que nas lutas o povo sempre tem uma base. A força do golpe vai depender exclusivamente de como ele vai ser executado ao invés da própria força individual. Tenta se colocar desse jeito. - Dizia, mostrando a base mais simples do boxe. Colocando o pé esquerdo na frente do direito e ambos os pés num ângulo de 45º no chão. - E da uma olhada nisso, o giro do quadril tem duas funções aqui: se esticar muito e aumentar o alcance do golpe, ou ter giro pra aumentar a força. - E mostrava, dando um soco com a mão esquerda enquanto esticava o braço, mostrando primeiro de forma lenta e depois imitando um movimento de chicote no ar, e depois com a mão direita. - Agora tenta, eu vou te corrigindo aos poucos. - Falava, sorrindo para a loira e ficando de frente para ela em seguida, mas longe do alcance do soco.

All of me/stay ft. Karinna
Cunha
Cunha
Ace Trainer I

Ace Trainer I

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Kazehaya Sex Nov 27 2020, 23:08

off escreveu:posts do treino: 03/05




~Feebas e Skorupi~

Foi assim que Daisuke notou a melhora ele já partiu com outro plano de treinamento para que seus monstrinhos ficassem realmente fortalecidos do treinamento exaustivo com que tiveram e, com isso em mente, Skorupi começou a usar a água da piscina para envolver seu rabo e ir atacando o peixe com uma intensidade moderada. No começo parecia que aquilo seria ruim para Feebas, mas o peixinho estava aguentando até bem apesar dos pesares, mas havia um pequeno corte em seu corpinho frágil que começava a dar sinais de que poderia ficar pior.

~Vikavolt e Ivysaur~

A dupla fazia o combinado, Ivysaur buscava um apoio no chão e conseguia com louvar criar uma dificuldade moderada para seu companheiro de treino, que aos poucos se via estagnado sem conseguir voar nem mais alto e nem mesmo ir para os lados. Chegavam no extremo de cada um, mas Vikavolt resolvia trapacear e usava Hidden Power para atrapalhar o companheiro e realmente conseguia algo.

Felizmente o treinamento estava cheio de barreiras um para o outro, mas eles tinham uma força de vontade fenomenal.

~Gloom e torchic~

Gloom usava o Grassy terrain e com muita sorte na veia conseguia fazer o planejado, criando um momento perfeito para poder se concentrar melhor e isso realmente fazia sentido, visto que com o próximo Giga Drain o mosntrinho venenoso conseguia emitir um cheiro tão doce como os mels de Coombee.

Já torchic continuava reclamando, mas com o incentivo de Daisuke tudo começava a fazer sentido e o monstrinho começava a aumentar o fogo que estava dentro de si e realmente conseguia um resultado satisfatório. Felizmente eles pareciam estar progredindo de forma espetacular.

Do lado de Karinaa era o seguinte:

~Gallade e Alakazan~

Usando da força psíquica ambos os Pokémon começaram a manter a pose firme enquanto faziam de tudo para terminar com aquele treinamento complicado. Alakazam não era dos melhores no quesito força, mas fazia um esforço para conseguir aguentar a força do outro Pokémon que treinava com ele.

Isso realmente fazia efeito, visto que Gallade começava a sofrer um pouco com as investidas de Alakazam se obrigando a usar toda a sua força psíquica para não cair.

~Sigilyph e Starmie~

A briga psíquica continuava mesmo após a grande explosão, por isso eles continuavam se concentrando e comprimindo o poder psíquico de uma única forma, de modo que uma explosão poderia ocorrer a qualquer momento novamente. Contudo, dessa vez eles estavam com uma vantagem grande, pois sabiam o que poderia ocorrer, portanto eles faziam o possível para que no momento que as coisas começassem a se complicar eles logo diminuíam o poder ou se controlavam para nada dar errado.

Já os humanos? O que tenho a ver... Eles que lutem, literalmente.




Progressos:
+ 4 Weakness policy para cada.

~x~
Alolan Raichu ficou com 71 happy no total.
Karinna e Daisuke:
+ 1 BC por capturar Pokémon selvagem(?)
+ 4 Bootle Cap por evoluir pokémon duas vezes.
+ 2 por terem batalhado contra NPC.
EXP:
2124 de EXP para VIkavolt, Ivysaur e Skorupi.
Ivysaur passou para o Lv. 22 [924/1619] e ganhou 3 de felicidade.
Vikavolt passou para o Lv. 33 [890/4179] e ganhou 3 de felicidade.
Skorupi passou para o Lv. 28 [1345/2716] e ganhou 3 de felicidade.
[/quote]
Kazehaya
Kazehaya
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Karinna Sab Nov 28 2020, 13:14


all of me/stay

Era uma gracinha assistir Daisuke se esforçar inteiro para me explicar, da forma mais didática possível, o que fazer para ajeitar minha postura e dar dicas sobre como me defender por ser menor e mais leve. Abri um leve sorriso, extremamente concentrada e erguendo um pouco a cabeça; coloquei os pés da maneira que o ruivo indicou, me ajeitando ao seu lado e basicamente imitando a forma como ele estava.

— ... Assim? — dei dois socos no ar, somente projetando os meus braços e o giro no quadril, ainda um pouco atrapalhada pra não deixar o resto do corpo ir junto — Tá, acho que tô pegando o jeito. — tentei mais algumas vezes, abrindo um sorriso de orelha a orelha, extremamente satisfatório — Eu acho que... Consegui, Simba? — dei uns três pulinhos de felicidade, coçando a garganta sem graça pela boba felicidade e tornando a me ajeitar para continuar o treinamento — Você acha que na hora do nervosismo eu vou conseguir lembrar dessas coisas? — perguntei, dando mais alguns socos no ar; acabei me empolgando, desviando a cabeça no ar também como se alguém estivesse tentando me dar socos... uma besteira, eu sei! mas eu tava feliz por ter conseguido, oras — Qualquer coisa eu posso sempre só dar um chute no saco do cara, né?

Dei uma leve risada com a brincadeira, parando por alguns segundos enquanto fitava os olhos crepúsculos de Daisuke. Sequei um pouco do suor na testa com o ante-braço, com a risada se transformando em outro sorriso de orelha-a-orelha, fixo e direcionado para o ruivo... Dito isso, acabei me perdendo um pouco em pensamento. Sério, em que universo a Karinna de alguns meses atrás se imaginaria nessa situação? Completamente abobalhada, apaixonada, feliz por estar sendo treinada pela pessoa que gosta? E principalmente que essa pessoa seria o Daisuke? Em nenhum universo.

Nenhum.

— ... — abaixei os braços, dando um único passo na direção do Ranger, que estava de frente pra mim — Acho que já te agradeci umas duzentas vezes só hoje, mas... Obrigada de novo. — sequer me importei que estávamos os dois cobertos de suor, envolvendo ambos os braços atrás do pescoço de Daisuke — Deixa eu ficar um pouquinho assim. — falei com a voz quase inaudível, deitando a cabeça sobre sua clavícula, fechando os olhos e pressionando meu corpo contra o dele, aproveitando uma leve brisa com cheiro da floresta que nos rodeava; se antes eu disse que talvez esse fosse o melhor lugar do mundo, agora eu tinha certeza — Se alguém tivesse me ensinado isso a algum tempo atrás, acho que eu não teria metade dos traumas que eu tenho. — disse com a voz ainda baixa; aconcheguei a cabeça, esfregando-a levemente contra a camisa do ruivo, abrindo um leve sorriso — Parece que você entrou na minha vida pra mudar ela por inteiro, né? — essa última frase quase não saiu e torci internamente para que Daisuke não tivesse escutado, mas, ah, dane-se se tiver também... tenho que parar de ser orgulhosa — ...

E assim ficamos por alguns minutos, até que ergui a cabeça e roubei um beijo do ruivo, suado e embaixo do sol mesmo — a essa altura, quem liga, né? — mas bem apaixonado. Encerrando-o, abri um sorriso e me afastei do ruivo, dando um ultimo beijo em sua bochecha; sinalizei com a mão para que déssemos um pouco de atenção para nossos pequenos, mas assim que voltei meu olhar para todos, a maioria estava encarando a gente, talvez curiosos já que não sabiam exatamente o que estávamos fazendo. Enrubesci quase que por completa, igual um tomatinho, sem graça.

— TÃO OLHANDO O QUÊ? CONTINUEM TREINANDO! — cruzei os braços e fiz um bico, mandando um beijo para o pequeno Kenma que parecia amar toda vez que seu pai e sua mãe se abraçavam — Sushi e Mochi... — me aproximei dos primogênitos, fazendo um carinho em cada um — Estou muito orgulhosa! Continuem envolvendo o corpo com a energia psíquica e deixem os pés bem certinhos no chão para manter o equilíbrio! Vamos tentar agora ao invés de empurrões, alguns socos, mas bem leves, o que acham? — voltei meu olhar para Sigilyph e Starmie; não podia chegar muito perto já que uma das esferas poderiam explodir, mas fiz questão de gritar para direcioná-los um pouco — Parabéns, meus bebês! Criem pelo menos mais cinco esferas psíquicas bem comprimidas e, então, quero que descomprima todas elas, até o poder psíquico de cada uma se esvair e criar uma bem maior! Mas tomem cuidado, quero ver bastante controle de vocês: se acharem melhor, fiquem rodeando-a, para ter bastante certeza de que vão conseguir controlar todo o poder dela!

Dito isso, caminhei de volta para onde estava com Daisuke e esperei que ele terminasse de direcionar seus monstrinhos também. Ergui os braços mais uma vez no estilo de boxe, abrindo um sorriso determinado no rosto:

— Vamos praticar mais um pouco? — pisquei — Agora quero que você me ensine os reflexos pra quando alguém for querer me bater de volta. — comecei a pular no chão, esquivando a cabeça de um lado para o outro; pra quem olhasse eu pareceria uma maluca, mas pelo o olhar de Daisuke eu tinha certeza que era no mínimo engraçado — Só não me bate de verdade, tá? Nada disso aqui- — passei ambas as mãos no rosto — Pode ser prejudicado. — gargalhei, ajeitando os braços mais uma vez — Mas não quero que você se segure muito, ok?

Egg escreveu:
Skiddo — 40/40
Eevee — 13/40


FORTREE

_________________
Bônus:
- Especialista II Psychic
- Skill Rocket: Queimando a Largada! (+2 Atk; +2 Sp. Atk para Pokémon em batalhas);
- Skill Rocket: Aprendizado Prático. (20% a mais de EXP em batalhas durante uma Missão Rocket);




(011) — all of me/stay - Página 10 Tumblr_p679a2SqS31x82plio1_500
(011) — all of me/stay - Página 10 Ihjnzau
(011) — all of me/stay - Página 10 Pb9XBAq(011) — all of me/stay - Página 10 IYDbMBI
Karinna
Karinna
Especialista Psychic II

Especialista Psychic II

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Cunha Dom Nov 29 2020, 02:16

Eu assistia as tentativas de Karinna com o soco, e ia a corrigindo aos poucos. - O alcance ainda ta pequeno, faz o seguinte, fica de lado pra mim e estica o braço. Depois monta a base virada pro lado que tava seu braço esticado, aí esse tem que ser o alcance dos seus socos. - Falava, novamente flexionando o braço e o forçando. - Vai tentando desse jeito e batendo no meu braço. - Dizia, e a assistia montar sua base enquanto alternava a visão entre a loira e meus Pokémon, tomando nota das dificuldades dos dois grupos aos poucos.

- Sim, você conseguiu! - Falava, quando observava a loira executar o movimento com perfeição. - Bem agora é tornar isso natural. - Complementava a fala anterior, e em seguida, quando questionado sobre os socos novos estarem em sua reação, eu apenas a observei fazendo umas brincadeiras socando o ar e ri. - Inicialmente não. Acho que você ainda age muito por impulso quando ta irritada, a não ser que torne esse posicionamento intuitivo para você. - Explicava, e ria sobre o apontamento seguinte da garota. - Sempre tem essa opção.

Em seguida, ríamos um pouco e Karinna acabava parando um pouco e me olhava nos olhos, antes de acabar sorrindo um pouco e se aproximar. - E eu já disse que não tem que agradecer. - Ria para ela. - Cuidar e zelar por você é parte do processo de gostar de ti também, loirinha. - Sorria e retribuía seu abraço, acariciando o seu cabelo e beijando sua testa. - Pode ficar o tempo que quiser. - Falava, uma voz mansa que eu raramente demonstrava. Eu ficava muito confortável perto de Karinna, e conseguia conversar com ela sobre coisas que geralmente as pessoas nem imaginam sobre mim. Isso me passava uma segurança incomum, e me deixava feliz. - Não da pra concertar o passado, mas da sempre pra melhorar o futuro. - Respondia sobre a primeira afirmação, e, ao ouvir a segunda, a apertava ainda mais no abraço. - Espero que pra melhor.

Ficamos assim por um tempo, até que a loira se aproximava para um beijo, e eu retribuía. Um beijo muito apaixonado que durou tempo suficiente para roubarmos a atenção de nossos Pokémon, mas a essa altura, não tínhamos percebido. Passamos um tempo naquilo, talvez até tenhamos demorado um pouco, mas por fim paramos, e dávamos a devida a atenção aos nossos Pokémon. Ignorei as brincadeiras e os deboches, enquanto Kenma apenas parecia ter brilho nos olhos assistindo aquilo.

- Certo, pessoal. O show acabou, seus palhaços. - Cortava o barato deles. - Se concentrem aí! Zhár, agora que já vimos que apenas usar os chicotes não são o suficiente, tente se soltar, se balançando aí e tente usar seus chicotes para amortecer a queda consiga. Hope, você tem que acompanhar o movimento da Zhár. Mantenha-se firme e forte, e não deixa ela se soltar. Não tem permissão pra usar golpes pra isso, mas ela vai continuar se puxando, então o uso do Hidden Power para sabotar a puxada dela ta liberado! - Falava para a dupla que voava no momento, em seguida, me virava para o Torchic e o Gloom. - Estamos conseguindo um bom sucesso! Kenma, agora que já sabe como sua chama interna reage a si mesmo, tente diminuí-la um pouco. Tenta abaixar sua temperatura interna para a mesma do ambiente. Já você, Brave, já que conseguiu condensar o veneno, eu quero que você tente usar seu Giga Drain com ele de formas mais criativas. A mistura do veneno e Giga Drain deve dar uma propriedade nova para o golpe, tenta moldá-lo num chicote, absorvendo a força do mini terreno que você tinha criado antes!

Para Maru e Feebas? Bem, eu me aproximava da peixinha e via um machucado, mas felizmente eu tinha um band-aid e cobria o machucado da pequena. - Escutem, é normal nos machucarmos, mas vamos evitar isso. Maru, quero que ataque somente do lado oposto ao desse machucado. Como estamos tentando a versatilidade da Feebas, mude o tipo do golpe, use um Knock Off em menor intensidade, e você, Feebas, agora deve estar começando a entender onde machuca o seu corpo, mas vamos buscar a área mais resistente do seu corpo, ta bom? Se encontrar, deve facilitar um pouco o treinamento! - Explicava para os Pokémon, antes de me encaminhar para perto da loira uma vez mais.

Dessa vez, ela queria tentar algo diferente, e até ria sobre alguma de suas brincadeiras. - Relaxa, nunca machucaria esse rostinho lindo. - Mandava um beijinho para a garota. - Bem... eu quero ver como você reage naturalmente. Levanta a guarda e tenta desviar da forma que conseguir, ao menos de início, ta bom? - Enviava um sorriso, antes dar um golpe pra frente, com a palma da mão aberta, isso bateria na guarda da menina, em seguida, tentaria encostar a mão na sua barriga e na lateral da cabeça da jovem.

All of me/stay ft. Karinna
Cunha
Cunha
Ace Trainer I

Ace Trainer I

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Kazehaya Dom Nov 29 2020, 14:52

off escreveu:próximo post eu tranco ^^

off escreveu:posts do treino: 04/05




~Feebas e Skorupi~

O garoto cuidou das feridas do peixe e já pediu para ela tomar cuidado com seu lindo corpinho, dessa forma, assim que Skorupi tentava novos golpes como o Knock Off na hora de acertar o peixinho com síndrome de patinho feio. Logo, Feebas acabava deixando que o escorpião acertasse um lado do seu corpo que não parecia estar sendo machucado como os outros. Finalmente parecia que o peixe estava achando a melhor forma de lidar com aquilo....

~Vikavolt e Ivysaur~

Vikavolt estava em um duelo realmente complicado com Ivysaur que estava tentando se soltar de todas as maneiras e num surto coletivo ele lançava seus chicotes num cano que estava servindo de passagem de água naquela área de treinamento e com isso fazia com que se soltar seja mais fácil. Num momento seguinte Ivysaur se soltava exercendo muita força e por isso conseguia pousar belo no chão graças aos chicotes que amorteciam a queda.

~Gloom e torchic~

Torchic abaixa sua temperatura assim como Daisuke pedia, mas era impossível pensar que o pinto iria ficar com a temperatura do ambiente por muito tempo, por isso acabou ficando da pior maneira, visto que Torchic acabou aumento sua temperatura mais ainda para enfim começar a diminuir, mas mesmo esse truque não o ajudou. Após mais algumas tentativas o pássaro de fogo conseguiu ficar na temperatura correta e andavam feliz pelo dever cumprido.

Já Gloom possuía uma dificuldade maior, mesmo não possuindo muito conhecimento com manipulação de veneno de outras formas que não fossem em gosmas ou pelo Toxic, o gramíneo possuía uma grande força de vontade e conseguia transformar por alguns segundos aquilo em um chicote formidável.

Do lado de Karinaa era o seguinte:

~Gallade e Alakazan~

Gallade e Alakazam começaram a trocar socos e se notava que o lutador estava se divertindo mais a cada novo soco dado, já Alakazam se divertia também, mas na defesa onde podia sentir que o impacto não estava sendo grande como o esperado antes, visto que ambos estavam conseguindo transmitir uma notável confiança um para o outro.

~Sigilyph e Starmie~

A dupla psíquica envolvia seu poder de maneira gritante, demonstrando como poderiam ser fortes se juntassem seus poderes em um só. Isso dava uma nova perspectiva aos dois e com isso elas conseguiam criar vários portais de energia da mente. Aos poucos eles iam se expandindo quase como se fossem explodir como na primeira vez, mas eles se controlavam e conseguiam manter a força demonstrando como haviam crescido mais.

Já os humanos? O que tenho a ver... Eles que lutem, literalmente.




Progressos:
+ 4 Weakness policy para cada.

~x~
Alolan Raichu ficou com 71 happy no total.
Karinna e Daisuke:
+ 1 BC por capturar Pokémon selvagem(?)
+ 4 Bootle Cap por evoluir pokémon duas vezes.
+ 2 por terem batalhado contra NPC.
EXP:
2124 de EXP para VIkavolt, Ivysaur e Skorupi.
Ivysaur passou para o Lv. 22 [924/1619] e ganhou 3 de felicidade.
Vikavolt passou para o Lv. 33 [890/4179] e ganhou 3 de felicidade.
Skorupi passou para o Lv. 28 [1345/2716] e ganhou 3 de felicidade.
Kazehaya
Kazehaya
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Cunha Dom Nov 29 2020, 20:03

Bem, como eu pensava... Karinna estava com a guarda mole, o empurrão que dei no seu braço a fez bater o rosto de leve no antebraço, quando fui encostar na barriga da garota, ela até teve reação, abaixando a guarda e deixando o rosto exposto. Nesse momento eu apenas mudei o golpe, encostei o indicador na testa dela. Em seguida, eu tentei me explicar. - Olha, sendo bem honesto, defender é a parte mais difícil. - Ria para a menina. - Eu só aceitei ir nessa porque queria ver se você era algum tipo de gênio, seus socos me impressionaram um pouco. - Falei coçando a nuca e dando um sorriso para a menina. De fato, ela até pegou bem rápido o lance do soco, mas eu tinha de chamar sua atenção. - Mas ei! Não fiquei muito confiante, ein? Se você não praticar, mais cedo ou mais tarde tu vai afrouxar na postura. - Dizia enquanto levantava o indicador para falar com a loira.

Em seguida, eu fazia um sinal para que ela esperasse e ia acompanhar o treinamento dos meus pequenos, tomando nota do seu comportamento e percebendo que estávamos chegando a conclusão do treino, eu pensava numa última etapa adequada para todos eles. Me aproximava, primeiramente de Zhár e Hope para dar as instruções de uma etapa conclusiva numa possível primeira parte do treino. - Certo, vocês dois. Agora, faremos o contrário! Zhár, você deve trazer Hope para baixo usando todas as instruções anteriores. Só não vale envolver as vinhas nas asas dele. Tu pode puxá-lo para baixo com as vinhas enquanto se segura no chão, fazer um sistema de roldanas com as árvores, tudo que não envolva usar seus movimentos! Já você, Hope, estará na situação contrária, assim que seu corpo estiver envolvido nos chicotes dela de novo, você tem que puxá-la para para cima, e tentar recuperar Zhár do jeito que ela estava antes, segurada de lado nas suas seis patas. - Depois, me virava para Kenma e para Brave. - Certo, vocês dois estão passando por maus bocados, eu sei, mas vamos dar tudo de nós. Essa é a última etapa desse primeiro treino, então vamos ver como se saem com o que foi aprendido! - Dizia com a voz empolgada. - Certo, Kenma! Você precisa oscilar sua temperatura corporal o máximo que conseguir! Deixa-a em temperatura ambiente e depois a aumente até entrar naquele estado de aquecimento anterior! Quero que tente fazer essa oscilação o mais rápido que conseguir, tente fazer duas vezes em um minuto. E você, Brave, foi muito bem com o chicote, então façamos o seguinte: envolva seu corpo nessa mistura adocicada! Ela pode funcionar como uma barreira ácida e impedir que golpes de fonte especial te afetem. Esse é o nosso ponto final! - Bradava empolgado, enquanto o Gloom abria os olhos empolgado com a chance daquilo dar certo.

Por último, caminhava até Feebas e Maru. Onde, bem, Feebas havia encontrado um ponto onde os golpes não a incomodavam, e só parava para olhar seu próprio reflexo na água, aparentemente incomodada com o curativo que eu havia feito, eu fazia sinal para que Maru parasse por um tempo, e me direcionava para a peixe. - Ei, relaxa, eu sei que o curativo é feio, mas daqui a pouco passa! Inclusive, mesmo com ele você continua linda! - Falava, fazendo um carinho na Pokémon enquanto ela soprava a água e fazia algumas bolinhas, desviando o olhar de mim. O que será que deu nela? Olhei para Maru que me encorajava apenas a continuar, aparentemente, não era algo que eu conseguiria resolver com palavras simples, mas logo consegui a atenção das duas. - Enfim! Vamos prosseguir com os treinos! Feebas, agora, você tem que se preparar, Maru vai continuar enviando os ataques com sua força média, mas tem uma diferença: ela vai usar seu Poison Jab. Esse golpe é forte, e você tem que defender! Enrijeça seus músculos e escamas e defenda o ataque com a sua parte mais rígida, enquanto você, Maru, tem que golpear a própria sorte, em movimentos aleatórios. Comece devagar, mas aumente o ritmo a medida que ver que a Feebas ta se adaptando ao movimento. - Tendo terminado as ordens, eu me direcionava até onde Karinna estava, mas meu Pokénav apitava, recebendo uma mensagem dos Rangers acerca do carregamento de Pokémon que havia sido liberado acidentalmente em algumas das rotas de Kanto, e nós teriamos a obrigação de participar.

Algo inofensivo, né? Errado! Eu tinha um milhão de coisas pra resolver antes de ir pra Kanto de novo. Suspirei e fui até Karinna, conversar enquanto os Pokémon terminavam o treino, ficando do lado da garota. - Ein, eu... recebi um chamado dos Rangers. Aparentemente Sienna fez uma merda e ta pedindo ajuda dos treinadores, eu queria ir com você, mas eu tenho um monte de coisa pra resolver antes de viajar. - Suspirei, ficando nitidamente cabisbaixo. - Além do mais, parece que eles tão procurando alguma coisa mais rara, em especial, e se demorar muito você pode não encontrar. - Falava com ela. - Então, acho que seria ideal se você fosse na frente pra procurar isso. Não da pra saber quando isso vai aparecer. Pode ser um Pokémon ou um item, sei lá. E não acho que seria justo você perder essa coisa por minha causa. - Falava com ela, e em seguida, suspirava.

O que ela iria responder?

All of me/stay ft. Karinna
Cunha
Cunha
Ace Trainer I

Ace Trainer I

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Karinna Dom Nov 29 2020, 22:20

Off escreveu:Kaze e Cunha, obg pela rota maravilhosa! Vocês são perfeitos. Espero que tirem tudo que querem no Swarm, vou ficar na torcida <3


all of me/stay

Tudo bem, eu imagino que na emoção da ameaça de brigar fisicamente as coisas aconteçam muito rápido, mas acho que sequer consigo descrever a cara de boba que fiquei quando Daisuke, em milésimos de segundos, me desarmou todinha e ainda colocou o indicador na minha testa. Se aquilo fosse de fato uma luta, eu já estaria desacordada no chão com um enorme galo na cabeça. Bufei, um pouco frustrada mas ainda assim dando uma leve risada sem graça.

— Eu sei, eu sei... Eu sou foda. — brinquei, dando um leve peteleco no nariz do ruivo — Tô brincando, nem tô confiante! — abri um sorriso — Eu prometo que vou praticar. Mas não em público, se eu praticar sozinha vão achar que eu sou maluca. — revirei os olhos — Não que já não achem, mas... Você entendeu.

Daisuke se afastava um pouco para tornar a treinar seus pequenos e, então, decidi fazer o mesmo. Todos meus quatro bebês já pareciam um pouco exaustos e talvez fosse melhor encerrar por hoje com uma última direção no que estavam fazendo. Caminhei até Teriyaki e Gyoza, adentrando o forte campo psíquico que emanava daquelas esferas sem medo de qualquer consequência.

— Parabéns, filhos! Agora é só descomprimir os portais até não sobrar nada de energia psíquica por aqui. Expanda-os como grandes espelhos, tomando cuidado para que não quebrem e depois desfaça-os em pó. Quero ver os pózinhos cor-de-rosa voando pelo ar. — mandei um beijinho para cada um, saindo dali um pouco zonza por conta do campo energético, mas segui para Alakazam e Gallade — Vocês dois, agora que já pegaram o jeito de verdade, quero que inclinem o corpo de vocês pra frente e empurrem com bastante força, como um cabo de guerra mesmo. A ideia é aprender a lidar com a pressão de um golpe, por mais potente que ele seja. Depois, quando todos acabarem, compro uns sorvetes pra vocês!

— ... — enquanto esperava Daisuke voltar para que continuássemos nosso treino, não pude deixar de ver que ele recebeu uma mensagem em seu PokéNav que mudou um pouco sua expressão; muito provavelmente era algo dos Rangers, mas não fazia ideia — Quantos Meowth você tem que salvar em cima das árvores dessa vez? — brinquei, dando um tiro no escuro, mas era de fato algo sobre seu trabalho; não pude deixar de mudar minha expressão, ficando visivelmente triste já que isso significava que precisaríamos nos afastar — Nossa, Pokémon? Item? Que merda. Talvez eu dê um pulo por lá mesmo.— limpei um pouco do suor na testa, suspirando — Não quer apresentar esse mulherão pros seus amigos da corporação, né? Tem vergonha de mim... Tá certo, Simba. Tá certo. — fiz um leve bico, cruzando os braços; uma brincadeira que mal consegui manter por alguns segundos — Poxa... — soltei as madeixas ao vento já que não continuaríamos treinando e o elástico estava apertando minha cabeça — Vamos ter que ficar um tempo sem nos ver, né? — suspirei, abraçando-o e deitando a cabeça em seu peito — Vou ficar com saudade. — sei que não poderíamos ficar juntos sempre, mas que é triste, é... com o fim do treino, me afastei do ruivo, acenando para que meus pequenos se aproximassem — Filhos, se despeçam do Simba. — todos acenaram para o Ranger e logo depois os retornei, mas não sem antes Sushi me fuzilar com os olhos porque queria o prometido sorvete — Calma aí...

Antes que Daisuke pudesse retornar seus monstrinhos, corri até Kenma, pegando-o no colo mais uma vez. Apertei-o contra meu peito, enchendo-o de beijinhos e mais beijinhos e mais beijinhos. A felicidade do pequeno com toda essa paparicação enchia meu coração de ternura, já que era visível que ele amava esses carinhos tanto quanto eu.

— Seu papai vai viajar com você e mamãe vai ter que ficar longe, tá bom? — o ígneo ameaçava um pequeno choro, o que também me deixava um pouco emocionada; DESCULPA SE EU AMO ESSE BEBEZINHO — Não fica triste, vou fazer seu pai mandar uma foto sua pra mim todo dia! E se sentir saudade de mim, pede pra ver o PokéNav dele, tem uma foto de nós dois lá. — acariciei a cabeça do pequeno — Treina bastante que eu quero ver você bem fortão na próxima vez que a gente se encontrar. Mamãe vai morrer de saudade!

Com um último abraço eu colocava o bebê de volta no chão. Ajeitei minha postura e fitei Daisuke por uns bons segundos. Foi como se um filme de tudo que passamos passasse na minha cabeça enquanto a brisa levava meus cabelos ao vento; sei que era uma despedida breve e que não deveria sentir tanto assim, mas fazia tempo que eu não me sentia tão feliz assim. Tão completa. Despedir-me do ruivo era me despedir também desse sentimento, eu acho. Não tenho muita experiência nisso, mas é normal ficar aquele vazio quando a sua outra metade da Oran Berry não está por perto, né? O garoto que tanto briguei, discuti e prometi vários socos havia, no final das contas, roubado meu coração pra ele.

Daisuke quebrou todas as paredes que coloquei diante de mim durante muitos e muitos anos sem o menor esforço. Dizem que eu que sou maluca... Mas olha esse garoto. Adentrando a tempestade que eu sou sem um único guarda-chuva, disposto a lutar contra os diversos trovões que vem com o terreno imprevisível que é estar na minha vida. Tudo porque gosta de mim. Jamais entenderei, mas serei eternamente grata ao destino por tê-lo colocado no meu caminho.

Corri para o seu abraço uma última vez, apertando minha cabeça contra o seu peito. Abri um sorriso de orelha a orelha, descendo meus dígitos de seu pescoço até sua mão, entrelaçando nossos dedos. Me coloquei na ponta dos pés, encostando minha testa na sua:

— Vê se não vai esquecer de mim, implicantezinho. — encostei meus lábios nos seus, dando um último beijo até que nos víssemos outra vez; me afastei, ainda segurando em sua mão e nos conduzi de volta ao Centro Pokémon, onde paramos na frente da porta do meu quarto — Pode deixar que eu vou me cuidar. Vou tentar não ser tão impulsiva e brava. — dei um risada sem graça, bagunçando seu cabelo e recebendo o presente que ele havia feito pra mim; virei de costas e ergui as madeixas para que ele mesmo pudesse colocá-lo no meu pescoço — Obrigada. — nessa hora meus olhos quiseram encher d'água, mas eu lutei MUITO para não chorar... parece bobeira, mas esse presentinho significava muito pra mim — Se cuida também, por favor. Nada de investigar cultos ou fantasmas que explodem na minha ausência, okay? — roubei um último selinho, posicionando a outra mão na maçaneta da porta — Boa viagem, Simba. A gente se vê em breve.

Abri a porta, acenando para o ruivo antes de fechar a porta. Encostei contra a madeira da mesma, deslizando as costas até o chão. Minha expressão era completamente agridoce: apaixonada, mas triste pela despedida. E assim permaneci por uns bons minutos, fitando o pingente de coração com um sorriso estampado no rosto.

...

Se cuida, implicantezinho.

Vou sentir saudades.

Egg escreveu:
Skiddo — 40/40
Eevee — 14/40


FORTREE

_________________
Bônus:
- Especialista II Psychic
- Skill Rocket: Queimando a Largada! (+2 Atk; +2 Sp. Atk para Pokémon em batalhas);
- Skill Rocket: Aprendizado Prático. (20% a mais de EXP em batalhas durante uma Missão Rocket);




(011) — all of me/stay - Página 10 Tumblr_p679a2SqS31x82plio1_500
(011) — all of me/stay - Página 10 Ihjnzau
(011) — all of me/stay - Página 10 Pb9XBAq(011) — all of me/stay - Página 10 IYDbMBI
Karinna
Karinna
Especialista Psychic II

Especialista Psychic II

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Cunha Dom Nov 29 2020, 23:13

OFF: Ai gente, esse final me deixou de coração apertado IASDFVNGBTIRFEND infernooo MUITO OBRIGADO PELA ROTA VCS SÃO INCRÍVEIS <3 QUE CONSIGAM PEGAR TUDO QUE QUEREM NO SWARM ATÉ A PRÓXIMA

OFF²: Tô voando para Mauville e colocando o Sobble no lugar do Feebas! OBRIGADO DE NOVO <33

O primeiro comentário de Karinna sobre o mulherão me fez rir. - Idiota. - Falava, a empurrando de leve, nem foi suficiente para ela desequilibrar. - Bem, se for esse o caso eu posso te apresentar pros meu amigos outra hora. - Soltava e deixava no ar, dando de ombros como quem não queria nada, mas isso não a impediu de fazer um drama, cruzando os braços antes de me abraçar e deitar sua cabeça em meu peito. Eu retribuía o abraço e a respondia. - Sim, mas só por um tempinho, não vai ser muito. - Falava, tentando suavizar a situação. Eu era sem jeito com despedidas, nunca sabia o que dizer exatamente.

Quando fui me despedir dos Pokémon de Karinna, eu cumprimentava o Alakazam com o cumprimento padrão e acenava com a cabeça para os outros. - Deixo ela com vocês agora, ta bom? Cuidem da loirinha explosiva. E Mochi, quando a gente se encontrar de novo, eu vou ter arranjado uma katana de madeira pra treinar com você. - Falava para o lutador, que sorria para mim em resposta, em seguida, eu me virava e via Karinna quase chorar abraçando Kenma. Eu engoli seco. Se ficasse assistindo aquilo, ia chorar também, e tenho certeza que os Pokémon dela entenderam, porque assim que esse pensamento me invadiu a cabeça, eles começaram a rir. - Ei! Ler minha mente não vale! - Protestei, fazendo eles rirem ainda mais. Em seguida, retornamos nossos Pokémon e vi os de Karinna sumirem sob a silhueta vermelha do raio escarlate que os envolvia.

É... incrível. Esses dois dias com Karinna foram extremamente diferentes. A gente fez tanta coisa, passou por tanto, riu tanto e foi... divertido. Muito mais divertido do que têm sido a minha jornada. Diferente e aconchegante são as palavras certas, para falar a verdade. Eu nunca havia me sentido tão bem, eu finalmente havia encontrado alguém que respeitasse meu espaço e meus problemas e isso, ha, isso meu amigo, não tem preço.

Ao retornar nossos Pokémon, a loira vinha correndo na minha direção e me dava um último beijo para esse encontro. - Não conseguiria nem se eu eu quisesse. - Falava com ela, antes de ela me puxar para a direção dos quartos. Ao chegarmos na frente do quarto de Bley, ela parava para falar mais algumas coisas. - E por favor, fique longe de zumbis e seitas malucas! - Suplicava pra ela, rindo em seguida. - Espera, antes que eu me esqueça, tem algo que eu quero te dar. - Falava e pedia para ela virar de costas, enquanto tirava do meu bolso um cordão feito com o Heart Scale que recebi no Doll Fanfest. Algo bem simples, na verdade, onde uma cordinha escura, típica de cordões, passava por um furo na escama e nela, as minhas iniciais queimadas. - Pra se lembrar de me levar no coração. - Dizia, ao entregar o cordão para a loira que agradecia e tinha seus olhos quase marejando. - Pode deixar, vou tentar não me envolver em confusão também. - Ria sem graça, antes da garota se despedir com um selinho e entrar dentro do seu quarto, me desejando boa viagem. - Pra você também. - Falava com um sorriso, antes dela fechar a porta e eu entrar no meu quarto.

2 dias inteiros, que foram incríveis. Eu com certeza lembraria deles pra sempre, e contaria tudo pro Gary quando visitasse seu túmulo. Abria o pingente com a foto da minha família. - Você tava certo... é muito mais divertido quando a gente segue com as pessoas que gosta. Vou me lembrar de te contar tudo quando te visitar. - Falava para a foto e começava a juntar meus pertences, antes de tomar um banho, sair para comer e fazer uma pequena alteração no meu time.

Não vi mais Karinna naquele dia, eu não sei dizer porquê, acho que ela queria evitar os esbarrões, mas eu saí para comer e alimentei meus Pokémon, reuni todos os meus pertences, e liberei Hope, subindo no besouro antes de voar na direção de Mauville, e enquanto levantava voo, pude ver Bley da janela, me vendo sumir no horizonte.

Esse não é um adeus. A gente se encontra depois. Até logo, loirinha.

All of me/stay ft. Karinna
Cunha
Cunha
Ace Trainer I

Ace Trainer I

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Kazehaya Seg Nov 30 2020, 10:04

off escreveu:EU AMEI DEMAIS ESSA ROTA!! MUITO OBRIGADO POR ME ATURAREM E POR TEREM ENTRADO DE CABEÇA NO MEU PLOT MALUCO <333

BOA SORTE NO SWARM AMORES <333 AMO VCSSS


exp escreveu: + 2BC para cada um!

Daisuke~

2063 de EXP para Ivysaur passou para o nível Lv. 23 [1368/1765] e ganhou 3 de felicidade. Ganhou 4 de def(total14)

3066 de EXP para Gloom, passou para o nível Lv. 33 [2017/4179] e ganhou 3 de felicidade. Ganhou 4 de sp. def

3169 de EXP para Vikavolt, manteve o nível Lv. 33 [4059/4179] e ganhou 4 de def(total 7)

2653 de EXP para Skorupi, passou para o nível Lv. 29 [1282/2960] e ganhou 3 de happy. Ganhou 4 de Atk.(total 12)

1125 de EXP para Torchic, passou para o nível Lv. 15 [121/571] e ganhou 9 de happy. Ganhou 4 de sp def Pode aprender Sand Atk

1125 de EXP para Feebas, passou para o nível Lv. 15 [121/571] e ganhou 9 de happy. Ganhou 4 de def. Pode aprender Tackle


Karinna

4356 de EXP para Sigilyph, passou para o nível Lv. 40 [4286/7639] e ganhou 3 de happy. Ganhou 4 de sp atk

3051 de EXP para Starmie, passou para o nível Lv. 29 [879/2960] e ganhou 3 de happy. ganhou 4 de sp atk.(total 14)

4474 de EXP para Alakazam, passou para o nível Lv. 41 [2680/8021] e ganhou 3 de happy. ganhou 4 de def. (Total 22)

4000 de EXP para Gallade, passou para o nível Lv. 37 [2258/5899] e ganhou 3 de happy. ganhou 4 de def


ROTA TRANCADA, PODEM PROSSEGUIR
Kazehaya
Kazehaya
Ace Trainer II

Ace Trainer II

Alertas :
(011) — all of me/stay - Página 10 Left_bar_bleue0 / 100 / 10(011) — all of me/stay - Página 10 Right_bar_bleue


Ir para o topo Ir para baixo

(011) — all of me/stay - Página 10 Empty Re: (011) — all of me/stay

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Ir para o topo Ir para baixo

Página 10 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos